Mensagens recentes

Páginas: 1 2 3 4 5 [6] 7 8 9 10
51
Mundo / Re: Sector Energético
« Última mensagem por goldfinger em Julho 17, 2024, 01:25:43 pm »
Si, @OperadorNuclear publica post muy interesantes
52
Marinha do Brasil / Re: Flotilha do Mato Grosso: Comando do 6º Distrito Naval
« Última mensagem por Vitor Santos em Julho 17, 2024, 01:22:17 pm »
Flotilha do 6º DN desce a Buenos Aires para participar da operação Acrux XI, junto a unidades da ARA e AN Uruguay.

O Navio-Transporte Fluvial “Paraguassu”, o Navio de Apoio Logístico Fluvial “Potengi”, o Navio-Patrulha “Piratini” e o Navio de Assistência Hospitalar “Tenente Maximiano”, meios do Comando da Flotilha de Mato Grosso, organização militar subordinada ao Comando do 6º Distrito Naval,  suspenderam do cais da Base Fluvial de Ladário no dia 23 de junho para a execução da 11ª edição da “ACRUX” que, neste ano, será realizada no período de 12 a 24 de julho, em Buenos Aires, tendo como anfitriã a Armada Argentina.



Fonte: https://www.agencia.marinha.mil.br/

Sds







53
Exército Brasileiro / Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Última mensagem por Vitor Santos em Julho 17, 2024, 01:14:54 pm »
Tropas do Rio de Janeiro participam da Operação Punho de Aço


Citar
Rio de Janeiro (RJ) – Garantir o preparo da tropa para atuar com alto nível de prontidão diante de em qualquer cenário é o objetivo da Operação Punho de Aço. O exercício, realizado na Academia Militar das Agulhas Negras no início do mês de julho, reuniu cerca de mil militares, que enfrentaram uma série de situações de combate simulado, com foco no adestramento operacional e na superação de desafios logísticos. A Operação também é parte importante da preparação da Força de Prontidão da unidade.

Durante a Operação, militares da Brigada atuaram na simulação de uma operação defensiva, cuja missão era deter o inimigo agressor e, em seguida, evoluir para o emprego de manobras ofensivas. Após a emissão de ordens, a tropa se deslocou para posições de defesa, preparando o terreno e fortificando suas posições. A coordenação entre as diversas capacidades da Brigada foi essencial para o sucesso da missão, o que pôde ser verificado na resolução dos problemas militares simulados. Essas atividades são projetadas para testar e melhorar habilidades individuais e coletivas das tropas, assegurando uma preparação robusta para o enfrentamento de qualquer ameaça.

Além de ser parte importante do processo de certificação da Força-Tarefa Encouraçada como Força de Prontidão, a Operação Punho de Aço representa o esforço contínuo do Exército para manter-se atualizado com novas tecnologias e táticas de combate essenciais à defesa da soberania nacional. Durante o exercício, a tropa empregou equipamentos modernos de fabricação nacional, como a viatura blindada Guarani e o Fuzil IA2.

A 9ª Brigada de Infantaria Motorizada é parte importante da Força de Prontidão da Força Terrestre e mantém o maior contingente do Exército Brasileiro, totalizando aproximadamente 6 mil homens e mulheres divididos em 11 organizações militares.

 :arrow: EB




54
Força Aérea Portuguesa / Re: F-35A Lightning II na FAP
« Última mensagem por Pescador em Julho 17, 2024, 01:08:16 pm »


Eu suponho que os que embadeiraram em arco com o sonho lindo do F-35 são os mesmos que agora entram em profunda depressão com a ideia de Portugal se transformar numa favela.

Devem ser os foristas "instáveis".

Façam mais desporto.

Mais ainda?

Suponho que aos aculturados e comprados, lhes irrite outros não o serem e desmontarem o seu discurso
Mas a solução passa sempre por apontar o azimute a sul e andar para lá. É tão bom
55
Exército Brasileiro / Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Última mensagem por Vitor Santos em Julho 17, 2024, 01:08:15 pm »
2ª Divisão de Exército - Tiro das Armas Coletivas 2024


Citar
Resende (RJ) – Entre os dias 08 e 11 de julho aconteceu o Exercício de Tiro das Armas Coletivas, no Campo de Instrução da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), com a participação das Grandes Unidades (GU) subordinadas à 2ª Divisão de Exército (2ª DE).

A atividade teve por objetivo aprimorar a prontidão operacional da 2ª DE e de suas GU, e preparar os militares que participarão da Operação Perseu, adestramento avançado a ser desenvolvido no mês de novembro de 2024.

O exercício foi organizado em oficinas teóricas e práticas dos armamentos coletivos empregados pelas tropas da 2ª DE, incluindo a Metralhadora leve MAG, Metralhadora .50, Canhão 90 mm da viatura Cascavel, metralhadora .50 REMAX da viatura Guarani, Lança Rojão AT-4 e Canhão sem recuo Carl Gustaf 84mm.

 :arrow:  https://2de.eb.mil.br/index.php/component/content/article?id=2370





56
Força Aérea Portuguesa / Re: UH-60A Black Hawk na FAP
« Última mensagem por sivispacem em Julho 17, 2024, 01:07:28 pm »
Então mas cederam as 12,7mm todas à marinha para a motoreta com side car? Não existe nada melhor que uma automática...  :mrgreen:



Saudações  :mrgreen:

P.S. Aquele vermelho fere a vista. Que tal cor de rosa choque?  :mrgreen:



Esse rosa está reservado a Marinha para os próximos

Os NPO armados com a M2 com miras de ferro é que deviam ser pintados dessa cor....  :snip:
57
É só pedir aos que estiveram em África para transmitir o conhecimento que têm de colocar sacos de areia e está o problema resolvido.

vê-se que não és da Marinha, senão dizias uma mini adega lá atrás  ;D ;D ;D
58
Força Aérea Portuguesa / Re: UH-60A Black Hawk na FAP
« Última mensagem por Pescador em Julho 17, 2024, 01:00:21 pm »
Então mas cederam as 12,7mm todas à marinha para a motoreta com side car? Não existe nada melhor que uma automática...  :mrgreen:



Saudações  :mrgreen:

P.S. Aquele vermelho fere a vista. Que tal cor de rosa choque?  :mrgreen:



Esse rosa está reservado a Marinha para os próximos
59
Marinha Portuguesa / Re: Novos SSK da Marinha
« Última mensagem por Pescador em Julho 17, 2024, 12:57:20 pm »
Gosto de civis e outros pseudo militares de gabinete e teóricos do airsoft ou jogos de PC,  de falarem das merdas e acusarem outros de...sei lá militaristas, belicistas, etc

Adoro mesmo

Gostava de ter levado um desses comigo um dia
60
Exército Brasileiro / Re: Companhia de Precursores Pára-quedista (Cia Prec Pqdt)
« Última mensagem por Vitor Santos em Julho 17, 2024, 12:54:10 pm »
Não há dúvida que os Precs no Brasil são usados como uma espécie de FOEsp.

De fato.

Citar
No período de 24 a 28 de junho de 2024, a Companhia de Precursores Pára-quedista participou do Adestramento Conjunto de Combate em Ambiente Confinado (Close-Quarters Combat).

Sob coordenação do Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais (Btl Op Esp Fuz Nav), o adestramento teve como objetivo nivelar Técnicas, Táticas e Procedimentos em CQC e APH Tático (Tactical Combat Casualty Care - TCCC) para frações de Operações Especiais das Forças Armadas e Forças Auxiliares.

A atividade foi executada em 3 módulos de CQC e TCCC em atividades diurnas e nortunas, possibilitando a manutenção da interoperabilidade das diversas organizações envolvidas.

Além da Companhia de Precursores Pára-quedista, participaram do adestramento, equipes do BtlOpEspFuzNav (Btl Tonelero), do Grupamento de Mergulhadores de Combate (GRUMEC), do Grupo de Pronta Intervenção da Polícia Federal (GPI-RJ), do Batalhão de Operações Especiais da PMERJ (BOPE-RJ) e da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil (CORE-RJ).

A Companhia de Precursores agradece o apoio do Batalhão Tonelero em prol do adestramento e união entre as distintas tropas de operações especiais, elevando o poder de combate e capacitação de nossas Forças.

Fonte: Cia Prec Pqdt









Páginas: 1 2 3 4 5 [6] 7 8 9 10