Orgulho de Ser Português

  • 290 Respostas
  • 80611 Visualizações
*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1445
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #75 em: Outubro 25, 2008, 01:08:05 am »


Citar
Os soldados Indianos, Turcos ou Muçulmanos, faziam uso do Tulwar, a cimitarra curva que associamos aos Árabes e de um arco que lhes permitia atirar flechas a uma distância efectiva entre 400 metros e 50 metros, fora da qual, a arma se tornava inútil. O mosquete que possuía o soldado Português não explica a superioridade, visto que tinha um alcance e rapidez de tiro inferior aos arcos e flechas inimigos. Porém, armado com uma espécie de florete na mão direita e uma curta adaga com guarda-mão em forma de vela, na esquerda, tinha a seguinte estratégia:

Uns 40 soldados, desembarcam para enfrentar uma linha de 300 soldados Indianos posicionados a 400 metros do desembarque, após o que carregavam "loucamente", assim dizem os relatos, em corrida contra o inimigo, vencendo essa distância no mais curto espaço de tempo. Depois, cada um fazendo uso da pequena espada para aparar o previsível ataque inimigo, ao mesmo tempo prendendo-lhe a lâmina, utilizando a espada que assim sobrava para lhe tirar a vida.

Valentia? Alguma. É preciso tomates para correr 400 metros contra 300 gajos que atiram flechas contra nós. Táctica? Bastante. Afonso de Albuquerque era um meste táctico, bem como outros fidalgos que se preparavam toda a vida para fazer a guerra. E algum fervor religioso. A fuga em frente tornou o soldado Português grandemente respeitado e temido nesse tempo.

Assim, foi com apenas 6 naus que Afonso de Albuquerque conquistou a baía de Hormuz a 250 navios Indianos.

Primeiro, fazendo círculo com os seus barcos, que usando o canhão de carregar pela culatra, uma técnica que só se vulgarizou duas centenas de anos mais tarde, que permitia disparar seis vezes mais rapidamente que os canhões de carregar pela boca do inimigo.

Depois, com o conhecimento dos marinheiros Portugueses em emprestar às suas balas de canhão, o efeito que uma pedra arremessada sobre a superfície de um lago, que a projecta muito mais longe. Este efeito nas balas de canhão dava um alcance de 1.800 metros, contra os 700 metros do inimigo, e com tal poder que, por vezes, atravessavam dois barcos inimigos num único disparo.

Por fim, a disposição da artilharia junto à linha de água na nau Portuguesa que possibilitava a técnica anterior, fazia ao mesmo tempo, com que os projécteis atingissem os barcos inimigos também junto à linha de água, logicamente fazendo com que metessem água com facilidade e afundando-se rapidamente.

[/b]
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #76 em: Outubro 25, 2008, 11:57:30 pm »
Rui Ochôa mostra presença quinhentista portuguesa no Mundo

O fotógrafo Rui Ochôa procurou captar e transmitir a forte presença portuguesa em África, Ásia ou Amesterdão que mostra num álbum que será apresentado segunda-feira em Lisboa.

Em declarações à Lusa, Ochôa afirmou que o álbum - «Portugal, tão longe» - é o «corolário» de sete anos de viagens por locais onde estiveram os portugueses nos séculos XV e XVI.

«Este álbum é corolário de sete anos de viagens a acompanhar técnicos da Fundação Calouste Gulbenkian entre 1999 e 2006, em que se percorreu locais onde há património português», disse o fotógrafo. A sinagoga portuguesa de Amesterdão, Arzila e Safim, em Marrocos, S. João Baptista de Ajudá, no Benim, Mombaça, no Quénia, a Ilha de Ormuz no Sul do Irão, Goa, Sri Lanka ou Malaca, são alguns dos lugares fotografados.

«Eu tinha um dupla missão. Por um lado a parte técnica, fotografar o monumento como ele é, de cima, de baixo, este ou aquele pormenor, e depois a vertente mais jornalista que é o que eu sou», explicou.«Nas minhas fotografias tive sempre esse cuidado, que tem a ver com os afectos e é uma característica minha: há sempre pessoas nas minhas fotografias.

Em cerca de 90% das cerca de 200 fotografias do livro há uma presença portuguesa, é uma coisa muito típica em mim», disse.

Entre os monumentos portugueses dos séculos XV e XVI figura a Igreja do Santo Rosário em Dacca, construída pelos frades agostinhos portugueses.Percorrer estes locais emocionou o fotógrafo, que gostava, «entre muitas coisas», de ser historiador. «Várias vezes senti um grande orgulho de ser português.

Não só pela presença portuguesa que nestes sítios continua a ser muito forte, até nas populações», observou Ochôa, citando o exemplo de Malaca.«Num bairro de pescadores, de malaios, que nem sabem se calhar onde é Portugal, choram ao ouvir o hino de Portugal e eu ouvi cantarem o fado de Coimbra, com sotaque mas cantaram», recordou.Segundo o fotógrafo, «a presença portuguesa é muito forte» jogando-se ainda o chinquilho e outros jogos tradicionais portugueses.

Lusa

 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1445
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #77 em: Outubro 26, 2008, 12:11:13 am »
Citação de: "André"
Não só pela presença portuguesa que nestes sítios continua a ser muito forte, até nas populações», observou Ochôa, citando o exemplo de Malaca.«Num bairro de pescadores, de malaios, que nem sabem se calhar onde é Portugal, choram ao ouvir o hino de Portugal e eu ouvi cantarem o fado de Coimbra, com sotaque mas cantaram», recordou.Segundo o fotógrafo, «a presença portuguesa é muito forte» jogando-se ainda o chinquilho e outros jogos tradicionais portugueses.


Veja-se o caso destes indianos em Goa:



 :G-beer2:
 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1445
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #78 em: Outubro 26, 2008, 12:28:02 am »
Acho que é precisamente nestes exemplos que podemos comprovar a " singularidade " da colonização portuguesa.

Não acredito que a maioria dos territórios colonizados por outras potências estrangeiras sintam o mesmo sentimento de carinho pela pátria "mãe".

Mas claro, casos são casos...
 

*

macholuso

  • 147
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #79 em: Outubro 26, 2008, 11:12:00 am »
Citação de: "André"
18 boas razões para se gostar de ser português

1- MISCIGENAÇÃO
Deus fez os Negros, Brancos e os Amarelos, e o português se encarregou de inventar os Mulatos... é uma tese arriscada, mas politicamente correcta. Isto, porque é discutivel se foi Deus Cristão, Muçulmano ou Judeu, se foi um grande arquitecto, a teoria evolutiva de Darwin ou extraterrestes que aterraram na ilha de Páscoa.
Quanto aos mulatos não temos dúvidas. Enquanto os Ingleses e holandeses cultivavam a separação colonial, o Português praticava uma virtude: a Miscigenação.

2- O DESENRASCANÇO
Somos exímios: enquanto os alemães fazem gráficos, os norte-americanos contas os ingleses horários e os suíços projectos, nós "desenrascamos" um sistema, em cima do joelho, e a coisa funciona.

3- GINGINHA-LICOR BEIRÃO
São, juntamente com o medronho, a forma mais rápida, saborosa e nacionalista de etilizar as sipnases. Com moderação, o efeito vasodilatador previne acidentes cardiovasculares e aumenta a esperança de vida. Em dosagens duplas, anestesiam eficazmente as dores, afogam as mágoas mais resistentes, liquefazem as tristezas e, se não pagarem as dívidas, pelo menos as faz esquecer por algumas horas. Outros álcoois têm exactamente o mesmo efeito, mas estes são só nossos.

4 - FADO
Fado é destino, sorte-má sorte tantas vezes. Mas é um produto português mais conhecido no Mundo. É a mão que bate no peito luso, até doerem os ouvidos.

6 - GUITARRA PORTUGUESA
Verdadeiro ex-líbris da música portuguesa. É o toque da alma lusa. Prova final da capacidade de um guitarrista; "Quem não tem unhas não toca guitarra"".

7 - AZEITE
Foi eleito por nutricionistas unidos de todo o mundo como a gordura que não faz mal, que prolonga a vida, sem colestrol e cheio de virtudes. Tudo isso parece irrelevante: facto é que o nosso azeite é excepcional, seja em pratos elaborados ou simplesmente com pão e alho.

8 - TOURADA
Existe na vizinha Espanha, mas a nossa não é chata como a deles. A nossa tem galhardia e movimento quando a cavalo. A pé, a mestria pode ser idêntica com a capa, mas nós temos os forcados, um grupo de tipos que entram na arena e decidem agarrar o touro pelos cornos. Assim de simples, é mais corajoso e mais bonito.

9 - CAVALO LUSITANO
Cobiçado por Rainhas e estrelas de cinema, ágil e leve como uma pena, o cavalo lusitano é um dos mais nobres representantes da raça equestre.

10- QUEIJOS
Se não derretem no prato, derretem na boca. Os nossos queijos destroem em 5 minutos qualquer decisão de dieta.

11- ALQUEVA
O maior lago artificial da Europa promete tornar o Baixo Alentejo em campos verdejantes e férteis. E, contrariando os prognósticos mais pessimistas, só demorou 2 anos a encher. Se a água é o ouro do futuro, Portugal tem uma gigantesca mina.

12- CRISTIANO RONALDO
Da Madeira para as escolas do Sporting, destas para a equipa principal e dali para o Mundo. Em Manchester incendiou paixões, levou o Manchester United ao topo do mundo no futebol europeu e está perto de ser o melhor jogador do mundo.

13 - CARACÓIS
A primeira pergunta é como raio se lembraram de começar a comer um bicho daqueles? Não fazemos ideia, mas ainda bem que o fizeram. É uma verdadeira homenagem ao espirito criativo dos portugueses,conseguir com esta matéria prima, criar um dos melhores petiscos de todo o mundo.

14 - TREMOÇOS
O marisco favorito dos portugueses a provar que a simplicidade é uma arte. Um copo de cerveja geladinha, de espuma densa e cheia de gás e um pratinho de tremoços. Não enche o estômago, mas conforta a alma.

15 - O BULHÃO
È mercado. Sozinho representa tudo o que os mercados portugueses têm de melhor; bons produtos, sempre frescos e vendidos por mulheres ainda mais "Frescas"....
A evitar só mesmo em alturas eleitorais...

16 - PRAIAS - FALÉSIAS
As praias e as falésias estão para Portugal como os alpes para a Suíça; em matéria de férias, são o ponto mais alto da Europa.

17 - LINCE DA SERRA DA MALCATA
As más linguas dizem que é tão bom, tão bom, e que se esconde tão bem que ninguém o consegue ver.

18 - CALÇADA PORTUGUESA
Ok, é verdade: quando chove o risco de cair nela é maior. A manutenção é cara e muitas vezes negligenciada. A sua beleza é inegável, o chão que pisamos é dos mais belos do mundo. A relação com ela é tão forte que até se canta no fado; "chorar as pedras da calçada".....

 :D  :lol:


não me parece que haja aqui muita coisa de que me orgulhar. Esta mensagem deve ter sido enviada por um campónio ignorante, mas é o país que temos c34x
I did not have..repeat.. did not have sexual relations with that woman
Bill Clinton
 

*

macholuso

  • 147
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #80 em: Outubro 26, 2008, 11:14:30 am »
Citação de: "TOMSK"


Citar
Os soldados Indianos, Turcos ou Muçulmanos, faziam uso do Tulwar, a cimitarra curva que associamos aos Árabes e de um arco que lhes permitia atirar flechas a uma distância efectiva entre 400 metros e 50 metros, fora da qual, a arma se tornava inútil. O mosquete que possuía o soldado Português não explica a superioridade, visto que tinha um alcance e rapidez de tiro inferior aos arcos e flechas inimigos. Porém, armado com uma espécie de florete na mão direita e uma curta adaga com guarda-mão em forma de vela, na esquerda, tinha a seguinte estratégia:

Uns 40 soldados, desembarcam para enfrentar uma linha de 300 soldados Indianos posicionados a 400 metros do desembarque, após o que carregavam "loucamente", assim dizem os relatos, em corrida contra o inimigo, vencendo essa distância no mais curto espaço de tempo. Depois, cada um fazendo uso da pequena espada para aparar o previsível ataque inimigo, ao mesmo tempo prendendo-lhe a lâmina, utilizando a espada que assim sobrava para lhe tirar a vida.

Valentia? Alguma. É preciso tomates para correr 400 metros contra 300 gajos que atiram flechas contra nós. Táctica? Bastante. Afonso de Albuquerque era um meste táctico, bem como outros fidalgos que se preparavam toda a vida para fazer a guerra. E algum fervor religioso. A fuga em frente tornou o soldado Português grandemente respeitado e temido nesse tempo.

Assim, foi com apenas 6 naus que Afonso de Albuquerque conquistou a baía de Hormuz a 250 navios Indianos.

Primeiro, fazendo círculo com os seus barcos, que usando o canhão de carregar pela culatra, uma técnica que só se vulgarizou duas centenas de anos mais tarde, que permitia disparar seis vezes mais rapidamente que os canhões de carregar pela boca do inimigo.

Depois, com o conhecimento dos marinheiros Portugueses em emprestar às suas balas de canhão, o efeito que uma pedra arremessada sobre a superfície de um lago, que a projecta muito mais longe. Este efeito nas balas de canhão dava um alcance de 1.800 metros, contra os 700 metros do inimigo, e com tal poder que, por vezes, atravessavam dois barcos inimigos num único disparo.

Por fim, a disposição da artilharia junto à linha de água na nau Portuguesa que possibilitava a técnica anterior, fazia ao mesmo tempo, com que os projécteis atingissem os barcos inimigos também junto à linha de água, logicamente fazendo com que metessem água com facilidade e afundando-se rapidamente.

[/b]


isto faz-me lembrar as grandes vitórias do exercito britanico contra ..os pigmeus :cry:
I did not have..repeat.. did not have sexual relations with that woman
Bill Clinton
 

*

macholuso

  • 147
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #81 em: Outubro 26, 2008, 11:23:02 am »
Citação de: "TOMSK"
Retirado de um site sobre o trabalho do Professor Rainer Daehnhardt


Citar
1415
To organize the expedition to Ceuta ships were rented while others were built in Portugal to carry the expeditionary forces that were formed by the King’s vassals and by men supplied by the nobles. The enthusiasm was so great and so great was the impatience to serve, that a nobleman aged 90 years old presented himself with his troops.

1512
Fernão Lopes de Andrade, with a fleet of 17 sails manned by 350 Portuguese and some Malays attacks the fleet of Pate-Onuz that was coming from Malacca, composed of 90 sails and a garrison of 12.000 men. After a brave fight that took many hours, victory descended at the hands of the Portuguese, at whose hands many ships fell, while others were burnt or sunk. This battle, which filled with terror the various kingdoms of the region, was one of the most outstanding victory the Portuguese achieved in India.

1516
The King of Fez, having placed siege on the Portuguese fortress of Arzilla with 100.000 men is forced to abandon the siege.
Note: Nothing else is referred in this short chronicle.

1518
Conquered by the great Afonso de Albuquerque, the famous city of Malacca grew in trade, and the oppulence of its citizens and the grandiosity of its buildings excited the neighbouring princes and the wish for its dominance. Many tried to after the Portuguese Arm showed it was not invincible. Of all, Mahamet, now king of Bintan learnt from spies that the fortress had only a garrison of 200 men, many of whom were sick. Grabbing the opportunity of such a situation and its timing, Mahamet came with 1.500 chosen infantry men and many well armed elephants, and by sea a fleet of 60 ships full of men and of instruments of expugnation.

Here a Nature’s wonder happened. Once the alarm was sounded and word passed around that the enemy was at sight, it happened that the sick soldiers, excited by the military preparations, tried to get up and suddenly the fevers that opressed and tied them to their sickbeds left them and they ran to the walls, mixing with the healthy ones, and with noble pride and unique bravery faced the furious assault.

Many have witnessed a bullet remove the head of a Portuguese and his body remaining still for a space of time. Mahamet kept fighting for 20 days, yet all the assaults on the fortress were bravely repelled, until, all hope lost and having suffered 330 casualties, the assault was ended and the King returned home.

This glorious event costed the lives of 18 Portuguese.
Note: The number of casualties is pointed out with such an exactitude that it may be questionable.

1529
Lopo Vaz de Sampaio, with a fleet of 6 galleons and 13 light ships defeats the Samorim’s fleet of 130 sails.
Note: Nothing else is referred in this short chronicle.

1538
The pirate known as Pate-Marcar that infested the Indian seas with 50 ships and 8.000 men disembarked at Beadalla. There, Martim Affonso de Sousa with 400 Portuguese attacks and defeats the pirate. Of the enemy’s fleet that was anchoured, 25 sails were set on fire while the remaining where taken as well as 400 canons and 1.500 guns.

1538
The illustrious Nuno da Cunha, Governor of India, to rescue the fortress of Diu that the Turks have dangerously surrounded, resorted to a most unique artifice. Having sent some ships to give battle, in each of them had four torches placed before arriving by night. The small fleet started firing their artillery, among war cries and shouts which caused great effect among the turks who though the lights corresponded to a much bigger fleet, seeming like the whole of Portuguese India was after them, immediately raised the siege, not wanting to taste their fortune against the Portuguese.

1546
In the second siege of Diu, the place became so narrow that the captain-major of the fortress proposed to his council that they got out of the fortress, and at the enemy’s ground would give them battle and die over the bodies of the turks. The enemy did not ignore the state of the fortress, deciding on a final assault, hoping for a most certain victory. Exploding a mine that they have placed below the tower of St.Thomas which was destroyed, the Turks attacked from all sides with such migh that the Portuguese resisted in a very costly way. The battle was burning everywhere, often with the enemy riding on the fortress walls, fighting at close quarters. Many fell, but more took their place, and it was such the fire that the Turks threw that the Portuguese had to fight among the flames.

The captain-major ordered that some basins of water were brought so that the soldiers could refresh their bodies from the heath of the fire that surrounded them. At the occasion of this providence an unusual case took place that is worthy of note. Antonio Moniz Barreto commanded the defense of a tower, and was lowering towards a basin to refresh himself, was pulled by an arm by a soldier who shouted: how come? Do you want to loose His Majesty’s tower? Barreto replied: I am burning, I must refresh myself. The soldier shouted again if the arms are good, the rest is nothing! Antonio Moniz Barreto heard the admonishment of that courageous soldier that later gave him all sort of favours and named him the fire soldier.

1550
Death of the celebrated D. Pedro de Menezes, captain of Tangere.
Having commanded eighty horsemen against three thousand moors, he was killed; however his death was avenged with the retreat of the enemy.

1551
The Prince of Chembe with an army of 30.000 men is defeated by 4.000 Portuguese comanded by the Vice-Roy D. Affonso de Noronha.

1559
A Portuguese fleet of six sails manned by 200 soldiers defeats another from the Samorim, composed of thirteen sails and a garrison of 2.000 fighting men.

1559
The kings of Malabar, joined against the Portuguese, attack the fortress of Cananor with a mighty army. The besieged, with the aid of 400 Portuguese that arrived in a small fleet, defeat the enemy who lost 15.000 men. The battle lasted from 3 hours in the morning until 4 hours in the afternoon.

eu falo alemão. tens alguma link para este professor?
I did not have..repeat.. did not have sexual relations with that woman
Bill Clinton
 

*

macholuso

  • 147
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #82 em: Outubro 26, 2008, 11:29:39 am »
Citação de: "TOMSK"
"A GNR é mais temida nas ruas de Dilí do que as tropas da Nova Zelândia, Austrália e Malásia."
Reportagem da televisão neo-zelandesa sobre a GNR.

http://www.youtube.com/watch?v=g4nXsG47Ts4


porque ao contrario dos outros estao ao serviço do governo de timor e abusam a vontade da autoridade, ou não percebes ingles?
I did not have..repeat.. did not have sexual relations with that woman
Bill Clinton
 

*

macholuso

  • 147
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #83 em: Outubro 26, 2008, 11:46:39 am »
Citação de: "TOMSK"
Citação de: "komet"
Dispenso o 8  :wink:

Dessa lista, poucas são as coisas que me orgulham de ser português.

Pior do que a 8 apenas a 12...

Tremoços, caracóis, bulhão ??? Muito menos...

Mas pronto...

concordo, ainda ha muita rascalhice por aí
I did not have..repeat.. did not have sexual relations with that woman
Bill Clinton
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #84 em: Outubro 26, 2008, 12:05:35 pm »
Citação de: "macholuso"
Citação de: "André"
18 boas razões para se gostar de ser português

1- MISCIGENAÇÃO
Deus fez os Negros, Brancos e os Amarelos, e o português se encarregou de inventar os Mulatos... é uma tese arriscada, mas politicamente correcta. Isto, porque é discutivel se foi Deus Cristão, Muçulmano ou Judeu, se foi um grande arquitecto, a teoria evolutiva de Darwin ou extraterrestes que aterraram na ilha de Páscoa.
Quanto aos mulatos não temos dúvidas. Enquanto os Ingleses e holandeses cultivavam a separação colonial, o Português praticava uma virtude: a Miscigenação.

2- O DESENRASCANÇO
Somos exímios: enquanto os alemães fazem gráficos, os norte-americanos contas os ingleses horários e os suíços projectos, nós "desenrascamos" um sistema, em cima do joelho, e a coisa funciona.

3- GINGINHA-LICOR BEIRÃO
São, juntamente com o medronho, a forma mais rápida, saborosa e nacionalista de etilizar as sipnases. Com moderação, o efeito vasodilatador previne acidentes cardiovasculares e aumenta a esperança de vida. Em dosagens duplas, anestesiam eficazmente as dores, afogam as mágoas mais resistentes, liquefazem as tristezas e, se não pagarem as dívidas, pelo menos as faz esquecer por algumas horas. Outros álcoois têm exactamente o mesmo efeito, mas estes são só nossos.

4 - FADO
Fado é destino, sorte-má sorte tantas vezes. Mas é um produto português mais conhecido no Mundo. É a mão que bate no peito luso, até doerem os ouvidos.

6 - GUITARRA PORTUGUESA
Verdadeiro ex-líbris da música portuguesa. É o toque da alma lusa. Prova final da capacidade de um guitarrista; "Quem não tem unhas não toca guitarra"".

7 - AZEITE
Foi eleito por nutricionistas unidos de todo o mundo como a gordura que não faz mal, que prolonga a vida, sem colestrol e cheio de virtudes. Tudo isso parece irrelevante: facto é que o nosso azeite é excepcional, seja em pratos elaborados ou simplesmente com pão e alho.

8 - TOURADA
Existe na vizinha Espanha, mas a nossa não é chata como a deles. A nossa tem galhardia e movimento quando a cavalo. A pé, a mestria pode ser idêntica com a capa, mas nós temos os forcados, um grupo de tipos que entram na arena e decidem agarrar o touro pelos cornos. Assim de simples, é mais corajoso e mais bonito.

9 - CAVALO LUSITANO
Cobiçado por Rainhas e estrelas de cinema, ágil e leve como uma pena, o cavalo lusitano é um dos mais nobres representantes da raça equestre.

10- QUEIJOS
Se não derretem no prato, derretem na boca. Os nossos queijos destroem em 5 minutos qualquer decisão de dieta.

11- ALQUEVA
O maior lago artificial da Europa promete tornar o Baixo Alentejo em campos verdejantes e férteis. E, contrariando os prognósticos mais pessimistas, só demorou 2 anos a encher. Se a água é o ouro do futuro, Portugal tem uma gigantesca mina.

12- CRISTIANO RONALDO
Da Madeira para as escolas do Sporting, destas para a equipa principal e dali para o Mundo. Em Manchester incendiou paixões, levou o Manchester United ao topo do mundo no futebol europeu e está perto de ser o melhor jogador do mundo.

13 - CARACÓIS
A primeira pergunta é como raio se lembraram de começar a comer um bicho daqueles? Não fazemos ideia, mas ainda bem que o fizeram. É uma verdadeira homenagem ao espirito criativo dos portugueses,conseguir com esta matéria prima, criar um dos melhores petiscos de todo o mundo.

14 - TREMOÇOS
O marisco favorito dos portugueses a provar que a simplicidade é uma arte. Um copo de cerveja geladinha, de espuma densa e cheia de gás e um pratinho de tremoços. Não enche o estômago, mas conforta a alma.

15 - O BULHÃO
È mercado. Sozinho representa tudo o que os mercados portugueses têm de melhor; bons produtos, sempre frescos e vendidos por mulheres ainda mais "Frescas"....
A evitar só mesmo em alturas eleitorais...

16 - PRAIAS - FALÉSIAS
As praias e as falésias estão para Portugal como os alpes para a Suíça; em matéria de férias, são o ponto mais alto da Europa.

17 - LINCE DA SERRA DA MALCATA
As más linguas dizem que é tão bom, tão bom, e que se esconde tão bem que ninguém o consegue ver.

18 - CALÇADA PORTUGUESA
Ok, é verdade: quando chove o risco de cair nela é maior. A manutenção é cara e muitas vezes negligenciada. A sua beleza é inegável, o chão que pisamos é dos mais belos do mundo. A relação com ela é tão forte que até se canta no fado; "chorar as pedras da calçada".....

 :D  :lol:

não me parece que haja aqui muita coisa de que me orgulhar. Esta mensagem deve ter sido enviada por um campónio ignorante, mas é o país que temos :evil:  :evil:  :roll:

 

*

macholuso

  • 147
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #85 em: Outubro 26, 2008, 12:11:27 pm »
Citação de: "André"
Citação de: "macholuso"
Citação de: "André"
18 boas razões para se gostar de ser português

1- MISCIGENAÇÃO
Deus fez os Negros, Brancos e os Amarelos, e o português se encarregou de inventar os Mulatos... é uma tese arriscada, mas politicamente correcta. Isto, porque é discutivel se foi Deus Cristão, Muçulmano ou Judeu, se foi um grande arquitecto, a teoria evolutiva de Darwin ou extraterrestes que aterraram na ilha de Páscoa.
Quanto aos mulatos não temos dúvidas. Enquanto os Ingleses e holandeses cultivavam a separação colonial, o Português praticava uma virtude: a Miscigenação.

2- O DESENRASCANÇO
Somos exímios: enquanto os alemães fazem gráficos, os norte-americanos contas os ingleses horários e os suíços projectos, nós "desenrascamos" um sistema, em cima do joelho, e a coisa funciona.

3- GINGINHA-LICOR BEIRÃO
São, juntamente com o medronho, a forma mais rápida, saborosa e nacionalista de etilizar as sipnases. Com moderação, o efeito vasodilatador previne acidentes cardiovasculares e aumenta a esperança de vida. Em dosagens duplas, anestesiam eficazmente as dores, afogam as mágoas mais resistentes, liquefazem as tristezas e, se não pagarem as dívidas, pelo menos as faz esquecer por algumas horas. Outros álcoois têm exactamente o mesmo efeito, mas estes são só nossos.

4 - FADO
Fado é destino, sorte-má sorte tantas vezes. Mas é um produto português mais conhecido no Mundo. É a mão que bate no peito luso, até doerem os ouvidos.

6 - GUITARRA PORTUGUESA
Verdadeiro ex-líbris da música portuguesa. É o toque da alma lusa. Prova final da capacidade de um guitarrista; "Quem não tem unhas não toca guitarra"".

7 - AZEITE
Foi eleito por nutricionistas unidos de todo o mundo como a gordura que não faz mal, que prolonga a vida, sem colestrol e cheio de virtudes. Tudo isso parece irrelevante: facto é que o nosso azeite é excepcional, seja em pratos elaborados ou simplesmente com pão e alho.

8 - TOURADA
Existe na vizinha Espanha, mas a nossa não é chata como a deles. A nossa tem galhardia e movimento quando a cavalo. A pé, a mestria pode ser idêntica com a capa, mas nós temos os forcados, um grupo de tipos que entram na arena e decidem agarrar o touro pelos cornos. Assim de simples, é mais corajoso e mais bonito.

9 - CAVALO LUSITANO
Cobiçado por Rainhas e estrelas de cinema, ágil e leve como uma pena, o cavalo lusitano é um dos mais nobres representantes da raça equestre.

10- QUEIJOS
Se não derretem no prato, derretem na boca. Os nossos queijos destroem em 5 minutos qualquer decisão de dieta.

11- ALQUEVA
O maior lago artificial da Europa promete tornar o Baixo Alentejo em campos verdejantes e férteis. E, contrariando os prognósticos mais pessimistas, só demorou 2 anos a encher. Se a água é o ouro do futuro, Portugal tem uma gigantesca mina.

12- CRISTIANO RONALDO
Da Madeira para as escolas do Sporting, destas para a equipa principal e dali para o Mundo. Em Manchester incendiou paixões, levou o Manchester United ao topo do mundo no futebol europeu e está perto de ser o melhor jogador do mundo.

13 - CARACÓIS
A primeira pergunta é como raio se lembraram de começar a comer um bicho daqueles? Não fazemos ideia, mas ainda bem que o fizeram. É uma verdadeira homenagem ao espirito criativo dos portugueses,conseguir com esta matéria prima, criar um dos melhores petiscos de todo o mundo.

14 - TREMOÇOS
O marisco favorito dos portugueses a provar que a simplicidade é uma arte. Um copo de cerveja geladinha, de espuma densa e cheia de gás e um pratinho de tremoços. Não enche o estômago, mas conforta a alma.

15 - O BULHÃO
È mercado. Sozinho representa tudo o que os mercados portugueses têm de melhor; bons produtos, sempre frescos e vendidos por mulheres ainda mais "Frescas"....
A evitar só mesmo em alturas eleitorais...

16 - PRAIAS - FALÉSIAS
As praias e as falésias estão para Portugal como os alpes para a Suíça; em matéria de férias, são o ponto mais alto da Europa.

17 - LINCE DA SERRA DA MALCATA
As más linguas dizem que é tão bom, tão bom, e que se esconde tão bem que ninguém o consegue ver.

18 - CALÇADA PORTUGUESA
Ok, é verdade: quando chove o risco de cair nela é maior. A manutenção é cara e muitas vezes negligenciada. A sua beleza é inegável, o chão que pisamos é dos mais belos do mundo. A relação com ela é tão forte que até se canta no fado; "chorar as pedras da calçada".....

 :D  :lol:

não me parece que haja aqui muita coisa de que me orgulhar. Esta mensagem deve ter sido enviada por um campónio ignorante, mas é o país que temos :evil:  :evil:  :roll:


esqueceste-te de sinalizar que era brincadeira
I did not have..repeat.. did not have sexual relations with that woman
Bill Clinton
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #86 em: Outubro 26, 2008, 12:15:20 pm »
Citação de: "macholuso"
Citação de: "André"
Citação de: "macholuso"
Citação de: "André"
18 boas razões para se gostar de ser português

1- MISCIGENAÇÃO
Deus fez os Negros, Brancos e os Amarelos, e o português se encarregou de inventar os Mulatos... é uma tese arriscada, mas politicamente correcta. Isto, porque é discutivel se foi Deus Cristão, Muçulmano ou Judeu, se foi um grande arquitecto, a teoria evolutiva de Darwin ou extraterrestes que aterraram na ilha de Páscoa.
Quanto aos mulatos não temos dúvidas. Enquanto os Ingleses e holandeses cultivavam a separação colonial, o Português praticava uma virtude: a Miscigenação.

2- O DESENRASCANÇO
Somos exímios: enquanto os alemães fazem gráficos, os norte-americanos contas os ingleses horários e os suíços projectos, nós "desenrascamos" um sistema, em cima do joelho, e a coisa funciona.

3- GINGINHA-LICOR BEIRÃO
São, juntamente com o medronho, a forma mais rápida, saborosa e nacionalista de etilizar as sipnases. Com moderação, o efeito vasodilatador previne acidentes cardiovasculares e aumenta a esperança de vida. Em dosagens duplas, anestesiam eficazmente as dores, afogam as mágoas mais resistentes, liquefazem as tristezas e, se não pagarem as dívidas, pelo menos as faz esquecer por algumas horas. Outros álcoois têm exactamente o mesmo efeito, mas estes são só nossos.

4 - FADO
Fado é destino, sorte-má sorte tantas vezes. Mas é um produto português mais conhecido no Mundo. É a mão que bate no peito luso, até doerem os ouvidos.

6 - GUITARRA PORTUGUESA
Verdadeiro ex-líbris da música portuguesa. É o toque da alma lusa. Prova final da capacidade de um guitarrista; "Quem não tem unhas não toca guitarra"".

7 - AZEITE
Foi eleito por nutricionistas unidos de todo o mundo como a gordura que não faz mal, que prolonga a vida, sem colestrol e cheio de virtudes. Tudo isso parece irrelevante: facto é que o nosso azeite é excepcional, seja em pratos elaborados ou simplesmente com pão e alho.

8 - TOURADA
Existe na vizinha Espanha, mas a nossa não é chata como a deles. A nossa tem galhardia e movimento quando a cavalo. A pé, a mestria pode ser idêntica com a capa, mas nós temos os forcados, um grupo de tipos que entram na arena e decidem agarrar o touro pelos cornos. Assim de simples, é mais corajoso e mais bonito.

9 - CAVALO LUSITANO
Cobiçado por Rainhas e estrelas de cinema, ágil e leve como uma pena, o cavalo lusitano é um dos mais nobres representantes da raça equestre.

10- QUEIJOS
Se não derretem no prato, derretem na boca. Os nossos queijos destroem em 5 minutos qualquer decisão de dieta.

11- ALQUEVA
O maior lago artificial da Europa promete tornar o Baixo Alentejo em campos verdejantes e férteis. E, contrariando os prognósticos mais pessimistas, só demorou 2 anos a encher. Se a água é o ouro do futuro, Portugal tem uma gigantesca mina.

12- CRISTIANO RONALDO
Da Madeira para as escolas do Sporting, destas para a equipa principal e dali para o Mundo. Em Manchester incendiou paixões, levou o Manchester United ao topo do mundo no futebol europeu e está perto de ser o melhor jogador do mundo.

13 - CARACÓIS
A primeira pergunta é como raio se lembraram de começar a comer um bicho daqueles? Não fazemos ideia, mas ainda bem que o fizeram. É uma verdadeira homenagem ao espirito criativo dos portugueses,conseguir com esta matéria prima, criar um dos melhores petiscos de todo o mundo.

14 - TREMOÇOS
O marisco favorito dos portugueses a provar que a simplicidade é uma arte. Um copo de cerveja geladinha, de espuma densa e cheia de gás e um pratinho de tremoços. Não enche o estômago, mas conforta a alma.

15 - O BULHÃO
È mercado. Sozinho representa tudo o que os mercados portugueses têm de melhor; bons produtos, sempre frescos e vendidos por mulheres ainda mais "Frescas"....
A evitar só mesmo em alturas eleitorais...

16 - PRAIAS - FALÉSIAS
As praias e as falésias estão para Portugal como os alpes para a Suíça; em matéria de férias, são o ponto mais alto da Europa.

17 - LINCE DA SERRA DA MALCATA
As más linguas dizem que é tão bom, tão bom, e que se esconde tão bem que ninguém o consegue ver.

18 - CALÇADA PORTUGUESA
Ok, é verdade: quando chove o risco de cair nela é maior. A manutenção é cara e muitas vezes negligenciada. A sua beleza é inegável, o chão que pisamos é dos mais belos do mundo. A relação com ela é tão forte que até se canta no fado; "chorar as pedras da calçada".....

 :D  :lol:

não me parece que haja aqui muita coisa de que me orgulhar. Esta mensagem deve ter sido enviada por um campónio ignorante, mas é o país que temos :evil:  :evil:  :roll:  :roll:

 

*

macholuso

  • 147
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #87 em: Outubro 26, 2008, 12:16:48 pm »
Citação de: "André"
Citação de: "macholuso"
Citação de: "André"
Citação de: "macholuso"
Citação de: "André"
18 boas razões para se gostar de ser português

1- MISCIGENAÇÃO
Deus fez os Negros, Brancos e os Amarelos, e o português se encarregou de inventar os Mulatos... é uma tese arriscada, mas politicamente correcta. Isto, porque é discutivel se foi Deus Cristão, Muçulmano ou Judeu, se foi um grande arquitecto, a teoria evolutiva de Darwin ou extraterrestes que aterraram na ilha de Páscoa.
Quanto aos mulatos não temos dúvidas. Enquanto os Ingleses e holandeses cultivavam a separação colonial, o Português praticava uma virtude: a Miscigenação.

2- O DESENRASCANÇO
Somos exímios: enquanto os alemães fazem gráficos, os norte-americanos contas os ingleses horários e os suíços projectos, nós "desenrascamos" um sistema, em cima do joelho, e a coisa funciona.

3- GINGINHA-LICOR BEIRÃO
São, juntamente com o medronho, a forma mais rápida, saborosa e nacionalista de etilizar as sipnases. Com moderação, o efeito vasodilatador previne acidentes cardiovasculares e aumenta a esperança de vida. Em dosagens duplas, anestesiam eficazmente as dores, afogam as mágoas mais resistentes, liquefazem as tristezas e, se não pagarem as dívidas, pelo menos as faz esquecer por algumas horas. Outros álcoois têm exactamente o mesmo efeito, mas estes são só nossos.

4 - FADO
Fado é destino, sorte-má sorte tantas vezes. Mas é um produto português mais conhecido no Mundo. É a mão que bate no peito luso, até doerem os ouvidos.

6 - GUITARRA PORTUGUESA
Verdadeiro ex-líbris da música portuguesa. É o toque da alma lusa. Prova final da capacidade de um guitarrista; "Quem não tem unhas não toca guitarra"".

7 - AZEITE
Foi eleito por nutricionistas unidos de todo o mundo como a gordura que não faz mal, que prolonga a vida, sem colestrol e cheio de virtudes. Tudo isso parece irrelevante: facto é que o nosso azeite é excepcional, seja em pratos elaborados ou simplesmente com pão e alho.

8 - TOURADA
Existe na vizinha Espanha, mas a nossa não é chata como a deles. A nossa tem galhardia e movimento quando a cavalo. A pé, a mestria pode ser idêntica com a capa, mas nós temos os forcados, um grupo de tipos que entram na arena e decidem agarrar o touro pelos cornos. Assim de simples, é mais corajoso e mais bonito.

9 - CAVALO LUSITANO
Cobiçado por Rainhas e estrelas de cinema, ágil e leve como uma pena, o cavalo lusitano é um dos mais nobres representantes da raça equestre.

10- QUEIJOS
Se não derretem no prato, derretem na boca. Os nossos queijos destroem em 5 minutos qualquer decisão de dieta.

11- ALQUEVA
O maior lago artificial da Europa promete tornar o Baixo Alentejo em campos verdejantes e férteis. E, contrariando os prognósticos mais pessimistas, só demorou 2 anos a encher. Se a água é o ouro do futuro, Portugal tem uma gigantesca mina.

12- CRISTIANO RONALDO
Da Madeira para as escolas do Sporting, destas para a equipa principal e dali para o Mundo. Em Manchester incendiou paixões, levou o Manchester United ao topo do mundo no futebol europeu e está perto de ser o melhor jogador do mundo.

13 - CARACÓIS
A primeira pergunta é como raio se lembraram de começar a comer um bicho daqueles? Não fazemos ideia, mas ainda bem que o fizeram. É uma verdadeira homenagem ao espirito criativo dos portugueses,conseguir com esta matéria prima, criar um dos melhores petiscos de todo o mundo.

14 - TREMOÇOS
O marisco favorito dos portugueses a provar que a simplicidade é uma arte. Um copo de cerveja geladinha, de espuma densa e cheia de gás e um pratinho de tremoços. Não enche o estômago, mas conforta a alma.

15 - O BULHÃO
È mercado. Sozinho representa tudo o que os mercados portugueses têm de melhor; bons produtos, sempre frescos e vendidos por mulheres ainda mais "Frescas"....
A evitar só mesmo em alturas eleitorais...

16 - PRAIAS - FALÉSIAS
As praias e as falésias estão para Portugal como os alpes para a Suíça; em matéria de férias, são o ponto mais alto da Europa.

17 - LINCE DA SERRA DA MALCATA
As más linguas dizem que é tão bom, tão bom, e que se esconde tão bem que ninguém o consegue ver.

18 - CALÇADA PORTUGUESA
Ok, é verdade: quando chove o risco de cair nela é maior. A manutenção é cara e muitas vezes negligenciada. A sua beleza é inegável, o chão que pisamos é dos mais belos do mundo. A relação com ela é tão forte que até se canta no fado; "chorar as pedras da calçada".....

 :D  :lol:

não me parece que haja aqui muita coisa de que me orgulhar. Esta mensagem deve ter sido enviada por um campónio ignorante, mas é o país que temos :evil:  :evil:  :roll:  :twisted:
I did not have..repeat.. did not have sexual relations with that woman
Bill Clinton
 

*

macholuso

  • 147
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #88 em: Outubro 26, 2008, 12:21:28 pm »
Do senhor Rainer:

Portuguese Man at War
This is the name given to a very dangerous species of jelly fish. The real reason behind it resides in how well equipped this creature is, and is a comparison to the way the Portuguese ships fought in India.

Vice-Roy of India, D. Afonso de Albuquerque, a military genius of the highest degree commanded a fleet of six ships manned by four hundred men, and entered Ormuz Bay, being surrounded by 250 warships and a 20.000 men army on land ready to dispatch the small Portuguese flotilla.

When the King of Ormuz sent aboard an emissary to question Albuquerque, the great Commander told the messenger one phrase: Surrender yourselves !!!

This must have provoked an inner laugh from the messenger who left.

When the battle begun, Albuquerque made his fleet circle like a carrousel and destroyed most of the ships. He then proceeded to conquer Ormuz with 400 men.

How could this be achieved one must ask. The technical explanation may make some sense, but will not explain the courage of taking such a risk.

In fact we all know that during the U.S.Civil War, canons had to be loaded from their mouths. This was in the XIX Century. However Albuquerque’s canons were equipped with breeches that did not require the canons to be brought backwards to be loaded. It meant that while the enemy’s canons fired a shot, the Portuguese canons could fire six with a range of 1.800 meters against 700 meters of the enemy’s canons. The next issue is that the Portuguese artillery men had discovered the propulsive effect of water. If you throw a stone at a low angle near the surface of the water, the stone will be propelled by the water’s surface and gain more speed.

The second row of canons were placed very near the floating line and the stronger fire power was further enhanced by the water effect, causing the steel balls to not only hit the ship but hit the one behind the first one. Being fired at close to the floating line, the ships would start sinking very fast.

Then one must be aware that the Portuguese knew they were always outnumbered, a certainty that led them to employ all their courage and determination in the fights and battles they engaged.

In many cases, just mentioning the Portuguese would distress an entire army or fleet, knowing the fierceness and bravery of the Portuguese warriors.


há aqui um erro. «man of war» é como os ingleses chamavam aos barcos de guerra fossem de que nacionalidade fossem.
I did not have..repeat.. did not have sexual relations with that woman
Bill Clinton
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #89 em: Outubro 26, 2008, 12:30:51 pm »
Citação de: "macholuso"
Citação de: "André"
Citação de: "macholuso"
Citação de: "André"
Citação de: "macholuso"
Citação de: "André"
18 boas razões para se gostar de ser português

1- MISCIGENAÇÃO
Deus fez os Negros, Brancos e os Amarelos, e o português se encarregou de inventar os Mulatos... é uma tese arriscada, mas politicamente correcta. Isto, porque é discutivel se foi Deus Cristão, Muçulmano ou Judeu, se foi um grande arquitecto, a teoria evolutiva de Darwin ou extraterrestes que aterraram na ilha de Páscoa.
Quanto aos mulatos não temos dúvidas. Enquanto os Ingleses e holandeses cultivavam a separação colonial, o Português praticava uma virtude: a Miscigenação.

2- O DESENRASCANÇO
Somos exímios: enquanto os alemães fazem gráficos, os norte-americanos contas os ingleses horários e os suíços projectos, nós "desenrascamos" um sistema, em cima do joelho, e a coisa funciona.

3- GINGINHA-LICOR BEIRÃO
São, juntamente com o medronho, a forma mais rápida, saborosa e nacionalista de etilizar as sipnases. Com moderação, o efeito vasodilatador previne acidentes cardiovasculares e aumenta a esperança de vida. Em dosagens duplas, anestesiam eficazmente as dores, afogam as mágoas mais resistentes, liquefazem as tristezas e, se não pagarem as dívidas, pelo menos as faz esquecer por algumas horas. Outros álcoois têm exactamente o mesmo efeito, mas estes são só nossos.

4 - FADO
Fado é destino, sorte-má sorte tantas vezes. Mas é um produto português mais conhecido no Mundo. É a mão que bate no peito luso, até doerem os ouvidos.

6 - GUITARRA PORTUGUESA
Verdadeiro ex-líbris da música portuguesa. É o toque da alma lusa. Prova final da capacidade de um guitarrista; "Quem não tem unhas não toca guitarra"".

7 - AZEITE
Foi eleito por nutricionistas unidos de todo o mundo como a gordura que não faz mal, que prolonga a vida, sem colestrol e cheio de virtudes. Tudo isso parece irrelevante: facto é que o nosso azeite é excepcional, seja em pratos elaborados ou simplesmente com pão e alho.

8 - TOURADA
Existe na vizinha Espanha, mas a nossa não é chata como a deles. A nossa tem galhardia e movimento quando a cavalo. A pé, a mestria pode ser idêntica com a capa, mas nós temos os forcados, um grupo de tipos que entram na arena e decidem agarrar o touro pelos cornos. Assim de simples, é mais corajoso e mais bonito.

9 - CAVALO LUSITANO
Cobiçado por Rainhas e estrelas de cinema, ágil e leve como uma pena, o cavalo lusitano é um dos mais nobres representantes da raça equestre.

10- QUEIJOS
Se não derretem no prato, derretem na boca. Os nossos queijos destroem em 5 minutos qualquer decisão de dieta.

11- ALQUEVA
O maior lago artificial da Europa promete tornar o Baixo Alentejo em campos verdejantes e férteis. E, contrariando os prognósticos mais pessimistas, só demorou 2 anos a encher. Se a água é o ouro do futuro, Portugal tem uma gigantesca mina.

12- CRISTIANO RONALDO
Da Madeira para as escolas do Sporting, destas para a equipa principal e dali para o Mundo. Em Manchester incendiou paixões, levou o Manchester United ao topo do mundo no futebol europeu e está perto de ser o melhor jogador do mundo.

13 - CARACÓIS
A primeira pergunta é como raio se lembraram de começar a comer um bicho daqueles? Não fazemos ideia, mas ainda bem que o fizeram. É uma verdadeira homenagem ao espirito criativo dos portugueses,conseguir com esta matéria prima, criar um dos melhores petiscos de todo o mundo.

14 - TREMOÇOS
O marisco favorito dos portugueses a provar que a simplicidade é uma arte. Um copo de cerveja geladinha, de espuma densa e cheia de gás e um pratinho de tremoços. Não enche o estômago, mas conforta a alma.

15 - O BULHÃO
È mercado. Sozinho representa tudo o que os mercados portugueses têm de melhor; bons produtos, sempre frescos e vendidos por mulheres ainda mais "Frescas"....
A evitar só mesmo em alturas eleitorais...

16 - PRAIAS - FALÉSIAS
As praias e as falésias estão para Portugal como os alpes para a Suíça; em matéria de férias, são o ponto mais alto da Europa.

17 - LINCE DA SERRA DA MALCATA
As más linguas dizem que é tão bom, tão bom, e que se esconde tão bem que ninguém o consegue ver.

18 - CALÇADA PORTUGUESA
Ok, é verdade: quando chove o risco de cair nela é maior. A manutenção é cara e muitas vezes negligenciada. A sua beleza é inegável, o chão que pisamos é dos mais belos do mundo. A relação com ela é tão forte que até se canta no fado; "chorar as pedras da calçada".....

 :D  :lol:

não me parece que haja aqui muita coisa de que me orgulhar. Esta mensagem deve ter sido enviada por um campónio ignorante, mas é o país que temos :evil:  :evil:  :roll:  :twisted:


 :shock:

Ser realista como, difamando os portugueses que lutaram corajosamente longe da sua pátria, pelo menos nós conseguimos ver uma janela de oportunidade e aproveita-la, porquê queria mais, caso não saiba na mesma época expulsamos os Franceses do Brasil, num tempo que os recursos se tinham esticado ao máximo ... já sabe o que acontece a quem têm mais olhos que barriga, é derrotado, foi o que aconteceu com certas potências ...

Mas prontos deve ser mais um velho do Restelo ...  :roll:  :roll:
« Última modificação: Dezembro 14, 2008, 09:28:14 pm por André »