Invasão da Ucrânia

  • 6820 Respostas
  • 401336 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20717
  • Recebeu: 3152 vez(es)
  • Enviou: 2326 vez(es)
  • +1551/-3495
« Última modificação: Maio 25, 2023, 05:19:17 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7598
  • Recebeu: 1023 vez(es)
  • +4728/-925
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2806 em: Maio 25, 2023, 05:17:45 pm »
No último mês, começaram a aparecer notícias sobre a utilização pelos russos de bombas planadoras KAB-500S (tipo JDAM) pelos russos.
Os ucranianos não têm como abater esses projeteis, porque são lançados por aviões a 40 ou 50km dos alvos.

Qual é a impossibilidade de abater bombas planadoras estilo JDAM? 

São sem propulsão (na maioria), não serão muito mais difíceis de abater do que um missil de cruzeiro, como o Kalibr.

Abater um missil de cruzeiro com um míssil, pode fazer sentido em termos financeiros, porque os russos estão a gastar um míssil caro.
Mas as bombas planadoras, além de nem sequer terem uma fonte de calor, são relativamente baratas. É uma bomba convencional, com um kit que utiliza o sistema Glonass para se guiar.
O seu custo deverá ser inferior aos drones iranianos. A russia terá grandes quantidades deste tipo de arma.

Logo, a única forma barata de se verem livres desta ameaça, que segundo os analistas militares do "The Telegraph" começou a ser utilizada há menos de um mês, é abatendo os aviões.

Considerando as áreas ocupadas, os aviões russos têm que penetrar em território ucraniano (ainda que os russos considerem o Donbass como território russo), já que o alcance do sistema é de até 50km .

Além disso há o fator psicológico.
Os russos entraram na guerra com a ideia de que tinham o melhor material, mais homens e que a sua superioridade numérica e tecnológica era esmagadora.

Agora, passo a passo, a Russia vê a Ucrânia a receber material que eles sabem ser superior ao seu.
Em mensagens captadas de soldados para as familias, os russos dizem que disparam muito, e que os ucranianos disparam pouco, mas que acertam quase sempre.
Os Leopard-2  criam mais insegurança nos russos, eles sabem que não têm nada equivalente.
Agora aviões, que não sendo topo de gama, conseguem ser pelo menos iguais aos russos ...


A unica questão que se coloca neste momento, é onde os F-16 vão ser utilizados.
Além dos AMRAAM, o lançamento do Stormshadow a partir de F-16, torna-os mais eficientes.

Os ucranianos estarão a utilizar os MiG-29 a partir de estradas, não sabemos se caças como o F-16 poderão ser utilizados da mesma forma.
É também evidente que, quando os ucranianos começarem a atingir os Su-27 e Su-24 e Su-34 com os mísseis AMRAAM mesmo na fronteira entre a Russia e a Ucrânia, isso será um passo até os ucranianos começarem a atingir aviões russos mais longe.

A seguir, a desculpa ucraniana vai ser a de que os aviões russos foram atingidos em território ucraniano, mas depois fugiram e acabaram por cair em território russo quando se dirigiam para a base ...

Há soluções para tudo ...  :mrgreen:
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20717
  • Recebeu: 3152 vez(es)
  • Enviou: 2326 vez(es)
  • +1551/-3495
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2807 em: Maio 25, 2023, 05:19:34 pm »
Citar
Spanish servicemen cry when Ukrainian servicemen leave the training site in Spain where they have recently finished their training courses.

 :arrow: https://twitter.com/NOELreports/status/1661714874794229761?s=20
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, Fil53

*

LuisPolis

  • Especialista
  • ****
  • 1154
  • Recebeu: 397 vez(es)
  • Enviou: 573 vez(es)
  • +194/-2325
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2808 em: Maio 25, 2023, 08:09:24 pm »
No último mês, começaram a aparecer notícias sobre a utilização pelos russos de bombas planadoras KAB-500S (tipo JDAM) pelos russos.
Os ucranianos não têm como abater esses projeteis, porque são lançados por aviões a 40 ou 50km dos alvos.

Qual é a impossibilidade de abater bombas planadoras estilo JDAM? 

São sem propulsão (na maioria), não serão muito mais difíceis de abater do que um missil de cruzeiro, como o Kalibr.
Basicamente são Himars baratuxos. Tem que ser detectado o vector (avião) e para isso são precisos radares de longo alcance e depois tentar adivinhar se o avião largou a bomba porque a assinatura radar do avião vai camuflar a assinatura da bomba.

EDIT: Os Ucranianos não têm uma defesa aérea distribuída fora de Kiev por isso não conseguem lidar com a ameaça, daí os Russos terem investido tanto na aniquilação do radar do patriot.

EDIT2: No caso Russo as Jdam têm sido ineficazes porque os vectores Ucranianos são escassos e defesa aérea distribuida além de que eles estão a saturar a zona com jammers GPS

Himars:


Jdam e similares:


https://simplicius76.substack.com/p/jdams-and-glsdbs-wundwaffen-or-vaporware
« Última modificação: Maio 25, 2023, 08:16:43 pm por LuisPolis »
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 4939
  • Recebeu: 422 vez(es)
  • Enviou: 89 vez(es)
  • +295/-6186
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2809 em: Maio 25, 2023, 09:46:00 pm »
Potius mori quam foedari
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 9027
  • Recebeu: 4344 vez(es)
  • Enviou: 778 vez(es)
  • +5101/-824
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2810 em: Maio 25, 2023, 10:58:23 pm »
Quero ver os F-16 contra baterias de S-400 e S-500...

Poderá ser um confronto que nem sequer ocorrerá neste conflito, dependendo da utilização que os ucranianos dão aos seus F-16, e de quão longe da linha da frente estarão os sistemas AA russos mais avançados, como o S-400. O maior perigo para os F-16 será sim sistemas AA móveis (e portáteis), que esses sim estarão muito mais perto da linha da frente.

Com a capacidade de drones, de artilharia e tudo o mais, seria arriscadíssimo meter baterias S-300/S-400 a menos de 100km da linha da frente.

Agora a eficácia dos F-16 lá, vai depender do seu número, e do armamento que lhes é dado.
 

*

LuisPolis

  • Especialista
  • ****
  • 1154
  • Recebeu: 397 vez(es)
  • Enviou: 573 vez(es)
  • +194/-2325
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2811 em: Maio 25, 2023, 11:38:24 pm »
Relatos do primeiro uso confirmado de um sistema de Inteligência Artificial num campo de batalha. De forma autónoma detecta, categoriza e executa. O Zé Manel só lá está para ligar, desligar e reagir às luzinhas das avarias.

https://bulgarianmilitary.com/2023/05/25/no-operator-s-350-vityaz-killed-mig-29-in-fully-autopilot-mode/
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 12801
  • Recebeu: 3125 vez(es)
  • Enviou: 7671 vez(es)
  • +834/-1357
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2812 em: Maio 26, 2023, 12:22:36 am »

Citar
At the beginning of May 2023, Russian media shared a flurry of videos from salt mines near Soledar.
The videos showcased a captured weapons storage depot said to be inside part of the mine complex which was recently captured by Russian private military contractor unit Wagner.
In this video we'll look at the videos to see what weapon systems were captured at the depot. The weapons largely appear to be damaged or obsolescent.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Icterio

  • Especialista
  • ****
  • 1131
  • Recebeu: 492 vez(es)
  • Enviou: 115 vez(es)
  • +2295/-1256
  • Mais vale ser sortudo do que ser bom
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2813 em: Maio 26, 2023, 01:53:03 am »
Himars:


Esta velocidade de impacto dos rockets dos HIMARS não pode estar bem.  Bem sei que está na wikipédia mas deve ser um erro ou má tradução.

Primeiras notas; um foguete de HIMARS (ou ASTROS ou GRAD) têm um motor-foguete que "queima" durante uns poucos segundos durante a subida. 
Não consigo encontrar esses valores para o HIMARS, o "burn time" do motor-foguete - ajudava muito para deslindar isto de vez.
A partir daí o rocket assume uma trajectória balística, já não acelera, é sempre a perder energia até ao impacto - tal e qual uma bala disparada de uma G3 (ou de um morteiro, ou canhão qualquer), a propulsão acontece com a explosão da pólvora, a partir do momento que a bala sai do cano começa lentamente a perder velocidade/energia.

Agora, o que está facilmente disponível é o manual de operações FM6-60 do MLRS, e lá encontramos as tabelas balísticas dos foguetes;


Notem o exemplo para o alcance a 30km.  Tempo de voo até atingir o apogeu a cerca de 9000m e 17600m de distância horizontal, 39 segundos.   
Tempo de voo total até ao impacto, 101 segundos.
Fazendo as contas no site "Speed Distance Time Calculator", até o apogeu a velocidade média é de uns 1500km/h mas tendo em conta o tempo total (101s) a velocidade no impacto é de pouco mais de 1000km/h.  Entende-se porquê; na primeira fase até ao apogeu o foguete vai a acelerar (quanto tempo não sei, falta saber o "burn time") mas na descida vai desacelerando (acabou a vitamina...)

Além disso temos de ter em conta as diferentes interacções com a altitude que afecta a resistência do ar (mas não andará muito longe).
Estas tabelas referem-se ao foguete M26 original mas as versões posteriores alteraram essencialmente a ogiva, não o motor-foguete.

Se alguém tiver mais (ou outros) dados ou tabelas balístias dos HIMARS ou do ASTROS ou SMERCH, talvez ajudasse.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Fraz

*

Fil53

  • Membro
  • *
  • 36
  • Recebeu: 16 vez(es)
  • Enviou: 109 vez(es)
  • +84/-33
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2814 em: Maio 26, 2023, 12:06:47 pm »
Uma adivinha; quem proferiu estas palavras?

Um general da NATO?  Algum líder europeu?  Os bloggers Ucranianos?  O Ministério de Defesa Ucraniano?  O próprio Zelensky?  Alguém aqui no fórum?....

Citar
Far from demilitarising Ukraine – Russia's key war aim – Putin's botched strategy has seen Kyiv amass 'one of the world's strongest armies' through massive Western supplies.
Warned of impending 'revolution' in Russia unless changes were made by the Kremlin leadership.

Russia would restore the death penalty and the guilty – Sergei Shoigu and chief of the defence staff Valery Gerasimov as responsible for the war crisis – would be 'hanged on Red Square'.
Blamed both Shoigu and Gerasimov for losing more men in Bakhmut than in the entire ten-year Soviet war in Afghanistan from 1979-89, which eventually led to the collapse of the USSR.

'So the de-nazification of Ukraine, which we announced – we made Ukraine a nation, known to everyone around the globe,' he said, mocking Putin's warped purpose for going to war.
'They are like Greeks at their peak, or Romans.'  'We legitimised Ukraine, it became a country which is known to everyone.

'As for de-militarisation… [this is] a painful issue indeed.  So if they had at the start of it 500 tanks – now they have 5,000. If there were 20,000 men who were able to fight – now there are 400,000. So how exactly did we demilitarise it?  I think Ukrainians today are one of the world's strongest armies. They have high levels of organisation, training, military intelligence.
They have various ammunition and moreover, they are able to switch between any system - Soviet, Nato, anything at all - with the same success. They take their losses philosophically.

He now 'hardly believes' it possible that Russia can see through one of the most optimistic scenarios of holding on to the territory it now has.
The 'pessimistic scenario', he said, is that Ukraine can 'restore the 2014 borders, they will try to attack Crimea, destroy the Crimean Bridge, and cut off routes of supply.
'And most likely the scenario won't be good for us,' he said.
Russia 'must prepare for a heavy war. What must we do – not to lose Russia? Because today we are in a state when we can lose Russia.

Quem será este troll ucraniano, este sujeito só pode ser um propagandista ocidental.

Ofereço uma sandes de leitão no Cabeças a quem acertar (transportes e bebidas não incluídos)...

Que delicia ler este texto!! Um sentimento de justiça, de alivio. Afinal as coisas estão a correr muito melhor do que temíamos em Fevereiro/Março de 2022. E se temos estes sentimentos ao ler este texto imagino os sentimentos opostos que terão os admiradores de Putin e da Russia que por aqui andam. E os nossos generais de vermelhos??!!
O que me ocorre agora é que vale a pena lutar pela democracia, com todos os defeitos que tem, pela justiça, pelo direito dos povos a escolherem o seu caminho, mesmo que o caminho não seja o melhor, sem terem de se submeter aos mais fortes, aos adoradores da tirania e do imperialistas.
Agradeço ao Icterio, ao Papatango e a todos aqueles que aqui defendem, sempre com os seus comentários mordazes e oportunos, esta ideia de que devemos, sempre, combater os extremismos e a tirania!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, Lightning, Fraz

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7598
  • Recebeu: 1023 vez(es)
  • +4728/-925
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2815 em: Maio 26, 2023, 06:25:10 pm »


Imagem alegadamente tirada por um drone de vigilância, que mostrará o navio russo Ivan Khurs durante o ataque por drones ucranianos.

Há uma explosão de grandes dimensões, e posteriormente aparenta haver uma segunda explosão à popa, ainda que muito menos significativa.

https://twitter.com/search?q=russian%20ship%20hit&src=typed_query
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 

*

CruzSilva

  • Investigador
  • *****
  • 1463
  • Recebeu: 580 vez(es)
  • Enviou: 2297 vez(es)
  • +712/-127
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2816 em: Maio 26, 2023, 07:08:29 pm »
Uma adivinha; quem proferiu estas palavras?

Um general da NATO?  Algum líder europeu?  Os bloggers Ucranianos?  O Ministério de Defesa Ucraniano?  O próprio Zelensky?  Alguém aqui no fórum?....

Citar
Far from demilitarising Ukraine – Russia's key war aim – Putin's botched strategy has seen Kyiv amass 'one of the world's strongest armies' through massive Western supplies.
Warned of impending 'revolution' in Russia unless changes were made by the Kremlin leadership.

Russia would restore the death penalty and the guilty – Sergei Shoigu and chief of the defence staff Valery Gerasimov as responsible for the war crisis – would be 'hanged on Red Square'.
Blamed both Shoigu and Gerasimov for losing more men in Bakhmut than in the entire ten-year Soviet war in Afghanistan from 1979-89, which eventually led to the collapse of the USSR.

'So the de-nazification of Ukraine, which we announced – we made Ukraine a nation, known to everyone around the globe,' he said, mocking Putin's warped purpose for going to war.
'They are like Greeks at their peak, or Romans.'  'We legitimised Ukraine, it became a country which is known to everyone.

'As for de-militarisation… [this is] a painful issue indeed.  So if they had at the start of it 500 tanks – now they have 5,000. If there were 20,000 men who were able to fight – now there are 400,000. So how exactly did we demilitarise it?  I think Ukrainians today are one of the world's strongest armies. They have high levels of organisation, training, military intelligence.
They have various ammunition and moreover, they are able to switch between any system - Soviet, Nato, anything at all - with the same success. They take their losses philosophically.

He now 'hardly believes' it possible that Russia can see through one of the most optimistic scenarios of holding on to the territory it now has.
The 'pessimistic scenario', he said, is that Ukraine can 'restore the 2014 borders, they will try to attack Crimea, destroy the Crimean Bridge, and cut off routes of supply.
'And most likely the scenario won't be good for us,' he said.
Russia 'must prepare for a heavy war. What must we do – not to lose Russia? Because today we are in a state when we can lose Russia.

Quem será este troll ucraniano, este sujeito só pode ser um propagandista ocidental.

Ofereço uma sandes de leitão no Cabeças a quem acertar (transportes e bebidas não incluidos)...

Sobre as baixas ucranianas ele foi mais longe e como lidam com as mesmas, ele disse:

"Eles (ucranianos) sentem as baixas de forma muito filosófica! Para eles, tudo tem de ser feito para atingir o objetivo supremo, tal como nós durante a Grande Guerra Patriótica mas duma forma mais tecnológica e organizada!"
« Última modificação: Maio 26, 2023, 08:08:25 pm por CruzSilva »
"Homens fortes criam tempos fáceis e tempos fáceis criam homens fracos - homens fracos criam tempos difíceis e tempos difíceis criam homens fortes."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LuisPolis

*

LuisPolis

  • Especialista
  • ****
  • 1154
  • Recebeu: 397 vez(es)
  • Enviou: 573 vez(es)
  • +194/-2325
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2817 em: Maio 26, 2023, 07:27:20 pm »
Os Russos estão em cima de nós (aos nossos 3 Leos).



Citar
Armed Forces of Ukraine tested Leopard 2A6 tanks received from Portugal on Soviet-made T-62MV
https://en.topwar.ru/217935-vsu-protestirovali-poluchennye-ot-portugalii-tanki-leopard-2a6-na-t-62mv-sovetskogo-proizvodstva.html
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW, CruzSilva, Fraz

*

Visitante123

  • Especialista
  • ****
  • 1031
  • Recebeu: 342 vez(es)
  • Enviou: 192 vez(es)
  • +53/-140
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2818 em: Maio 26, 2023, 08:02:37 pm »


Imagem alegadamente tirada por um drone de vigilância, que mostrará o navio russo Ivan Khurs durante o ataque por drones ucranianos.

Há uma explosão de grandes dimensões, e posteriormente aparenta haver uma segunda explosão à popa, ainda que muito menos significativa.

https://twitter.com/search?q=russian%20ship%20hit&src=typed_query

Aparentemente o barco foi visto hoje sem danos.

A acompanhar.
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 21762
  • Recebeu: 2708 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1195/-1512
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #2819 em: Maio 26, 2023, 08:36:01 pm »