Combate a fogos pela F.A.P.

  • 1253 Respostas
  • 237789 Visualizações
*

otolip

  • Membro
  • *
  • 3
  • +0/-0
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1155 em: Outubro 06, 2020, 08:28:23 pm »
A tecnologia Híbrida VTOL é um salto tecnológico recente Por exemplo países com Espanha, França ou Alemanha ainda não a têm desenvolvida. Como Português fico sempre um pouco orgulhoso por já estarmos neste patamar. Concordo que o prazo "Político" é completamente irrealista (nem a FNAC deve ter 12 drones de brincar para entra imediata).
O Exercito comprou Drones (bem mais simples) em 2017 e os últimos estão a ser entregues agora (quase 3 anos depois), aqui não há problema (se calhar porque é uma empresa estrangeira) com estes da FAP um atraso de 3 meses ainda por cima em período de pandemia com a logística toda parada ou muito lenta (encomendei uma lâmpada da China demorou 4 meses a chegar) então já é um problema. Os Tugas não têm  amor próprio.
Existe muita politica e clubismo neste retângulo à beira mar

Já agora fica o Link para poderem ver um voo dos aviões que segundo os jornais não consegue voar.
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1891
  • Recebeu: 284 vez(es)
  • Enviou: 454 vez(es)
  • +20/-17
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1156 em: Outubro 06, 2020, 09:17:34 pm »
Relatório do acidente de um OGASSA operado pela FAP na Croácia durante a missão da EMSA: http://www.ain.hr/Investigations/Download/6271. De salientar que neste caso "No technical defects of the aircraft that could have contributed to the crash of the subject aircraft were established by the investigation".

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5091
  • Recebeu: 1530 vez(es)
  • Enviou: 391 vez(es)
  • +319/-241
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1157 em: Outubro 06, 2020, 10:02:59 pm »
A tecnologia Híbrida VTOL é um salto tecnológico recente Por exemplo países com Espanha, França ou Alemanha ainda não a têm desenvolvida. Como Português fico sempre um pouco orgulhoso por já estarmos neste patamar. Concordo que o prazo "Político" é completamente irrealista (nem a FNAC deve ter 12 drones de brincar para entra imediata).
O Exercito comprou Drones (bem mais simples) em 2017 e os últimos estão a ser entregues agora (quase 3 anos depois), aqui não há problema (se calhar porque é uma empresa estrangeira) com estes da FAP um atraso de 3 meses ainda por cima em período de pandemia com a logística toda parada ou muito lenta (encomendei uma lâmpada da China demorou 4 meses a chegar) então já é um problema. Os Tugas não têm  amor próprio.
Existe muita politica e clubismo neste retângulo à beira mar

Já agora fica o Link para poderem ver um voo dos aviões que segundo os jornais não consegue voar.

Os jornais tendem sempre a exagerar, e não é só cá.
E não entendo essa comparação com os UAVs para o Exército. Se os prazos no contrato estiverem a ser cumpridos, e de facto o plano de entregas for ao longo desses "3 anos", não vejo problema.
No caso dos UAVision, foi apenas péssimo planeamento, e um concurso que supostamente "favorecia" um concorrente. Depois levantam-se questões do porquê de ser necessário um UAV VTOL quando se podia comprar um convencional, maior, com melhores sensores, maior alcance, altitude máxima, etc. Para a Marinha é que faz mais sentido o VTOL.
 

*

asalves

  • Analista
  • ***
  • 653
  • Recebeu: 233 vez(es)
  • Enviou: 85 vez(es)
  • +47/-10
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1158 em: Outubro 07, 2020, 12:56:32 pm »
A tecnologia Híbrida VTOL é um salto tecnológico recente Por exemplo países com Espanha, França ou Alemanha ainda não a têm desenvolvida. Como Português fico sempre um pouco orgulhoso por já estarmos neste patamar. Concordo que o prazo "Político" é completamente irrealista (nem a FNAC deve ter 12 drones de brincar para entra imediata).
O Exercito comprou Drones (bem mais simples) em 2017 e os últimos estão a ser entregues agora (quase 3 anos depois), aqui não há problema (se calhar porque é uma empresa estrangeira) com estes da FAP um atraso de 3 meses ainda por cima em período de pandemia com a logística toda parada ou muito lenta (encomendei uma lâmpada da China demorou 4 meses a chegar) então já é um problema. Os Tugas não têm  amor próprio.
Existe muita politica e clubismo neste retângulo à beira mar

Já agora fica o Link para poderem ver um voo dos aviões que segundo os jornais não consegue voar.

Os jornais tendem sempre a exagerar, e não é só cá.
E não entendo essa comparação com os UAVs para o Exército. Se os prazos no contrato estiverem a ser cumpridos, e de facto o plano de entregas for ao longo desses "3 anos", não vejo problema.
No caso dos UAVision, foi apenas péssimo planeamento, e um concurso que supostamente "favorecia" um concorrente. Depois levantam-se questões do porquê de ser necessário um UAV VTOL quando se podia comprar um convencional, maior, com melhores sensores, maior alcance, altitude máxima, etc. Para a Marinha é que faz mais sentido o VTOL.

Subscrevo completamente... isto é um falso escândalo... um spin político construído pelos media...porque:
-> É impossivel implementar um projecto make-to-order entre resposta a proposta, fabrico, treino, etc IOC  em 2 meses!
-> Devemos é agradecer à UAVision que aceitou "um atraso implicito" (porque toda a gente que não seja básico entende a diferença entre um UAV comprado do stock na loja de gadgets e um UAV classe 1 make-to-order de 100k euros) com o "risco para a sua imagem" e ainda porque sabia quando assinou o contracto que ia levar com as penalizações do contracto,... as penalizações do contracto eram apenas o "bode expiatório" político dum contracto tipo da FAP ... visto que não existe nenhum projecto de UAV make-to-order que tenha ocorrido em Portugal da dimensão de milhões que tenha demorado 2 meses!! .... isto não é alugar um UAV e o seu piloto / operador dum fabricante (isto é outro cenário .... nisso até podem andar negóciar o contracto e os níveis de serviço durante um mês de até detalham em qual dia mais tarde o(s) UAV + Operador do fabricante vai aparecer .... isto é de alugar UAV é o mesmo racional dos "do costume" que vendem horas de voo na tugolândia para combate a incêndios  ... e no final da época de incêndios quantas Aeronaves/UAVs  ficam nesse cenário? ZERO Aeronaves firefight e o mesmo teria sido se tivessem alugado ZERO UAVs.... e os que alugaram as aeronaves já pagaram todos os custos anuais e muito mais em 4 meses de época de incêndios .... deixem-se de fake news.
-> E a FAP consegui com o "pretexto do incêndios" UAV classe 1 próprios, na Qde de 12 uma capacidade que não tinha de forma significativa.
-> Os UAV vão cair e ser reparados .... sim vão .... é normal .... e os operadores da FAP são agora "super experientes"? Não...mas vão ser ...o que interessa é avaliar o volume de falhas vs o nr horas de voo... nunca aconteceram problemas com outras aeronaves da FAP também .... e se caiu agora ...ainda melhor ... até pode estar na garantia do equipamento e o Estado/FAP pode não incorrer em custos!!   

Eu apenas destaco 3 pontos, que contribuiu para a polémica.

1 . A classe política e incompetência que deixaram para a ultima hora, e depois para salvar a cara toca a fazer apresentações e plano com prazos irrealistas e toca de abusar na linguagem sobre a capacidade divina das aeronaves.

2. A UAVision para ficar bem nas fotos (diga-se não perder um contrato importante e oportunidade de ser digna de confiança para o futuro) aceitou aquilo que era impossivel ou extremamente difícil.

3. A FAP por lá está aceitarem participar no show político que foi a apresentação, sem se precaverem e terem anunciado ao mesmo tempo todo o processo e explicado aos jornalistas todo o processo de aceitação de uma nova aeronave na fap.

No final a classe política que inicio toda a tramoia ficou bem na foto, a FAP e as forças armadas ficaram mal.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: dc

*

Lusitaniae

  • Membro
  • *
  • 290
  • Recebeu: 70 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +21/-212
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1159 em: Outubro 07, 2020, 03:53:32 pm »
Realmente é impresionante a falta de auto estima que muitos tugas têm no que por cá se vai fazendo.
Confesso que os +850 mil euros que a Marinha pagou por um drone, penso ser uma valor muito exagerado, mas não sabendo os pormenores do que envolve esse valor nada falo.
Os valores que o exercito paga para os 12 drones, reduziu bastante e estarem a comparar este drone com drones da Fnac só revela a má fé de se dizer mal de qualquer maneira.
Estes drones depois de afinados e até melhorados num futuro próximo são uma mais valia enorme para Portugal e prefiro que se pague 350 mil por cada um sendo feitos aqui em vez de 250 mil vindos de fora e com menos capacidade. E o custo tem que se ter em conta também para futuros upgrades.
Estive a pesquisar e comparar estes drones com outros internacionais e em termos de equipamento e características estes são bem melhores, tirando um caso ou outro.

« Última modificação: Outubro 07, 2020, 04:00:15 pm por Lusitaniae »
Abbati, medico, potronoque intima pande
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6698
  • Recebeu: 1675 vez(es)
  • Enviou: 782 vez(es)
  • +2446/-1551
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1160 em: Outubro 07, 2020, 04:28:28 pm »
850 mil euros em comparação aos 4 milhões que a Marinha vai pagar até 2022 em ajudas de custo e funcionamento do grupo de acompanhamento ao "upgrade" das M, que está como está, é "peanuts". Gostava era de ver os jornalistas a fazer uma matéria sobre isto... ::) ::)




Cumprimentos

 P.S. Por norma as notícias sobre drones cá no burgo pelos média são isto:

https://www.publico.pt/2014/04/18/tecnologia/noticia/a-nova-sensacao-da-internet-e-um-drone-da-marinha-que-fez-plof-1632799

Em termos sérios e lógicos quase sempre só noutros sítios.

https://lsts.fe.up.pt/blog/marinha-testa-drones-sub-aqu%C3%A1ticos

https://geopoliticamundial.b-11.net/marinha-portuguesa-deseja-embarcar-primeiro-destacamento-de-drones-ainda-este-ano/
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5091
  • Recebeu: 1530 vez(es)
  • Enviou: 391 vez(es)
  • +319/-241
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1161 em: Outubro 07, 2020, 06:15:49 pm »
Realmente é impresionante a falta de auto estima que muitos tugas têm no que por cá se vai fazendo.
Confesso que os +850 mil euros que a Marinha pagou por um drone, penso ser uma valor muito exagerado, mas não sabendo os pormenores do que envolve esse valor nada falo.
Os valores que o exercito paga para os 12 drones, reduziu bastante e estarem a comparar este drone com drones da Fnac só revela a má fé de se dizer mal de qualquer maneira.
Estes drones depois de afinados e até melhorados num futuro próximo são uma mais valia enorme para Portugal e prefiro que se pague 350 mil por cada um sendo feitos aqui em vez de 250 mil vindos de fora e com menos capacidade. E o custo tem que se ter em conta também para futuros upgrades.
Estive a pesquisar e comparar estes drones com outros internacionais e em termos de equipamento e características estes são bem melhores, tirando um caso ou outro.


Quem falou nos drones da FNAC, foi uma comparação pelos prazos de entrega, que nem a FNAC conseguia em tão curto espaço de tempo entregar tantos drones civis, quanto mais um drone mais complexo como o que a FAP (e não o Exército) adquiriu.

Por outro lado, as críticas são, sobretudo pela forma como o negócio foi feito, nomeadamente os prazos, e também pelos elogios exagerados por parte dos media e governo. A história de "bateu os gigantes da indústria" é treta, porque nenhum dos gigantes da indústria participou no concurso, ainda para mais com prazos tão irrealistas. Os UAVs adquiridos podem ser bons, podem ter características interessantes, mas há quem os queira fazer parecer Global Hawks ou algo do género, coisa que não são.

Quanto ao futuro destes drones, espero que tenha sucesso, pois vão dar jeito. Mas que não se fique por aqui a compra de drones, são necessários UAVs maiores e mais complexos.
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1746
  • Recebeu: 258 vez(es)
  • Enviou: 224 vez(es)
  • +104/-132
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1162 em: Outubro 07, 2020, 07:30:42 pm »
Não se fiem nisso dos 850 mil por um drone.

A UAVision foi a responsável pela formação dos pilotos de drones da Marinha e apoiou na construção da Escola/Centro de Testes de Drones da Marinha.

A verdade é que estamos a dar os primeiros passos de verdade no mundo dos Drones Militares e temos muito a agradecer aos incendiários. :o
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5091
  • Recebeu: 1530 vez(es)
  • Enviou: 391 vez(es)
  • +319/-241
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1163 em: Outubro 07, 2020, 09:56:07 pm »
Desculpa lá, mas se para ter UAVs a sério, é preciso haver incêndios florestais, é de uma falta de inteligência brutal de quem manda, tanto a nível político como militar.  :o
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1746
  • Recebeu: 258 vez(es)
  • Enviou: 224 vez(es)
  • +104/-132
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1164 em: Outubro 07, 2020, 10:18:45 pm »
Desculpa lá, mas se para ter UAVs a sério, é preciso haver incêndios florestais, é de uma falta de inteligência brutal de quem manda, tanto a nível político como militar.  :o

Não temos dinheiro, ou melhor o dinheiro é para outras prioridades.

A verdade é que foi este ano que começamos a montar as primeiras antenas de comunicação para os Drones, ainda estamos a uns anos de ter o nosso satélite de comunicação.
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4681
  • Recebeu: 544 vez(es)
  • Enviou: 942 vez(es)
  • +1183/-1595
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1165 em: Outubro 07, 2020, 10:32:35 pm »
Era a altura ideal e justificação para comprar MQ-9 Reaper, como a Espanha, a Itália a França e a Bélgica, ah, nós somos "pobres".  ::) :N-icon-Axe:
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5091
  • Recebeu: 1530 vez(es)
  • Enviou: 391 vez(es)
  • +319/-241
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1166 em: Outubro 08, 2020, 12:57:24 am »
A questão é que UAVs e mesmo UCAVs, não são assim tão caros por aí além. Agora claro que estando num país onde não se disponibilizam uns milhõezitos para FLIRs nos Lynx, Marlin nos NPOs, etc, torna-se complicado. Felizmente existem verbas de 4 milhões para fiscalizar MLUs de fragatas, e tantos outros "grupos de trabalho" que inventam para aí só para esbanjar dinheiro. Nem falo dos milhões anuais que os oficiais em excesso consomem ao orçamento.

Era a altura ideal e justificação para comprar MQ-9 Reaper, como a Espanha, a Itália a França e a Bélgica, ah, nós somos "pobres".  ::) :N-icon-Axe:

Deve ficar mais barato meter os P-3 a fazer vigilância florestal.  ::)
Não esquecer que os Reaper ainda podiam ajudar na vigilância marítima, combate ao tráfico, combate à pirataria, etc. Justificações não faltam!  c56x1
 

*

asalves

  • Analista
  • ***
  • 653
  • Recebeu: 233 vez(es)
  • Enviou: 85 vez(es)
  • +47/-10
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1167 em: Outubro 08, 2020, 10:26:22 am »
Não se fiem nisso dos 850 mil por um drone.

A UAVision foi a responsável pela formação dos pilotos de drones da Marinha e apoiou na construção da Escola/Centro de Testes de Drones da Marinha.

A verdade é que estamos a dar os primeiros passos de verdade no mundo dos Drones Militares e temos muito a agradecer aos incendiários. :o

Sim claramente que esses 850k foi para pagar mais do que o valor real do drone, houve todo um trabalho de desenvolvimento que foi feito e que tinha de ser pago, para não falar que nesses 850k estão "consolas" (não sei se é assim que se chama) para operar drones embarcados no NRP VdC e no NRP VdG.

No meu tempo enquanto funcionário Publico em falso recibo verde  :mrgreen: também fui convidado (participei) para uns concursos que pouco tinham a ver com o que realmente fazia, normalmente eram uma desculpa para me pagarem os meses de trabalho que tinha feito para outros projectos não financiados.

A FAP (provavelmente com a concordância do MdN) aproveitou os fundos ambientais para ganhar uma valência nova e equipar-se com o mínimo, os fogos florestais vai ser apenas uma pequena parte das missões dos meios.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5091
  • Recebeu: 1530 vez(es)
  • Enviou: 391 vez(es)
  • +319/-241
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1168 em: Outubro 08, 2020, 11:13:17 am »
Esta ideia de "aproveitar os incêndios como desculpa para comprar UAVs" parece-me tão estranha. Os valores envolvidos são tão baixos que não se justifica. Se para isto é preciso uma desculpa como os incêndios, nem quero imaginar quando forem os programas a sério como novos caças, fragatas, P-8s e companhia.
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4211
  • Recebeu: 2572 vez(es)
  • Enviou: 4593 vez(es)
  • +2994/-139
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1169 em: Outubro 08, 2020, 01:38:07 pm »
A solução é simples e já foi encontrada há muito tempo: cria-se o BDM — Banco Dos Militares, cuja principal missão é financiar o reequipamento das FFAA e com missão secundária de se envolver na banca tradicional.

Passados uns anos, quando o banco se encontrar em risco de colapsar, o Estado efectua mais um resgate que passará por alocar os activos bons ao BB2 (Banco Bom 2) e vender este banco a uma entidade estrangeira. Por sua vez, os activos nocivos vão para o Novo BDM (Banco de Merda). Et voilà!
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW