Combate a fogos pela F.A.P.

  • 1383 Respostas
  • 284251 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9754
  • Recebeu: 1728 vez(es)
  • Enviou: 2119 vez(es)
  • +322/-284
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1380 em: Agosto 04, 2022, 06:44:48 pm »
O numero ideal seriam 4 ....minimo ...digo eu....

O que custa mais é o início, depois de estarem cá os 2 Canadair pagos pela UE e termos pilotos a operar e a maquina logística a trabalhar, comprar mais 2 só depende da vontade política, e aviões de combate a incêndios tem grande aceitação popular...
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 2240
  • Recebeu: 399 vez(es)
  • Enviou: 283 vez(es)
  • +124/-271
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1381 em: Agosto 04, 2022, 09:06:11 pm »
O numero ideal seriam 4 ....minimo ...digo eu....

O que custa mais é o início, depois de estarem cá os 2 Canadair pagos pela UE e termos pilotos a operar e a maquina logística a trabalhar, comprar mais 2 só depende da vontade política, e aviões de combate a incêndios tem grande aceitação popular...

Depois da chegada dos 2 Canadair o foco vai ser os Fire Boss.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Subsea7

*

luis simoes

  • Perito
  • **
  • 563
  • Recebeu: 22 vez(es)
  • Enviou: 74 vez(es)
  • +24/-643
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1382 em: Agosto 05, 2022, 01:29:15 pm »
Claro que defendo fireboss ou airtractor....
6 seriam o ideal mas....para ja que venham os helis e os canadairs....cada coisa a seu tempo
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4301
  • Recebeu: 3744 vez(es)
  • Enviou: 2311 vez(es)
  • +5009/-2489
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1383 em: Agosto 11, 2022, 05:42:11 pm »
É por estas e por outras que dois Canadair podem ser, por vezes, iguais a 0. Ou, neste caso do incêndio na Covilhã, 3 serem iguais a 0.

Citar
O segundo-comandante nacional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) disse esta quinta-feira que os três Canadair estiveram inoperacionais na quarta-feira, um por avaria mecânica e os outros dois devido a inspeção devido às horas de voo. O Ministério da Administração Interna (MAI) reconheceu, entretanto, que foram identificadas situações que "poderão necessitar de ajustamentos, e que estão já a ser objeto de avaliação".

Questionado pela Lusa sobre a inoperacionalidade dos dois Canadair (aviões anfíbios construídos especificamente para combate a incêndios), Miguel Cruz explicou que hoje "está um operacional e a operar"."Tivemos efetivamente ontem [quarta-feira] uma inoperatividade destas duas aeronaves, sendo que o que está consagrado contratualmente é que a terceira aeronave substitui uma delas. Naturalmente temos que contar que as máquinas também falham e também tem que ter processos de revisão. Foi o que aconteceu com esta terceira aeronave, que teve um processo de revisão de 50 horas de voo. É algo que tem que forçosamente acontecer", sustentou.

O segundo-comandante nacional sublinhou ainda que existe um conjunto de outros meios aéreos que complementam o trabalho dos Canadair e que estão no teatro de operações. "Não é o facto de ter estas aeronaves [Canadair] temporariamente inoperativas que possa criar aqui uma situação mais complicada ou de mais fácil resolução", frisou. (...)

https://www.dn.pt/sociedade/incendios-canadair-inoperacionais-por-falha-mecanica-e-inspecao-por-horas-de-voo--15085532.html
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)