Chaparral e bitubo

  • 230 Respostas
  • 77941 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8982
  • Recebeu: 1284 vez(es)
  • Enviou: 1429 vez(es)
  • +183/-61
(sem assunto)
« Responder #105 em: Junho 05, 2008, 01:55:47 pm »
Citação de: "PedroM"
Eu não sou contra o UALE. O que eu acho é que o UALE não deve ser uma prioridade na aquisição de equipamentos para as FA's e muito menos ter primazia face à aquisição de modernos sistemas AA shorad e de médio alcance, que para mim, são a maior debilidade do exército.

Eu também não sou contra o AAA, e admito que numa visão à Brigada Mecanizada e à Brigada de Intervenção a Defesa Aérea seja a maior lacuna e que deve ser corrijida, mas em relação à Brigada de Reacção Rápida além dos veiculos 4x4 também é necessário a vinda os helicopteros do UALE.

É tudo uma questão de prioridades visto não haver vontade de obter ambos os equipamentos (helicopteros e AAA) simultaneamente, e como actualmente a prioridade é missões de manutenção de paz, evacuação de refugiados, guerra contra-subversiva, isto é, tudo conflitos onde não há necessidade de defesa aérea pois esta já se encontra assegurada, mas o helitransporte de 1 companhia de infantaria é necessaria para essas missões.

Se estivessemos numa guerra convencional onde todo o potencial da Brigada Mecanizada e Brigada de Intervenção fosse necessario ser empregue então de certeza que já teriamos os meios AAA necessários :lol:[/quote]

pois é :lol: .
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4533
  • Recebeu: 417 vez(es)
  • Enviou: 337 vez(es)
  • +73/-1187
(sem assunto)
« Responder #106 em: Março 03, 2009, 12:44:49 pm »


quem sabe uma possibilidade:
Rheinmetall/MBDA's new MPCV anti-aircraft system stars at IDEX
http://www.esdpa-org.eu/news/feb09/news_0902011.html
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Nitrox13

  • 91
  • +0/-0
    • http://www.standalgarve.com
(sem assunto)
« Responder #107 em: Março 09, 2009, 05:34:23 pm »
Para mim cada macaco no seu galho, e o exercito ñ devia ter helicópteros.
Tamos a tentar imitar os americanos, falta-nos uma coisa pilim.

esses meios devia ir para FAP e o exercito adquiir meios anti-aerios minimamente eficientes.
A necessidade aguça o engenho !!!!

nitroxsoft.net

webprogramer4fun
 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1445
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #108 em: Abril 16, 2009, 07:27:44 pm »
Bem, acabo de chegar do meu Dia da Defesa Nacional, no Regimento de Artilharia Anti-Aérea de Queluz, e além de ter sido um grande dia ( :D
O que é uma virtude e não um defeito, principalmente na guerra!

Depois também teve a sua graça a presença habitual de uns quantos "cromos". Um especialmente, que já se preparava para levar um estabilizador do missil Chaparral para casa por engano, e que quase ía arrancando a cabeça a um militar ao pegar no missil Stinger...
:wink:

EDIT: Uma militar confirmou-nos também que para colmatar a falta de viaturas de rodas para uso anti-aéreo, continuam em estudo a aquisição dos Avenger.
 

*

macer

  • 28
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #109 em: Abril 16, 2009, 11:56:31 pm »
caro colega, tambem fiz o meu dia da defesa nacional no regimento de artilharia anti-aerea nº1 em queluz.

tive uma grande sorte pois estavam-se a preparar para um exercicio de fogo real que se dá anualmente, devido ao facto dos misseis chaparral que estao no final do seu prazo de vida serem usados em vez de se  tornarem sucata.                                                                                                                   tive o privilegio de ver os meios praticamente todos a mobilizarem, foi realmente um grande dia.
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10739
  • Recebeu: 1671 vez(es)
  • Enviou: 4504 vez(es)
  • +266/-133
    • http://youtube.com/HSMW
(sem assunto)
« Responder #110 em: Agosto 10, 2009, 02:02:18 am »



http://www.youtube.com/watch?v=jBSrCGyIT7g

Cada vez mais interessante este sistema.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

YOMISMO

  • 98
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #111 em: Agosto 10, 2009, 12:48:03 pm »
En una guerra moderna contra enemigos con cierta capacidad aérea es un suicidio no disponer de cobertura aérea o misiles AA.

En el caso de España creo que hay una defensa de punto, cercana, basada en misiles IR Mistral y cañones bitubos además de una cobertura de mayor alcance basada en el Roland-ASPIDE-NASAMS y otra de mucho mayor alcance (HAWK-PATRIOT).

Practicamente, creo, que todo los sitemas son autónomos y pueden avanzar junto con el resto de unidades a proteger.

Para hacer más fuerte el sistema todos los radares y sistemas están unidos a la Red de Defensa Aérea (radares fijos, aéreos, AEGYS de las F-100, etc).

Suponiendo que una brigada mecanizada avanzara con sus tanques de última generación y resto de material y fuese atacada por medios aéreos  (helicópteros con misiles con alcances de 8 km o aviones con bombas listas o burras o misiles maverick), en caso de no disponer de cobertura de misiles AA o aviones protegiendo el espacio aéreo (lo cual implica disponer de cisternas aéreos KC o muchos cazas y una base aérea cercana) sería eliminada en pocas horas.

Más vale tener un sistema AA bueno y de calidad aunque con pocas baterias que un sistema desfasado. El coste en hombres y material puede ser enorme.
 

*

Instrutor

  • Investigador
  • *****
  • 1309
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #112 em: Agosto 10, 2009, 02:52:06 pm »
Nós por ca expulsamos os invasores com a famosa tecnica do quadrado...... inferiores numericamentes superiores intelectualmente.
"Aqui na Lusitanea existe um povo que não se governa nem se deixa governar" voz corrente entre os Romanos do Séc. I a.C
 

*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2216
  • Recebeu: 64 vez(es)
  • Enviou: 117 vez(es)
  • +33/-0
    • http://forumdefesa.com
(sem assunto)
« Responder #113 em: Agosto 10, 2009, 03:57:43 pm »
Citação de: "HSMW"



http://www.youtube.com/watch?v=jBSrCGyIT7g

Cada vez mais interessante este sistema.



Vi num programa uma demonstração desse sistema e pensei logo em Portugal. Santa LPM… c34x
Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos
 

*

tsahal

  • Perito
  • **
  • 580
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
AA.
« Responder #114 em: Agosto 10, 2009, 04:42:45 pm »
O SPYDER ja foi encomendado pela India mas para Portugal sugiro o sistema FLAADS da MBDA que será apresentado em Setembro. Vem em palete ou seja pode ser colocado em qualquer plataforma pesada 4x4, permite o lançamento de 12 misseis CAMM.
 

*

Instrutor

  • Investigador
  • *****
  • 1309
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #115 em: Agosto 10, 2009, 04:59:23 pm »
"Aqui na Lusitanea existe um povo que não se governa nem se deixa governar" voz corrente entre os Romanos do Séc. I a.C
 

*

tsahal

  • Perito
  • **
  • 580
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
AA.
« Responder #116 em: Agosto 10, 2009, 06:01:43 pm »
Sim mas leia o resto da noticia e veja as restantes fotografias se tiver acesso claro. Parece ser um projecto interessante. Na foto ele está integrado num MAN HX60 mas pode ser integrado em qualquer visto que é uma palete.
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4533
  • Recebeu: 417 vez(es)
  • Enviou: 337 vez(es)
  • +73/-1187
Re: Chaparral e bitubo
« Responder #117 em: Março 18, 2010, 10:37:47 am »
Citar
‘Céus’ da Marinha Grande testam mísseis antiaéreos
O Regimento de Artilharia Antiaérea prepara-se para regressar à Marinha Grande para uma nova sessão de fogos reais, com vista a testar a operacionalidade dos meios antiaéreos portugueses em caso de ataques terroristas, e a capacidade dos aparelhos utilizados pelo Exército.
O exercício com fogo real, intitulado 'Relâmpago 10', irá decorrer na praia do Samouco, à semelhança dos últimos anos, em que foram empregues todos os meios e unidades de Artilharia Antiaérea do Exército Português, nomeadamente os sistemas míssil antiaéreos, Stinger e Chaparral, e o Sistema Canhão Bitudo.
A sessão terá lugar no próximo dia 24, a partir das 09h00, estando o espaço aéreo, marítimo e terrestre naquela zona interditado pela Força Aérea, Marinha de Guerra e Exército, respectivamente.
No ano passado, participaram 300 militares. Durante o exercício, foram testados os mísseis Stinger e Chaparral, assim como os sistemas Canhão Bitudo.
Os mísseis portáteis Stinger estão ao serviço do exército português desde 1997, utilizados como apoio a combate. Por sua vez, os mísseis ligeiros Chaparral são utilizados pelo exército português desde 1990. Trata-se de um sistema dissuasor, cuja missão é atingir alvos aéreos a baixas altitudes, numa extensão de cinco quilómetros, e encontra-se integrado no sistema de defesa nacional.
Têm capacidade de atingir mais do que um alvo aéreo, sob quaisquer condições de visibilidade e de tempo, devido à utilização do sistema FLIR, de detecção por infravermelhos, e de mísseis tipo 'Fire and Forget'.
Os sistemas míssil ligeiro Chaparral transportam 12 mísseis, oito dos quais nos compartimentos de armazenagem da torre e quatro já montados nas rampas de lançamento. Têm capacidade de travessia de cursos de água, quando devidamente preparado. Têm autonomia de 480 quilómetros a uma velocidade de deslocamento de 40 quilómetros por hora.
http://www.diarioleiria.pt/20909.htm
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7776
  • Recebeu: 795 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +357/-1821
Re: Chaparral e bitubo
« Responder #118 em: Março 18, 2010, 08:43:40 pm »
Citação de: "nelson38899"
Os sistemas míssil ligeiro Chaparral transportam 12 mísseis, oito dos quais nos compartimentos de armazenagem da torre e quatro já montados nas rampas de lançamento. Têm capacidade de travessia de cursos de água, quando devidamente preparado. Têm autonomia de 480 quilómetros a uma velocidade de deslocamento de 40 quilómetros por hora.
http://www.diarioleiria.pt/20909.htm

Ao descrever um sistema de mísseis anti-aéreos, os dados mais relevantes que o jornalista foi capaz de lobrigar foram os da plataforma lançadora, não os dos mísseis. :mrgreen:
Miserável ignorância do jornalismo actual.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4533
  • Recebeu: 417 vez(es)
  • Enviou: 337 vez(es)
  • +73/-1187
Re: Chaparral e bitubo
« Responder #119 em: Abril 03, 2010, 12:59:18 pm »
http://www.deagel.com/library1/viewer.a ... 8062000054

alguém pode me arranjar info sobre este sistema?

obrigado
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva