Invasão da Ucrânia

  • 6469 Respostas
  • 347399 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20258
  • Recebeu: 2989 vez(es)
  • Enviou: 2242 vez(es)
  • +1339/-3462
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6315 em: Abril 02, 2024, 12:30:32 pm »
Ukraine Situation Report: Russian Armor Massacre At Avdiivka
Reports suggest 20 Russian vehicles were destroyed in what may have been one of the biggest single assaults of its kind in the war so far.

A video has emerged showing a disastrous Russian assault on the Avdiivka front, which took place over the weekend, reportedly leaving 20 of the Kremlin’s armored vehicles destroyed. While we have seen other large-scale Russian armored assaults, various accounts suggest this might be the biggest of its kind of the conflict so far, spearheaded by a column of 48 Russian armored vehicles. While that claim is very hard to verify, the action nonetheless reflects the brutal nature of the warfare still raging around Avdiivka, which fell to Moscow’s forces back in mid-February.

https://twitter.com/bayraktar_1love/status/1774737628211953879
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lampuka

  • Analista
  • ***
  • 793
  • Recebeu: 267 vez(es)
  • Enviou: 322 vez(es)
  • +146/-1437
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6316 em: Abril 02, 2024, 03:10:46 pm »
Citar
Devido aos republicanos o apoio Norte-Americano está muito abaixo do que já foi um dia, neste momento o maior contribuidor é a UE e o apoio individual de certos países Europeus estão no top dos doadores.

A merd@ está feita... agora quem quiser que a limpe.
E cá entre nós, o cheiro não chega ao outro lado do Atlântico. 😉

Lentamente os "patos" estão a acordar, mas a saída airosa está devidamente "cartilhada".

A culpa é do Trump, amigo do Putin 😱😱😱
João Pereira
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 21031
  • Recebeu: 2507 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1162/-1487
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6317 em: Abril 02, 2024, 03:22:25 pm »
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20258
  • Recebeu: 2989 vez(es)
  • Enviou: 2242 vez(es)
  • +1339/-3462
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6318 em: Abril 02, 2024, 03:28:49 pm »
Citar
Devido aos republicanos o apoio Norte-Americano está muito abaixo do que já foi um dia, neste momento o maior contribuidor é a UE e o apoio individual de certos países Europeus estão no top dos doadores.

A merd@ está feita... agora quem quiser que a limpe.
E cá entre nós, o cheiro não chega ao outro lado do Atlântico. 😉

Lentamente os "patos" estão a acordar, mas a saída airosa está devidamente "cartilhada".

A culpa é do Trump, amigo do Putin 😱😱😱

Os Patos são sempre os mesmos e desde que há um Trump virarão todos pró-Putin.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18262
  • Recebeu: 5522 vez(es)
  • Enviou: 5913 vez(es)
  • +7151/-9531
« Última modificação: Abril 02, 2024, 05:59:04 pm por P44 »
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

os_pero

  • Membro
  • *
  • 243
  • Recebeu: 100 vez(es)
  • Enviou: 42 vez(es)
  • +240/-15
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6320 em: Abril 02, 2024, 06:03:20 pm »
https://twitter.com/ColbyBadhwar/status/1775153015701262657
Citar
🇪🇪🇺🇦 Another 1.2 million artillery shells for Ukraine?

At the latest UDCG meeting, Estonia informed the coalition that they have identified €2 billion-€3 billion worth of artillery ammunition available on the global market *in addition* to the ammo sourced by Czechia.

🇪🇪 Minister of Defense Hanno Pevkur tells newspaper Postimees that deliveries could begin in 2 months if funding is secured. The available ammunition includes 122mm Grad rockets, and 122mm, 152mm & 155mm shells.

How many shells this would translate to depends on the price. Postimees put the average global unit price at €2500, which is reasonable given the Czech estimate of €3 billion being required for 1.5 million shells, for a unit price of €2000.

The Estonian initiative could therefore source between 800,000 and 1,200,000 shells.

With the Czech initiative still not fully funded though, according to public information, it is imperative that the European Peace Facility's Ukraine Assistance Fund be tapped to finance these procurements. Ukraine can't wait for this ammunition.

Ou seja neste moment há 2 pools para comprar munição para a Ucrania a "pool" Checa que está 50% financiada e a esta nova "pool" da Estónia.

Pergunto-me até que ponto poderá haver paises a vender para os 2 lados (Russia/Ucrania) ou se existem paises que eram tradicionalmente "amigos" da Russia e agora estão a aproveitar esta demanda para fazer algum dinheiro ou até acertar contas ou se estas compras estão a ir ao contrabando.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7484
  • Recebeu: 962 vez(es)
  • +4594/-871
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6321 em: Abril 02, 2024, 07:25:21 pm »
A India produz tanto munição de 155mm como de 152mm
A mesma India, a que os europeus e americanos fingem que não olham para o truque de comprar petroleo russo e vender gasolina indiana.
Depois, há aparentemente muitas encomendas num país que tem uma grande capacidade de produção de munição de 155mm mas que não faz parte da União Europeia...


É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 

*

CruzSilva

  • Investigador
  • *****
  • 1351
  • Recebeu: 536 vez(es)
  • Enviou: 2205 vez(es)
  • +678/-119
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6322 em: Abril 02, 2024, 07:37:44 pm »
A India produz tanto munição de 155mm como de 152mm
A mesma India, a que os europeus e americanos fingem que não olham para o truque de comprar petroleo russo e vender gasolina indiana.
Depois, há aparentemente muitas encomendas num país que tem uma grande capacidade de produção de munição de 155mm mas que não faz parte da União Europeia...
É preciso lembrar que granadas de artilharia indiana já foram avistadas no interior de obuses auto propulsados ucranianos...
« Última modificação: Abril 02, 2024, 09:31:30 pm por CruzSilva »
"Homens fortes criam tempos fáceis e tempos fáceis criam homens fracos - homens fracos criam tempos difíceis e tempos difíceis criam homens fortes."
 

*

Lampuka

  • Analista
  • ***
  • 793
  • Recebeu: 267 vez(es)
  • Enviou: 322 vez(es)
  • +146/-1437
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6323 em: Abril 03, 2024, 12:02:34 am »
Citar
Depois, há aparentemente muitas encomendas num país que tem uma grande capacidade de produção de munição de 155mm mas que não faz parte da União Europeia...
O Brasil não podia perder esta oportunidade de negócio... ao fim ao cabo para eles não passa disso.
João Pereira
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7484
  • Recebeu: 962 vez(es)
  • +4594/-871
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6324 em: Abril 03, 2024, 12:05:18 am »
O país em causa é a Turquia ...
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lampuka

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 4876
  • Recebeu: 411 vez(es)
  • Enviou: 81 vez(es)
  • +266/-5979
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6325 em: Abril 03, 2024, 09:35:31 am »
O país em causa é a Turquia ...

Depois das autárquicas as coisas não estão a ficar famosas para o Erdogan ...

Citar
In Turkey the electoral body refuses to acknowledge the triumph of the opposition party in the local elections and is overturning the results, giving the control of cities and towns to the party of current president and NATO lapdog Erdogan.

Be prepared to support Turkish opposition protests in your city, specially if there is a Turkish embassy or consulate in it.

Mas acho que os tumultos ainda não foram noticiados nos meios de desinformação portugueses
Potius mori quam foedari
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4294
  • Recebeu: 2424 vez(es)
  • Enviou: 1395 vez(es)
  • +7373/-4452
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6326 em: Abril 03, 2024, 09:43:24 am »
Parece que a ajuda financeira/militar americana pode ser aprovada nos próximos dias..... ou o Mike Johnson pode ser derrubado pelo próprio partido!!!!!!
Depois de ser ameaçado de demissão pelos próprios republicanos, agora já admite votar o plano de ajuda à Ucrãnia a seguir à interrupção da Páscoa!!!!!

Mike Johnson hints vote on Ukraine aid is up next despite threat to speakership

Republican touts ‘important innovations’ to Ukraine package and suggests vote on bill could be imminent in Congress after recess

The US House speaker, Mike Johnson, has raised expectations that a vote on funding for Ukraine could be imminent in the chamber, even at the risk of the Republican losing his leadership position.

Johnson touted “important innovations” to a possible Ukraine package during an interview on Fox News’s Sunday Night in America with Trey Gowdy, and he suggested a vote on a standalone bill could come soon after Congress returns from Easter recess on 9 April.

But the Louisiana Republican acknowledged forces in his party were trying to unseat him over his efforts to find a bipartisan solution to stalled US funding for Ukraine’s efforts to repel Russia’s military invasion, which began in February 2022. The far-right extremist Georgia congresswoman Marjorie Taylor Greene filed a motion to remove Johnson in March, but she stopped short of calling it for a floor vote.

The White House, meanwhile, has warned that delays are costing Ukraine lives and territory because Russia’s president, Vladimir Putin, “gains every day” Congress does not pass a funding measure.

“What we have to do in an era of divided government, historically, as we are, you got to build consensus. If we want to move a partisan measure, I got to have every single member, literally. And some things need to be bipartisan,” Johnson said, acknowledging the shrinking Republican majority in the House.

“We’ve been talking to all the members especially now over the district work period. When we return after this work period, we’ll be moving a product, but it’s going to, I think, have some important innovations.”

Those innovations include efforts to placate Republican hardliners, who have cooled on continuing to support Ukraine financially with the war there now in its third year. They include a loan instead of a grant, or harnessing Russian assets confiscated in the US under the Rebuilding Economic Prosperity and Opportunity (Repo) for Ukrainians Act.

“If we can use the seized assets of Russian oligarchs to allow the Ukrainians to fight them, that’s just pure poetry,” Johnson said. “Even [former president Donald] Trump has talked about the loan concept, where we’re not just giving foreign aid, we’re setting it up in a relationship where they can provide it back to us when the time is right.”

The specter of Trump, the prospective Republican nominee for November’s presidential election, has loomed large over the wrangling for a Ukraine deal. He was instrumental in Johnson’s refusal to call a House vote on a $95bn wartime funding bill that passed the Democratic-led Senate in February, which also included aid for Israel in its war in Gaza.

Trump has also demanded Republicans reject any Ukraine funding measure that ties in money for US border security in order to deny the Joe Biden White House a “win” on immigration ahead of November’s election, hence Johnson’s pursuit of a standalone solution.

The friction has led to rightwingers, such as Greene, threatening Johnson’s position. Other Republican colleagues, however, have leapt to the speaker’s defense. The New York congressman Mike Lawler blasted Greene’s motion to vacate as “idiotic” on CNN’s State of the Union on Sunday. “It’s not actually going to help advance the cause she believes in, and in fact it undermines our House Republican majority,” he said.

Some Democrats have indicated they would support Johnson if a vote to remove him were called, though other Republicans have acknowledged his precarious position.

“I’m not going to deny it. It’s a very narrow majority, and one or two people can make us a minority,” the Nebraska congressman Don Bacon told NBC’s Meet the Press on Sunday.

Without identifying Greene by name, he added: “We have one or two people that are not team players. They’d rather enjoy the limelight, the social media.”

Bacon is one of several Republicans who have worked across the aisle to craft a Ukraine aid proposal. “We put a bill together that focuses on military aid, a $66bn bill that provides military aid to Ukraine, Israel and Taiwan. There’s enough support in the House to get this done,” he said.

Of Johnson’s plans to bring a House vote next week, Bacon added: “He’s doing the right thing.”

https://www.theguardian.com/us-news/2024/apr/01/mike-johnson-ukraine-aid
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20258
  • Recebeu: 2989 vez(es)
  • Enviou: 2242 vez(es)
  • +1339/-3462
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6327 em: Abril 03, 2024, 11:05:12 am »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7484
  • Recebeu: 962 vez(es)
  • +4594/-871
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6328 em: Abril 03, 2024, 01:56:37 pm »


Isto não pode ser confirmado, mas há quem afirme que, as dificuldades ucranianas no que respeita à falta de munições não é tão grave quanto se pensa ou se afirma e que parte do "drama" terá como objetivo garantir a aprovação na câmara dos deputados em Washington do apoio à Ucrânia.

Neste momento, os europeus já ultrapassaram os Estados Unidos em termos de apoio.
Os programas para "caçar" munição de 155mm e 152mm aparentam ser um sucesso.

Já se vão poder replicar este tipo de esforço, são outros quinhentos...



Relativamente às munições indianas na Ucrânia, elas foram enviadas quando alguns dos países da Europa de Leste, nomeadamente os bálticos enviaram sistemas auto-propulsados e rebocados para a Ucrânia. No entanto as munições são essencialmente de 122mm.
Estes países possuiam armas soviéticas, mas já tinham deixado de comprar munições aos russos há muitos anos. O principal fornecedor de munição de calibre soviético a estes países mais pequenos era a India, principalmente por causa de ser muito competitiva em termos de preço.
Mesmo a Ucrânia, adquiriu aos indianos entre 2014 e 2022, munição de 122mm e de outros calibres soviéticos.
A India aparentemente detem capacidade para produzir munição de 152mm, embora os seus sistemas de artilharia mais pesados sejam todos de 155mm.
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20258
  • Recebeu: 2989 vez(es)
  • Enviou: 2242 vez(es)
  • +1339/-3462
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #6329 em: Abril 03, 2024, 05:04:23 pm »

Citação de: Aurora Borealis
The production of Bohdana self-propelled artillery systems is increasing.

The Ukrainian defense industry is already producing 8 of these self-propelled artillery systems per month, the NYT reports, citing sources.



7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.