F-16 FAP

  • 110 Respostas
  • 29572 Visualizações
*

Pedro Monteiro

  • Analista
  • ***
  • 878
  • Recebeu: 120 vez(es)
  • Enviou: 13 vez(es)
  • +15/-15
    • http://www.pedro-monteiro.com
(sem assunto)
« Responder #45 em: Novembro 16, 2004, 01:14:58 pm »
Citação de: "miguel"
CAROS AMIGOS

alguem sabe qual sera o numero da 2°esquadra ?
seria bem o 202 AGUIAS :lol:

teriamos assim:
2 esquadras F16(36 aparelhos)
2 esquadras ALPHAJET(36 aparelhos)

BASE AEREA 5
Esquadra 201
Esquadra 202

BASE AEREA 11
Esquadra 301
Esquadra 302

ja dava mais respeito :twisted:

que tal???


O Alpha-Jet é uma razoável aeronave de ataque, mas tem problemas estruturais sérios e o seu armamento é, ainda assim, bastante limitado para os actuais cenários. A FAP não esconde a sua vontade em adquirir novas plataformas: helicópteros de ataque.
O maior problema - ignoremos o dinheiro, a necessidade de estruturas de apoio, manutenção, eficiência - desta frota colossal seria precisamente o factor humano: falta de pilotos e verbas para garantir a sua permanência e treino. Como a FAP tem esse problema, não sei se seria viável... o nosso problema actual não será numérico; será, isso sim, operacional. Quando, num dia normal, não temos mais que 5 Alpha-Jet operacionais, ter duas esquadras...
Cumprimentos,
Pedro Monteiro
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2452
  • Recebeu: 32 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +22/-31
(sem assunto)
« Responder #46 em: Novembro 16, 2004, 05:53:14 pm »
:shock:
ESSA DE SUBSTITUIR AVIOES POR HELIS?

SO QUEM JA ANDOU EM ZONAS DE COMBATE
E QUE SABE QUE O HELI E MUITO VULNERAVEL

ATE OS NOSSOS GENERAIS DEVERIAM DE SE
LEMBRAR DA GUERRA COLONIAL EM GUINEE
NUM DIA PERDEU QUASE TODOS OS MEIOS
DA BA12 POR CAUSA DO SA7
SE ME LEMBRO ERA DO27 T6 E FIATS G91 QUE
FORAM ABATIDOS

NA MINHA OPINIAO PARA AS MISOES CAS NADA
SUBSTITUA O AVIAO DE CACA
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1662
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #47 em: Novembro 16, 2004, 06:11:51 pm »
Aviões de "caca" temos nós bastantes... mas o que o nosso colega queria dizer, é que a nossa capacidade CAS é muito limitada e os Alpha Jet que temos não seriam suficientes para fazer todo esse serviço. Quanto à vulnerabilidade dos helis, acho incorrecto comparar com os tempos da guerra colonial, hoje em dia um helicoptero de ataque moderno possui sistemas como o FLIR, sistemas de navegação que em nada se compara com o que existia à 30 anos atrás, misséis precisos de longo alcance, e talvez numa possível guerra houvesse o bom senso de não os arriscar sem mais nem menos...
"History is always written by who wins the war..."
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5460
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1500/-3
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #48 em: Novembro 16, 2004, 06:12:32 pm »
Citação de: "miguel"
ATE OS NOSSOS GENERAIS DEVERIAM DE SE
LEMBRAR DA GUERRA COLONIAL EM GUINEE
NUM DIA PERDEU QUASE TODOS OS MEIOS
DA BA12 POR CAUSA DO SA7
SE ME LEMBRO ERA DO27 T6 E FIATS G91 QUE
FORAM ABATIDOS


Talvez nos queira dar uma indicação sobre onde é que ocorreram essas perdas e que dia "negro" foi esse. Já que está tão bem informado, sobre a FAP e os seus problemas em África...

Cumprimentos.
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2452
  • Recebeu: 32 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +22/-31
(sem assunto)
« Responder #49 em: Novembro 16, 2004, 06:59:14 pm »
:cry:

2° a zona do famoso dia negro se tenho memoria era perto
de guilege e perdemos nesse dia 4 ou 5 avioes e respectivos
pilotos da BA12 Bissalanca, a partir desse dia a FAP praticamento
deixo de poder operar na guinee, eu ate me pergunto se nao
houve um MIG17 que nao tivesse feito algo, pois nessa altura
eram pilotados por cubanos, até chegamos a capturar 1 piloto desse!!!

3° o inimigo estava equipado com o mesmas armas que ha hoje
no IRAQUE
RPG7,SAM7,AK47
cumprimentos
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5460
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1500/-3
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #50 em: Novembro 16, 2004, 07:42:02 pm »
Mas você está a falar de memória, ou tem algum dado concreto.

É que num fórum de assuntos militares, normalmente gostamos de trabalhar com coisas concretas.

Pergunto porque não tenho nenhum dado sobre o assunto.

Em 25 de Março foi atingido um FIAT G-91 com a perda do piloto.

Nas operações de Guilege / Guidage e Gadamael / Gadamael-Porto, o principal problema foi exactamente que não havia cobertura aérea, porque ainda não tinha sido determinado como executar os voos, garantindo a segurança dos pilotos.

É exactamente porque não há protecção da Força Aérea, que a operação foi um desastre, do ponto de vista estratégico (já não do ponto de vista táctico).

Por isso gostaria de saber que aviões foram esses, perdidos num só dia, quando a operação de Guilege/Guidage e Gadamael, decorre de 8 a 31 de Maio.

Outra coisa: O FIAT G-91 era ultrapassado para o teatro europeu, mas a mesma coisa não se pode dizer no que respeita ao teatro Africano.

Lembro que chegou a haver noticia de aviões MIG-17 dentro das fronteiras da Guiné-Bissau, que á vista dos FIAT G-91zinhos fugiram a sete pés.

Com os misseis SA-7, o nosso domino aéreo não acabou, apenas passou a ser contestado. Por isso Spínola, nos seus pedidos a Marcelo Caetano, incluiu aviões MIRAGE-F1 supersónicos, para facilmente fugirem aos SA-7 Strela.

Numa guerra, o nosso material só é obsoleto se o inimigo tem meios para o tornar inutil. A realidade, é que o PAIGC sempre teve muita dificuldade em transformar em vantágemn táctica, aquilo que era uma vantagem estratégica de sua parte: O apoio da URSS, do Senegal e da República da Guiné.

Cumprimentos
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2452
  • Recebeu: 32 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +22/-31
(sem assunto)
« Responder #51 em: Novembro 16, 2004, 08:02:45 pm »
Papatango tenho esses dados mas infelizmente
estao em Portugal e eu nao ?
e num livro HISTORIA DA GUERRA EM AFRICA
volume I e II

o mas importante agora e nao cometer os erros
do passado :)
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5460
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1500/-3
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #52 em: Novembro 16, 2004, 08:05:10 pm »
Alguém tem ideia de que livro se tratará?

Guerra Colonial em dois volumes.

Informações sobre o assunto agradecem-se.

Cumprimentos
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1437
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #53 em: Novembro 16, 2004, 08:23:41 pm »
Eram Mirage F-1 ou Mirage III os aviões que se falaram ?

Sempre é verdade a operação pelo PAIGC dos MiG-17 ? Não gostaria de estar num Fiat contra eles...

(talvez fosse melhor abrir outro tópico para continuar esta discussão ;))
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2452
  • Recebeu: 32 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +22/-31
(sem assunto)
« Responder #54 em: Novembro 16, 2004, 08:36:43 pm »
Citação de: "Spectral"
Eram Mirage F-1 ou Mirage III os aviões que se falaram ?

Sempre é verdade a operação pelo PAIGC dos MiG-17 ? Não gostaria de estar num Fiat contra eles...

(talvez fosse melhor abrir outro tópico para continuar esta discussão :wink:
e por esse motivo que certos paises com em França
mesmo sendo material nao topo gama, mas e produzido
localmento.
a França tambem fiz a mesma experiencia que portugal
quando precisou dos EUA eles viraram as costas!!!! :evil:
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5460
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1500/-3
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #55 em: Novembro 16, 2004, 08:53:22 pm »
Link para a Guerra Colonial na Guiné, para falar da questão dos MIG

http://www.forumdefesa.com/forum/viewto ... 4768#14768
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2452
  • Recebeu: 32 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +22/-31
(sem assunto)
« Responder #56 em: Novembro 17, 2004, 05:48:14 pm »
caras amigos,

gostava de saber, qual sera o numero e nome
da 2°esquadra F16,
por aquilo que ouvi estou confuso!
esquadra 302 ou 304 AGUIAS ?

eu preferia 202 :D

outro assunto na se podia transformar 1 C130
em KC130 ravitalhador?

cumprimentos
 

*

Pedro Monteiro

  • Analista
  • ***
  • 878
  • Recebeu: 120 vez(es)
  • Enviou: 13 vez(es)
  • +15/-15
    • http://www.pedro-monteiro.com
(sem assunto)
« Responder #57 em: Novembro 17, 2004, 07:13:33 pm »
Em 1999, quando os A-7P Coirsair II foram abatidos ao serviço a Esquadra 304 foi desactivado. Especulou-se que esta poderia ser reactivada. Tudo indica, presentemente, que não o será. Surgiram, no entanto, rumores que uma esquadra com a designação "Piratas" poderia vir a ser constituída como Esquadra 202, mas nada certo. Agora, um facto: o F-16 AM 15133 recebeu um Falcão na deriva, enquanto que os que lhe seguiram - um BM (15139) e um AM (15121) - não a apresentam, ainda... agora, o que daqui se conclui são, naturalmente, hipóteses por validar.
Cumprimentos,
Pedro Monteiro

Citação de: "miguel"
caras amigos,

gostava de saber, qual sera o numero e nome
da 2°esquadra F16,
por aquilo que ouvi estou confuso!
esquadra 302 ou 304 AGUIAS ?

eu preferia 202 :D

outro assunto na se podia transformar 1 C130
em KC130 ravitalhador?

cumprimentos
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2452
  • Recebeu: 32 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +22/-31
(sem assunto)
« Responder #58 em: Novembro 17, 2004, 08:13:53 pm »
caro pedro

agradeço por estes esclacecimentos. :wink:

Nao seria ideal termos 3 ravitalhadores aereos
typo KC130 ou KC10?

e que vi a LPM, e nao menciona nada
sobre esses meios, que podiam permitir os F16 operar
em coburtura aerea em Africa por exemplo numa missao
de resgate typo crocodilo.
sem falar da possibilidade de permitir uma parelha em QRA
varias horas em voo.

mais uma vez obrigado pela tua coloboraçao.

cumprimentos
 

*

Pedro Monteiro

  • Analista
  • ***
  • 878
  • Recebeu: 120 vez(es)
  • Enviou: 13 vez(es)
  • +15/-15
    • http://www.pedro-monteiro.com
(sem assunto)
« Responder #59 em: Novembro 17, 2004, 08:43:06 pm »
Citação de: "miguel"
caro pedro

agradeço por estes esclacecimentos. :wink:

Nao seria ideal termos 3 ravitalhadores aereos
typo KC130 ou KC10?

e que vi a LPM, e nao menciona nada
sobre esses meios, que podiam permitir os F16 operar

cumprimentos


Aos F-16 certamente que não. O sistema de reasbatecimento é diferente, característico das aeronaves da USAF, o que impede o reabastecimento aéreo do F-16 por um avião do tipo KC-130. De facto, o KC-130 permite apenas, na nossa frota, o reabastecimento aéreo dos EH-101.
A NATO estuda a hipótese de criar uma frota comum de aeronaves de reabastecimento aéreo, à semelhança da frota de E-3.
Cumprimentos,
Pedro Monteiro