Despenhou-se avião do Museu do Ar

  • 12 Respostas
  • 6314 Visualizações
*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2505
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-45
Despenhou-se avião do Museu do Ar
« em: Dezembro 10, 2004, 01:50:22 pm »
Hoje, pouco depois do meio-dia, despenhou-se um avião Tiger, de treino, construído em Alverca nos anos 50. Pertencia ao Museu do Ar.
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 10503
  • Recebeu: 1356 vez(es)
  • Enviou: 1897 vez(es)
  • +1095/-1913
(sem assunto)
« Responder #1 em: Dezembro 10, 2004, 02:01:15 pm »
:(

E o piloto, safou-se?
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2505
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-45
(sem assunto)
« Responder #2 em: Dezembro 10, 2004, 02:06:55 pm »
Citação de: "P44"
:(

E o piloto, safou-se?


Eram 2 os tripulantes. Um morreu e o outro está em estado grave, ficou encarcerado.
O avião era um biplano, com duas asas sobrepostas.
 

*

Nautilus

  • Membro
  • *
  • 119
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Dezembro 10, 2004, 02:56:37 pm »
O avião era um De Havilland DH-82A Tiger Moth e era pilotado por dois pilotos do Museu do Ar segundo informações do relações publicas da base de Sintra.
"Que o país deixe de ter medo!"
Humberto Delgado

Cumprimentos
Nautilus
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5460
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1500/-3
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #4 em: Dezembro 10, 2004, 03:20:29 pm »
Será isto?

http://www.emfa.pt/museu/aero7.htm

Ou será de facto isto:


fico na dúvida sobre se será um monomotor Tiger ou uma avioneta marca Tiger.

De qualquer forma, as máquinas até se podem reparar.
As vidas, é que não  :Soldado2:

Cumprimentos
 

*

Nautilus

  • Membro
  • *
  • 119
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Dezembro 10, 2004, 04:09:21 pm »
Citação de: "papatango"
Será isto?


http://www.emfa.pt/museu/aero7.htm

Afirmativo era mesmo esse biplano, eu ao ver as imagens na tv fico na duvida se não seria mesmo o 119.
Mas concordo consigo Papatango as maquinas e o menor dos males, mal é as vidas que se perdem.
"Que o país deixe de ter medo!"
Humberto Delgado

Cumprimentos
Nautilus
 

*

Nautilus

  • Membro
  • *
  • 119
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Dezembro 10, 2004, 04:23:06 pm »
Citar
Sintra/Queda de avioneta: Aeronave fora inspeccionada em Novembro - Força Aérea

 
Azenhas do Mar, Sintra, 10 Dez (Lusa) - A aeronave que hoje caiu nas Azenhas do Mar, Sintra, causando um morto e um ferido grave, fora inspeccionada há cerca de três semanas e estava "como nova", disse o coronel da Força Aérea Carlos Barbosa.

"A aeronave estava como nova, tinha apenas uma hora e cinco minutos de voo desde a inspecção. Além disso, foi feita ainda uma outra inspecção, denominada de 360 graus, onde foram verificados todos os órgãos visíveis relacionados com o combustível, óleo e aparelhos móveis", sublinhou.

Carlos Barbosa explicou que se tratava de uma aeronave Tigermot, utilizada em 1952 para treino da Força Aérea, e que constituía um acervo vivo do Museu do Ar, mas estava em condições de voo, especialmente depois de uma grande inspecção realizada no passado dia 24 de Novembro.

O coronel acrescentou que a avioneta, que estava a fazer um voo de treino da Força Aérea, se despenhou a apenas 20 metros das casas, numa zona deserta de uma quinta, o que indica que "houve uma tentativa dos pilotos de colocarem a aeronave numa zona deserta".

Nenhuma aeronave voa abaixo do permitido, ou seja dos 500 pés sobre as zonas habitacionais, explicou.

No local do acidente estão a ser recolhidos todos os dados relativos aos destroços e um helicóptero Puma da Força Aérea está a tirar fotografias, que vão ser enviadas para uma comissão de investigação que irá apurar as causas do acidente.

Uma moradora, Conceição Massano, que viu a aeronave cair a pouco mais de 50 metros de casa, descreveu à Lusa a situação: "ouvi um estrondo muito grande e vim a correr, mas chegou logo uma ambulância chamada pelos trabalhadores de uma obra e logo a seguir os bombeiros de Colares".

Rui Cardoso, 70 anos, também assistiu ao acidente e contou como viu a avioneta despenhar-se.

"Vi a avioneta vir e até pensei: ai que vais tão baixinha.

Então fixei o olhar e vi ainda que ela estava a dar uma volta, logo a seguir caiu a pique", contou.

No local, estiveram bombeiros de Colares, Almoçageme, viaturas do INEM, Serviço Municipal de Protecção Civil e GNR.

JMG/HN.

Lusa/Fim

 
"Que o país deixe de ter medo!"
Humberto Delgado

Cumprimentos
Nautilus
 

*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1256
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +2/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
(sem assunto)
« Responder #7 em: Dezembro 10, 2004, 04:27:32 pm »
O avião foi de facto um Tiger Moth do museu do ar. Faleceu o Coronel PILAV Ramiro Manuel de Almeida Santos, comandante da BA1.
Encontra-se gravemente ferido o 2º comandante da BA1 o TCor. PILAV Antunes.

Paz à alma do Coronel Ramiro e os mais sinceros votos de melhoras para o TCor. Antunes.

É um dia muito triste.
Ricardo Nunes
www.forum9gs.net
 

*

Paisano

  • Especialista
  • ****
  • 901
  • Recebeu: 6 vez(es)
  • +1/-0
    • http://defesabrasil.com/forum
(sem assunto)
« Responder #8 em: Dezembro 10, 2004, 04:47:29 pm »
:Soldado2:
As pessoas te pesam? Não as carregue nos ombros. Leva-as no coração. (Dom Hélder Câmara)
_________________
Volta Redonda
_________________
 

*

NotePad

  • Perito
  • **
  • 565
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Dezembro 10, 2004, 11:02:58 pm »
...
« Última modificação: Fevereiro 25, 2007, 05:25:42 am por NotePad »
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2452
  • Recebeu: 32 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +22/-31
(sem assunto)
« Responder #10 em: Dezembro 11, 2004, 03:21:53 pm »
:?
Devia-se era acabar com essa mania, de fazer "voar" velhos aviões, que gastem recursos financeiros e humanos a FAP e por fim se me lembro acabam por "cair" depois do T6 agora o TigerMoth

Por amor de deus parem!!!!!

Guardem essas linda velhas asas, em terra e não nos ares!!!!!!!!!!!
 

*

JoseMFernandes

  • Perito
  • **
  • 394
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #11 em: Dezembro 11, 2004, 04:14:51 pm »
Coisas da vida... nao conheci o comandante da BASintra, mas sim seu filho Sérgio, colega e amigo de meus filhos, e que foi visita ocasional de minha casa em Bruxelas ha alguns anos atras.
Um meu   familiar proximo  e  grande amigo foi também das ultimas pessoas a ve-lo em vida, tomando cafe no bar da base de Sintra, minutos antes do voo fatal e lembra-se da  sua grande  relutancia  em  fazer aquele voo (normalmente nao seria ele e so foi por insistencia  de um amigo,... seria premoniçao? va-se la saber...).Ao que me dizem uma pessoa e um profissional excepcional...uma perda para a FAP e para todos nos...
Em circunstancias que serao certamente esclarecidas, espero... veio a cair, numa zona que conheço bem, entre casas de amigos e familiares de minha mulher...nao tenho palavras para definir o meu estado de espirito perante tudo isto.O seu funeral realizou-se hoje em Benfica.
 

*

snakeye25

  • Membro
  • *
  • 133
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #12 em: Dezembro 12, 2004, 01:37:50 am »
Caro zezoca

Citação de: "zezoca"
Um meu   familiar proximo  e  grande amigo foi também das ultimas pessoas a ve-lo em vida, tomando cafe no bar da base de Sintra, minutos antes do voo fatal e lembra-se da  sua grande  relutancia  em  fazer aquele voo (normalmente nao seria ele e so foi por insistencia  de um amigo,... seria premoniçao? va-se la saber...).Ao que me dizem uma pessoa e um profissional excepcional...uma perda para a FAP e para todos nos...

O seu relato originou o seguinte comentário num fórum em que participo:

Citar
Citar
lembra-se da sua grande relutancia em fazer aquele voo (normalmente nao seria ele e so foi por insistencia de um amigo,... seria premoniçao? va-se la saber...).
Um Coronel, Comandante de uma Unidade, teria "grande relutância em fazer aquele voo"??? Ora que não o fizesse ou até o proibisse!!! Não creio que o voo em causa fizesse parte de alguma difícil missão Militar!
Certamente o que vai ficar no ar são perguntas para as quais nós, simples civis, nunca haveremos de receber as respostas
- Estava o COFA ciente e tinha aprovado o Plano de Voo desta aeronave?
- Estavam os pilotos a seguir um "Plano de Missão" e a cumprir as normas internacionais de Segurança de Voo?
- Como é que dois Oficiais Superiores se encontram a fazer voo baixo numa área residencial?
- Qual o critério usado para distribuição de missões e utilização das horas de voo disponíveis dos aviões do Museu do Ar?
- Será que os aviões do Museu do Ar estão a ser utilizados como se pertencessem a uma espécie de “Aeroclube FAP” onde tudo é permitido?

Por mais simpatia que tenha pelos tripulantes falecidos nos dois recentes acidentes com aviões do Museu do Ar e pelas suas famílias, não considero que tenham sido “azares” mas, muito pelo contrário, uma grande sorte que, por milagre, não tenham vitimado inocentes civis no solo.
O que penso ser imperdoável é que, pela segunda vez, aeronaves tripuladas por Oficiais Superiores da FAP, ao que tudo indica, se percam por violação das mais básicas normas de Segurança de Voo.
Um abraço,

André Carvalho