Notícias do Exército Brasileiro

  • 1350 Respostas
  • 445231 Visualizações
*

goldfinger

  • Investigador
  • *****
  • 2419
  • Recebeu: 1526 vez(es)
  • Enviou: 417 vez(es)
  • +1073/-439
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1335 em: Abril 22, 2022, 07:58:33 pm »
Visita de militares brasileños a La Legión



Citar
La Brigada "Rey Alfonso XIII" II de la Legión muestras sus capacidades en desactivación a  una representación del
Exército Brasileiro que visito la Brigada Experimental (BRIEX 2035).
A España servir hasta morir
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Vitor Santos

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1336 em: Abril 24, 2022, 09:46:09 pm »
Tiros reais com o Sistema Astros 2020 e a Conferência dos Exércitos Americanos (CEA)


Citar
Formosa (GO) – O Comando de Artilharia recebeu a reunião plenária do ciclo XXXV da Conferência dos Exércitos Americanos (CEA), nesta quarta-feira, no Forte Santa Bárbara. O Secretário-Geral da CEA, General de Divisão Alcides Valeriano de Faria Júnior, apresentou o tema do presente ciclo (2022-2023), que está relacionado com o processo de transformação dos exércitos participantes da CEA. “Ao final desse ciclo de dois anos, a contribuição que a CEA pode dar a todos os Exércitos de nosso continente no processo de transformação é a preparação do Exército do Futuro, para que nós possamos ampliar a nossa cooperação e a nossa integração naqueles desafios e naquelas ameaças que nos afetam na segurança e na estabilidade do nosso continente. Precisamos nos preparar, precisamos desenhar o Exército do Futuro e para isso a contribuição da conferência é fundamental”, declarou o General Alcides.

Os países estrangeiros foram convidados pelo Comando de Operações Terrestres (COTER) para participar da Operação PARANÁ III, em Foz do Iguaçu, no Paraná (PR). Um exercício no terreno cuja finalidade será treinar pequenas frações. É uma oportunidade de superação dos desafios dos “idiomas”, sejam os tradicionais, sejam os da cultura interna de cada de cada exército. As diferentes doutrinas serão testadas e ajustados à realidade do Teatro de Operações.

Além da abertura oficial dos trabalhos, o presidente da CEA, General de Exército Marco Antônio Freire Gomes, apresentou os desafios dos Exércitos na atualidade. Reforçou o convite para a Operação PARANÁ III, atividade que já conta o aceite de diversos integrantes da conferência. Ele destacou a necessidade de modernização constante dos Exércitos face a uma tríade na qual as Forças Militares estão inseridas:  Defesa da Sociedade; Dimensão Humana e Geração de Força, que são conceitos que englobam diversos sistemas e programas que estão em andamento no Brasil.

Diversos comandantes apresentaram os assuntos e os desafios de seus países e de seus Exércitos.  Depois, acompanharam uma demonstração de Tiro do ASTROS 2020, um dos programas estratégicos do Exército Brasileiro. Foram lançados mísseis de três caminhões, conhecidos como Lançadores de Foguetes.

 

Conferências Especializadas do Ciclo (2022-2023)

Conferência do México: Processos de Transformação dos Exércitos da CEA, objetivos e perspectivas;
Estados Unidos da América: interoperabilidade e planejamento estratégico;
Conferência da Argentina: cibersegurança e defesa;
Conferência da Guiana: equilibrando recursos disponíveis, novas tecnologias e oportunidades comerciais;
Conferência da Nicarágua: desafios em segurança e defesa no século XXI;
Conferência do Chile: os processos de modernização e o desenvolvimento das novas doutrinas.

Fonte: Centro de Comunicação Social do Exército















 

*

Icterio

  • Perito
  • **
  • 529
  • Recebeu: 300 vez(es)
  • Enviou: 61 vez(es)
  • +1229/-406
  • Mais vale ser sortudo do que ser bom
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1337 em: Abril 24, 2022, 10:10:52 pm »
Ao mencionar o sistema ASTROS deu-me um surto de nostalgia.  No início dos anos 90 foi vendida uma colecção aqui em Portugal chamada "Guerra Moderna" da Nova Cultural.  Uma publicação de excelente qualidade e muito abrangente, acabei por comprar todos os fascículos e, mais tarde, adquiri também os originais da Salamander em Inglês (mais completos).  No final de cada um dos 40 fascículos, nas duas ultimas páginas, tinha uma secção entitulada "Tecnologia Militar Brasileira", onde eram descritos veículos como o MBT Osório, o treinador Tucano ou a espingarda FAL.  E um dos sistemas era, também, o Astros.  Deixo aqui algumas fotos, pode ser que alguém (dos dois lados do Atlântico) se lembre desta colecção...




 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: CruzSilva, Vitor Santos

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1338 em: Abril 24, 2022, 10:17:41 pm »
Ao mencionar o sistema ASTROS deu-me um surto de nostalgia.  No início dos anos 90 foi vendida uma colecção aqui em Portugal chamada "Guerra Moderna" da Nova Cultural.  Uma publicação de excelente qualidade e muito abrangente, acabei por comprar todos os fascículos e, mais tarde, adquiri também os originais da Salamander em Inglês (mais completos).  No final de cada um dos 40 fascículos, nas duas ultimas páginas, tinha uma secção entitulada "Tecnologia Militar Brasileira", onde eram descritos veículos como o MBT Osório, o treinador Tucano ou a espingarda FAL.  E um dos sistemas era, também, o Astros.  Deixo aqui algumas fotos, pode ser que alguém (dos dois lados do Atlântico) se lembre desta colecção...





Honrosas menções!

Obrigado pela postagem!
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1339 em: Abril 28, 2022, 11:15:25 pm »
Contingente brasileiro encerra treinamento na Espanha e parte para missão de paz no Líbano


Citar
Córdoba (Espanha) – No dia 18 de abril, foi encerrado o adestramento conjunto do 16º Contingente Brasileiro que integra o estado-maior da Brigada Líbano XXXVII. A solenidade foi realizada na Base Militar de Cerro Muriano, sede do Comando da Brigada X, “Gusmán El Bueno”, na cidade de Córdoba. O evento marcou a solenidade denominada “Acto de Despedida”, representando a apresentação oficial das despedidas das autoridades espanholas e dos familiares aos militares designados para a Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL).

Mais de 600 militares, dos quais sete brasileiros, que integram o 37° contingente da Operação Libre Hidalgo, participaram da formatura de despedida antes do embarque para a área de operações na localidade libanesa de Marjayún, fazendo parte das Forças Interinas das Nações Unidas no Líbano – UNIFIL.

A solenidade foi presidida pelo Comandante da Força Terrestre, Teniente-General José Rodríguez García, que foi recepcionado com honras militares e em seguida passou em revista à tropa integrante da Força de Paz. No discurso, o Comandante da Brigada Guzmán el Bueno X e da Brigada Líbano, General de Brigada Ignacio Olazábal Elorz, destacou a missão de vigiar o cessar das hostilidades entre Hezbollah e Israel, e de ajudar as Forças Armadas Libanesas no sul do país e ao longo da linha que separa Líbano e Israel, a chamada Linha Azul. Por fim, enalteceu e agradeceu a colaboração dos contingentes do Brasil, da Argentina e de El Salvador.

A cerimônia foi marcada por um momento de despedida dos militares junto aos seus familiares. Esses militares trabalharão nos próximos seis meses para manter a segurança efetiva na área e garantir acesso humanitário à população civil.

Histórico da missão

O início da UNIFIL se deu devido às tensões na área compreendida entre as fronteiras de Israel, Líbano e Síria durante a década de 1970. Em 11 de março de 1978, as forças israelenses invadiram o sul do Líbano em resposta a um ataque sofrido por suas tropas pela Organização para a Libertação da Palestina, que, até então, havia estabelecido várias de suas bases em território libanês. No entanto, o governo libanês denunciou essa ação israelense ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, negando seu envolvimento nos eventos anteriores.

A intervenção da ONU obrigou Israel a retirar suas forças e, imediatamente, as primeiras tropas da Força Interina das Nações Unidas no Líbano foram enviadas, em constante colaboração com as Forças Armadas Libanesas (LAF). Após um certo período de estabilidade, a situação se agravou e em julho de 2006 iniciou-se a Operação Libre Hidalgo, que agora está em seu 37° contingente, sendo os últimos 16 compostos também por militares do Exército Brasileiro.

As Forças da ONU destacadas no Líbano, da qual o Brasil faz parte, desempenham um papel fundamental nas tarefas de patrulhamento e observação que garantem a estabilidade na fronteira entre o Líbano e Israel, área de risco devido às hostilidades desencadeadas nas últimas décadas entre o Hezbollah e o estado israelense. A chamada Linha Azul, no sul do país, é o ponto crucial a ser observado para manter a paz que prevaleceu sobre os conflitos nos últimos anos.

Fonte: Aditância de Defesa e do Exército na Espanha










 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1340 em: Maio 26, 2022, 02:47:37 am »
Exércitos Brasileiro e Português firmam entendimentos de estado-maior


Citar
Lisboa (PT) – Representantes do Exército Brasileiro e do Exército Português se reuniram em Lisboa, Portugal, para tratar de assuntos de interesse de estado-maior. A VI Conferência Bilateral de Estado-Maior (CBEM) Portugal-Brasil ocorreu entre 9 e 12 de maio, quando foram estabelecidos entendimentos bilaterais de intercâmbio entre as Forças Terrestres dos dois países em assuntos de instrução, educação, operações, inteligência, defesa cibernética e logística.

O 5º Subchefe do Estado-Maior do Exército, General de Divisão Paulo Roberto Rodrigues Pimentel, foi recebido pelo Vice-Chefe do Estado-Maior do Exército Português, Tenente-General Rui Guerra Pereira. Durante o período da conferência, foram estreitados os laços de cooperação e amizade entre o Exército Brasileiro e o Exército Português, em especial, com a Escola das Armas e o Comando das Forças Terrestres do Exército da Nação Amiga.

A 5a Subchefia do Estado-Maior do Exército é reponsável por assuntos internacionais e especiais no ãmbito do Estado-Maior do Exército.

 :arrow:  https://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/znUQcGfQ6N3x/content/id/15506620
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1341 em: Junho 05, 2022, 12:12:38 am »
CAEx finalizou as verificações técnicas com o Monocular de Imagem Térmica OLHAR


Citar
Rio de Janeiro (RJ) – O Centro de Avaliação do Exército (CAEx) – Campo de Testes da Marambaia/ 1948 – finalizou, no dia 1º de junho, as verificações técnicas com o Monocular de Imagem Térmica OLHAR, cujo projeto foi desenvolvido pelo Instituto Tecnológico do Exército do Centro (CTEx) com a Opto Space & Defense Company , de São Carlos (SP).
Os requisitos técnicos previstos para a avaliação foram verificados. O equipamento é compacto, leve e robusto, sendo projetado para fixação em capacetes, fuzis e metralhadoras, para flexibilidade e otimização de imagem, de acordo com as condições visuais, por meio de software. , por meio de ajustes feitos pelo combatente.
A atividade foi fundamental para verificar se os equipamentos atendiam aos parâmetros técnicos e de segurança do projeto estabelecidos nos requisitos definidos pelo Exército, para passar para a fase de Avaliação Operacional com o uso de pára-quedistas, tropas de selva e montanha.
O Monóculo OLHAR é um equipamento que faz parte do Projeto Sistema Brasileiro de Combate (COBRA) e proporcionará à Força Terrestre melhores condições de visibilidade em operação.

Fonte: CAEx







 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1342 em: Junho 05, 2022, 12:47:21 am »
Visita do Comandante do Exército da França ao Forte Santa Bárbara


Citar
Formosa (GO) – No dia 27 de maio, o Comando de Artilharia do Exército recebeu a visita do Comandante do Exército da França, General de Exército Pierre Schill e comitiva. A atividade teve por finalidade estreitar a relação entre os Exércitos dos dois países, possibilitar o conhecimento sobre o projeto estratégico do Exército ASTROS 2020 e identificar o processo de aquisição dos materiais afetos a esse sistema.

Acompanharam a visita o General de Exército Estevam Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, Comandante de Operações Terrestres, o General de Divisão Gustavo Henrique Dutra de Menezes, Comandante Militar do Planalto, e o General de Brigada Jomar Barros de Andrade, 2º Subchefe do EME.

Após a apresentação do Programa ASTROS, das características da Artilharia de Mísseis e Foguetes e da estrutura do complexo militar do Forte Santa Bárbara, o General Schill e sua comitiva conheceram o sistema de simulação do Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes, bem como visitaram as instalações do hangar de manutenção do Centro de Logística de Mísseis e Foguetes, onde tiveram contato com todas as viaturas que compõem o sistema ASTROS.

 :arrow:  http://www.cmdoartex.eb.mil.br/index.php/more-categories/327-visita-do-comandante-do-exercito-da-franca-ao-forte-santa-barbara






 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1343 em: Agosto 11, 2022, 02:10:38 pm »
EUA aprovam venda de mísseis Javelin para o Brasil por cerca de R$ 379 milhões, diz Pentágono


Citar
Pedido de militares brasileiros para comprar 222 mísseis Javelin estava parado após crescente temor sobre retórica do presidente brasileiro

WASHINGTON – O Departamento de Estado dos Estados Unidos aprovou a possível venda ao Brasil de mísseis Javelin e equipamentos relacionados no valor estimado em US$ 74 milhões (R$ 379 milhões, na cotação atual), segundo o Pentágono informou nesta terça-feira, 9. A compra inclui 222 mísseis Javelin e 33 sistemas carregadores para lançar os mísseis. Também estão incluídas assistências de treinamento para as Forças Armadas e equipamentos associados.

Na segunda-feira, 8, fontes informaram à agência de notícias Reuters que o pedido de compra de 200 lançadores Javelin, feito pelas Forças Armadas do Brasil, estava parado há meses devido às preocupações dos legisladores americanos com os ataques do presidente Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral do País. No entanto, o Pentágono destaca que a proposta de venda não necessita de nenhum procedimento por parte do governo americano. Os principais vendedores serão a Joint Venture Raytheon e a Lockheed Martin Javelin.

Na justificativa de aprovação, o Pentágono destaca que a venda “apoiará a política externa e os objetivos de segurança nacional dos Estados Unidos, melhorando a segurança de um importante parceiro regional que é uma força importante para a estabilidade política e o progresso econômico na América do Sul”. “A venda proposta melhorará a capacidade do Exército Brasileiro de enfrentar ameaças futuras, aumentando sua capacidade anti-blindagem”, acrescenta.

O pedido foi feito quando Donald Trump, aliado de Bolsonaro, estava na Casa Branca. O Departamento de Estado dos EUA aprovou a proposta no fim de 2021, apesar das objeções de algumas autoridades de baixo escalão, disseram à agência duas pessoas próximas ao assunto.

Segundo a Reuters, o acordo estava em um limbo jurídico em razão das preocupações de senadores e deputados democratas com os questionamentos que Bolsonaro tem feito sobre a integridade das eleições no Brasil.

Os mísseis fabricados pelos EUA ganharam notoriedade em razão do uso pelas forças ucranianas contra blindados russos. “O pedido de compra do Brasil foi adiado, em um recado dos democratas a Bolsonaro e aos militares brasileiros”, diz a Reuters.

O governo de Joe Biden tem ficado cada vez mais em alerta com os comentários de Bolsonaro sobre as eleições. O secretário de Defesa americano, Lloyd Austin, pediu “respeito à democracia do Brasil” em reunião regional de ministros da Defesa, em julho.

Antes disso, em visita ao Brasil, no ano passado, o diretor da CIA, William Burns, afirmou aos assessores de Bolsonaro que era preciso “parar de minar a confiança no processo eleitoral do País”.

No entanto, o presidente brasileiro continuou a questionar o sistema eleitoral. Em julho, ele reuniu embaixadores estrangeiros em Brasília para repetir teorias de que a urna eletrônica é passível de fraude.

O presidente também tem defendido uma contagem paralela à da Justiça Eleitoral, que seria realizada pelas Forças Armadas – o Estadão mostrou que os militares discutem como realizar uma apuração paralela utilizando boletins impressos pelas urnas eletrônicas após o encerramento da votação.

Além das preocupações com os ataques ao sistema eleitoral, Bolsonaro é alvo de resistência em Washington por sua retórica em questões ambientais e pela “proximidade” com o presidente russo, Vladimir Putin, de acordo com a agência. Outros questionam a necessidade do Brasil em adquirir às armas.

 :arrow:  https://www.forte.jor.br/2022/08/10/eua-aprovam-venda-de-misseis-javelin-para-o-brasil-por-cerca-de-r-379-milhoes-diz-pentagono/

FONTE: Estadão
« Última modificação: Agosto 11, 2022, 02:12:44 pm por Vitor Santos »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: CruzSilva

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1344 em: Agosto 11, 2022, 02:13:31 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1345 em: Agosto 19, 2022, 09:13:44 pm »
Exército lança consulta pública para aquisição de obuseiros sobre rodas


O Exército Brasileiro (EB), por meio do Comando Logístico (COLOG), anunciou que realizará uma consulta pública (“request for quote” – RFQ), entre os dias 17 de agosto e 10 de novembro, com o objetivo de consultar o mercado nacional e internacional acerca da capacidade de fornecimento de sistemas de armas para o projeto viatura blindada de combate obuseiro autopropulsado 155 mm sobre rodas (VBCOAP 155mm SR).

A consulta, de número nº 01/2022, tem também o objetivo de coletar contribuições para o
aperfeiçoamento das descrições contidas nos requisitos operacionais (EB20-RO-04.021) e técnicos, logísticos e industriais (EB20-RTLI-04.010), aprovados em abril deste ano, e realizar pesquisa de preços.

O projeto VBCOAP 155mm SR tem como objetivo obter 36 viaturas, por meio de dois contratos: o primeiro deles prevendo a obtenção de duas viaturas que serão utilizadas como amostras para avaliação e o segundo incluirá as demais 34, com entregas ao longo de oito anos, de forma compatível com as necessidades operacionais das unidades blindadas do EB.

Com a entrada operacional das viaturas blindadas multitarefa – leve sobre rodas (VBMT-LR) 4X4 e a proximidade da definição do modelo a ser adotado como viatura blindada de Cavalaria (VBC Cav) 8X8, o projeto VBCOAP 155 SR deverá ser uma das prioridades do Programa Estratégico do Exército FORÇAS BLINDADAS, pois é fundamental para a operacionalização completa das Brigadas Mecanizadas.

Diversos candidatos já foram ofertados e sondados, dentre eles o francês CAESAR, da Nexter, o israelense ATMOS, da Elbit Systems, o sueco ARCHER, da BAE Systems, o chinês SH15, da Norinco, dentre outros.

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/exercito-lanca-consulta-publica-para-aquisicao-de-obuseiros-sobre-rodas/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: CruzSilva

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1346 em: Agosto 31, 2022, 05:33:39 pm »
O Brasil emitiu um pedido de informações para adquirir 36 obuses autopropulsados ​​de rodas


Citar
O Exército Brasileiro [Exército Brasileiro] possui uma capacidade de artilharia relativamente grande, baseada principalmente em obuses autopropulsados ​​M109A3/A5, vários modelos de canhões rebocados de 105 mm, morteiros de diferentes calibres e lançadores múltiplos de foguetes Astro II/Astros 2020, que pode disparar munição de 127 mm e 450 mm.

Dito isto, fala-se em modernizar, ou mesmo reforçar, estes meios no âmbito do programa VBCOAP [Viatura Blindada de Combate Obus Autopropulsada], que visa adquirir 36 obuses autopropulsados ​​com rodas de 155 mm. E, para tanto, o Comando Logístico (COLOG) do Exército Brasileiro expediu um pedido de informações de fabricantes que possam entregar tal capacidade.


Segundo o site especializado Tecnologia & Defesa, a Nexter [CAESAr], a Elbit Systems [ATMOS] e a BAE Systems Bofors [Archer] teriam sido solicitadas. Assim como, e isso pode parecer surpreendente, o chinês Norinco [SH15].

O Ministério da Defesa brasileiro prevê duas fases para esse procedimento: a primeira consistirá na obtenção de duas peças de artilharia para realizar as avaliações técnico-operacionais. Em seguida, um segundo contrato será notificado para as 34 unidades restantes. Sua entrega será feita em lotes e se estenderá por oito anos. Como é habitual, estão previstas transferências de tecnologia ou, na sua falta, compensações industriais.


Resta saber se a Nexter tem alguma chance, pois, apesar de um acordo de parceria estratégica concluído em 2006, Paris e Brasília tiveram relações diplomáticas bastante difíceis nos últimos anos...

Tanto que, em 2020, um documento, intitulado “Cenários de Defesa 2040” e produzido pelo Estado-Maior Brasileiro para uma revisão estratégica então em andamento, estimou que a França poderia representar uma ameaça militar para o Brasil. “Uma hipótese um tanto delirante”, porém comentou o jornal Folha de S. Paulo, na época.


No entanto, o mesmo documento também apontava para a crescente influência da China na América Latina, possíveis tensões com a Bolívia e a Venezuela, uma invasão da Guiana por esta última para pôr as mãos nas suas reservas de petróleo podendo levar a um intervenção militar.

 :arrow:  http://www.opex360.com/2022/08/30/le-bresil-a-emis-une-demande-dinformations-en-vue-dacquerir-36-obusiers-automoteurs-a-roues/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1347 em: Setembro 09, 2022, 10:58:21 pm »
Aprovada a modernização dos Leopard 1A5BR


Citar
Foi publicado no Boletim do Exército (BE) de hoje, dia 09 de setembro, as Portarias EME/C Ex Nº 847 e 848 que aprova os requisitos operacionais (EB20-RO-04.060) e técnicos, logísticos e industriais (EB20-RTLI-04.066) da viatura blindada de combate – carro de combate corrente (VBC CC Corrente), revogando as portarias anteriores, dentro do Programa Estratégico do Exército (Prg EE) FORÇAS BLINDADAS.

Com estes documentos o Exército Brasileiro dá inicio ao processo que foi iniciado em dezembro de 2020, com a Portaria EME/C Ex Nº 279, que visa à modernização das VBC CC Leopard 1A5BR para que fiquem aptas a cumprir sua função até a chegada de seu sucessor (Projeto VBC CC Futuro).

O projeto original propunha a obtenção de 116 unidades modernizadas, das 220 em carga, estendendo sua vida útil por pelo menos 15 anos, considerando o prazo até 2037, além do planejamento e implantação do Suporte Logístico Integrado (SLI) durante esse período, porem, em apresentação recente da Diretoria de Material (DMat) ao Estado-Maior do Exército (EME), este numero caiu para apenas 52 viaturas, a serem modernizadas entre 2024 e 2030, o que pode ser um indicativo de que o programa de seu sucessor esteja próximo.

Outro ponto a ser considerado, além da modernização de seus sensores e sistemas, foi o Requisito Operacional Absoluto (ROA) 19, que cita “Possuir, como armamento principal, um canhão com calibre entre 105 mm a 120 mm (cento e cinco milímetros a cento e vinte milímetros)”, o que aponta para a possibilidade de mudança da torre, como as apresentadas pelas empresas Leonardo e Jonh Cockerill.

Espera-se, para ainda este ano, o lançamento da consulta pública (“request for quote” – RFQ), com o objetivo de sondar o mercado nacional e internacional acerca da capacidade de fornecimento destes sistemas, e que o contrato seja assinado em 2024, já havendo sido sondadas as empresas nacionais Ares, Equitron e KMW do Brasil, e as internacionais Krauss-Maffei Wegmann, FFG, Jenopitik e Rheinmetall Landsysteme (Alemanha), Jonh Cockerill Defense (Bélgica/França), Goriziane Group (Itália), IAI (Israel), Aselsan (Turquia) e RUAG (Suíça).

A modernização elevaria a vida útil operacional dos Leopard 1A5 BR, como este do 3º RCC flagrado em 2012 (Foto: Hélio Higuchi)

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/aprovada-a-modernizacao-dos-leopard-1a5br/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6274
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 431 vez(es)
  • +8478/-8236
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1348 em: Setembro 24, 2022, 03:31:27 pm »
Blindado 8x8 para o Brasil: As cartas já estão na mesa

Citar
Por Paulo Roberto Bastos Jr.


Hoje, 21 de setembro, às 00h00 (horário de Brasília), data limite para entrega ao Comando de Logística (COLOG) do Exército Brasileiro (EB) das propostas ("pedido de proposta" - RFP) para aquisição de 98 veículos blindados de combate de cavalaria média (VBC CAV - MSR) 8X8 para o Exército Brasileiro, e fomos informados que foram oferecidos cinco modelos, são eles:

Centauro II

LAV 700

ST-1BR

Eitan

Francelho


CIO Centauro II


Desenvolvido pelo Consórcio Iveco-Oto Melara (CIO), joint venture entre a italiana Iveco Defense Vehicles (IDV) e o Grupo Leonardo, o Centauro II é considerado referência em blindados de rodas, pois é o único desenvolvido especificamente para isso. e não um veículo blindado adaptado. Já está em produção e operação em série pelo exército italiano.

A versão apresentada ao EB é a mesma versão que está entrando em operação no Exército Italiano, com as melhorias da versão 3.0, pesando aproximadamente 30 toneladas e equipada com uma torre Leonardo HITFACT MkII de segunda geração, armada com 120mm/L45. Esta mesma torre foi oferecida para a modernização do VBC CC Leopard 1A5 BR, cujo programa já foi aprovado.

Uma das vantagens é o fato de a IDV possuir uma unidade fabril no Brasil, na cidade de Sete Lagoas (MG), com comprovada capacidade de apoio logístico, além de nacionalizar diversos componentes, padronizando-os com os veículos da família Guaraní.

GDLS-C / John Cockerill LAV 700



A General Dynamics Land Systems – Canadá (GDLS-C), do grupo General Dynamics Defense (empresa proponente), em associação com a empresa franco-belga John Cockerill (empresa subcontratada), oferece o LAV 700. Foi desenvolvido a partir do LAV 6.0 do Exército Canadense, equipado com motor mais potente de 711 cv e outras melhorias, para a Arábia Saudita, que adquiriu 742 unidades de diferentes versões para a Guarda Real Saudita.

Com praticamente as mesmas características dos blindados Stryker utilizados pelo Exército dos Estados Unidos, o LAV 700 é um veículo moderno e robusto que possui, entre outras coisas, proteção balística escalável, casco duplo em "V" (para proteção contra explosões a partir do fundo, como minas e engenhos explosivos improvisados), assentos com absorção de energia e sistema de alerta a laser.

A versão oferecida é a LAV 700 Assault Gun, a mesma que os sauditas já encomendaram 119 veículos e que está em serviço operacional, é equipada com a torre John Cockerill 3105, equipada com canhão 105 mm/L53, e com um ângulo de elevação de 42º que permite o engajamento contra alvos em altitudes elevadas, como os localizados no topo de edifícios, eficientes em teatros de operações urbanos ou montanhosos, além de poder fornecer apoio de fogo à infantaria com fogo indireto. Esta torre também é oferecida para a modernização do Leopard 1A5 BR.

NORINCO ST1-BR



A empresa chinesa North Industries Group Corp. (NORINCO) apresentou o ST1-BR, uma versão customizada para os requisitos EB do ST1 Advantage, inicialmente denominado ST-3, uma evolução do veículo blindado ST1 105mm 8X8 Wheeled Tank Destroying Vehicle, um modelo de exportação do ZBL-09 usado pelo exército chinês.

Este veículo tem um peso de combate de 24 toneladas, é o único com capacidade anfíbia entre os candidatos e possui uma nova torre equipada com um canhão 105mm/L52, a versão chinesa da série Royal Ordnance L7, que também tem como diferencial um grande capacidade de elevação do seu tubo.

Pertencente à família VN1, atuando nas forças armadas de cinco países, incluindo a Marinha venezuelana e participando da competição VCBR na Argentina, a versão ST1 está em uso nos exércitos chinês e nigeriano, neste último tendo participado ativamente de ações de combate contra o grupo terrorista Boko Haram.

Elbit/MANTAK Eitan


A israelense Elbit Systems, por meio de sua subsidiária brasileira, Ares Aerospace and Defense, surpreendeu ao propor o Eitan, veículo blindado desenvolvido pela MANTAK ("Merkava Tank Office"), como uma espécie de "Merkava sobre rodas", graças ao alto grau de de proteção blindada.

O EITAN MERKAVA WHEELED AV foi desenvolvido pela MANTAK, empresa vinculada ao Ministério da Defesa de Israel e criada para o desenvolvimento da família Merkava de veículos blindados, que foram baseados em tecnologias, metodologias e conhecimentos acumulados em 50 anos de experiência no desenvolvimento de blindado Sua fase de projeto de veículos foi concluída em 2020 e as primeiras cópias foram entregues às Forças de Defesa de Israel (IDF) em 2021, com mais de 300 veículos encomendados.

A versão proposta para o EB está equipada com a nova torre Elbit 105/120, equipada com canhão 105 mm/52, mas que pode receber o canhão 120 mm/L45, para dois ocupantes e com carregamento automático, e a empresa informou que a torre também entrou em produção e já foi vendida para outro cliente, as Filipinas, que deve receber sua primeira blindagem este ano.


Segundo a empresa, tanto o veículo quanto a torre estão em produção em série, mas não informou se o mesmo acontece com a versão proposta.

Babá Kestrel

Outra grande surpresa apresentada foi o Kestrel Model, da empresa indiana Tata Advanced Systems. Também conhecido como WhAP (Wheeled Armored Platform), é um membro de uma família de veículos blindados desenvolvidos pela empresa com a DRDO (Defense Research and Development Organisation), principal agência de pesquisa e desenvolvimento do Ministério da Defesa da Índia, para substituir os antigos veículos blindados da era soviética. Até agora, foram apresentadas versões armadas com canhões de 30 mm, com as torres Elbit UT30 Mk2 e a torre blindada russa BMP-2.


A empresa participou do refinamento da Consulta Pública, mas sem incluir uma torre, e informações sobre a versão proposta ainda não foram divulgadas ao CE.


Trocas e próximos passos

Outro facto a salientar é que todas as propostas referiam-se à produção local da munição do seu armamento principal (105 ou 120 mm) como parte do pacote “offset”, que beneficiará não só a Força, mas também a base de defesa do Brasil, em especial à IMBEL, além de outros, principalmente os produtores de componentes eletrônicos e automotivos integrados, com a nacionalização desses artigos.

O COLOG terá até o dia 7 de outubro para analisar as propostas e divulgar a “short list”, e até 30 de setembro as empresas desclassificadas por qualquer “não conformidade” (caso ocorra) devem ser notificadas.

A previsão para a definição do vencedor é 25 de novembro deste ano e a assinatura do contrato em 28 ou 29 de novembro.

 :arrow:  https://www.pucara.org/post/blindados-8x8-para-brasil-las-cartas-ya-est%C3%A1n-sobre-la-mesa
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 13699
  • Recebeu: 883 vez(es)
  • Enviou: 241 vez(es)
  • +654/-504
Re: Notícias do Exército Brasileiro
« Responder #1349 em: Setembro 29, 2022, 07:42:05 pm »