Actividade Operacional/Exercícios

  • 425 Respostas
  • 81892 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #375 em: Setembro 27, 2023, 12:48:55 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #376 em: Setembro 27, 2023, 12:54:46 pm »
Agulhas Negras 2023: 2ª Divisão do Exército realiza Apronto Operacional dando início ao maior exercício do CMSE


Citar
Por Guilherme Wiltgen

Com o objetivo de manter o estado de prontidão das tropas da Divisão Presidente Costa e Silva em operações ofensivas, defensivas e de cooperação e coordenação com agências, entre os dias 18 e 29 de setembro, a 2ª Divisão de Exército estará realizando o Exercício Agulhas Negras na região do Vale do Paraíba.


A Área de Operações inclui as cidades paulistas de Taubaté, Lorena, Cachoeira Paulista, Areias, Silveiras e São José do Barreiro, se estendendo até Itatiaia e Resende no estado do Rio de Janeiro.

O Exercício Agulhas Negras é um adestramento previsto no Plano de Instrução Militar do Exército Brasileiro e a realização do treinamento não está vinculada a nenhum contexto de emprego real e recente das Forças Armadas. Nessa 28ª edição, cerca de 4,3 mil militares, de mais de 40 unidades do Exército, participarão das operações e estarão nas ruas dessas cidades para fins de treinamento.

O exercício envolverá diversas atividades militares, dentre as quais se destacam deslocamentos de tropa a pé e motorizados, ações com presença de tropa nas localidades, patrulhas, emprego de helicópteros e transposição de curso d’água, entre outras. Ressalta-se que todas as atividades serão supervisionadas com ênfase nas medidas de segurança. Além disso, o exercício em questão não acarretará danos ao patrimônio e ao meio ambiente.

A Aviação do Exército estará empregando um total de 16 helicópteros dos modelos HA-1 Fennec, HM-1 Pantera, HM-2 Cougar e HM-4 Jaguar, provendo aeromobilidade para a tropa. A Força Aérea Brasileira também vai apoiar o exercício com uma aeronave KC-390 Millenium e um caça F-5EM.

O início das atividades se deu nessa terça-Feira (19), no Comando de Aviação do Exército, com a realização de um Apronto Operacional, no qual o Comandante Militar do Sudeste verificou as condições das tropas para o exercício.

 :arrow:  https://www.defesaaereanaval.com.br/exercito/agulhas-negras-2023-2a-divisao-do-exercito-realiza-apronto-operacional-dando-inicio-ao-maior-exercicio-do-cmse







 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #377 em: Setembro 27, 2023, 01:06:53 pm »
Exército Brasileiro capacita Polícia Militar do Timor-Leste


Citar
Díli (Timor-Leste) – Equipes do Exército Brasileiro iniciaram o Curso de Polícia do Exército e o 2°Estágio de Motociclista Militar e Batedor para militares no Timor-Leste no dia 14 de setembro. Os cursos são parte da cooperação bilateral na área de Defesa, e representam iniciativa importante para reforçar os laços de amizades entre as duas nações.

O Curso de Formação de Polícia Militar, também conhecido como Maurebe, está em sua 7ª edição. Seu viés é iminentemente operacional, combinando estudo teórico e atividades práticas. Os militares executam os conhecimentos adquiridos em sala de instrução em operações características de uma unidade de Polícia Militar / Polícia do Exército.

A formação do policial é dividida em 3 fases. A primeira fase consta de instrução individual, voltada à formação do combatente básico. Na segunda fase, são executadas operações policiais, com os militares inseridos em grupos da Polícia Militar em missões de policiamento de pessoal e de policiamento de trânsito. Finalmente, na última fase, os militares são empregados em atividades de segurança e proteção de autoridades. Após concluída a formação, os cadetes poderão ostentar o distintivo e o braçal da Polícia Militar.

Já o Estágio de Motociclista e Batedor Militar está na sua 2ª edição. Ao longo de cinco semanas, os militares são habilitados para desempenhar missões de escolta motorizada de autoridades e comboios militares. Durante o Estágio, os motociclistas e batedores desenvolvem técnicas de tiro embarcado em motocicleta, abordagem policial, técnicas de pilotagem e de escolta militar, além de policiamento de trânsito, primeiros socorros e manutenção de motocicleta.

Uma cerimônia marcou a aula inaugural dos cursos, presidida pelo Comandante Geral das Forças Armadas Timorenses, o Tenente-General Domingos Raul Falur Rate Laek. A imprensa local destacou a importância do Exército Brasileiro para o desenvolvimento das capacidades militares do Timor-Leste.

FONTE: EB





 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #378 em: Setembro 27, 2023, 01:09:26 pm »
6ª Bda Inf Bld realiza exercício de certificação como Força de Prontidão


Citar
Esse foi o 2º Ciclo de Prontidão Operacional no ano de 2023, no qual participaram as unidades orgânicas da 6ª Bda Inf Bld, compondo uma Força-Tarefa Blindada liderada pelo 7º Batalhão de Infantaria Blindado, “Regimento Gomes Carneiro”. Além do apronto operacional, foram realizados Marcha para o Combate, Ataque, finalizando com o Aproveitamento do Êxito.


Forças de Prontidão

Forças de Prontidão (FORPRON) são tropas (entre Comandos de Divisão, Brigadas selecionadas e módulos especializados) certificadas como prontas para cumprir as missões finalísticas da Força Terrestre, com destaque para a defesa externa e a salvaguarda de interesses brasileiros no exterior. Em 2022, foram certificadas 10 brigadas como Força de Prontidão Operacional (FORPRON), credenciando aproximadamente o efetivo de 9.150 militares. O processo de certificação dura um ano e é dividido em três fases: preparação, certificação e prontidão.


FONTE: EB
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #379 em: Setembro 27, 2023, 01:15:05 pm »
Operação Munduruku reforça prontidão e operacionalidade


Citar
Marabá (PA) – O 52º Batalhão de Infantaria de Selva realizou a Operação Munduruku V, exercício de adestramento nível Força Tarefa valor unidade, com a participação do Estado Maior da FT 52° BIS e de integrantes da Companhia de Comando e Apoio, 1ª Companhia de Fuzileiros de Selva, de um pelotão do 23° Esquadrão de Cavalaria de Selva, um pelotão da 6° Companhia de Engenharia de Combate de Selva e de frações do 23° Batalhão Logístico de Selva e da 23° Companhia de Comunicações de Selva, tropas que participarão do Exercício CORE (Combined Operation and Rotation Exercise) junto com o Exército dos Estados Unidos da América (EUA).

Durante o exercício, foram realizadas operações táticas com infiltrações através da selva, Operações ribeirinhas, ataque e defesa de ponto forte e operações contra forças irregulares. O exercício teve por objetivo aprimorar a capacidade de resposta das tropas empregadas no ambiente amazônico, reforçando o permanente estado de prontidão.

A CORE 23 é resultado de um programa de cooperação assinado entre Brasil e Estados Unidos, que estipula exercícios combinados bilaterais anuais até o ano de 2028. Por meio dessas atividades, as tropas dos dois países compartilham experiências e trocam conhecimentos sobre doutrina e técnicas, táticas e procedimentos de defesa, a fim de aumentar a interoperabilidade entre essas Forças Armadas.

Fonte: CMN




 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #380 em: Setembro 27, 2023, 01:21:28 pm »
Série de manobras militares marcam o Dia D da Operação Agulhas Negras


Citar
Lorena (SP) – A Operação Agulhas Negras 2023 teve seu Dia D de Operações nesta sexta-feira, dia 22 de setembro, no Vale do Paraíba. Três principais ações foram realizadas nesta jornada: operação de transposição de curso d’água, assalto aeromóvel e assalto aeroterrestre, empregando tropas de alto nível de capacidade operacional.

A Operação é um dos maiores exercícios de adestramento da Força Terrestre em 2023, que envolve cerca de 4,5 mil militares, de 40 unidades. O objetivo é manter o estado de prontidão das tropas da 2ª Divisão de Exército em operações ofensivas, defensivas e de cooperação e coordenação com agências, além de exercitar a ação de comando e a capacidade de liderança em todos os níveis. A área de operações envolve cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Logo nas primeiras horas da manhã, aproveitando o crepúsculo matinal, a 11ª Brigada de Infantaria Mecanizada transpôs o Rio Paraíba do Sul com apoio de fogo da artilharia e com apoio dos trabalhos de mobilidade executados pelo 2° Batalhão de Engenharia de Combate, que lançou botes, portadas, passadeiras e ponte tática leve. Uma força-tarefa da Brigada Mecanizada seguiu em ataque coordenado até tomar o primeiro objetivo imposto pela 2ª Divisão de Exército em Cachoeira Paulista (SP).

Em paralelo, a tropa da 12ª Brigada de Infantaria Aeromóvel embarcou em helicópteros da Aviação do Exército para uma infiltração atrás das linhas inimigas na região do município de Areias (SP), no Vale do Paraíba. Lá, os combatentes aeromóveis terão que ocupar uma cabeça de ponte e garantir um perímetro seguro em território hostil. A 12ª Bda Inf Amv é uma força de emprego estratégico do Exército Brasileiro, apta a atuar em qualquer local do território nacional.

No sigilo proporcionado pela escuridão da noite, a tropa paraquedista do 27° Batalhão de Infantaria Pára-quedista saltou na região de Resende (RJ), a partir de aeronave da Força Aérea Brasileira, em uma posição mais profunda na retaguarda das linhas inimigas.

Nos próximos dias, a 11ª Bda Inf Mec executará ações ofensivas, a fim de alcançar as tropas aeromóveis e paraquedistas para realizar operações de junção.

Acompanhe a 28ª edição da Operação Agulhas Negras, um dos maiores adestramentos da Força Terrestre, conduzido pela 2ª DE, e entenda sobre manobras militares e como o Exército se mantém pronto para o cumprimento de sua missão constitucional: a defesa da pátria.

Fonte: 2ª Divisão de Exército







 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #381 em: Setembro 27, 2023, 01:22:44 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #382 em: Setembro 27, 2023, 01:39:05 pm »
Citar
Operação Agulhas Negras 2023 - Apronto Operacional

A 2ª Divisão de Exército deu início, no dia 19 de setembro, à Operação Agulhas Negras, um dos maiores adestramentos da Força Terrestre em 2023, que envolverá cerca de 4,5 mil militares. Desses, 2,5 mil participaram do apronto operacional realizado no Comando de Aviação do Exército, em Taubaté (SP).

O apronto operacional é uma oportunidade para os comandantes verificarem o material e as condições dos militares antes do cumprimento de missão, além de transmitir algumas diretrizes à tropa.

FONTE: 2º Divisão de Excército













 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #383 em: Setembro 27, 2023, 01:46:44 pm »
Certificação de Bda Mtz como Força de Prontidão


Citar
Rio de Janeiro (RJ) – Mais de 1400 militares da 9ª Brigada de Infantaria Motorizada (9ª Bda Inf Mtz) participaram da Operação Encore, de 10 a 15 de setembro, no Campo de Instrução da Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende (RJ). A Operação constituiu a Simulação Viva, que é a terceira fase do processo de certificação da Força-Tarefa Suez como Força de Prontidão do Exército Brasileiro. O exercício foi concebido em um quadro de defesa externa, em que uma Força Oponente executa ações táticas e interage com a Força Adestrada por meio de problemas militares simulados.

O exercício contemplou o emprego da Força-Tarefa Suez em uma manobra dividida em três fases: inicialmente, realizando uma marcha para o combate, movimento tático que tem por objetivo estabelecer contato com uma força oponente. Em seguida, ocorreu um ataque coordenado para a conquista de um conjunto de elevações ocupado pela força oponente e, na sequência, a consolidação dessas posições elevadas por meio da defesa de área.

 :arrow:  http://www.coter.eb.mil.br/index.php/noticias-do-coter/2934-certificacao-de-bda-mtz-como-forca-de-prontidao





 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #384 em: Setembro 27, 2023, 08:29:29 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #385 em: Outubro 03, 2023, 09:00:43 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #386 em: Outubro 05, 2023, 07:10:03 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #387 em: Novembro 06, 2023, 07:44:50 pm »
Citar
Com a chegada das Forças de Operações Especiais dos EUA, teve início o Exercício “CORE 23” no Norte do Brasil

Com a chegada e presença das Forças de Operações Especiais das Forças Armadas dos Estados Unidos, teve início no dia 1º de novembro no Brasil o Exercício CORE 2023, que se estenderá até 16 de novembro. A atividade combinada entre os militares norte-americanos e brasileiros, anual desde sua primeira edição em 2021, produto de acordos entre as duas forças, terá como foco os Estados do Pará e do Amapá, localizados no norte do Brasil.

O Exercício Combinado CORE 23 se destaca pela participação de aproximadamente 300 militares norte-americanos, que chegarão a Belém a partir do dia 31 de outubro. Em nome do Comando Militar Norte do Exército Brasileiro, participarão 1.200 militares. Nesta ocasião, os exércitos de ambos os países realizarão o intercâmbio de conhecimentos sobre doutrina, técnicas, táticas e procedimentos de defesa, com o objetivo de proporcionar maior interoperabilidade entre os dois países nas operações terrestres.

Itinerário:

O Exercício CORE tem origem em um acordo de cooperação entre os dois países, que estabelece exercícios bilaterais anuais até 2028. A primeira edição foi realizada no Brasil em 2021, seguida da segunda edição nos EUA em 2022. A edição atual é composta por três fases.

Na primeira fase, que acontecerá de 2 a 4 de novembro em Belém, as tropas do Exército dos Estados Unidos participarão de um curso sobre vida e combate em ambientes de selva, que será ministrado pelo 2º Batalhão de Infantaria de Selva.

A segunda fase, que terá início no dia 6 de novembro, incluirá a cerimónia de abertura e um painel intitulado “Mulheres nas Forças Armadas”, onde serão discutidos temas relevantes relacionados com a incorporação da mulher na carreira militar.

Por fim, a terceira fase acontecerá de 7 a 16 de novembro e consistirá em exercícios operacionais que abrangerão ações de assalto aerotransportado e operações em ambientes de selva. Essas atividades serão apoiadas por helicópteros do Exército Brasileiro.

Participação das Forças Armadas dos Estados Unidos:

Especificamente no dia 29 de outubro, parte das tropas militares norte-americanas destacadas em Belém, Brasil, embarcou em voo com destino a Macapá, no estado do Amapá, como parte dos preparativos para o Exercício CORE 23.

Este destacamento de militares dos EUA é apoiado por uma aeronave Boeing C-17, uma aeronave de transporte militar projetada para as necessidades da Força Aérea dos Estados Unidos. O C-17 é versátil e pode ser utilizado para transporte de tropas, cargas, evacuação aeromédica e até operações de lançamento de paraquedas. O voo de Belém para Macapá durou aproximadamente 40 minutos, facilitando o deslocamento rápido e eficiente de forças.


Um contingente de cerca de 300 militares norte-americanos está em solo amazônico para participar do Exercício CORE 23, que está sendo coordenado pelo Comando Militar do Norte. Este exercício é resultado de um acordo de cooperação entre os exércitos do Brasil e dos Estados Unidos, que estabelece uma troca bilateral de experiências militares. As atividades do Exercício CORE 23 serão realizadas no período de 1º a 16 de novembro nos estados do Pará e Amapá, contribuindo para o fortalecimento das relações e da cooperação entre as duas nações.

 :arrow:  https://www.zona-militar.com/2023/11/04/con-el-arribo-de-fuerzas-de-operaciones-especiales-de-ee-uu-comenzo-en-el-norte-de-brasil-el-ejercicio-core-23/




 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #388 em: Novembro 08, 2023, 05:22:33 pm »
Exercícios de experimentação doutrinária apoia melhoria de viaturas militares


Citar
Brasília (DF) – O Destacamento Avançado do Departamento de Ciência e Tecnologia (DA-DCT) participou de exercícios militares visando avaliar o desempenho das novas viaturas adotadas recentemente pelas unidades mecanizadas do Exército Brasileiro.

Os Pelotões de Exploradores, responsáveis pelo uso das viaturas VBMT LSR 4X4 Guaicurus, participaram do exercício, que incluiu missões de reconhecimento, transposição de cursos d’água, observação e localização de alvos, além de outras atividades típicas das tropas mecanizadas.

O adestramento foi medido a partir da execução em conjunto com a Viatura Leve de Reconhecimento - ½ Ton Agrale Marruá, que já faz parte do arsenal do Exército. Com os resultados obtidos, serão feitas atualizações nos manuais de instrução e operação das viaturas e serão propostas melhorias na doutrina de emprego dos Pelotões de Exploradores.

O uso eficaz dessas viaturas por unidades especializadas, juntamente com a análise de especialistas, contribui para aprimorar a capacidade operacional da Força Terrestre.

As atividades, no contexto da Experimentação Doutrinária, ocorreram no período de 16 a 27 de outubro, na área do Campo de Instrução de Santa Maria (CISM) e nas dependências do 29º Batalhão de Infantaria Blindada (29º BIB), em Santa Maria.

Militares da Seção de Fabricação do DA-DCT acompanharam de perto o exercício de experimentação doutrinária da VBMT LSR 4X4 Guaicurus. Essa iniciativa envolveu equipes do Pelotão de Exploradores dos 30°, 33° e 34° Batalhões de Infantaria Mecanizada, o 29º Batalhão de Infantaria Blindada, e uma equipe de manutenção do 4° Batalhão Logístico.

Além disso, participaram do evento o Centro de Instrução de Blindados, o Centro de Adestramento Sul, o 9° Regimento de Cavalaria Blindada e unidades de transporte. Além das organizações militares, também estiveram presentes líderes de Assistência Técnica da Iveco Defense Vehicles e especialistas da ZF do Brasil Ltda, juntamente com militares do Comando Militar do Sul, da Diretoria de Fabricação e do Comando da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada.

Fonte: Centro de Comunicação Social do Exército e 3ª DE


 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 6922
  • Recebeu: 1035 vez(es)
  • Enviou: 490 vez(es)
  • +9024/-10221
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #389 em: Novembro 13, 2023, 05:02:11 pm »
CORE23 – A hora da ação


Citar
Paulo Bastos, correspondente de guerra do Exército, Direto do Front

Na madrugada do dia 09 de novembro, a Força Tarefa 52 (FT52), composta por militares da 23ª Brigada de Infantaria de Selva (23ª Bda Inf Sl), do Comando Militar do Norte (CMN), e da 101st Airbone Divison, do Exército dos Estados Unidos (US Army), tomaram as usinas hidrelétricas Coaracy Nunes e Cachoeira Caldeirão, os primeiros objetivos do Exercício CORE23.

A ação se iniciou no dia 07, com a infiltração de uma unidade de tropas especiais, composta por elementos da 3ª Companhia de Forças Especiais (3ª Cia FE), a “FORÇA 3”, do Comando Militar da Amazônia (CMA); da Companhia de Precursores Pará-quedista (Cia Prec Pqdt), os operadores especiais da Brigada de Infantaria Pará-quedista (Bda Inf Pqdt); e do 7th Special Forces Group (Airborne), do US Army.

Essa infiltração ocorreu por meio de salto livre operacional (SLOp), em alta altitude e grande distância (HAHO), de helicópteros HM-4 Jaguar, realizada a 10 mil pés e com navegação aérea de 12 km, para evitar a detecção das aeronaves. Os primeiros a saltarem foram os operadores especiais, que realizaram o reconhecimento de área e neutralização de possíveis ameaças, principalmente das defesas antiaéreas. Após isso foi a vez dos precursores, que fizeram o balizamento da zona de pouso de helicópteros (ZPH), para o desembarque da tropa principal.

CORE


O Exercício CORE (Combined Operation and Rotation Exercise) é resultado de um programa de cooperação, assinado entre Brasil e Estados Unidos, que estipula exercícios bilaterais anuais até o ano de 2028. A primeira edição aconteceu no Brasil em 2021 e a segunda na cidade de Luisiana, nos EUA, em 2022.

Por meio desses exercícios, as tropas dos dois países compartilham experiências e trocam conhecimentos sobre doutrina, técnicas, táticas e procedimentos de defesa, visando ampliar a interoperabilidade entre os exércitos e desenvolver a doutrina militar terrestre.

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/core23-a-hora-da-acao/