Resgate da dívida Nacional

  • 6 Respostas
  • 1510 Visualizações
*

PCartCast

  • 225
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +0/-0
Resgate da dívida Nacional
« em: Abril 18, 2011, 04:10:55 pm »
Visto que Portugal está nesta situação devido essencialmente à especulação desnecessária, e que por sinal é crime em Portugal e na UE. Penso que não poderemos progredir sem que haja um regate da dívida.

Infelizmente os royalties para amortizações são extremamente elevados. Mesmo assim, com a taxa de juros da dívida Nacional a subir penso que seria melhor pagar esses royalties e eliminar especulações desnecessárias que só prejudicam a economia portuguesa.

Se o FMI e o Fundo de Estabilização Económica Europeu aprovarem o resgate a Portugal penso que parte desse dinheiro deveria usado no resgate directo da dívida Nacional. O que acham?

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1705
  • Recebeu: 188 vez(es)
  • Enviou: 433 vez(es)
  • +7/-1
Re: Resgate da dívida Nacional
« Responder #1 em: Abril 18, 2011, 05:34:48 pm »
Desde que sobre dinheiro para pagar a frota de Mercedes e o TGV...

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Desertas

  • Perito
  • **
  • 338
  • +0/-0
Re: Resgate da dívida Nacional
« Responder #2 em: Abril 19, 2011, 12:05:12 am »
Citação de: "Get_It"
Desde que sobre dinheiro para pagar a frota de Mercedes e o TGV...

Cumprimentos,

......O novo aeroporto, a nova ponte ,e ,todas as mordomias a que esses incompetentes que nos governam estão habituados .

Um Abraço
God and the soldier all men adore
in time of trouble and no more
for when war is over and all things righted
God is neglected and the old soldiers slighted
 

*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +1/-0
Re: Resgate da dívida Nacional
« Responder #3 em: Abril 21, 2011, 02:38:25 pm »
:Palmas:      :Palmas:

Citar

FMI poderá impor redução de Câmaras
Reduzir o número de Câmaras Municipais e mexer na organização das empresas municipais são dois dos temas a estudar pela troika da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional como medidas de contrapartida à ajuda internacional a Portugal. A solução-padrão utilizada na Grécia - que passou de mais de mil autarquias para cerca de 300 - é uma possibilidade forte em Portugal e, para evitar mais cortes para as autarquias, a Associação Nacional de Municípios pediu para ser ouvida pelos enviados de Bruxelas a Portugal.
O plano do Governo não era tão ambicioso como aquele que pode ser aplicado pela troika e tinha como primeiro objectivo a redução de freguesias, mas quando questionado sobre se a reforma pode ser precipitada pelo FMI e ir mais longe, alcançando as câmaras, José Junqueiro diz que "há essa possibilidade", um pouco à semelhança do que aconteceu na Grécia. O secretário de Estado da Administração Local insiste, no entanto, que nas zonas de pouca densidade populacional se trata primeiro de "associar freguesias", deixar de ter "vários executivos", e "ter apenas um presidente e uma assembleia



Podem acabar de vez, tambem com os governos civis que so servem  a "burrocracia!!

Os autenticos palácios onde estao instalados tambem podem ser vendidos!


Mas depois onde vai trabalhar o vizinho do amigo do primo do presidente da Autarquia?  :?:  :?:

Portugal tem hoje 349 Institutos Públicos, dos quais 111 não pertencem ao sector da Educação. Se descontarmos também os sectores da Saúde e da Segurança Social, restam ainda 45 Institutos com as mais diversas funções.

Há ainda a contabilizar perto de 600 organismos públicos, incluindo Direcções Gerais e Regionais, Observatórios, Fundos diversos, Governos Civis, etc., cujas despesas podiam e deviam ser reduzidas, ou em alternativa - que parece ser mais sensato - os mesmos serem pura e simplesmente extintos.

Para se ter uma noção do despesismo do Estado, atentemos apenas nos supra-citados Institutos, com funções diversas, muitos dos quais nem se percebe bem para o que servem.

 

Veja-se então as transferências feitas em 2010 pelo governo socialista de Sócrates para estes organismos:

 ORGANISMOS
 DESPESA (em milhões de €)
 
Cinemateca Portuguesa
 3,9
 
Instituto Português de Acreditação
 4,0
 
Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos
 6,4
 
Administração da Região Hidrográfica do Alentejo
 7,2
 
Instituto de Infra Estruturas Rodoviárias
 7,4
 
Instituto Português de Qualidade
 7,7
 
Administração da Região Hidrográfica do Norte
 8,6
 
Administração da Região Hidrográfica do Centro
 9,4
 
Instituto Hidrográfico
 10,1
 
Instituto do Vinho do Douro
 10,3
 
Instituto da Vinha e do Vinho
 11,5
 
Instituto Nacional da Administração
 11,5
 
Alto Comissariado para o Diálogo Intercultural
 12,3
 
Instituto da Construção e do Imobiliário
 12,4
 
Instituto da Propriedade Industrial
 14,0
 
Instituto de Cinema e Audiovisual
 16,0
 
Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional
 18,4
 
Administração da Região Hidrográfica do Algarve
 18,9
 
Fundo para as Relações Internacionais
 21,0
 
Instituto de Gestão do Património Arquitectónico
 21,9
 
Instituto dos Museus
 22,7
 
Administração da Região Hidrográfica do Tejo
 23,4
 
Instituto de Medicina Legal
 27,5
 
Instituto de Conservação da Natureza
 28,2
 
Laboratório Nacional de Energia e Geologia
 28,4
 
Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu
 28,6
 
Instituto de Gestão da Tesouraria e Crédito Público
 32,2
 
Laboratório Militar de Produtos Farmacêuticos
 32,2
 
Instituto de Informática
 33,1
 
Instituto Nacional de Aviação Civil
 44,4
 
Instituto Camões
 45,7
 
Agência para a Modernização Administrativa
 49,4
 
Instituto Nacional de Recursos Biológicos
 50,7
 
Instituto Portuário e de Transportes Marítimos
 65,5
 
Instituto de Desporto de Portugal
 79,6
 
Instituto de Mobilidade e dos Transportes Terrestres
 89,7
 
Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana
 328,5
 
Instituto do Turismo de Portugal
 340,6
 
Inst. Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação
 589,6
 
Instituto de Gestão Financeira
 804,9
 
Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas
 920,6
 
Instituto de Emprego e Formação Profissional
 1.119,9
 
TOTAL......................... 5.018,4
 
- Se se reduzissem em 20% as despesas com estes - e apenas estes - organismos, as poupanças rondariam os 1000 milhões de €, e ter-se-ia evitado a subida do IVA.

 - Se fossem feitas fusões, extinções ou reduções mais drásticas a poupança seria da ordem dos 4000 milhões de €, e não seriam necessários cortes nos salários.

- Se para além disso, mais em outros tantos Institutos, se procedesse de igual forma, o PEC 3 não teria sequer razão de existir.


fonte:

 http://estadosentido.blogs.sapo.pt/1416087.html
 

*

Upham

  • Perito
  • **
  • 513
  • +0/-0
Re: Resgate da dívida Nacional
« Responder #4 em: Julho 21, 2011, 04:57:38 pm »
Boa tarde!

Citar
Economia
Portugal beneficia com Grécia e juro cai para 3,5%
Esboço da cimeira avança com maturidades mais longas e taxas de juro mais baixas

 

A Cimeira do Euro, que está a ter lugar em Bruxelas, esta quinta-feira, deverá avançar com uma baixa da taxa de juro para Portugal.

No esboço das conclusões a que a Reuters teve acesso, os líderes europeus optam por aumentar as maturidades dos empréstimos para 15 anos e descer a taxa de juro de 4,5% para 3,5% para Portugal e Grécia.

Estas alterações realizadas a pensar na Grécia vão também beneficiar Portugal. Segundo o primeiro rascunho que os governantes presentes na cimeira produziram, as novas condições do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira irão afectar a Grécia, Portugal e Irlanda.

Pela primeira tranche do empréstimo, em Maio passado, Portugal pagou uma taxa de juro na ordem dos 5,7 por cento.


http://www.agenciafinanceira.iol.pt/economia/grecia-portugal-cimeira-cimeira-do-euro-taxa-de-juro/1268067-1730.html

Notícias menos más. Vamos ver no que isto dá.  :(  pagar o que devemos. (penso eu de que)

Cumprimentos
"Nos confins da Ibéria, vive um povo que não se governa, nem se deixa governar."

Frase atribuida a Caio Julio César.
 

*

Upham

  • Perito
  • **
  • 513
  • +0/-0
Re: Resgate da dívida Nacional
« Responder #5 em: Julho 21, 2011, 09:58:23 pm »
Boa noite!

Bem que isto me estava a cheirar a "muito chouriço para tão pouco pão" :|

Citar
Economia
Portugal vai pagar mais 4 mil milhões pelo resgate
Novas regras prolongam juros. A vantagem é que vamos ter o dobro do tempo para pagar o empréstimo à União Europeia

Os líderes dos 17 países da Zona Euro acordaram esta quinta-feira alargar os prazos dos empréstimos aos países resgatados e reduzir as respectivas taxas de juro. A medida abrange a Grécia, Irlanda e Portugal.

Para o nosso país, apesar das condições mais favoráveis, esta decisão pode representar, no final, um aumento da factura que Portugal terá de pagar pelo empréstimo externo - mais quatro mil milhões de euros só em juros.

O pacote actual de ajuda a Portugal é de 78 mil milhões de euros, dos quais dois terços são assegurados pela União Europeia - 52 mil milhões de euros.

Sobre este último valor, o plano que está, neste momento, em vigor prevê uma taxa de juro média de 6% ao ano, durante 7,5 anos. Com este empréstimo, Portugal teria de pagar, só em juros, 23,4 mil milhões de euros.

Já com as novas regras, aprovadas nesta cimeira extraordinária do euro, Portugal será taxado a 3,5% ao ano, durante 15 anos. Só em juros, Portugal vai pagar 27,3 mil milhões de euros.

Contas feitas, este plano vai custar mais 4 mil milhões de euros a Portugal, mas com uma vantagem: tem um prazo mais alargado - o dobro do tempo. Espera-se, ainda, que as condições económicas e financeiras em Portugal sejam, até lá, mais favoráveis do que as que existem hoje.


http://www.agenciafinanceira.iol.pt/economia/resgate-emprestimo-juros-cimeira-do-euro-divida-agencia-financeira/1268165-1730.html
"Nos confins da Ibéria, vive um povo que não se governa, nem se deixa governar."

Frase atribuida a Caio Julio César.
 

*

Malagueta

  • 261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Resgate da dívida Nacional
« Responder #6 em: Junho 06, 2012, 04:15:10 pm »
Portugal colocou hoje mil milhões de euros de Bilhetes do Tesouro a 12 meses a uma taxa de juro de 3,834%, contra 3,89% (no mercado secundário) para a títulos de Espanha com a mesma maturidade, indica o Banco Carregosa.

O mesmo banco nota ainda que no caso da Alemanha, o que se passa é que são os investidores a pagar para deterem títulos de dívida daquele país.

Filipe Silva, diretor de gestão de ativos daquele banco diz que é um facto que Portugal tem, neste momento, uma taxa ligeiramente mais baixa que Espanha, na dívida a 12 meses, mas isto não tem qualquer significado.

"A percepção do risco sobre Portugal está a melhorar, e são já vários os elogios interncionais às medidas de consolidação orçamental que estão a ser levadas a cabo pelo Governo, enquanto que Espanha está agora a ser fortemente penalizada por vários motivos que todos nós conhecemos".

Para a dívida a 12 meses a Alemanha apresenta agora uma taxa de juro negativa de 0,003%.

Recorde-se que hoje Portugal conseguiu colocar 1,5 mil milhões de euros de dívida a seis e doze meses, pagando juros mais baixos que no último leilão, uma redução mais pronunciada no prazo a seis meses, com juros a 2,653% - abaixo dos 2,935% relativos à última emissão realizada em maio.



Ler mais: http://expresso.sapo.pt/portugal-coloca ... z1x1hpCblN
 

 

Rede Logística Nacional / Portugal "Logístico"

Iniciado por Marauder

Respostas: 0
Visualizações: 1771
Última mensagem Julho 15, 2006, 09:20:16 am
por Marauder
Governo quer antecipar Plano Rodoviário Nacional em 11 anos

Iniciado por Marauder

Respostas: 6
Visualizações: 2542
Última mensagem Junho 10, 2006, 10:27:26 pm
por Marauder
Sector público nacional melhorou nos anos 90

Iniciado por Tiger22

Respostas: 0
Visualizações: 1619
Última mensagem Fevereiro 06, 2004, 02:12:50 am
por Tiger22
Orçamento do Estado para a Defesa Nacional

Iniciado por papatango

Respostas: 27
Visualizações: 5737
Última mensagem Outubro 22, 2005, 02:15:42 pm
por Johnnie
Governo cria Agência Nacional de Turismo

Iniciado por Marauder

Respostas: 1
Visualizações: 951
Última mensagem Março 30, 2006, 03:41:46 pm
por Doctor Z