Guerra contra o terrorista Kadafi

  • 350 Respostas
  • 46922 Visualizações
*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #60 em: Março 19, 2011, 11:32:36 pm »
Não percebo.

58% das importações chinesas de petroleo chinês vêm do médio oriente (Arábia Saudita, Qatar, Koweit, Emiratos, Iraque, Irão e Bahreim).
Sabendo-se que os países árabes fizeram Lobby para que a resolução fosse aprovada, a China optou por não criar ondas com o único grupo de países sobre o qual não tem nenhum ascendente, que não precisam do dinheiro da China e dos quais a China depende desesperadamente.

Em 2015 os países árabes do Golfo mais o Irão vão representar 70% das compras chinesas.

O Golfo fica a 10.000km do principal porto e terminal petrolifero do sul da China. A Líbia fica a 14.000km, o que encarece o petroleo líbio e torna o mercado menos atractivo. É por essa razão que a venda de petroleo venezuelano à China não é atractiva, porque a Venezuela fica a 19.000km de distância.

É por isso que 80% do petróleo líbio vai para a Europa, 11% para a China e 3% para os Estados Unidos.




= = = = =

Quanto ao argumento do reconhecimento do governo de Benghazi, ele é quase anedótico. Se o interesse fosse realmente o petroleo, bastava aos ingleses e franceses esperar duas semanas, não fazer nada, esperar para ver em que paravam as modas e negociar com que ganhasse.

o problema, é que a mesma canalha facínora que critica a França e a Inglaterra por atacar o Kadafi, é a mesma canalha que criticaría os ingleses e os franceses se não tivessem feito nada e se deixassem o Kadafi massacrar a população.



Os camaradas do costume, encontrariam sempre razão para criticar os malvados capitalistas.

Se apoiassem o Kadafi:
Malvados, que se venderam, há ditadores maus e ditadores bons, hipocritas, ETC. ETC. ETC.

Se atacassem o Kadafi:
Querem é guerra, querem é petroleo, hipocritas, bandidos capitalistas.

Preso por ter cão, preso por não ter.
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4159
  • Recebeu: 263 vez(es)
  • Enviou: 259 vez(es)
  • +54/-10
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #61 em: Março 19, 2011, 11:59:35 pm »
Esta guerra só vai fazer com que os países endividados, endividem-se mais! E no fim de tudo quem fica a ganhar é a china, que é normalmente quem compra a divida europeia e americana.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2437
  • Recebeu: 24 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +13/-16
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #62 em: Março 20, 2011, 10:42:22 am »
Os Bombardeiros B2 foram utilizados.

Misseis Storm Shadow lançados pelos Tornado, que voaram do Reino Unido até a Libia.

Neste momento as forças libias deixarem de existir.
 

*

scrupulum

  • 101
  • +0/-0
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #63 em: Março 20, 2011, 01:53:53 pm »
Ninguem tem duvidas que a Grande Armada petrolifera vai partir tudo, mas os interesses franceses e ingleses em Africa vão precisar de investir na segurança das suas instalações e do seu pessoal, a acreditar nas ameaças do coronel. Este tem dinheiro que chegue para subempreitar (são inumeros os grupos armados em toda a africa) operações de sabotagem
contra  instalações dos paises que bombardeiam o seu pais.

Penso que Israel deve estar a olhar para isto tudo com muita apreensão. Quando os regimes do médio-oriente forem "democraticos" tudo leva a crer que eligirão governos anti-Israel, ja que a rua arabe é profondamente anti-sionista, a nao ser que se tornem em "democracias fantoches" à imagem do Iraque e do Afeganistão...

A Servia resistiu quase 3 meses aos bombardeamentos da Santa Aliança, quanto tempo resistira a Libia ?
scrupulum aka legionario
 

*

brunopinto90

  • 159
  • +0/-0
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #64 em: Março 20, 2011, 02:03:26 pm »
Será que a rússia está a fazer uma espécie de Estratégia "Bait and bleed"?
ou seja votou contra, equanto os europeus e os americanos atacam kadhafi, a rússia poderá ganhar alguma coisa com o voto contra, poderá ganhar alguma coisa com esta situação e ganhar a confiança do povo líbio e depois ter lá carradas de situações vantajosas?

Isto é só uma pergunta, faz-me confusão ver a Rússia e a China votarem contra.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #65 em: Março 20, 2011, 02:45:56 pm »
Citação de: "scrupulum"
Ninguem tem duvidas que a Grande Armada petrolifera vai partir tudo

Ninguém tem dúvidas disso, na toca do terrorista assassino, no palácio dos ditadores da Venezuela ou de Cuba, porque as pessoas normais já aprenderam a distinguir entre a verdade e a propaganda porca dos terroristas.
Na própria Líbia, os líbios nas zonas libertadas dizem que é incrível a lavagem ao cérebro da propaganda do Kadafi.

O próprio Secretário-Geral das Nações Unidas, confirmou que o ditador avançava contra a população civil, enquanto ao telefone, exactamente à mesma hora, o ministro dos negócios estrangeiros terrorista, jurava pela saúde da mãe do Kadafi, que a Libia estava a cumprir religiosamente o cessar-fogo.

Que na Líbia controlada pelo Kadafi, a população seja vítima da propaganda do assasino, é até normal...
Mas que a propaganda e as mentiras do assassino, cheguem até a fórums na internet, é realmente lamentável.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #66 em: Março 20, 2011, 02:53:35 pm »
Citação de: "brunopinto90"
Será que a rússia está a fazer uma espécie de Estratégia "Bait and bleed"?
ou seja votou contra, equanto os europeus e os americanos atacam kadhafi, a rússia poderá ganhar alguma coisa com o voto contra, poderá ganhar alguma coisa com esta situação e ganhar a confiança do povo líbio e depois ter lá carradas de situações vantajosas?

Isto é só uma pergunta, faz-me confusão ver a Rússia e a China votarem contra.

A China absteve-se pelas razões óbvias já apresentadas acima.

A China não tem como controlar os países árabes e ao mesmo tempo depende do petróleo deles. Por isso, uns quantos telefonemas dos Sheiks e Emires para Pequim, são suficientes para lembrar à China, que sem pitroil, o trabalho escravo não serve de nada.

A Rússia é ainda mais fácil.
O dinheiro compra tudo, no estado mais corrupto do hemisfério norte.
Uns dólares, umas prostitutas, e o problema está resolvido. Além disso os russos querem facilidades para adquirir tecnologia militar europeia. Esta é uma boa altura para os russos lembrarem isso aos franceses e aos americanos.

E a Russia e a China não votaram contra, ABSTIVERAM-SE.
E não deixa de ser engraçado que depois de se absterem (deixando implicitamente passar a resolução) protestem contra ela.

A Alemanha absteve-se, porque este tipo de operação é mais uma demonstração de que embora mande na economia, a Alemanha continua a ser uma potência militar secundária quando comparada com a França e com a Grã Bretanha.
A India não quis prejudicar a sua posição no terceiro mundo e o Brasil jogou como sempre joga, ficando sempre em cima do muro (influência claríssima da diplomacia portuguesa, diga-se).
 

*

Mitu

  • 5
  • +0/-0
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #67 em: Março 20, 2011, 02:56:21 pm »
Meus amigos, parece que niguem aqui ainda abriu o olho.

Os grandes protagonistas (França e Inglaterra) se formos a analisar bem, são precionados pelos EUA.

Quando dizem que Ingleses e Franceses não tem nenhum interesse alheio, se não a proteção dos civis, eu não me acredito muito.

Os EUA querem ir la buscar mais petroleo (ganhar a corrida a outras potencias e vingar conflitos passados!)
Pensam que os EUA se conformam com aquela estatua com uma mão a destruir um caça dos EUA, a frente do antigo palacio do Kaddafi? Essas e outras coisas mechem com eles.

Esta é uma guerra de interesses onde está o orgulho dos EUA, França e UK em primeiro lugar.



Para mim Kaddafi deve deixar de governar a Libia.
A vontade do povo tem de ser feita.
Mas da maneira duvidosa que está a ser feita é que não concordo.

Alemanha, India, Russia, China, Brasil, grandes potências autonomas não entraram neste conflito duvidoso e talvez mais tarde tenham razão.

A ver vamos, mas de qualquer das formas desejo que o povo da Libia depois disto tudo consiga a paz e que as coisas não fiquem piores, como já ficaram em outros países.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #68 em: Março 20, 2011, 04:13:25 pm »
Quando analisamos bem, o que vemos é um ditador que estava nas graças da União Soviética, e ao qual o Comunismo Internacional tecia rasgados elogios durante os anos 80, vide publicações de editoras próximas do Partido Comunista Português, que teciam rasgados elogios à revolução verde e ao Islão Igualitário implementado pela revolução líbia.
Quando analisamos bem, o que vemos é uma população que foi para as ruas, FARTA de ditadores, e que pensou que o que tinha acontecido no Egipto e na Tunisia, se podia repetir na Libia, mas encontrou pelo caminho um ditador assassino, um porco louco.

Quem pensar pela sua cabeça, sem olhar para a propaganda terrorista, olha para a realidade e vê um Obama que tentou até ao último momento atrasar qualquer intervenção porque não tem dinheiro para entrar em guerras. O ataque contra as forças do terrorista ocorreu aliás demasiado tarde. Pensavam que o assassino podia ser derrotado nas ruas, mas isso não ocorreu e só demasiado tarde entenderam que ou faziam alguma coisa ou o Kadafi chacinava centenas de milhares de pessoas.

Os ataques de ontem, teriam mais efeito enquanto os criminosos estavam ainda entre Bin-Jawad e Ras-Lanuf e enquanto ainda havia resistentes em Zawiya.

Por um lado, acho que o que irrita os camaradas marxistas, é que um correlegionário deles seja derrotado pelo malvado império dos malvados capitalistas do malvado ocidente.
Por outro lado não me parece muito honesto, afirmar que não se gosta do Kadafi e ao mesmo tempo criticar os ÚNICOS QUE TIVERAM «TOMATES» PARA FAZER ALGUMA COISA.

Estamos sempre a caír no mesmo.
Se nada fosse feito, os anti-americanos estariam aqui, na mesma, a dizer que a América era hipócrita e que como já tinham o petróleo porque o Kadafi tinha negociado com eles, estavam-se marimbando para os protestos do povo.

O argumento do petróleo É UM ARGUMENTO MENTIROSO, REPITO MENTIROSO, porque os europeus já controlavam 80% do petróleo da Líbia.
Os europeus não precisavam da fazer nada repito NADA, se quisessem que o petróleo continuasse a correr.


É inaceitável, que haja quem defende este porco assassino, quando ele mata a sua própria população e massacra e massacrou centenas de milhares de pessoas.
O ocidente deu-lhe uma chance para mudar, para modernizar, para reformar o regime. A mesma esquerda que critica a Inglaterra por atacar a Libia, criticava a Inglaterra por aolher a Libia como parceiro comercial ainda há três anos atrás.
Quanto a Kadafi, ele achou que era carta branca para matar quando fosse necessário. Como Saddam, enganou-se.

O mundo tem que se livrar desta gente.
E é importante a mensagem que é enviada, mesmo para as monarquias do golfo, que sabem que ainda não chegou a hora delas, mas que ainda que sejam obrigadas a colaborar, estão a ver a vida a andar para trás.
É uma mensagem importante para o tirano assassino da Siria e para o repugnante palhaço da Venezuela, que também não terá o mais pequeno problema em chacinar os venezuelanos, que lhe tentarem retirar o tapete.

A Esquerda acha que o mundo está condenado a viver e a conviver com ditaduras.
É por isso que vêm da esquerda, as criticas ao ataque ao assassino Kadafi, disfarçadas com declarações enjoadas de desafecto para com um ditador que sempre viram como UM DELES.
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7359
  • Recebeu: 608 vez(es)
  • Enviou: 746 vez(es)
  • +92/-30
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #69 em: Março 20, 2011, 04:33:47 pm »
A participação do Reino Unido também pode servir para consumo interno, para mostrar que apesar dos cortes brutais que as suas Forças Armadas tiveram, que ainda tem capacidade de intervenção militar noutros paises.

Quanto à França penso que seja o oposto, para consumo externo, talvez seja o que eles de vez em quando gostam de mostrar, que é, serem uma nação com interesses próprios e que actua onde acha que tem que actuar independentemente da opinião dos outros, que não precisam de andar atrás dos interesses americanos, mais que isso, que são uma alternativa à liderança americana no mundo ocidental ou da europa ocidental mais especificamente.

A fraca (pelo que se vê) participação dos Estados Unidos, concordo com o que se falou aqui antes, a população deste pais actualmente está farta de guerras, e se for num pais muçulmano então nem querem ouvir falar, o Obama se fizesse uma operação militar com grandes meios e aéreos, maritimos e terrestres não seria diferente do Bush, e acho que ele não quer isso. Penso que os Americanos se ficaram num papel de apoio às outras nações com o que elas não possuem ou possuem em poucas quantidades como reabastecedores, AWACS, bombardeiros estratégicos, talvez aviões de transporte estratégico, vigilância por satélites, no mar uns Tomahawks, deixando a parte mais visivel (e mais possivel de ter baixas) das operações com caças e outras aeronaves de ataque para os outros paises.

Também não me parece que nenhum pais quer por tropas no terreno, isto para já será só uma operação aérea e maritima, forças no terreno talvez operações especiais para iluminar alvos? e mesmo assim tenho duvidas se será mesmo necessário.
Talvez num futuro mais ou menos a médio prazo pessoal para ajudar à formação do tal exército rebelde, talvez o desembarque de uma força anfíbia para ajudar a manter a cidade de Bengazi mas isso acho pouco provável.
Num futuro mais a longo prazo, possivelmente já sem o Kadafi no poder, talvez uma missão de manutenção de paz das Naçoes Unidas (capacetes azuis), mas aqui constituida preferencialmente por militar de África e Médio-Oriente.
 

*

cromwell

  • Especialista
  • ****
  • 1105
  • +1/-0
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #70 em: Março 20, 2011, 04:38:02 pm »
Gadafi já está é com o cu entre as pernas.

As suas forças já se retiraram de Benghazi e como vê que não pode ganhar a guerra contra a Coligação, parece que vai dar armas à população (para usá-la como escudo) e já está a implorar pela ajuda de outros países árabes.

E  claro, os partidos e as ditaduras marxistas tinham de criar as mesmas desculpas de sempre para  a não-intervenção.
Idiotas, como sempre.

Portugal deveria intervir, enviado ajuda humanitária aos rebeldes.
"A Patria não caiu, a Pátria não cairá!"- Cromwell, membro do ForumDefesa
 

*

Mitu

  • 5
  • +0/-0
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #71 em: Março 20, 2011, 05:21:34 pm »
Lightning disse:

Citar
Quanto à França penso que seja o oposto, para consumo externo, talvez seja o que eles de vez em quando gostam de mostrar, que é, serem uma nação com interesses próprios e que actua onde acha que tem que actuar independentemente da opinião dos outros, que não precisam de andar atrás dos interesses americanos, mais que isso, que são uma alternativa à liderança americana no mundo ocidental ou da europa ocidental mais especificamente.

Ligtning e outros foristas teem a certeza que a França esta de livre iniciativa nesta guerra ?

Eu acredito que em certa parte não está e que os EUA são o motor desta ofensiva (como sempre) que prefere desta vez ficar mais na "sombra".
Os EUA foram logo os primeiros a anunciar que iam tomar medidas quando começaram os protestos na Libia, dizendo que iam dar armas aos rebeldes e só por aqui está visto a intenção pacifista dos EUA.
Mas os EUA sempre se manteram discretos logo de seguida e só se ouvia depois na TV de reuniões de diplomatas dos EUA na Europa e Medio Oriente. O que discutiram ? Axo que não é preciso pensar muito.

A França claro, tem que ir para esta ofensiva como fosse por auto iniciativa e com os EUA (espertos) a darem o papel principal aos Franceses estes actuam na Libia como se fossem os maiores, mas sempre no fundo com as costas quentes.

O Reino Unido não é preciso falar mais nada!

Eu não sou anti americano, pelo contrario adoro a America, sou da opinião que a NATO essa sim é a policia do Mundo e não são só os americanos. Mas depois da guerra do Iraque e do Afeganistão, só penso que deveriamos ser mais criteriosos e  exigentes com as actuações militares. Já fomos enganados e basta disso! E se querem atacar a Libia, ataquem outros países na mesma sitição ou quase aidna pior (onde certos povos nem tem forças e qualquer hipotse de protestar).
 

*

cromwell

  • Especialista
  • ****
  • 1105
  • +1/-0
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #72 em: Março 20, 2011, 07:20:23 pm »
Parece que Gadafi já declarou outro cesar fogo.  Patético.

Não acredito. Acho que estam a fazer de conta que vão parar, esperando que os ataques da NATO parem, só para que depois ataquem Benghazi outra vez!

E parece que o Chavez criticou os ataques. Outro idiota. :evil:
"A Patria não caiu, a Pátria não cairá!"- Cromwell, membro do ForumDefesa
 

*

Desertas

  • Perito
  • **
  • 338
  • +0/-0
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #73 em: Março 20, 2011, 08:08:42 pm »
Citação de: "papatango"
Quando analisamos bem, o que vemos é um ditador que estava nas graças da União Soviética, e ao qual o Comunismo Internacional tecia rasgados elogios durante os anos 80, vide publicações de editoras próximas do Partido Comunista Português, que teciam rasgados elogios à revolução verde e ao Islão Igualitário implementado pela revolução líbia.
Quando analisamos bem, o que vemos é uma população que foi para as ruas, FARTA de ditadores, e que pensou que o que tinha acontecido no Egipto e na Tunisia, se podia repetir na Libia, mas encontrou pelo caminho um ditador assassino, um porco louco.

Quem pensar pela sua cabeça, sem olhar para a propaganda terrorista, olha para a realidade e vê um Obama que tentou até ao último momento atrasar qualquer intervenção porque não tem dinheiro para entrar em guerras. O ataque contra as forças do terrorista ocorreu aliás demasiado tarde. Pensavam que o assassino podia ser derrotado nas ruas, mas isso não ocorreu e só demasiado tarde entenderam que ou faziam alguma coisa ou o Kadafi chacinava centenas de milhares de pessoas.

Os ataques de ontem, teriam mais efeito enquanto os criminosos estavam ainda entre Bin-Jawad e Ras-Lanuf e enquanto ainda havia resistentes em Zawiya.

Por um lado, acho que o que irrita os camaradas marxistas, é que um correlegionário deles seja derrotado pelo malvado império dos malvados capitalistas do malvado ocidente.
Por outro lado não me parece muito honesto, afirmar que não se gosta do Kadafi e ao mesmo tempo criticar os ÚNICOS QUE TIVERAM «TOMATES» PARA FAZER ALGUMA COISA.

Estamos sempre a caír no mesmo.
Se nada fosse feito, os anti-americanos estariam aqui, na mesma, a dizer que a América era hipócrita e que como já tinham o petróleo porque o Kadafi tinha negociado com eles, estavam-se marimbando para os protestos do povo.

O argumento do petróleo É UM ARGUMENTO MENTIROSO, REPITO MENTIROSO, porque os europeus já controlavam 80% do petróleo da Líbia.
Os europeus não precisavam da fazer nada repito NADA, se quisessem que o petróleo continuasse a correr.


É inaceitável, que haja quem defende este porco assassino, quando ele mata a sua própria população e massacra e massacrou centenas de milhares de pessoas.
O ocidente deu-lhe uma chance para mudar, para modernizar, para reformar o regime. A mesma esquerda que critica a Inglaterra por atacar a Libia, criticava a Inglaterra por aolher a Libia como parceiro comercial ainda há três anos atrás.
Quanto a Kadafi, ele achou que era carta branca para matar quando fosse necessário. Como Saddam, enganou-se.

O mundo tem que se livrar desta gente.
E é importante a mensagem que é enviada, mesmo para as monarquias do golfo, que sabem que ainda não chegou a hora delas, mas que ainda que sejam obrigadas a colaborar, estão a ver a vida a andar para trás.
É uma mensagem importante para o tirano assassino da Siria e para o repugnante palhaço da Venezuela, que também não terá o mais pequeno problema em chacinar os venezuelanos, que lhe tentarem retirar o tapete.

A Esquerda acha que o mundo está condenado a viver e a conviver com ditaduras.
É por isso que vêm da esquerda, as criticas ao ataque ao assassino Kadafi, disfarçadas com declarações enjoadas de desafecto para com um ditador que sempre viram como UM DELES.

Concordo plenamente com o que o Papatango escreveu . O Sr. Coronel Kadafi , já devia ter sido deposto há vários anos . Como todos os ditadores este senhor está agarrado ao poder e fará tudo o que puder para mantê-lo .
Julgo que as suas promessas de tornar o mediterraneo numa zona de guerra são um exagero , mas julgo que pontualmente poderá causar alguns problemas .

Um Abraço
God and the soldier all men adore
in time of trouble and no more
for when war is over and all things righted
God is neglected and the old soldiers slighted
 

*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +1/-0
Re: Guerra contra o terrorista Kadafi
« Responder #74 em: Março 20, 2011, 08:25:15 pm »
Boas!

Começar a gerra e facil! mas como acabará?

Qual a saida possível?

O doido do kadafi nao vai desistir!
 

 

"Memórias da Guerra - 1961-1974"

Iniciado por Lancero

Respostas: 11
Visualizações: 38679
Última mensagem Junho 15, 2007, 04:28:40 pm
por Lancero
Guerra Colonial: Fotos dos "gun trucks"

Iniciado por sprint1050

Respostas: 0
Visualizações: 3652
Última mensagem Agosto 17, 2008, 02:35:53 pm
por sprint1050
Guerra da Cisplatina - O único "revés" militar do Brasil

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 1
Visualizações: 2259
Última mensagem Janeiro 31, 2017, 01:13:01 pm
por Vitor Santos
O último amante de Mata-Hari morreu na guerra de Espanha

Iniciado por AlcaideFaria

Respostas: 0
Visualizações: 2241
Última mensagem Maio 21, 2008, 09:14:23 pm
por AlcaideFaria
II GRANDE GUERRA: PORQUE A ALEMANHA NUNCA ATACOU OS EUA ?

Iniciado por Rui Elias

Respostas: 23
Visualizações: 8664
Última mensagem Novembro 20, 2006, 10:53:47 pm
por Sniper