Actividade Operacional/Exercícios

  • 452 Respostas
  • 104566 Visualizações
*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3691
  • Recebeu: 1661 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +424/-68
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #435 em: Junho 29, 2019, 07:07:47 pm »
Três Sea Sparrow lançados depois de mais de 10 anos sem disparos reais, e a Bacamarte ao fundo.  :'(

Citar
10 anos depois, a Marinha voltou a lançar mísseis para, se chegar a hora,"combater tal como se treina"
28 jun 2019 07:59

Cerca de 1700 militares estão envolvidos no CONTEX-PHIBEX, o maior exercício naval multinacional dos últimos dois anos organizado pela Marinha Portuguesa e que conta também com as marinhas de Espanha, França, Itália e Estados Unidos da América, que começou já no dia 17 de junho – a fase de mar arrancou dois dias depois – e só termina hoje.

Na segunda-feira, o dia começou cedo, pelas 06:00, e o “prato forte” foi o disparo de mísseis `sea sparrow´ – três, no total, divididos em dois exercícios -, movimentações que foram acompanhadas de perto pelo Chefe do Estado-Maior da Armada (CEMA), almirante Mendes Calado, e pelo Comandante naval, vice-almirante Gouveia e Melo.

“A Marinha não disparava mísseis `sea sparrow´ há mais de 10 anos e hoje [segunda-feira passada] disparámos três mísseis, com sucesso. Utilizámos os nossos sistemas de armas com a tranquilidade que eu admiro e que aprecio. Estou satisfeito com aquilo que vi na força naval e penso que a Marinha estará pronta para as missões que são esperadas no futuro próximo”, disse aos jornalistas o CEMA, visivelmente satisfeito, no final dia, a bordo da fragata Corte-Real, navio que comanda a Força Naval Europeia (EUROMARFOR) durante o exercício.

Antes do “epicentro” da ação estar na Corte-Real, foi a fragata Álvares Cabral que concentrou todas as atenções para o lançamento matinal de um míssil e, depois, de diversos tiros da peça de artilharia de 100 mm que tinha como alvo um antigo navio da Marinha, o Bacamarte.

“Hit”, ouviu-se pelos altifalantes na asa da ponte da fragata, depois do disparo do míssil, antecedido da devida contagem decrescente – tal como se vê nos filmes - quando os olhos do CEMA e de todos os presentes estavam no Bacamarte, que depois de atingido repousa agora no fundo das águas do Atlântico, tendo sido devidamente preparado para o afundamento.

“Nós estamos em modo treino, mas nós treinamos como combatemos para um dia combater como treinamos, ou seja, para que tudo seja fácil no dia em que tivermos de agir em termos reais”, explicou aos jornalistas, no final desta parte do exercício, o comandante naval.

A importância do exercício, segundo Gouveia e Melo, “tem a ver com o treino e com a certeza das capacidades” da força naval porque quando estas capacidades não são usadas nem empregadas nunca se sabe se vão ou não falhar, caso um dia sejam necessárias.

“O país não espera, com todos estes investimentos que faz na Marinha, que a Marinha falhe num momento em que mais necessita disso”, justificou.

Depois do almoço e dos necessários transbordos usando semirrígidos entre as fragatas, da Corte-Real voltou a assistir-se ao lançamento de dois mísseis, cujos alvos eram drones, de cor laranja, que simularam “perfis de aeronaves em ataque aos navios de superfície” e que pretendiam dificultar, e muito, a vida à força naval.

Não foi possível avistar o cruzamento entre mísseis e drones – o tempo e as nuvens não ajudaram -, mas a Marinha garantiu o sucesso da operação uma vez que se os drones tivessem a dimensão de uma aeronave teriam sido atingidos.

Ao final do dia, e já depois do regresso ao recente navio-patrulha oceânico Setúbal – que serviu de quartel-general e “casa” aos jornalistas que acompanharam este exercício – foi possível ver um dos drones a ser recuperado, enquanto um segundo estava ainda em parte incerta.

Questionado sobre o porquê da Marinha Portuguesa ter ficado tanto tempo sem fazer treinos com mísseis, o CEMA justificou com “questões de oportunidade e questões de prestação de treino em áreas não combatentes em que a Marinha se viu envolvida”.

“Daí que estamos neste momento no esforço de recuperar essa capacidade de combate no sentido de ganharmos novas perícias e novas competências no sentido de aprontarmos agora a nossa força para novas exigências que se possam vir a colocar no futuro”, antecipou, prevendo-se assim que não passe outra década sem que a Marinha Portuguesa volte a lançar mísseis.

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/10-anos-depois-a-marinha-voltou-a-lancar-misseis-para-se-chegar-a-horacombater-tal-como-se-treina

Lamentável é o estado operacional a que chegaram as nossas FFAA.
Então uma MdG de uma Nação membro da NATO e, que possui cinco Fragatas como Únicos Navios de combate de superfície em dez anos faz somente três disparos de misseis ???
Nem sequer um por navio ???
Mas, anualmente fazem-se exercícios para testar as capacidades operacionais da Marinha, e, sobre os quais os responsáveis da Armada e da Tutela botam discursos apregoando as capacidades bélicas dos nossos Navios de combate da Armada como são eficientes e possuem guarnições altamente treinadas e apenas se dispararam três misseis em dez anos ?????
Mas que treinos são estes que com apenas três misseis disparados em dez anos conduzem a uma elevada operacionalidade dos poucos navios de combate que possuímos ??
A Fragata que disparou os misseis tinha a bordo as guarnições das restantes fragatas ????

Os Responsáveis por este estado operacional da Armada só podem mesmo estar a gozar com o Zé Povinho e a sua Ignorância no que diz respeito aos assuntos da Defesa nacional, quando afirmam que a Armada possui navios de combate eficazes e com guarnições altamente treinadas !   

Quantos sub-harpoons os dois 214 que possuimos dispararam desde que foram adquiridos ??
Nenhum que eu saiba, e quanto aos torpedos que utilizamos no nosso arsenal e que carregam, os BlackShark, penso que nem uma dezena chegaram a ser utilizados em treino !



E dizem os responsáveis que “Nós estamos em modo treino, mas nós treinamos como combatemos para um dia combater como treinamos, ou seja, para que tudo seja fácil no dia em que tivermos de agir em termos reais”, explicou aos jornalistas, no final desta parte do exercício, o comandante naval.
Mas que bela prosápia, eles usam, que miséria Franciscana e palhaçada esta, disparados três Misseis em dez anos, que mais será preciso dizer, NADA !!!

Abraços
« Última modificação: Junho 30, 2019, 07:26:49 pm por tenente »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3691
  • Recebeu: 1661 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +424/-68
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #436 em: Junho 29, 2019, 07:18:31 pm »
Estas duas ultimas páginas deste tópico fizeram recordar-me porque razão raramente cá venho e muito menos escrevo algo. Aliás nem vale de nada. Enquanto não se entender que o que se passa nas FA é um sintoma de algo muito mais profundo e que, infelizmente, é transversal à maioria das nações ocidentais (sim com os EUA também), debater seja o que for é desperdiçar tempo, pura e simplesmente.

Depois, é só pseudo-especialistas que devem conhecer a fundo a nossa metodologia de treino e como as nossas congeneres treinam. Aliás eles vêm cá treinar connosco apenas para se rirem e as nossas fragatas ainda vão fazendo de "nau capitanea" na NATO porque eles são bonzinhos e é por caridade.

Temos inumeros problemas que vão desde a obselescencia de meios, passando pela falta de pessoal e a crónica sub-orçamentação da Defesa, mas leiam, leiam com olhos de ler e entender, e vejam bem o que foi escrito especialmente nestas ultimas duas páginas e se reveêm nisso.

Completamente de acordo !!

Abraços
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3691
  • Recebeu: 1661 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +424/-68
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #437 em: Junho 30, 2019, 06:50:36 pm »
« Última modificação: Junho 30, 2019, 07:28:43 pm por tenente »
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7349
  • Recebeu: 604 vez(es)
  • Enviou: 745 vez(es)
  • +88/-30
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #438 em: Junho 30, 2019, 10:11:01 pm »
Não conheço os detalhes das fragatas, mas de certeza que é possível treinar todos os procedimentos de detectar alvo e disparar míssil sem realmente disparar.

Claro que num exercício de grande envergadura, podermos fazer todos os procedimentos que já treinamos vezes e vezes sem conta e realmente disparar um míssil contra um alvo real deve dar um sabor diferente de o fazer virtualmente.

Os F-16 também treinam todos os dias e não andam a disparar mísseis uns nos outros.

Mas 10 anos é demais, devia ser anual, aqueles mísseis já deviam ter teias de aranha.
« Última modificação: Junho 30, 2019, 10:12:12 pm por Lightning »
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7638
  • Recebeu: 326 vez(es)
  • Enviou: 563 vez(es)
  • +195/-204
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #439 em: Julho 01, 2019, 10:20:35 am »
Sem comentários.



https://twitter.com/Defence360/status/1144683872346656769

Abraços

É emoldurar porque durante os próximos 10 anos não se vai voltar a ver
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3691
  • Recebeu: 1661 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +424/-68
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #440 em: Julho 01, 2019, 11:06:16 am »
Sem comentários.



https://twitter.com/Defence360/status/1144683872346656769

Abraços

É emoldurar porque durante os próximos 10 anos não se vai voltar a ver

P44, se daqui a dez anos virmos foto igual, no mínimo significará que as VdG terão quarenta anos de serviço. ;)

Abraços
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2743
  • Recebeu: 1159 vez(es)
  • Enviou: 2450 vez(es)
  • +432/-88
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #441 em: Julho 01, 2019, 05:05:22 pm »
Daqui a 10 anos, os mísseis ja devem ter expirado de prazo, dizem que efectuaram uns disparos e colocam esta fotografia para ilustrar a notícia. E tudo isto é possível e continuará a ser possível porque já ninguém liga.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1088
  • Recebeu: 198 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +52/-16
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #442 em: Julho 01, 2019, 05:11:45 pm »


Daqui a 10 anos vai ser assim.  :mrgreen:
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3691
  • Recebeu: 1661 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +424/-68
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #443 em: Julho 01, 2019, 05:32:12 pm »


Daqui a 10 anos vai ser assim.  :mrgreen:

no mínimo, no mínimo !!!! :mrgreen:
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1088
  • Recebeu: 198 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +52/-16
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #444 em: Julho 01, 2019, 11:49:51 pm »
Sejamos sinceros... mesmo com os custos de operação deste navio da foto, mais a tripulação enorme, seriam ou não seriam uma dádiva 4 meninos destes na MP? Flight III então... passávamos do zero naval para uma micro-potência naval, se lhes juntássemos o terceiro Tridente.  :mrgreen:
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7638
  • Recebeu: 326 vez(es)
  • Enviou: 563 vez(es)
  • +195/-204
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #445 em: Julho 02, 2019, 10:09:58 am »
Sem comentários.



https://twitter.com/Defence360/status/1144683872346656769

Abraços

É emoldurar porque durante os próximos 10 anos não se vai voltar a ver

P44, se daqui a dez anos virmos foto igual, no mínimo significará que as VdG terão quarenta anos de serviço. ;)

Abraços

Nunca tal aconteceu  c56x1 ::)
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14936
  • Recebeu: 971 vez(es)
  • Enviou: 929 vez(es)
  • +161/-151
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #446 em: Julho 05, 2019, 02:16:50 pm »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1107
  • Recebeu: 176 vez(es)
  • Enviou: 193 vez(es)
  • +25/-6
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #447 em: Julho 05, 2019, 03:25:18 pm »
00:47 que aeronave é aquela?
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5445
  • Recebeu: 1089 vez(es)
  • Enviou: 599 vez(es)
  • +342/-136
« Última modificação: Julho 05, 2019, 04:17:49 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Crypter

*

Lusitaniae

  • Membro
  • *
  • 173
  • Recebeu: 36 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +14/-154
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #449 em: Julho 19, 2019, 01:02:34 am »
Abbati, medico, potronoque intima pande
 

 

Abertura do ano operacional

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 30
Visualizações: 13171
Última mensagem Fevereiro 28, 2007, 07:23:18 am
por Tropinha
Exercícios Navais

Iniciado por dionisio

Respostas: 6
Visualizações: 4367
Última mensagem Junho 25, 2008, 11:22:05 pm
por dionisio