Fogos Florestais

  • 837 Respostas
  • 126677 Visualizações
*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +1/-0
Re: Fogos Florestais
« Responder #90 em: Maio 02, 2012, 02:35:37 am »


O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) 2012 vai contar, na fase mais crítica (fase Charlie), com 44 meios áereos, 2.253 equipas de diferentes forças envolvidas,  1.987 viaturas e 9.327 elementos

entre os meios a incorporar no dispositivo, na fase Charlie, destacam-se 44 meios aéreos - 35 helicópteros médios e ligeiros para ataque inicial, 5 helicópteros pesados e 4 aviões médios anfíbios para ataque ampliado.

O Governo já autorizou uma verba até 36,5 milhões de euros, sem IVA, para a contratação dos meios aáreos

PS: Os bombeiros das equipas (ECIN)  compostas por voluntarios,  que fazem parte do Dispositivo Especial  de Combate a Incendios Florestais,  na fase Charlie tem que estar 24 horas por dia no quartel em alerta   e ganham 1.70€  (um euro e setenta centimos)  por hora.:N-icon-Axe:
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15086
  • Recebeu: 1031 vez(es)
  • Enviou: 964 vez(es)
  • +174/-170
Re: Fogos Florestais
« Responder #91 em: Maio 02, 2012, 04:36:02 pm »
É agora que o pessoal vai ficar rico! :twisted:  :lol:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +1/-0
Re: Fogos Florestais
« Responder #92 em: Maio 02, 2012, 09:21:45 pm »
Para quem quizer conhecer como funciona o dispositivo de combate a incendios.

fica  a Diretiva O]peracional para 2012 no link

http://www.prociv.pt/cnos/directivas/DON_2_DECIF_2012_www.pdf

vejam la se conseguem decorar e  contar o numero de tachos :mrgreen:

ps. obrigado pela correção gramatical
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6818
  • Recebeu: 345 vez(es)
  • Enviou: 213 vez(es)
  • +216/-0
Re: Fogos Florestais
« Responder #93 em: Junho 19, 2012, 10:24:55 pm »
“Tudo como dantes, quartel-general em Abrantes ”  :roll:

Citar
15-06-2012     CELEBRAÇÃO DE PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO E A EMPRESA DE MEIOS AÉREOS - EMA, S.A.

No dia 14 de junho de 2012, decorreu no Estado-Maior do Exército a cerimónia de assinatura do protocolo entre o Exército Português e a Empresa de Meios Aéreos, S.A. (EMA-SA).

O protocolo agora assinado regula a cedência pelo Exército à EMA-SA, a título temporário, de até cinco dos seus pilotos qualificados em aeronaves do tipo KAMOV KA32A11BC, permitindo assim a operação dos referidos meios da EMA-SA no âmbito das missões, deslocações e destacamentos que lhes forem atribuídos, em território nacional ou no estrangeiro.

Na cerimónia, o Exército foi representado pelo Exmo Major-General Rui Manuel da Silva Rodrigues, Diretor-Coordenador do Estado-Maior do Exército, tendo a EMA-SA sido representada pelo Exmo Presidente do Conselho de Administração, Dr. Rogério Manuel Lucas Estrela Pinheiro, e pelo Vogal do Conselho da Administração, Professor Domingos Pereira de Sousa.

http://www.exercito.pt/Noticias/Paginas ... MA,SA.aspx
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4175
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 267 vez(es)
  • +54/-14
Re: Fogos Florestais
« Responder #94 em: Julho 02, 2012, 10:20:01 pm »
Citar
O ministro da Defesa lamentou hoje que a participação da Força Aérea no combate a incêndios não tenha avançado ao fim de um ano e garantiu que irá "persistir" numa "gestão integrada das aeronaves do Estado".
Perante os oficiais que compõem o comando da Força Aérea e várias centenas de militares, nas cerimónias de comemoração do 60.º aniversário da Força Aérea Portuguesa, no Montijo, Aguiar-Branco disse que "quando se fazem balanços não se pode esconder os aspetos menos positivos" e considerou que "o Ministério devia uma palavra" ao ramo sobre o processo iniciado no ano passado para a sua participação no combate aos incêndios.
"Há um ano falei-vos do reforço da missão de serviço público da Força Aérea, nomeadamente no combate aos incêndios florestais, um ano depois isso ainda não se verificou. Há muitas justificações para isso, mas vou poupar-vos, nem quero desculpar-me, a verdade é que um ano depois continuamos com o mesmo sistema aéreo de combate aos incêndios", afirmou.
Já em declarações aos jornalistas, Aguiar-Branco referiu que "a Força Aérea desenvolveu todos os estudos necessários para que pudesse participar também nesse tipo de operações", mas "não foi possível até agora a conjugação com as outras instituições".
Questionado se existe "má vontade" entre os diversos intervenientes neste processo, o ministro da Defesa rejeitou esta visão, adiantando apenas que o impedimento para esta colaboração no combate aos incêndios se prende com motivos "logísticos e financeiros".
"Não é uma questão de má vontade, é uma questão de que as conjugações entre as diversas forças que devem operar nesse combate, neste momento, ainda não estão no ponto de permitir a participação da Força Aérea", disse.
No seu discurso, José Pedro Aguiar-Branco disse ser "persistente" e continuar "a acreditar numa gestão integrada das aeronaves do Estado, como se faz em vários países europeus".
"Acredito que, tal como se tem evoluído na NATO ou na União Europeia, seremos capazes de, também nós, dentro de portas, aprofundar o conceito de 'pool and sharing' e 'smart defense', tão discutido nas instâncias internacionais, sem olhar a preconceitos ou vaidades que tantos recursos têm consumido e tanta ineficiência têm gerado", declarou.
Num "desabafo" feito "mais para dentro do que para fora", Aguiar-Branco apelou depois a que todos olhem "além da rivalidade entre instituições, das vaidades, dos confortos e pequenos poderes".
"Temos que saber discutir recursos e competências, pensar em quem estamos a servir, no que é melhor para os outros e não apenas no que é melhor para nós", continuou.
Questionado pelos jornalistas sobre as condições inscritas no caderno de encargos para a reprivatização dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), já concluído, Aguiar-Branco não quis adiantar qualquer informação.
"Eu tinha dito que até ao final do mês de junho ficava concluído o trabalho de assessoria técnica e financeira, neste momento está a ser feita uma malha fina entre a instituição financeira, o ministério das Finanças e da Defesa e a breve trecho haverá a apresentação da resolução em Conselho de Ministros e aí será satisfeita a resposta à sua pergunta", disse.

dn.pt
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +1/-0
Re: Fogos Florestais
« Responder #95 em: Julho 09, 2012, 08:07:05 pm »
Exército sai do quartel para ajudar nos incêndios

 A serra de Santa Luzia, em Viana do Castelo, tem os seus acessos controlados por militares do Exército que, até 28 de Setembro, poderão identificar e proibir a passagem, no âmbito de uma operação contra incêndios florestais
Só será permitido acesso às áreas «restritas» na Serra de Santa Luzia, em Viana do Castelo, aos proprietários de terrenos
 

:G-beer2:

Citar
Exército ajuda no combate aos incêndios

Militares do Exército estão a controlar, até 28 de setembro, os acessos à serra de Santa Luzia, em Viana do Castelo, a fim de prevenir incêndios florestais, informou, esta sexta-feira, a agência Lusa.

Segundo a informação avançada pelo comandante da Escola Prática de Serviços (EPS), responsável pela operação, «todos os acessos à serra estão controlados», nomeadamente o maciço central, «existindo informação visual e as devidas barreiras físicas».

Apenas será permitido o acesso às áreas «restritas» aos proprietários de terrenos, «nomeadamente nos dias de maior risco de incêndio», sendo os mesmos alertados para alguns tipos de comportamentos que têm de evitar.

«Sempre que as equipas de patrulhamento intercetam alguém dentro das áreas de acesso restrito, devidamente identificadas e balizadas pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, as pessoas são identificadas e a informação comunicada às entidades competentes», explicou o coronel Lopes Cardoso.

A informação de identificação recolhida pelos militares poderá depois ser utilizada pelas autoridades policiais na investigação de eventuais focos de origem criminosa que possam ser detetados.

«De uma forma geral, as pessoas reagiram bem ao pedido de identificação por parte dos militares, tendo sido poucas as situações em que as pessoas intercetadas tiveram reação de forma menos correta. Mas não se verificou qualquer incidente», esclarece Lopes Cardoso.

A identificação do acesso à serra está prevista nomeadamente em pontos das freguesias de Areosa, Carreço, Afife, Freixieiro de Soutelo, Perre e Meadela.(
 

O população agradece
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8632
  • Recebeu: 805 vez(es)
  • Enviou: 1337 vez(es)
  • +89/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Fogos Florestais
« Responder #96 em: Julho 09, 2012, 08:37:09 pm »
Nada de novo mas felizmente já aparece como noticia.  :G-beer2:
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +1/-0
Re: Fogos Florestais
« Responder #97 em: Julho 11, 2012, 12:02:17 am »
Citação de: "PereiraMarques"
“Tudo como dantes, quartel-general em Abrantes ”  :mrgreen:  

 O Exercito tem excelentes  pilotos  com formação no Kamov 32
não esquecer que os kamov nao fazem so incendios florestais e nesta epoca tem que haver reforço de meios humanos para garantir todas as missões




Abraço
 

*

Igor

  • Membro
  • *
  • 49
  • Recebeu: 22 vez(es)
  • +4/-1
Re: Fogos Florestais
« Responder #98 em: Julho 20, 2012, 05:09:35 pm »
Num país em que anualmente é assolado por fogos florestais de grandes dimensões, como é que é possível que o DECIF 2012 não tenha meios aéreos de combate a incêndios pesados. Se considerarmos que meios aéreos pesados tem capacidades acima de 5000 litros, apenas possuímos os helicópteros kamov que possuem capacidades de carga próximas destes valores. Quando a maioria dos países do sul da Europa tem aviões do tipo canadair, aparelhos com provas das dadas nestes cenários de operações, Portugal tenta ser diferente dos restantes países tentando substituir os aviões pesados anfíbios por aviões air tractor, estes com custos menores de operação mas também com menor eficácia no combate às frentes de fogo. E quem está no terreno a combater as chamas  nota e de que maneira a diferença entre estes dois aparelhos no que diz respeito às descargas, afinal trata-se de cerca de 2000 litros por descarga de diferença.
 

*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2198
  • Recebeu: 58 vez(es)
  • Enviou: 116 vez(es)
  • +16/-0
    • http://forumdefesa.com
Re: Fogos Florestais
« Responder #99 em: Julho 20, 2012, 06:10:46 pm »
Não sou adepto de teorias da conspiração, mas a relação entre estas declarações de Alberto João Jardim sobre a existência de bombeiros a mais na Madeira, a 12 de Julho, e o que se passou e se está a passar nos últimos dias, dá que pensar...

Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3058
  • Recebeu: 130 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +128/-32
Re: Fogos Florestais
« Responder #100 em: Julho 20, 2012, 06:50:21 pm »
Como já disse, se quizessem justificar a compra dos Cougar em 2º mão ou Black hawks ou Chinooks :mrgreen: , toda a compra seria legitimada se esses helis no verão pudessem apagar fogos, e durante o resto do ano serviriam para as missões militares clássicas..

Até lá andamos com as batedeiras compradas pelo socras.
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8632
  • Recebeu: 805 vez(es)
  • Enviou: 1337 vez(es)
  • +89/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Fogos Florestais
« Responder #101 em: Julho 20, 2012, 10:42:06 pm »
Pouco interessa a aeronave a utilizar!
Assim que se acabe com o negócio dos fogos (leia-se o aluguer e venda de meios de combate a incêndios e outros equipamentos) não haverá uma tão grande necessidade de meios aéreos.
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6818
  • Recebeu: 345 vez(es)
  • Enviou: 213 vez(es)
  • +216/-0
Re: Fogos Florestais
« Responder #102 em: Julho 20, 2012, 11:01:16 pm »
Citação de: "Jorge Pereira"
Não sou adepto de teorias da conspiração, mas a relação entre estas declarações de Alberto João Jardim sobre a existência de bombeiros a mais na Madeira, a 12 de Julho, e o que se passou e se está a passar nos últimos dias, dá que pensar...



Fonte: http://www.ine.pt
 

*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +1/-0
Re: Fogos Florestais
« Responder #103 em: Julho 21, 2012, 10:28:01 am »
Todos os anos a mesma Me***

Pessoas aos gritos com um baldinho de agua na mão,  e nao tem coragem  para pegar numa enchada e rapar a vegetação em volta da sua casa.
ardem casas porque as pessoas sao burras   e tem areia no cerebro  

Citar
Como forma de prevenção dos incêndios florestais, a limpeza de matos junto das habitações ou outras construções é obrigatória numa faixa de largura mínima de 100 metros.


 Todos os proprietários ou usufrutuários que detêm terrenos confiantes com edificações, tem que  cumprir as suas obrigações legais de limpeza dos terrenos, promovendo dessa forma a defesa das pessoas e dos seus bens e evitando o encargo de coimas elevadas – 140,00€ a 5.000,00€ para os particulares e 800,00€ a 60.000,00€ para empresas

Ja que a GNR esta nos fogos florestais, melhor  começasse a passar faturas a quem esta na estrada e gritar que não ha bombeiros e tem o mato a entrar pela porta dentro!

Enquanto as pessoas nao meterem isto na cabeça, nao ha Kamov´s, canadairs,  C130´s, boing´s 747 seja la o que for que apague  incendios florestais  é impossível  colocar um meios desses em cada esquina, ou um carro de bombeiros á porta de cada retardado mental que tem o mato emcostado á parede da sua casa a entrar-lhe pela porta dentro

A responsabilidade é de cada um

Eu sugeria aos GNR´s deste pais que em vez de andarem a esconder radares atraz de moitas  fizessem cumprir a lei;

Citar
Nos termos do disposto no Decreto-Lei  n.º 124/2006, de 28 de Junho os proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que, a qualquer título, detenham terrenos ocupados com floresta, matos, pastagens ou outras formações espontâneas, têm obrigatoriamente de proceder à limpeza de uma faixa de protecção, de largura mínima não inferior a 100 metros, para redução de risco de incêndio nos aglomerado populacionais (planta desta aldeia em anexo).

 

Nos termos do disposto no mesmo Decreto-Lei, é também obrigatório proceder à limpeza de uma faixa de 50 metros nos terrenos confinantes a edificações, designadamente habitações, estaleiros, armazéns, oficinas, fábricas ou outros equipamentos pelos os proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que, a qualquer título, detenham esses terrenos

 

A fiscalização do descrito no presente edital é realizada pela Guarda Nacional Republicana, pela Autoridade Nacional Florestal e pela Autoridade Nacional de Protecção Civil. O incumprimento destas imposições legais é passível de contra-ordenação punível com coima que pode ir dos € 140 (cento e quarenta euros) aos € 5.000 (cinco mil euros), no caso de pessoa singular, e de € 800 (oitocentos euros) a € 60.000 (sessenta mil euros), no caso de pessoas colectivas, conforme o disposto no n.º 1 do artigo 38.º do Decreto-Lei n.º 124/2006, de 28 de Junho.

 

E assim tão dificil de entender isto?
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15086
  • Recebeu: 1031 vez(es)
  • Enviou: 964 vez(es)
  • +174/-170
Re: Fogos Florestais
« Responder #104 em: Julho 21, 2012, 11:14:27 am »
Caro Jorge Pereira, neste momento as Corporações de bombeiros já estão a despedir bombeiros. Se houvesse alguma conspiração teriamos tanto fogo por este país que os aviões nem poderiam voar em Portugal.

Culpa destes fogos são vários:

- Seca profunda;
- Falta de limpeza da mata em Portugal (nós não temos floresta auto-sustentável);
- ...
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.