A Propósito da Visita de Estado de Cavaco Silva à Catalunha

  • 1 Respostas
  • 988 Visualizações
*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7505
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +135/-194
A Propósito da Visita de Estado de Cavaco Silva à Catalunha
« em: Março 08, 2010, 09:29:15 pm »
segunda-feira, 8 de Março de 2010  
Quem te manda a ti, Zapatero, tocar o rabecão alheio?...

Foi um amigo que me chamou a atenção: não será de encarar a visita do Prof. Cavaco Silva, de 4 a 7 de Março de 2010, à Comunidade Autónoma da Catalunha  (e ao Principado de Andorra) também como uma resposta institucional à ingerência do presidente do Governo espanhol (não acredito que o rei Juan Carlos desse seguimento aos telefonemas de José Sócrates...) nos assuntos internos de Portugal? Além do objectivo oficial da visita, importa interpretar o seu sinal, para lá do cânone da diplomacia de relação portuguesa com as autonomias espanholas, seguindo aliás uma política que o Dr. Mário Soares praticou, com maior relevo com a Xunta da Galicia, de dom Manuel Fraga Iribarne.

O sinal da visita é muito importante, neste momento. É que um Estado que não se dá ao respeito acaba menosprezado e subjugado.

Poderia o Presidente da República de Portugal deixar passar em claro o que se tornou público e notório da alegada colaboração do presidente do Governo de Espanha, e secretário-geral do PSOE, Dr. José Luis Rodriguez Zapatero, naquilo que a autoridade judiciária portuguesa designou de «plano governamental para controlo dos meios de comunicação social», que teve a sua consequência  iniludível nas eleições legislativas de 27-9-2009?

À luz do que veio publicado, a resposta institucional portuguesa foi bastante suave para a gravidade do comportamento de ingerência do presidente do Governo espanhol nos assuntos internos de um País independente e que lhe tem dispensado uma colaboração fraterna. O presidente do Governo espanhol não deve colaborar num plano que visava, entre outros objectivos anti-democráticos, a supressão de um programa televisivo, o afastamento de jornalistas e a tomada de controlo de uma estação televisiva nas vésperas das eleições legislativas - nem em Espanha, quanto mais em Portugal... É evidente que essa alegada participação no «plano governamental» socialista deve ser esclarecida pelo presidente do Governo espanhol - e até agora não li que tivesse sido. O Dr. Zapatero, na sua função de presidente do Governo espanhol, foi poupado à humilhação de ser citado a responder ao tribunal português sobre a sua alegada participação (denunciada pelos próprios envolvidos) num «plano» que os magistrados do caso Face Oculta entenderam constituir indícios fortes do «crime de atentado contra o Estado de direito» português. Tal como pode agradecer um favor embaraçante se a comissão parlamentar de inquérito ao «plano governamental para controlo dos meios de comunicação social» omitir essa alegada interferência na liberdade de informação em Portugal e a sua consequência anti-democrática no sufrágio de 27-9-2009.

Portanto, andou mal o presidente socialista do Governo espanhol ao ingerir-se nos assuntos internos portugueses e anda muito bem quem lho fizer entender.


http://doportugalprofundo.blogspot.com/

Comentários (particularmente interessante o primeiro):

Citar
Jámé OCDE
Logo a seguir à votação do orçamento, foi muito estranha e inédita a oposição na Assembleia da República à autorização desta deslocação do Presidente da República, primeiro por um deputado do PS e depois por outro, de seu nome José Lello, que mereceu uns comentários ácidos por parte de Jaime Gama. O Sr.Lello estava muito seguro do que estava a fazer e foi afincadamente que tentou criar barreiras à visita, mostrando especial interesse em confundir uma visita oficial ao reinado de espanha com esta deslocação. Algo o preocupava, a ele e a quem tratou daquilo. A autorização foi sempre um acto formal, até agora.

Citar
A REVOLTA DA CATALUNHA
UM AVISO:CADA VEZ QUE OS SOCIALISTAS JACOBINOS DO PSOE INTERVIEREM NOS ASSUNTOS INTERNOS PORTUGUESES LEMBREM-SE QUE A RESTAURAÇÃO PORTUGUESA FOI POSSÍVEL GRAÇAS À REVOLTA DA CATALUNHA E QUE ESSA DIVIDA DA NAÇÃO PORTUGUESA À NAÇÃO CATALÃ AINDA ESTÁ POR PAGAR.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3046
  • Recebeu: 127 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +128/-32
Re: A Propósito da Visita de Estado de Cavaco Silva à Catalunha
« Responder #1 em: Março 08, 2010, 11:18:14 pm »
Na MOUCHE. :G-beer2:
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

 

Africanos pretendem Estado independente na região de Lisboa

Iniciado por Migas

Respostas: 19
Visualizações: 6129
Última mensagem Abril 14, 2009, 07:38:34 pm
por Heraklion
Chefe do Estado-maior denuncia «lacunas de equipamentos»

Iniciado por Jorge Pereira

Respostas: 18
Visualizações: 19273
Última mensagem Maio 15, 2010, 01:20:08 am
por Luso
Estivemos quase a ter uma secretária de estado da defesa !

Iniciado por fgomes

Respostas: 4
Visualizações: 1678
Última mensagem Julho 23, 2004, 12:11:41 am
por Luso
Portugal Arrisca-se a ser um Estado Exíguo?

Iniciado por sefr81

Respostas: 17
Visualizações: 8049
Última mensagem Abril 13, 2012, 06:10:21 pm
por urso bêbado
Orçamento do Estado 2010 - Defesa

Iniciado por Lancero

Respostas: 7
Visualizações: 2781
Última mensagem Março 08, 2010, 05:32:07 pm
por Mike23