Notícias em Geral

  • 1236 Respostas
  • 132294 Visualizações
*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8158
  • Recebeu: 650 vez(es)
  • Enviou: 942 vez(es)
  • +37/-6
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Notícias em Geral
« Responder #1230 em: Outubro 15, 2018, 06:34:01 pm »
Com 10 biliões de frames por segundo, esta câmara captura até a luz em câmara lenta

A luz é a coisa mais rápida do universo, então tentar captar o seu movimento é um grande desafio. Contudo, há tecnologia capaz desse feito.

Cientistas da Caltech criaram uma sonda que desce a captação de imagem para uns impressionantes 10 biliões de frames por segundo, o que significa que pode captar a luz conforme ela avança – e eles têm planos para tornar esta câmara cem vezes mais rápida.



Caiu o segundo e entrou o femtosegundo (10'15, 10 elevado a 15)

Entender como se move a luz é um exercício fundamental para várias áreas, não é apenas para satisfazer a curiosidade oca sem objetivos bem claros para o desenvolvimento humano. São motivações bem esclarecidas que conduzem os esforços de Jinyang Liang e dos seus colegas. Há aplicações potenciais em física, engenharia e medicina que dependem muito do comportamento da luz em escalas tão pequenas e tão curtas que estão no limite do que pode ser medido.

Provavelmente conhece o termo “frames por segundo” (fps), até porque cada vez se fala mais em câmaras fotográficas nos smartphones, poderá mesmo já ter ouvido falar em câmaras capazes de captar milhões e bilhões de fps. Na verdade há uma “luta” entre algumas entidades para ver quem faz mais e de forma mais séria nesta área.



A mais poderosa câmara lenta num smartphone pertence à Sony com os seus 960 fps. Este número pode parecer-nos irreal quando temos disponíveis 120 fps nos bons dispositivos do dia a dia. Claro que esse número é para bater e para isso há ainda algo mais fantástico apresentado pela mão da Caltech: 10 000 000 000 000 frames por segundo.

Esta câmara é tão poderosa que permite captar o movimento mais rápido do Universo, um raio de luz.

Dentro da luta que referimos em cima está a conquista de um recorde que antes estava em 5 bilhões de fps. Com este novo sistema, o número é duplicado para 10 biliões de fps. Mas os responsáveis pelo projeto esperam atingir 100 biliões de fps porque é um sistema escalável.

A câmara lenta da coisa mais rápida do Universo

Como seria de imaginar, toda a estrutura da câmara ocupa um grande espaço, de facto ocupa uma sala inteira. Em abono da verdade, não podemos dizer que é uma câmara tal como imaginamos, é sim um conjunto de múltiplas câmaras geridas e sincronizadas por algoritmos computacionais de fotografia.

Mais concretamente, o sistema consiste numa ultra câmara fotográfica comprimida (recebendo 100 000 milhões de frames por segundo) e uma câmara estática (que é o que permite chegar aos 10 biliões). Os dados de ambas as câmaras são processados ​​recorrendo a um algoritmo para reconstruir a imagem em velocidade super lenta (método T-CUP).



Fará sentido falar em frames por segundo?

Estamos num patamar onde a medida de tempo “segundo” não corresponde às necessidades de tempo conseguido neste projeto. A escala menor que deverá ser usada requer femtossegundos. Um femtosegundo são mil biliões de segundo. Mas a captação de femtossegundos não é a única dificuldade para esta nova câmara, isto porque depois de os captar é necessário armazenar o que foi recolhido.

Atualmente, não há matriz de armazenamento rápida o suficiente para escrever 10 bilhões de vezes por segundo os dados obtidos. É por isso que esta nova câmara atualmente funciona apenas para 25 frames seguidos.

Nos testes realizados, foi possível captar a luz de um laser, permitindo observar como o fotão interage quando atinge o material. Como podemos ver, parte da luz que embate com o material é refletida e perdida, enquanto outra parte atravessa o material.



Este tipo de investigação ainda tem um longo caminho a percorrer, contudo, depois da técnica estar descoberta, resta amadurecer e evoluir para uma utilização quotidiana ao serviço das várias áreas que foram referidas. A medicina e a ciência são campos onde é importante perceber muito bem a luz.

https://pplware.sapo.pt/ciencia/com-10-bilioes-de-frames-por-segundo-esta-camara-captura-ate-a-luz-em-camara-lenta/

Biliões, Bilhões, milhões de bilhões... O rigor matemático é de trocar os olhos...
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Viajante

  • Especialista
  • ****
  • 1125
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 158 vez(es)
  • +38/-8
Re: Notícias em Geral
« Responder #1231 em: Outubro 16, 2018, 10:13:17 am »
Biliões, Bilhões, milhões de bilhões... O rigor matemático é de trocar os olhos...

É um problema de tradução e de utilização de uma mistura de escalas longas com curtas (a velha guerra entre as escalas curtas anglo-saxónicas e as escalas longas europeias). Para além da troca de biliões, falta também o sinal menos (10 levantado a -15 para termos o Femtossegundo).

https://pt.wikipedia.org/wiki/Escalas_curta_e_longa
https://pt.wikipedia.org/wiki/Femtossegundo

Mas aqui fica o artigo original feito pelos investigadores:
https://www.nature.com/articles/s41377-018-0044-7
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Notícias em Geral
« Responder #1232 em: Outubro 19, 2018, 11:50:52 am »
SIRESP tem falhas inaceitáveis numa rede de emergência e segurança


Um estudo encomendado pelo Governo aponta limitações no contrato da parceria público-privada do SIRESP (Sistema Integrado de Redes de Segurança de Portugal) e diz que o sistema apresenta fragilidades inaceitáveis numa rede de emergência e segurança.

Segundo divulgou hoje a rádio TSF, este trabalho do Instituto de Telecomunicações (IT), que dá seguimento a uma primeira parte do estudo divulgada no ano passado a propósito do incêndio de Pedrógão Grande, estendeu a análise ao funcionamento geral da rede e concluiu que as estações base do SIRESP não têm autonomia suficiente em caso de falta de energia.

Essa autonomia, de apenas seis horas, considerada pelo estudo “claramente insuficiente” para situações de emergência e segurança, é a que está prevista no contrato assinado com a empresa do SIRESP, detida maioritariamente pela Altice Portugal (52,10%), com o Estado a ter uma posição minoritária de 33%.

O documento a que a TSF teve acesso, intitulado “Estudo do funcionamento do SIRESP – Parte II”, pede mais estações móveis, mais formação a quem usa a rede, entre outras mudanças, e acrescenta: “A indisponibilidade da Rede admitida pelo contrato é muito superior à aceitável numa rede de emergência e segurança”.

O estudo diz que o contrato assinado com o Estado exige ao SIRESP uma disponibilidade de 99,9%, mas o problema está na fórmula de cálculo definida contratualmente.

“Cada interrupção é ponderada pela sua importância na rede”, pelo que, detalha o estudo, “mesmo que 70″ das 546 estações base que existem no continente falhem (numa gravidade de nível 1) durante 48 horas por ano, a falha contratual é de “apenas 6,15 horas por ano, abaixo do limite estabelecido” de “8,76 horas”.

“Este exemplo simples”, detalham os especialistas, mostra que “a disponibilidade contratualizada, devido ao modo de cálculo definido, é claramente inferior ao aceitável para uma rede de emergência e segurança”.

Defendem, por isso, que a rede SIRESP apresenta fragilidades inaceitáveis numa rede de emergência e segurança, sobretudo no que respeita à maioria das ligações entre as estações base e os comutadores, que devem ser substituídas por ligações via rádio (preferencialmente feixes hertzianos)

O estudo considera ainda que “a Rede SIRESP não foi concebida para evoluir em relação à configuração final traçada no Caderno de Encargos e Contrato quer na cobertura, quer no serviço que presta, quer na sua capacidade para ocorrer a situações de emergência”.

Recordando o que se passou nos fogos, é explicado que o risco pensado foi focado em eventos tipo Euro 2004, estando “desajustado à maioria dos eventos de outra natureza que têm exigido maiores recursos da rede”, com mais operacionais, em zonas com pouca população.

Destacando que, como se viu em 2017, “pontualmente”, as redes de telemóvel responderam melhor que o SIRESP, o estudo recorda que a falta de flexibilidade da rede de emergência “é totalmente distinta das redes móveis públicas que estão permanentemente a adaptar-se não só aos clientes, mas também a eventos extraordinários”.

Na semana passada, o Tribunal de Contas recusou o visto às alterações do contrato que o Governo tem com a empresa que gere o SIRESP e que previa um investimento de 15,65 milhões de euros.

As alterações ao contrato consistiam em dotar 451 estações de base de um nível de redundância via satélite e geradores de emergência em casos de falha de energia, bem como aplicação de multas em caso de incumprimento pela operadora que gere o SIRESP.

Os juízes do Tribunal de Contas decidiram recusar o visto ao aditamento contratual, argumentando terem “sérias dúvidas” sobre se as medidas de redundância do sistema de comunicações SIRESP “não constituíam uma obrigação da operadora SIRESP” desde a celebração do contrato inicial.

:arrow: https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/estudo-revela-que-siresp-tem-falhas-inaceitaveis-numa-rede-de-emergencia-e-seguranca
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Notícias em Geral
« Responder #1233 em: Outubro 22, 2018, 11:53:07 am »
Alemanha quer congelar exportações de armas para a Arábia Saudita


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Notícias em Geral
« Responder #1234 em: Outubro 26, 2018, 10:38:11 pm »
Moçambique arquiva caso de português desaparecido


 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8158
  • Recebeu: 650 vez(es)
  • Enviou: 942 vez(es)
  • +37/-6
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Notícias em Geral
« Responder #1235 em: Outubro 27, 2018, 01:20:35 am »

Portugal é um dos países europeus mais afetados pela erosão costeira. Nas zonas mais expostas, a linha de costa já recuou cem metros.…
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Notícias em Geral
« Responder #1236 em: Novembro 06, 2018, 04:38:26 pm »
Começou na Alemanha julgamento de antigo guarda nazi


 

 

Johnson&Johnson: Notícias

Iniciado por MarauderQuadro Mundo

Respostas: 0
Visualizações: 1755
Última mensagem Junho 26, 2006, 06:36:44 pm
por Marauder
SIC Notícias suspende Plano Inclinado de Mário Crespo

Iniciado por P44Quadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 15
Visualizações: 4373
Última mensagem Março 01, 2011, 06:20:55 pm
por papatango
Notícias (Forças Aéreas/Sistemas de Armas)

Iniciado por dremanuQuadro Forças Aéreas/Sistemas de Armas

Respostas: 1151
Visualizações: 243161
Última mensagem Outubro 19, 2018, 10:40:01 am
por mafets
MB Libera Notícias / Fotos do Submarino Tikuna

Iniciado por ALXQuadro Armadas/Sistemas de Armas

Respostas: 1
Visualizações: 1658
Última mensagem Outubro 14, 2004, 01:45:09 pm
por J.Ricardo
Notícias sobre os novos blindados de rodas

Iniciado por TaGOsQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 2
Visualizações: 2118
Última mensagem Novembro 02, 2004, 06:16:35 pm
por TaGOs