LPD- Navio Polivalente Logístico

  • 3083 Respostas
  • 592928 Visualizações
*

cromwell

  • Especialista
  • ****
  • 1105
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #75 em: Novembro 29, 2008, 06:18:40 pm »
O que é  o AOR? :?
"A Patria não caiu, a Pátria não cairá!"- Cromwell, membro do ForumDefesa
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1696
  • Recebeu: 186 vez(es)
  • Enviou: 427 vez(es)
  • +7/-1
(sem assunto)
« Responder #76 em: Novembro 29, 2008, 07:14:39 pm »
Citação de: "cromwell"
O que é  o AOR? :?

Navio de reabastecimento.

AOR - Auxiliary oiler replenisher.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

FAAS

  • 81
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #77 em: Dezembro 04, 2008, 07:12:39 pm »
Chamem-me sonhador. Até que ponto o investimento em projecto português é disparatado?
Quero eu dizer, gastar o orçamento fora e gastar o orçamento dentro do país, pelo menos não se perdia o PIB, ou estou a divagar?
Para além de que poderia resultar na venda posterior de unidades projectadas e construídas  cá dentro? Sonhando novamente? Não entendo, não temos engenheiro e projectistas? Então como é que os que cá se formam vão para o estrangeiro? "À mas e o orçamento..." Temos um mau exemplo sim, os NPO's atrasados há uma data de tempo, mas o certo é que a justificação do atrasado é sempre diferente e nem sempre são os estaleiros os acusados.
Acredito na qualidade do que se faz em Portugal, apesar dos que fazem alguma coisa serem uma minoria.
E gostava que dessem mais oportunidades ao que é português.

Cumprimentos.PT

*

AC

  • Perito
  • **
  • 398
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #78 em: Dezembro 05, 2008, 08:40:07 pm »
Caro FAAS,
como em muitas outras àreas, entre ter arquitectos navais bem formados prontos a ingressar numa empresa e dar o seu contributo positivo e ter arquitectos navais com o saber e experiência para desenhar um bom LPD vai uma vida de trabalho.
Os primeiros temos, os segundos não porque não há nenhuma entidade em Portugal com experiência real em projectar navios militares.

E para os primeiros, construir um LPD a partir de um projecto de uma empresa experiente como a HDW é uma lição que não se dá em nenhuma universidade.
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 470
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #79 em: Dezembro 30, 2008, 03:28:49 pm »
É só uma ideia que acabou de me passar pela cabeça, mas...
Os franceses acabaram de encomendar um terceiro navio da classe "Mistral" que vai substituir o "TCD Foudre".
 O "Foudre" deve ser colocado à venda brevemente. É um navio de 1990 e as suas especificações não andam muito longe do que a Marinha Portuguesa quer com o NAVPOL...
http://www.netmarine.net/bat/tcd/foudre/caracter.htm
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8337
  • Recebeu: 709 vez(es)
  • Enviou: 1074 vez(es)
  • +42/-9
    • http://youtube.com/HSMW
(sem assunto)
« Responder #80 em: Dezembro 30, 2008, 03:40:23 pm »
Uma pequena modernização e era o ideal!
Mas os entendidos da Marinha que se prenunciem.   c34x
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #81 em: Dezembro 30, 2008, 03:59:49 pm »
Sintra escreveu:
Citar
É só uma ideia que acabou de me passar pela cabeça, mas...
Os franceses acabaram de encomendar um terceiro navio da classe "Mistral" que vai substituir o "TCD Foudre".
O "Foudre" deve ser colocado à venda brevemente. É um navio de 1990 e as suas especificações não andam muito longe do que a Marinha Portuguesa quer com o NAVPOL...

De facto com essa compra eu concordo, e além disso só estarão à venda daqui a cerca de três anos, altura em que poderia ser encaixado no orçamento de estado junto com dois NPO ou três NPC.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

Nuno Calhau

  • Perito
  • **
  • 342
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #82 em: Dezembro 30, 2008, 06:31:08 pm »
Meus senhores.

Sendo assim, viria com 22 anos de serviço. Teria ainda uma vida útil de quantos anos?
Modernização, preço base, compensaria em comparação com um vaso novo?

Um Abraço.
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7382
  • Recebeu: 224 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +14/-98
(sem assunto)
« Responder #83 em: Dezembro 30, 2008, 09:29:33 pm »
entre ter um usado e não ter nada, preferem o quê?
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 470
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #84 em: Dezembro 31, 2008, 12:13:27 pm »
Citação de: "Nuno Calhau"
Meus senhores.

Sendo assim, viria com 22 anos de serviço. Teria ainda uma vida útil de quantos anos?
Modernização, preço base, compensaria em comparação com um vaso novo?

Um Abraço.

 A questão dos 69 milhões de dólares, ou de como fazer as perguntas certas...  :twisted:

 Escusado será dizer que eu estou a especular em grande estilo, a MN pode simplesmente decidir que não se quer desfazer dele, o navio pode estar completamente "podre" ou os Chilenos (Brasileiros, Argentinos,  Marcianos, etc) podem já o ter negociado. Só me lembrei desta hipótese porque é a primeira vez que vejo uma possivel venda em segunda mão de um navio que se encaixa razoavelmente bem no perfil do NAVPOL...

Alguém quer um "Austin"?  :arrow:  c34x
http://en.wikipedia.org/wiki/Austin_cla ... sport_dock
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7382
  • Recebeu: 224 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +14/-98
(sem assunto)
« Responder #85 em: Dezembro 31, 2008, 12:24:52 pm »
Citar
Olhando para o resto da "Force d'Action Navale" da MN, e mais especificamente para "Le groupe amphibie", a frota de navios de transporte ligeiros BATRAL, os TCD Ouragan e Ourage, a Jeanne d'Arc, etc, vemos que a Marinha Francesa utiliza os seus navios com funções "razoavelmente" semelhantes às de um NAVPOL por mais de 40 anos de serviço. Imaginando que este navio viesse para o Alfeite lá para 2011/12 não ficaria nada surpreso se o Foudre tivesse (pelo menos) mais duas décadas de serviço activo.


mas é que nós cá somos "finos" , só queremos foi-gras e caviar do melhor, daí fazemos belos projectos em papel que nunca veem a luz do dia, mas ao menos salivamos perante tão belos projectos míticos... :roll:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 470
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #86 em: Dezembro 31, 2008, 12:34:49 pm »
Citação de: "P44"
Citar
Olhando para o resto da "Force d'Action Navale" da MN, e mais especificamente para "Le groupe amphibie", a frota de navios de transporte ligeiros BATRAL, os TCD Ouragan e Ourage, a Jeanne d'Arc, etc, vemos que a Marinha Francesa utiliza os seus navios com funções "razoavelmente" semelhantes às de um NAVPOL por mais de 40 anos de serviço. Imaginando que este navio viesse para o Alfeite lá para 2011/12 não ficaria nada surpreso se o Foudre tivesse (pelo menos) mais duas décadas de serviço activo.

mas é que nós cá somos "finos" , só queremos foi-gras e caviar do melhor, daí fazemos belos projectos em papel que nunca veem a luz do dia, mas ao menos salivamos perante tão belos projectos míticos... :roll:


 Prepe

 A discussão sobre os NPO é no outro tópico...  :arrow:  :twisted:
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4087
  • Recebeu: 238 vez(es)
  • Enviou: 241 vez(es)
  • +12/-1
(sem assunto)
« Responder #87 em: Dezembro 31, 2008, 12:53:29 pm »
O problema na compra deste navio seria perder as contrapartidas resultante da compra dos sub. Mas por outro lado podiamos usar a nossa industria com a ajuda dos alemães na modernização desse navio francês.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Nuno Calhau

  • Perito
  • **
  • 342
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #88 em: Dezembro 31, 2008, 02:00:16 pm »
Muito obrigado pelo esclarecimento, caro Sintra!  :?  

Um Abraço.
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #89 em: Dezembro 31, 2008, 04:07:30 pm »
nelson38899 escreveu:
Citar
O problema na compra deste navio seria perder as contrapartidas resultante da compra dos sub. Mas por outro lado podiamos usar a nossa industria com a ajuda dos alemães na modernização desse navio francês.

As contrapartidas não foram perdidas,porque os alemães cumpriram a sua parte e fizeram o projecto.
Agora no caso de hipotéticamente estar-mos interessados no Foudre, o que tinha a Alemanha a ver com isso? Pensa que o navio sofria uma intervenção de fundo? As intervenções a fazer seriam pelos franceses, no casco e motores, e no Arsenal do Alfeite alterações a sistemas de omando e controle, e comunicações.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

 

O "BÉRRIO", UM NAVIO SINGULAR.

Iniciado por Miguel Silva Machado

Respostas: 25
Visualizações: 11310
Última mensagem Março 21, 2018, 07:34:16 pm
por ICE 1A+
Marinha entrega pela primeira vez comando de navio a mulher

Iniciado por Marauder

Respostas: 38
Visualizações: 10869
Última mensagem Maio 18, 2006, 09:03:15 am
por Pedro Monteiro
Navio da Marinha Intercepta Imigrantes Ilegais

Iniciado por Cabecinhas

Respostas: 0
Visualizações: 2297
Última mensagem Setembro 09, 2007, 10:55:31 am
por Cabecinhas
NAVIO DE PATRULHA COSTEIRA

Iniciado por luis filipe silva

Respostas: 52
Visualizações: 18231
Última mensagem Outubro 03, 2008, 10:36:53 pm
por JQT
Navio Hospital

Iniciado por pedro

Respostas: 24
Visualizações: 5052
Última mensagem Janeiro 06, 2006, 04:34:10 pm
por Rui Elias