LPD- Navio Polivalente Logístico

  • 3433 Respostas
  • 646178 Visualizações
*

ferrol

  • Analista
  • ***
  • 717
  • +0/-0
Re: Navio Polivalente Logístico
« Responder #15 em: Julho 05, 2004, 05:41:06 pm »
Citação de: "Francisco Ferreira"
encomendaram um espectacular substituto do Princípe das Astúrias!

O LL (Landing Logistics) español non sustitúe ó PdA, senón que o complementa.

Un pouco de información aquí:
http://www.mde.es/mde/infoes/armamento/buque.htm
Tu régere Imperio fluctus, Hispane memento
"Acuérdate España que tú registe el Imperio de los mares”
 

*

Francisco Ferreira

  • Membro
  • *
  • 60
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +2/-0
NPL- Navio Polivalente Logístico
« Responder #16 em: Julho 05, 2004, 09:47:38 pm »
Obrigado Ferrol pelo esclarecimento.

Meus senhores, a questão principal é: olhem para a Grande Alma Lusitana! Apreciem-na.
A capacidade espectacular de organizarmos primorosamente Grandes Eventos como a EXPO 98, Euro 2004, permite-nos perspectivar outras capacidades: Construção dos navios de que precisamos (temos estaleiros navais e técnicos), estabelecer acordos internacionais (USA, Rússia, Argentina, Brasil, Espanha, Holanda) e inter-empresas, para nos reequiparmos militarmente de forma sustentada nas nossas necessidades e interesses estratégicos!
Acho que nos devemos bater pela definição de uma linha de rumo que prima fundamentalmente pelos interesses de Portugal e dos Portugueses.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #17 em: Julho 05, 2004, 10:43:01 pm »
Citar
Acho que nos devemos bater pela definição de uma linha de rumo que prima fundamentalmente pelos interesses de Portugal e dos Portugueses.
Algo me diz que nos vamos ficar pela linha de Cascais, na linha recta entre o Casino-Estoril e as Docas  :twisted: , devo estar errado
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2509
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-42
(sem assunto)
« Responder #18 em: Julho 05, 2004, 11:06:15 pm »
Citação de: "papatango"
 Algo me diz que nos vamos ficar pela linha de Cascais, na linha recta entre o Casino-Estoril e as Docas  :twisted: , devo estar errado


Mas que cínico você me saiu :)  :)
 

*

FinkenHeinle

  • Membro
  • *
  • 188
  • +0/-0
Re: Navio Polivalente Logístico
« Responder #19 em: Julho 06, 2004, 02:41:50 am »
Citação de: "ferrol"
Citação de: "Francisco Ferreira"
encomendaram um espectacular substituto do Princípe das Astúrias!
O LL (Landing Logistics) español non sustitúe ó PdA, senón que o complementa.

Un pouco de información aquí:
http://www.mde.es/mde/infoes/armamento/buque.htm


Ora, ora, meus parabéns à Armada Espanhola, e à seus líderes políticos por darem à Defesa a sua devida importância!!!


Não é à toa que a Armada Espanhola é das mais potentes do planeta!!! Possuirá, proximamente, dois navios de ponta, e talvez (???) os F-35B, para substituir seus cansados Harrier's!!!
Um Forte Abraço.
André Finken Heinle
_________________
"Em condições normais, corro para vencer e venço. Em situações adversas, também posso vencer. E, mesmo em condições muito desfavoráveis, ainda sou páreo." (AYRTON SENNA)
 

*

ferrol

  • Analista
  • ***
  • 717
  • +0/-0
Non é o tema, pero...
« Responder #20 em: Julho 06, 2004, 03:17:18 pm »
Citação de: "FinkenHeinle"
Não é à toa que a Armada Espanhola é das mais potentes do planeta!!! Possuirá, proximamente, dois navios de ponta, e talvez (???) os F-35B, para substituir seus cansados Harrier's!!!

Penso que con 4 F-100 con AEGIS, o PdA, 2 LPD e o LL temos máis de 2 navíos de ponta, pero non imos discutir por iso.

Os Harrier españois máis antigos están en servicio desde o ano 87, se contamos os habituais 25 anos en servicio OTAN, podemos dicir que aínda lle queda algún tempo de servicio por diante.
A súa derradeira actualización concedeulles a condición de voo nocturno e capacidade AMRAAM, polo que en principio quedarán en servicio por varios anos aínda.

Sobre o F-35B poderiamos falar bastante. É un proxecto vacilante, que avanza pouco a pouco e que parece moi caro. O LL non se deseñou pensando nel e presumiblemente non entrará en servicio a tempo co LL (2008), polo que en Europa verase igual na RAF e na MMI italiana, que pensou o seu novo LHD para él, un risco, sen dúbida.

Pero ben, Brasil tampouco se pode queixar de Armada, un portaavións ex-francés cos SkyHawk e os Sea King, as Greenhalgh inglesas, a Para americana, Niterois ... unha boa mistura, sen dúbida. Por certo, ¿Avanza o tema dos submariños nucleares?

Saúdos. Perdón ós amigos portugueses pola disgresión.
Tu régere Imperio fluctus, Hispane memento
"Acuérdate España que tú registe el Imperio de los mares”
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #21 em: Julho 06, 2004, 07:27:09 pm »
Citar
Saúdos. Perdón ós amigos portugueses pola disgresión.


Oh, não se preocupe que isso é o mais habitual por aqui  :wink:



E já agora, não tem uma ideia de quanto custou o Galicia ? Assim já se poderia ter uma ideia das suas  semelhanças/diferenças com o nosso futuro NPL...


Cumptos
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

FinkenHeinle

  • Membro
  • *
  • 188
  • +0/-0
Re: Non é o tema, pero...
« Responder #22 em: Julho 06, 2004, 10:17:00 pm »
Citação de: "ferrol"
Citação de: "FinkenHeinle"
Não é à toa que a Armada Espanhola é das mais potentes do planeta!!! Possuirá, proximamente, dois navios de ponta, e talvez (???) os F-35B, para substituir seus cansados Harrier's!!!
Penso que con 4 F-100 con AEGIS, o PdA, 2 LPD e o LL temos máis de 2 navíos de ponta, pero non imos discutir por iso.

Os Harrier españois máis antigos están en servicio desde o ano 87, se contamos os habituais 25 anos en servicio OTAN, podemos dicir que aínda lle queda algún tempo de servicio por diante.
A súa derradeira actualización concedeulles a condición de voo nocturno e capacidade AMRAAM, polo que en principio quedarán en servicio por varios anos aínda.

Sobre o F-35B poderiamos falar bastante. É un proxecto vacilante, que avanza pouco a pouco e que parece moi caro. O LL non se deseñou pensando nel e presumiblemente non entrará en servicio a tempo co LL (2008), polo que en Europa verase igual na RAF e na MMI italiana, que pensou o seu novo LHD para él, un risco, sen dúbida.

Pero ben, Brasil tampouco se pode queixar de Armada, un portaavións ex-francés cos SkyHawk e os Sea King, as Greenhalgh inglesas, a Para americana, Niterois ... unha boa mistura, sen dúbida. Por certo, ¿Avanza o tema dos submariños nucleares?

Saúdos. Perdón ós amigos portugueses pola disgresión.


Hola, amigo Ferrol,


Me referia apenas ao PdA e ao novo "Buque de Projección Estratégica", mas, sim, a Armada Espanhola possue muitos navios excelentes... Parabéns...

Quanto à Marinha Brasileira, ela está relativamente bem, mas os cortes osçamentários prejudicam seus planos.

Em relação ao SNA brasileiro (SSN), ele está praticamente paralisado, infelizmente!!! :cry:  :cry:
Um Forte Abraço.
André Finken Heinle
_________________
"Em condições normais, corro para vencer e venço. Em situações adversas, também posso vencer. E, mesmo em condições muito desfavoráveis, ainda sou páreo." (AYRTON SENNA)
 

*

ferrol

  • Analista
  • ***
  • 717
  • +0/-0
Boa pregunta...
« Responder #23 em: Julho 07, 2004, 03:55:27 pm »
Citação de: "Spectral"
E já agora, não tem uma ideia de quanto custou o Galicia ? Assim já se poderia ter uma ideia das suas  semelhanças/diferenças com o nosso futuro NPL...

Ben, esta é unha cuestión difícil de responder, porque en realidade, ó construirse 3 unidades, o prezo varía. Se fose unha soa, os gastos de I+D irían a un só barco, como eran 3, o gasto por unidade disminúe, claro.

Penso que Portugal tiña a idea de facer algo parecido ó novo Rotterdam holandés. Se se constrúe cos holandeses, o prezo baixará. Se pola contra, aproveitando o tirón dos subs alemáns, se encarga e estes, o prezo será maior, pero se vai todo no paquete(subs+NavPol), podería baixar o prezo unitario.

E logo ven o tipo de equipos, que é o máis caro. Os Galicia, ó estaren enmarcados dentro dun grupo de combate completo coas Santa María, encomendan a súa defensa a estas, posuíndo tan só dous CIWS Meroka.
Se o NavPol non ten grupo naval, debería ter maior capacidade defensiva, polo que habería que incorporar máis armamento, logo sería máis caro.

Se pola contra, as OHP curtas quedan convintemente armadas e con capacidade defensiva de media ou lonxana distancia, o NavPol podería aforrar parte deses gastos defensivos, e invertilo en capacidade de transporte.

Se o NavPol vai estar listo para mandar un grupo naval OTAN débeselle engadir certa cantidade de electrónica ó CIC que encarece o producto.

Por iso dar un prezo dos LPD españois non quere dicir nada. Cada país ten as súas necesidades. Pero ben, falouse no seu momento de 175 millons de euros por cada barco, pero as cifras bailan segundo as fontes ou as épocas e o equipo que logo se lle foi engadindo.

Perdon polo texto tan longo. Saúdos.
Tu régere Imperio fluctus, Hispane memento
"Acuérdate España que tú registe el Imperio de los mares”
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #24 em: Julho 08, 2004, 08:31:53 pm »
Obrigado pela informação Ferrol.
Estava a ver se havia uma diferença de preços ( estimativas claro, como disse e bem) para o projecto NavPol significativa, e assim tentar ver se havia diferenças significativas...

Cumptos
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-11
(sem assunto)
« Responder #25 em: Julho 09, 2004, 03:34:45 pm »
Eis o que possivelmente será o próximo NPL da marinha de guerra, mas numa versão mais moderna.





"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7607
  • Recebeu: 318 vez(es)
  • Enviou: 540 vez(es)
  • +156/-200
(sem assunto)
« Responder #26 em: Setembro 17, 2008, 09:41:19 am »
DCNS apresenta proposta á África do Sul

BPC-140


BPC-160


http://www.meretmarine.com/article.cfm?id=108283
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

João Oliveira Silva

  • Membro
  • *
  • 195
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #27 em: Setembro 17, 2008, 04:48:40 pm »
Em 5 de Julho, Francisco Ferreira escreveu:
Citar
A capacidade espectacular de organizarmos primorosamente Grandes Eventos como a EXPO 98, Euro 2004, permite-nos perspectivar outras capacidades: Construção dos navios de que precisamos (temos estaleiros navais e técnicos), estabelecer acordos internacionais (USA, Rússia, Argentina, Brasil, Espanha, Holanda) e inter-empresas, para nos reequiparmos militarmente de forma sustentada nas nossas necessidades e interesses estratégicos!
Acho que nos devemos bater pela definição de uma linha de rumo que prima fundamentalmente pelos interesses de Portugal e dos Portugueses.

Pois é, mas isso dá trabalho e os nativos pereferencialmente querem é emprego. Os não nativos, vivem à custa do RSI, pago pelos impostos dos nativos.
E mesmo que assim não fosse, explique-me por favôr: onde se pode ir buscar a comissão? a partir destas premissas vamos ver se a linha de rumo não será, na realidade a
Citar
linha de Cascais, na linha recta entre o Casino-Estoril e as Docas


Cumprimentos,
 

*

Vicente de Lisboa

  • Analista
  • ***
  • 788
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +3/-3
(sem assunto)
« Responder #28 em: Outubro 15, 2008, 11:16:23 pm »
Pois então me transfiro para estra thread, com as perguntas que deixei nesta outra.

As minhas desculpas à moderação pela desorganização.
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6709
  • Recebeu: 271 vez(es)
  • Enviou: 194 vez(es)
  • +129/-0
(sem assunto)
« Responder #29 em: Outubro 15, 2008, 11:25:12 pm »
Caro Vicente de Lisboa, vamos fazer assim, vou copiar o seu post no outro tópico e depois apago aquele tópico para evitar confusão.

Cumprimentos
B. Pereira Marques

Citação de: "Vicente de Lisboa"
Ou seja, uma coisa assim como esta. Pelo menos lembro-me de qualquer coisa dita nesse sentido.

Pois se é para afundar aí algum carcanhol pesado, há alguma razão estratégica para não pedinchar aos Espanhois um dos novos brinquedos deles?

Digo estratégica porque quero perceber a questão além do aspecto obvio do preço - mas já agora alguem sabe quais os custos de qualquer um dos tipos de navio?

De qualquer forma: Olá! Prazer em conhecer-vos. Ficam aqui umas imagens to Juan Carlos I e modelos, que encontrei por aí e quiça vos interessem:





Estas obviamente feitas a computador:








 

 

O "BÉRRIO", UM NAVIO SINGULAR.

Iniciado por Miguel Silva Machado

Respostas: 25
Visualizações: 11824
Última mensagem Março 21, 2018, 07:34:16 pm
por ICE 1A+
Marinha entrega pela primeira vez comando de navio a mulher

Iniciado por Marauder

Respostas: 38
Visualizações: 11415
Última mensagem Maio 18, 2006, 09:03:15 am
por Pedro Monteiro
Navio da Marinha Intercepta Imigrantes Ilegais

Iniciado por Cabecinhas

Respostas: 0
Visualizações: 2398
Última mensagem Setembro 09, 2007, 10:55:31 am
por Cabecinhas
NAVIO DE PATRULHA COSTEIRA

Iniciado por luis filipe silva

Respostas: 52
Visualizações: 18931
Última mensagem Outubro 03, 2008, 10:36:53 pm
por JQT
Navio Hospital

Iniciado por pedro

Respostas: 24
Visualizações: 5358
Última mensagem Janeiro 06, 2006, 04:34:10 pm
por Rui Elias