Notícias do Exército Brasileiro

  • 1207 Respostas
  • 300852 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1155 em: Agosto 28, 2018, 09:08:12 pm »
Primeira turma da AMAN com cadetes mulheres

Citar
Brasília, 18/08/2018 – A manhã deste sábado (18) imprimiu novo capítulo na história do Exército Brasileiro. A Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), reconhecido estabelecimento de ensino militar em Resende (RJ), realizou a cerimônia de entrega de espadins a 418 cadetes do Curso Básico (primeiro ano). Entre eles, estavam 30 mulheres pioneiras na linha bélica da Força.

A cópia fiel reduzida da espada de campanha do Duque de Caxias, símbolo da honra militar, é entregue desde 1932 aos cadetes. Mas, a turma “Dona Rosa da Fonseca – Patrono da Família Militar” é a primeira da AMAN composta por homens e mulheres, e tem na lista dos dez primeiros colocados a presença de quatro delas.


O ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna, destacou que as jovens refletem os avanços no terreno da promoção da igualdade de oportunidades dentro da carreira militar. Lembrou que, visando entregar ao Brasil, profissionais com sólida formação acadêmica, física e moral, a AMAN não poupa esforços para promover as condições e infraestrutura condizentes com esse desafio.

O primeiro colocado da turma, João Pedro Castro Brum Silva Gomes, recebeu das mãos do ministro Silva e Luna o seu espadim. O gesto marca o início de uma longa carreira para os novos cadetes, de diferentes regiões do país e também de nações amigas (Arábia Saudita, Senegal, Paraguai, Guiana Inglesa, Vietnã e Timor Leste).


Em seguida, representando as mulheres da turma Dona Rosa da Fonseca, a cadete Milena Canestraro, primeira colocada do segmento feminino, recebeu do comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, o seu espadim.

Ao lado dos seus pais, emocionada, falou sobre sua origem e o orgulho por estar na cerimônia. “Embora eu seja filha de civis, eu vim do Colégio Militar, e quando eu era pequena não tinham vagas para as mulheres. Eu olhava a formatura e não imaginava estar aqui um dia. Consegui, graças a Deus, e tive a oportunidade de entrar”, contou.

O ministro da Defesa enfatizou que os jovens “resolveram assumir uma profissão que é um sacerdócio, que exigirá dedicação exclusiva e disponibilidade permanente, esforço superlativo, prontidão de anjo da guarda e preparo próprio durante toda a vida”.

E completou: “optaram por renunciar a uma vida de maior conforto, para ingressar numa carreira desafiadora, fundada na hierarquia e disciplina, e na dedicação ao serviço da Pátria”.

FONTE: https://www.defesa.gov.br/noticias/46348-primeira-turma-da-aman-com-cadetes-mulheres-recebe-o-espadim
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1156 em: Agosto 28, 2018, 09:15:48 pm »










 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1157 em: Setembro 04, 2018, 01:59:20 pm »
27º GAC realiza adestramento utilizando simuladores

Santa Maria (RS) – Com o objetivo de aprimorar o adestramento por intermédio de missões de tiro simuladas, o 27º Grupo de Artilharia de Campanha (27º GAC) realiza, nas instalações do Simulador de Apoio de Fogo (SIMAF) do Centro de Adestramento-Sul (CA-Sul), a Operação “Monte Caseros”.



Coordenado pelo Centro de Operações Terrestres (COTER), a Operação iniciou no dia 27 de agosto e irá até 31 de agosto. Conta com 66 militares, utilizando quatro peças de obuseiro 155 mm, dotados de sensores.


São executadas tarefas inerentes aos subsistemas de observação, direção e coordenação de tiro, linha de fogo e comunicações, que compõem um Grupo de Artilharia de Campanha.



O Comandante do 27º GAC, Tenente-Coronel Gerson Ricardo Parzianello, destacou as vantagens da utilização da simulação “primeiramente, se economiza recursos financeiros. Outro fator, é a questão da segurança, pois evita riscos e acidentes.”



Esse treinamento com simuladores visa a participação na Operação Coxilha, prevista para a primeira quinzena do mês de outubro, que consiste em uma manobra de adestramento, que tem por objetivo capacitar todos os Grupos de Artilharia de Campanha e suas Baterias a atuarem de forma centralizada.


 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1158 em: Setembro 08, 2018, 06:21:57 pm »
Desfile Cívico-Militar 7 de setembro de 2018 - Brasília-DF


















 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1159 em: Setembro 08, 2018, 06:35:00 pm »













 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1160 em: Setembro 12, 2018, 02:48:26 pm »

Vídeo não oficial que elucida algumas atividades realizadas pela Companhia de Precursores Pára-quedista (Cia Prec Pqdt), integrante da Brigada de Infantaria Pára-quedista (Bda Inf Pqdt) do Exército Brasileiro.
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9963
  • Recebeu: 338 vez(es)
  • Enviou: 222 vez(es)
  • +20/-9
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1161 em: Setembro 13, 2018, 11:34:01 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1162 em: Setembro 24, 2018, 08:38:47 pm »
O emprego do KMW LFME no tiro real da VBCC Leopard 1A5 BR


Com a necessidade de fazer o acompanhamento do tiro real da plataforma de combate Leopard 1 A5 BR, o Exército Brasileiro, por intermédio do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), adquiriu, em 2014, pelo valor de US$ 2.300.000, da empresa alemã Krauss-Maffei Wegmann, o Life Firing Monitoring Equipment (LFME), equipamento destinado a monitorar toda a dinâmica do tiro do carro de combate, permitindo maior eficiência na sua execução.

A aquisição foi o resultado da participação do Brasil em diversos anos nas International Master Gunners Conference (IMGC), evento que reúne Instrutores Avançados de Tiro de vários países usuários do Leopard.


Muitos deles já faziam a utilização desse meio para o acompanhamento do tiro de suas plataformas blindadas dotadas de sistema de armas, tornando-se assim, uma referência para que os IAT brasileiros vissem a importância da necessidade da compra de tal material.

Outro evento importante que também auxiliou para que houvesse esclarecimento das possibilidades desse equipamento foi o encontro de usuários do LFME, que ocorre anualmente e tem como participantes usuários e funcionários da empresa fabricante (KMW).

O objetivo do encontro é a troca de informações a respeito do uso do LFME, estado de manutenção, gerenciamento da obsolescência, programas de modernização, necessidade de desenvolvimento de novas capacidades para o sistema sendo que, todos estes aspectos, são abordados por uma dupla ótica – usuários e fabricantes.

Após o levantamento dessas informações, se optou pela compra de um conjunto altamente móvel e acomodado em caixas de transporte (modelo Portátil). Essa versão possui menos componentes, muitos deles de emprego civil e facilmente disponíveis no mercado.


Seu funcionamento é através do sistema Windows 7, possui interface de operação similar ao Microsoft Office e suas conexões e sistema de gravação dispõe de tecnologia atual e comum (cabos HDMI e pendrives USB, por exemplo).

O Brasil foi o primeiro a receber o LFME com essa formatação, fato que gerou interesse de outros países em processo de modernização do equipamento, como o Reino Unido.

Atualmente esse equipamento encontra-se no Centro de Instrução de Blindados (CI Bld), localizado em Santa Maria (RS), onde é utilizado nos exercícios de tiro real dos cursos de operação da VBCC Leopard 1 A5 BR e no Curso Avançado de Tiro.

Por existir apenas um LFME, o CI Bld disponibiliza e coordena o empréstimo aos demais usuários, Regimentos de Carros de Combate, para que também possam utilizar desse meio em seus exercícios no terreno, sendo responsável pela cautela o instrutor avançado de tiro da OM.


O conjunto foi adquirido para solucionar alguns problemas para os instrutores, sendo:

– o que realmente o atirador está observando no seu setor de tiro;

– de que maneira é a comunicação da guarnição em uma situação de tiro real;

– como está sendo realizada a busca dos alvos no terreno;

– obter uma comprovação de que a munição impactou ou não o alvo;

– como avaliar o exercício de tiro de uma forma mais confiável; e

– como fornecer à guarnição do carro de combate todas as observações importantes para uma análise pós-ação qualificada.

O sistema portátil LFME é projetado para supervisionar até quatro carros de combate simultaneamente durante seus exercícios de tiro.

Ele é composto das seguintes partes principais:

– uma estação de controle do instrutor (ICS);

– quatro equipamentos veiculares de bordo (OBE) com telemetria digital; e

– uma câmera de observação de alvos (DROC).

Proporciona a observação da visão do atirador e da imagem vista pela câmera de observação de alvos (DROC), mostradas em um monitor na estação de controle do instrutor, esteja ele usando a visão diurna ou o sistema de imagem termal.

Permite o monitoramento da aquisição de alvos e divisão de tarefas do comandante de carro, em tempo real, possibilitando, assim, treinar a guarnição dando ênfase nos aspectos que são exigidos em cada fase da capacitação.


Por possuir uma câmera posicionada de tal maneira que se pode claramente ver o(s) alvo(s), e permitir gravar o tiro ao impactá-los, é possível ter uma avaliação confiável do desempenho no exercício de tiro, até mesmo para munições de energia cinética de alta velocidade, tais como Armour Piercing Fin Stabilised Discarding Sabot (APFSDS).

Pelo uso de um disco rígido para gravar as ações de cada carro e também para a Analise Pós Ação (APA) do exercício de tiro, e por reproduzir os exercícios gravados de volta para a guarnição, o instrutor tem toda as informações de que necessita para executar uma APA qualificada.

Assim, o LFME fornece uma excelente ferramenta de monitoramento, treinamento e informação de guarnições de carros de combate em exercícios de tiro.

O sistema elimina o “bom palpite“ e a “experiência pessoal” usados no passado para avaliação de exercícios de tiro e fornece importantíssimos dados gravados para análise pós-ação da guarnição.

O uso dessas gravações, reproduzidas repetidamente, em vez de observações escritas, proporciona o melhor feedback para a equipe em seu desempenho, diminuindo o tempo de engajamento e aumentando o índice de acerto no primeiro impacto, havendo, assim, uma comprovação baseada em gravações que confirmam se o alvo foi ou não atingido.


Levando em consideração a opção que o instrutor do LFME possui de bloquear o disparo do CC na linha de tiro, cabe salientar que esse equipamento diminui, também, o desperdício de munição, que por vezes eram gastas devido a alguma pane na viatura ou algum erro humano da guarnição, principalmente no que diz respeito à inserção de algumas variáveis balísticas pelo atirador.

Os usuários dinamarqueses confirmaram a validade desse equipamento, o qual era indispensável inclusive no Afeganistão, proporcionando monitoramento de atividades de correção em zero e exercícios de tiro da tropa lá empregada.

Dessa forma, o LFME melhora enormemente o conjunto de informações colhidas pelo instrutor, o que, sem dúvida, resulta em padrões mais altos nos exercícios de tiro real de carros de combate.


FONTE: http://tecnodefesa.com.br/o-emprego-do-kmw-lfme-no-tiro-real-da-vbcc-leopard-1a5-br/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1163 em: Setembro 28, 2018, 02:51:27 pm »
1º Batalhão de Ações de Comandos (1º BAC) - Comando de Operações Especiais (COpEsp)













 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1164 em: Setembro 28, 2018, 08:30:59 pm »
Tiro real de morteiro pesado adestra militares do 16º Regimento de Cavalaria Mecanizado para apoio de fogo


Citar
Bayeux (PB) – Nos dias 17 e 18 de setembro, o 16º Regimento de Cavalaria Mecanizado, “Regimento Piragibe”, realizou o tiro real com Morteiros Pesados 120 mm, no Campo de Instrução de Punaú, no Rio Grande do Norte.

A realização do tiro real serviu como coroamento da Instrução de Qualificação do Pelotão de Morteiros Pesados e permitiu o adestramento da Central de Tiro, da Linha de Fogo e do Observador Avançado.

O Morteiro Pesado 120 mm raiado, é um armamento de trajetória curva, foi desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IPD) e produzido pelo Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro. Possui grande mobilidade e potência de fogo, com um alcance de até 12 km.

O Pelotão de Morteiros Pesados possui 4 peças de morteiro e tem a missão de prestar o apoio de fogo imediato ao Regimento nas operações ofensivas e defensivas.

FONTE:http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/9243632







 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4938
  • Recebeu: 843 vez(es)
  • Enviou: 542 vez(es)
  • +39/-18
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1165 em: Outubro 05, 2018, 01:11:46 pm »
http://tecnodefesa.com.br/obuseiros-m-109-e-remuniciadores-m992a2-chegam-ao-brasil-blindados/
Citar
Paranaguá (PR) – No dia 03 de outubro, a Base de Apoio Logístico do Exército (Ba Ap Log Ex), por meio da Divisão de Importação e Exportação de Material (DIEM), iniciou o desembaraço alfandegário de 56 Viaturas Blindadas de Combate Obuseiro Autopropulsado (VBCOAP) M109 A5, e 40 Viaturas Blindadas de Transporte Especial Remuniciadora (VBTE Remun) M992A2, atualmente sendo desembarcadas no Porto de Paranaguá (Paraná).



Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1166 em: Outubro 11, 2018, 01:52:12 am »
Militares da Brigada de Infantaria  Pára-quedista realizam o módulo aeroterrestre


Citar
Rio de Janeiro (RJ) – Em 2 de outubro, a tradicional Força-Tarefa Santos Dumont, que tem como base o 26º Batalhão de Infantaria Pará-quedista, reforçado pelas demais organizações militares da Brigada de Infantaria Pára-quedista, realizou o Módulo Aeroterrestre da Operação Saci 2018.

As atividades desenvolvidas foram: aprestamento da tropa para cumprir missão de defesa externa; salto semiautomático armado e equipado da aeronave C-105 Amazonas, da Força Aérea Brasileira, na Zona de Lançamento de Itaguaí (RJ); e reorganização.

Ao longo do dia, foram realizadas 360 aberturas de velame, constituindo uma excelente oportunidade de adestramento aeroterrestre.

Em novembro, a Força-Tarefa Santos Dumont continuará na Operação Saci no município de Resende (RJ), realizando o Módulo Terrestre, com Marcha para o Combate, Ataque Coordenado e estabelecimento de uma Cabeça de Ponte Aérea, integrada na Brigada de Infantaria Pára-quedista.












 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1167 em: Outubro 12, 2018, 03:01:31 pm »
Escola de Sargentos das Armas - Estágio de Operação contra Forças Irregulares


Citar
São Thomé das Letras (MG) – Nos períodos de 17 a 21 de setembro e de 25 a 28 de setembro de 2018, os alunos dos Cursos de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações da Escola de Sargentos das Armas (ESA), sob a supervisão da Seção de Instrução Especial (SIEsp), realizaram o Estágio de Operações Contra Forças Irregulares (EOpCFI), no Campo de Instrução General Moacyr Araújo Lopes (CIGMAL), distrito de Sobradinho, e no município de São Tomé das Letras, Minas Gerais.

Tal atividade teve por finalidade realizar o adestramento dos alunos em operações de patrulha, operações de busca e apreensão (OBA), Posto de Bloqueio e Controle de Vias (PBCV), Tática e Técnica de Viatura Blindada de Transporte de Pessoal – Média de Rodas Guarani, Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear, aspectos jurídicos das OpCFI, resgate, emboscada e destruição, além de desenvolver valores, como a iniciativa, a perseverança, a rusticidade, a coragem física e moral e a camaradagem.

Durante as semanas de instrução, foi realizada uma ação cívico-social (ACISO) pela ESA, em São Thomé das Letras, com palestras nas escolas (municipal e estadual) sobre valores e família, formas de Ingresso no Exército Brasileiro, prevenção quanto ao uso de drogas e higiene bucal. Atendimentos médicos especializados foram oferecidos na áreas de Ortopedia, Ginecologia e Clínica Geral. Houve, também, apresentação da banda de música e formatura de encerramento do estágio.

A SIEsp conduz importantes exercícios no terreno, com a finalidade de transmitir conhecimentos atualizados sobre atividades especiais e desenvolver nos futuros sargentos atributos inerentes à carreira das Armas.

FONTE: http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/9299248




 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1168 em: Outubro 12, 2018, 03:08:24 pm »
1º TIRO COM O FOGUETE SS-80 DO SISTEMA ASTROS NO BRASIL


Citar
Formosa (GO) – No dia 10 de outubro, foi realizado o primeiro tiro com o Foguete SS-80 do Sistema Astros no Brasil. A atividade fez parte do Período de Adestramento Básico (PAB), nível Unidade, do 6º Grupo de Mísseis e Foguetes. Dentre as atividades realizadas, estão a verificação doutrinária do Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes e o apoio Logístico do Centro de Logística de Mísseis e Foguetes. Estiveram envolvidas todas as organizações militares do Forte Santa Bárbara.

O Foguete SS-80 foi adquirido pela primeira vez pelo Exército Brasileiro por meio da Gerência do Programa Estratégico Astros 2020 e pode alcançar distâncias de cerca de 100 km.

FONTE: http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/1-tiro-com-o-foguete-ss-80-do-sistema-astros-no-brasil/8357041






 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3496
  • Recebeu: 259 vez(es)
  • Enviou: 215 vez(es)
  • +130/-39
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1169 em: Outubro 12, 2018, 03:15:23 pm »
15ª Brigada de Infantaria Mecanizada - Pronto Operação


Citar
Cascavel (PR) – Em 8 de outubro, a 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec) recebeu a visita do General de Brigada Hertz Pires do Nascimento, Chefe do Centro de Doutrina do Exército.

Inicialmente, a comitiva foi recepcionada no Quartel-General da Brigada Guarani pelo General de Brigada Roberth Alexandre Eickhoff, Comandante da 15ª Bda Inf Mec. Na sequência, a comitiva assistiu a uma palestra versando sobre a situação atual da Experimentação Doutrinária da Infantaria Mecanizada no âmbito da Brigada.

Após a palestra, a comitiva conheceu as modernas instalações do 33º Batalhão de Infantaria Mecanizado e verificou o aprestamento de uma Companhia de Fuzileiros Mecanizada.

FONTE: http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/comitiva-do-centro-de-doutrina-do-exercito-visita-a-15-brigada-de-infantaria-mecanizada/8357041






 

 

Comando de Aviação do Exército (Cavex)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 72
Visualizações: 491
Última mensagem Fevereiro 01, 2019, 04:30:47 pm
por Vitor Santos
Novo fuzil do Exército

Iniciado por reij

Respostas: 32
Visualizações: 16977
Última mensagem Abril 19, 2011, 12:25:10 pm
por Cabeça de Martelo
Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 40
Visualizações: 494
Última mensagem Novembro 14, 2018, 01:09:50 pm
por Vitor Santos
Exército Brasileiro usará dirigíveis na Amazônia

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 2
Visualizações: 2629
Última mensagem Janeiro 18, 2005, 07:13:34 pm
por J.Ricardo
Novas Armas para o Exército Brasileiro

Iniciado por ualison

Respostas: 52
Visualizações: 15477
Última mensagem Novembro 11, 2006, 08:26:03 am
por ualison