Exército Brasileiro

  • 1483 Respostas
  • 285772 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1440 em: Agosto 29, 2018, 02:08:57 pm »
20º RCB aplica estágio de motorista de M60 A3 TTS


Citar
No período de 13 a 24 de agosto, a Seção de Instrução de Blindados do 20º RCB aplicou o Estágio Específico de Motorista de Viatura Blindada de Combate M60 A3 TTS.

As instruções ministradas durante o estágio fizeram parte do período de qualificação dos cabos e soldados do “Regimento Cidade de Campo Grande”.

O 20º Regimento de Cavalaria Blindado (20º RCB), conhecido como Regimento Cidade de Campo Grande, é uma unidade do exército brasileiro, localizado no município de Campo Grande, no estado de Mato Grosso do Sul, vinculado à 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada.

Sua estrutura organizacional compreende: duas subunidades escolares (o Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva e o Núcleo de Subunidade Escolar do Curso de Formação de Sargentos Armas), um Esquadrão de Fuzileiros Blindado, equipado com 14 viaturas blindadas de transporte de pessoal M113, dois Esquadrões de Carros de Combate, equipados com 32 carros de combate M60 – Patton e um Esquadrão de Comando e Apoio.

Além das missões típicas de uma unidade blindada da Arma de Cavalaria, o “Regimento Cidade de Campo Grande” tem a incumbência da formação de oficiais temporários de Cavalaria no Estado de Mato Grosso do Sul e é, ainda, uma das organizações militares do Exército responsáveis pela formação básica de sargentos das Armas.

FONTE: https://www.forte.jor.br/2018/08/27/20o-rcb-aplica-estagio-de-motorista-de-m60-a3-tts/




 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1441 em: Setembro 04, 2018, 01:59:20 pm »
27º GAC realiza adestramento utilizando simuladores

Santa Maria (RS) – Com o objetivo de aprimorar o adestramento por intermédio de missões de tiro simuladas, o 27º Grupo de Artilharia de Campanha (27º GAC) realiza, nas instalações do Simulador de Apoio de Fogo (SIMAF) do Centro de Adestramento-Sul (CA-Sul), a Operação “Monte Caseros”.



Coordenado pelo Centro de Operações Terrestres (COTER), a Operação iniciou no dia 27 de agosto e irá até 31 de agosto. Conta com 66 militares, utilizando quatro peças de obuseiro 155 mm, dotados de sensores.


São executadas tarefas inerentes aos subsistemas de observação, direção e coordenação de tiro, linha de fogo e comunicações, que compõem um Grupo de Artilharia de Campanha.



O Comandante do 27º GAC, Tenente-Coronel Gerson Ricardo Parzianello, destacou as vantagens da utilização da simulação “primeiramente, se economiza recursos financeiros. Outro fator, é a questão da segurança, pois evita riscos e acidentes.”



Esse treinamento com simuladores visa a participação na Operação Coxilha, prevista para a primeira quinzena do mês de outubro, que consiste em uma manobra de adestramento, que tem por objetivo capacitar todos os Grupos de Artilharia de Campanha e suas Baterias a atuarem de forma centralizada.


 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1442 em: Setembro 08, 2018, 06:21:57 pm »
Desfile Cívico-Militar 7 de setembro de 2018 - Brasília-DF


















 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1443 em: Setembro 08, 2018, 06:35:00 pm »













 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1444 em: Setembro 12, 2018, 02:48:26 pm »

Vídeo não oficial que elucida algumas atividades realizadas pela Companhia de Precursores Pára-quedista (Cia Prec Pqdt), integrante da Brigada de Infantaria Pára-quedista (Bda Inf Pqdt) do Exército Brasileiro.
 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1445 em: Setembro 12, 2018, 02:54:49 pm »

Semana de Técnicas Aeromóveis - Escola de Sargentos das Armas
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1446 em: Setembro 13, 2018, 11:34:01 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1447 em: Setembro 22, 2018, 04:09:17 pm »
Helibras entrega 10° helicóptero H225M à AvEx


Citar
A Helibras entregou o 10º helicóptero H225M ao Exército Brasileiro (EB). A aeronave HM-4 Jaguar EB-5010 ficará baseada no 1º Batalhão de Aviação do Exército (1° BAvEx), em Taubaté. O H225M versão Operacional está configurado com Chaff/Flare em conjunto com o EWS (Eletronic Warfare System) IDAS-3 da Saab. O EWS é um sistema que utiliza a energia direcionada de um espectro eletromagnético para detectar e identificar sinais advindos de ameaças, negando ao oponente a vantagem no combate, despistando-o
de maneira automática ou manual.

A versão operacional também está equipada com o JDD (Jet Dilution Device), que é o supressor de radiação infravermelho, um dispositivo instalado na saída de gases do motor com o objetivo de diminuir a assinatura térmica, conferindo maior proteção contra mísseis guiados pelo calor. Com esse HM-4 do Exército Brasileiro, a Helibras entrega o 32º helicóptero H225M dentro do programa H-XBR, que prevê um total de 50 aeronaves para as três Forças.

FONTE: http://www.defesaaereanaval.com.br/helibras-entrega-10-helicoptero-h225m-a-avex/
 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1448 em: Setembro 22, 2018, 04:25:13 pm »















 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1449 em: Setembro 24, 2018, 08:38:47 pm »
O emprego do KMW LFME no tiro real da VBCC Leopard 1A5 BR


Com a necessidade de fazer o acompanhamento do tiro real da plataforma de combate Leopard 1 A5 BR, o Exército Brasileiro, por intermédio do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), adquiriu, em 2014, pelo valor de US$ 2.300.000, da empresa alemã Krauss-Maffei Wegmann, o Life Firing Monitoring Equipment (LFME), equipamento destinado a monitorar toda a dinâmica do tiro do carro de combate, permitindo maior eficiência na sua execução.

A aquisição foi o resultado da participação do Brasil em diversos anos nas International Master Gunners Conference (IMGC), evento que reúne Instrutores Avançados de Tiro de vários países usuários do Leopard.


Muitos deles já faziam a utilização desse meio para o acompanhamento do tiro de suas plataformas blindadas dotadas de sistema de armas, tornando-se assim, uma referência para que os IAT brasileiros vissem a importância da necessidade da compra de tal material.

Outro evento importante que também auxiliou para que houvesse esclarecimento das possibilidades desse equipamento foi o encontro de usuários do LFME, que ocorre anualmente e tem como participantes usuários e funcionários da empresa fabricante (KMW).

O objetivo do encontro é a troca de informações a respeito do uso do LFME, estado de manutenção, gerenciamento da obsolescência, programas de modernização, necessidade de desenvolvimento de novas capacidades para o sistema sendo que, todos estes aspectos, são abordados por uma dupla ótica – usuários e fabricantes.

Após o levantamento dessas informações, se optou pela compra de um conjunto altamente móvel e acomodado em caixas de transporte (modelo Portátil). Essa versão possui menos componentes, muitos deles de emprego civil e facilmente disponíveis no mercado.


Seu funcionamento é através do sistema Windows 7, possui interface de operação similar ao Microsoft Office e suas conexões e sistema de gravação dispõe de tecnologia atual e comum (cabos HDMI e pendrives USB, por exemplo).

O Brasil foi o primeiro a receber o LFME com essa formatação, fato que gerou interesse de outros países em processo de modernização do equipamento, como o Reino Unido.

Atualmente esse equipamento encontra-se no Centro de Instrução de Blindados (CI Bld), localizado em Santa Maria (RS), onde é utilizado nos exercícios de tiro real dos cursos de operação da VBCC Leopard 1 A5 BR e no Curso Avançado de Tiro.

Por existir apenas um LFME, o CI Bld disponibiliza e coordena o empréstimo aos demais usuários, Regimentos de Carros de Combate, para que também possam utilizar desse meio em seus exercícios no terreno, sendo responsável pela cautela o instrutor avançado de tiro da OM.


O conjunto foi adquirido para solucionar alguns problemas para os instrutores, sendo:

– o que realmente o atirador está observando no seu setor de tiro;

– de que maneira é a comunicação da guarnição em uma situação de tiro real;

– como está sendo realizada a busca dos alvos no terreno;

– obter uma comprovação de que a munição impactou ou não o alvo;

– como avaliar o exercício de tiro de uma forma mais confiável; e

– como fornecer à guarnição do carro de combate todas as observações importantes para uma análise pós-ação qualificada.

O sistema portátil LFME é projetado para supervisionar até quatro carros de combate simultaneamente durante seus exercícios de tiro.

Ele é composto das seguintes partes principais:

– uma estação de controle do instrutor (ICS);

– quatro equipamentos veiculares de bordo (OBE) com telemetria digital; e

– uma câmera de observação de alvos (DROC).

Proporciona a observação da visão do atirador e da imagem vista pela câmera de observação de alvos (DROC), mostradas em um monitor na estação de controle do instrutor, esteja ele usando a visão diurna ou o sistema de imagem termal.

Permite o monitoramento da aquisição de alvos e divisão de tarefas do comandante de carro, em tempo real, possibilitando, assim, treinar a guarnição dando ênfase nos aspectos que são exigidos em cada fase da capacitação.


Por possuir uma câmera posicionada de tal maneira que se pode claramente ver o(s) alvo(s), e permitir gravar o tiro ao impactá-los, é possível ter uma avaliação confiável do desempenho no exercício de tiro, até mesmo para munições de energia cinética de alta velocidade, tais como Armour Piercing Fin Stabilised Discarding Sabot (APFSDS).

Pelo uso de um disco rígido para gravar as ações de cada carro e também para a Analise Pós Ação (APA) do exercício de tiro, e por reproduzir os exercícios gravados de volta para a guarnição, o instrutor tem toda as informações de que necessita para executar uma APA qualificada.

Assim, o LFME fornece uma excelente ferramenta de monitoramento, treinamento e informação de guarnições de carros de combate em exercícios de tiro.

O sistema elimina o “bom palpite“ e a “experiência pessoal” usados no passado para avaliação de exercícios de tiro e fornece importantíssimos dados gravados para análise pós-ação da guarnição.

O uso dessas gravações, reproduzidas repetidamente, em vez de observações escritas, proporciona o melhor feedback para a equipe em seu desempenho, diminuindo o tempo de engajamento e aumentando o índice de acerto no primeiro impacto, havendo, assim, uma comprovação baseada em gravações que confirmam se o alvo foi ou não atingido.


Levando em consideração a opção que o instrutor do LFME possui de bloquear o disparo do CC na linha de tiro, cabe salientar que esse equipamento diminui, também, o desperdício de munição, que por vezes eram gastas devido a alguma pane na viatura ou algum erro humano da guarnição, principalmente no que diz respeito à inserção de algumas variáveis balísticas pelo atirador.

Os usuários dinamarqueses confirmaram a validade desse equipamento, o qual era indispensável inclusive no Afeganistão, proporcionando monitoramento de atividades de correção em zero e exercícios de tiro da tropa lá empregada.

Dessa forma, o LFME melhora enormemente o conjunto de informações colhidas pelo instrutor, o que, sem dúvida, resulta em padrões mais altos nos exercícios de tiro real de carros de combate.


FONTE: http://tecnodefesa.com.br/o-emprego-do-kmw-lfme-no-tiro-real-da-vbcc-leopard-1a5-br/
 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1450 em: Setembro 24, 2018, 08:41:52 pm »
Aviação do Exército presta serviço fundamental ao Brasil


Citar
Taubaté (SP), 20/09/2018 – Transporte de cargas e de tropas para dar agilidade às operações da Garantia da Lei e da Ordem, missões de caráter humanitário para levar ajuda a populações isoladas, apoio em enchentes ou nos períodos de extrema seca e até missões de reconhecimento durante a greve dos caminhoneiros. Essas são algumas das situações em que as tropas do Comando de Aviação do Exército prestam papel fundamental ao país.

O Comando foi criado para dar mais mobilidade às ações do Exército, que, apesar de ser a Força Terrestre, precisava ter maior agilidade para se locomover num país de dimensões continentais como o Brasil, o que só é possível ser feito pelo ar.

Assim, a unidade localizada em Taubaté (SP), conta, atualmente, não só com militares capacitados e aeronaves de última geração, como também, com centro de instrução, manutenção e um quadro de engenheiros e técnicos atentos aos avanços tecnológicos que precisam ser incorporados no universo da aviação.

Na quarta-feira (19), o ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna, esteve nas unidades que integram o Comando. Ele assistiu a demonstrações de como são preparados os militares aviadores. Entre as aeronaves de asas rotativas (helicópteros) o destaque é para o Jaguar 5.0 obtida por meio do programa HX-BR, criado pelo Ministério da Defesa para a aquisição de 50 aeronaves que serão utilizadas pelas três Forças Singulares, reforçando a questão da interoperabilidade.

Em discurso proferido à tropa, o ministro destacou, que até o momento, 30 aeronaves foram entregues, e que o Ministério da Defesa está empenhado em assegurar os meios e condições para o pleno funcionamento da unidade. “A batalha do orçamento é permanente, mas sabemos o quanto as Forças Armadas precisam, o quanto o Brasil precisa de mobilidade, e a mobilidade que leva o militar até o local de combate é a nossa aviação”, afirmou o ministro.

O comandante da unidade, general Carlos Aguiar, falou da emoção em receber o ministro Silva e Luna. Ele lembrou que Silva e Luna estava na chefia do Estado-Maior do Exército (EME) entre 2011 e 2014, e soube dar prioridade a ações capazes de fortalecer o Comando de Aviações da Força Terrestre.

“Na oportunidade em que foi decidido por se voltar a investir na aviação do Exército, nossas máquinas estavam chegando num momento do ciclo de vida complicado de manutenção. Naquele momento, o EME decidiu investir novamente em sua aviação”, destacou o general Aguiar.

Em entrevista à equipe da Assessoria de Comunicação do Ministério da Defesa, o general Aguiar relembrou o período em que o país quase parou, por conta da greve dos caminhoneiros. Ele enfatizou o trabalho feito pelo Comando de Aviação do Exército, em conjunto com Marinha e Aeronáutica e com os órgãos de segurança pública para conter os efeitos nocivos da paralisação na vida da população brasileira.
O comandante pontuou que foram muitos voos de reconhecimento para detectar os pontos de bloqueios em rodovias, levar tropas até onde era necessário, transportar combustível, entre outras ações. “Operamos em mais de 100 horas de voo e conseguimos solucionar uma situação que poderia ter levado o país ao caos”, disse.

Acompanharam o ministro da Defesa na visita ao Comando de Aviação do Exército o comandante Militar do Sudeste, general Eduardo Ramos, o chefe de Logística e Mobilização do Ministério da Defesa, general Laerte de Souza Santos, e o assessor especial do ministro, general Eduardo Garrido.

FONTE:  https://www.defesa.gov.br/noticias/47625-avia%C3%A7%C3%A3o-do-ex%C3%A9rcito-presta-servi%C3%A7o-fundamental-ao-pa%C3%ADs
 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1451 em: Setembro 24, 2018, 08:51:01 pm »












 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1452 em: Setembro 24, 2018, 08:56:06 pm »










 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 1979
  • Recebeu: 535 vez(es)
  • Enviou: 1417 vez(es)
  • +28/-0
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1453 em: Setembro 25, 2018, 03:28:07 am »
Ver esses estandartes deixa-me sempre emocionado. Agora não estava à espera de ver o Cristiano Ronaldo a segurar o estandarte da Cruz de Cristo  ;D
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Vitor Santos

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3349
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +103/-33
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1454 em: Setembro 25, 2018, 12:40:57 pm »
Ver esses estandartes deixa-me sempre emocionado. Agora não estava à espera de ver o Cristiano Ronaldo a segurar o estandarte da Cruz de Cristo  ;D

São bandeiras históricas do Brasil desde o período colonial. Todas as Organizações Militares (OM) do Exército possuem essa coleção de pendões. 

Enquanto ao "Cristiano Ronaldo" ...  ;D
 

 

"O motor no Exercito"

Iniciado por Nuno CalhauQuadro Livros-Revistas-Filmes-Documentários

Respostas: 4
Visualizações: 4083
Última mensagem Dezembro 26, 2011, 10:34:13 pm
por flyer
Unidades do Exército a "criar"

Iniciado por PereiraMarquesQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 0
Visualizações: 2197
Última mensagem Junho 16, 2006, 01:28:18 pm
por PereiraMarques
High Tech "Battlelab" para o Exército Britânico

Iniciado por JLRCQuadro Exércitos/Sistemas de Armas

Respostas: 0
Visualizações: 2019
Última mensagem Outubro 28, 2004, 11:04:28 pm
por JLRC
Nova unidade para o Exército; solução para o quartel de Beja

Iniciado por DuarteQuadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 24
Visualizações: 11025
Última mensagem Junho 04, 2007, 01:24:10 pm
por Upham
Exército dos EUA conta com novos meios para minimizar baixas

Iniciado por Tiger22Quadro Tecnologia Militar

Respostas: 4
Visualizações: 2952
Última mensagem Junho 29, 2004, 11:06:12 pm
por [PT]HKFlash