Notícias do Exército Brasileiro

  • 1206 Respostas
  • 324319 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #990 em: Outubro 25, 2017, 08:16:07 pm »
Curso de Forças Especiais testa produtos COBRA 2020/IMBEL


Citar
A FMCE foi convidada pelo Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOpEsp) para demonstrar e testar em situação de elevada demanda, os primeiros protótipos do Sistema do Soldado do Futuro (SSF) / COBRA 2020 da IMBEL.

O Teste foi conduzido no período de 3 a 12 de Outubro de 2017, durante o exercício de Reconhecimento Especial do Curso de Forças Especiais, nas proximidades da cidade de Santa Maria - RS.

Os Operadores de Forças Especiais são especialistas em Guerra Não Convencional, Operações Contra Forças Irregulares e Contraterrorismo. Organizam-se em Destacamentos Operacionais de Forças Especiais (DOFEsp), podendo ser empregados em ambientes hostis, negados ou politicamente sensíveis.

No exercício, foi empregado o rádio TPP-1400 Transceptor Portátil Pessoal, já de dotação do Exército Brasileiro e também testados novos produtos da família COBRA, como o CTV-1410 Compressor Tático de Vídeo, LTM-2403 Lanterna Tática de Mão Estroboscópica com Infravermelho e o CTP-1410 Computador Tático Pessoal, com a funcionalidade de rastreamento em tempo real dos DOFEsp desdobrados no terreno. De acordo com depoimento dos oficiais e sargentos alunos, o TPP-1400 destacou-se pela robustez e elevada durabilidade da bateria, sendo bem superior ao observado em equipamentos estrangeiros. Os demais equipamentos tiveram bom desempenho, demonstrando o acerto na concepção do SSF/COBRA 2020.

O CIOpEsp mostra-se um excelente parceiro para o desenvolvimento e constante aperfeiçoamento de soluções para comunicações militares em desenvolvimento na FMCE.



 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #991 em: Outubro 25, 2017, 08:27:38 pm »











 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #992 em: Outubro 31, 2017, 01:10:47 am »
Saab Recebe, do Exército Brasileiro, Novo Pedido de Compra de RBS 70

O RBS-70 apresenta um desempenho tido como excepcional até 5 mil metros de altitude, num raio de 8 km, podendo fechar uma “redoma” defensiva por sobre as arenas esportivas, no caso da Copa, inclusive na interceptação de armamento stand-off.

Citar
A Saab recebeu um novo pedido do Exército Brasileiro para mais exemplares do sistema RBS 70 VSHORAD (Sistema de Defesa Antiaérea de Curto Alcance, da sigla em português). As entregas serão feitas entre 2018 e 2019.

O sistema RBS 70 está em serviço no Exército Brasileiro e desempenhou um papel importante na proteção dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. O contrato assinado entre a Saab e o Exército Brasileiro inclui postos de tiro, simuladores de treinamento, sistemas de camuflagem multiespectral e equipamentos de testes e manutenção.


O portfólio de sistemas de mísseis antiaéreos de baixa altura telecomandados da Saab é composto pelo RBS 70 e pelo RBS 70 NG, ainda mais avançado. O sistema RBS 70 possui um histórico impressionante no mercado. Dezenove países adquiriram mais de 1.600 postos de tiro e mais de 18.000 mísseis.


FONTE: http://tecnodefesa.com.br/saab-recebe-do-exercito-brasileiro-novo-pedido-de-compra-de-rbs-70/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #993 em: Outubro 31, 2017, 01:16:17 am »
1º Batalhão de Ações de Comandos alcança 2º Lugar no Exercício Cambrian Patrol

A equipe do 1ºBAC, liderada pelo 1º tenente Zago: fazendo história com um 2º lugar geral. (Imagens: Agência Verde Oliva)

Citar
Representando o Exército Brasileiro no Exercício Cambrian Patrol (Patrulha Cambriana), o time dos Comandos/FE, liderados pelo 1º tenente Zago (1º Batalhão de Ações de Comandos- 1º BAC) alcançou a prestigiosa segunda colocação (medalha de prata).

O exercício, realizado no Reino Unido entre 13 a 22 de outubro, testou o nível de capacidade das frações participantes, com base em lições aprendidas em conflitos recentes. O cenário das patrulhas é a região montanhosa dos Brecon Beacons, no País de Gales

Entre mais de 100 times participantes (mais cinquenta países diferentes), a patrulha do 1º BAC logrou a segunda colocação, perdendo apenas para o time do Paquistão.

A Cambrian Patrol não tem por finalidade a competição, pois pretende inserir as equipes no quadro geral de combate de amplo espectro, no qual os militares são avaliados no cumprimento de diversas missões, tais como reconhecimentos especiais, trato com não combatentes e reação frente a ações inimigas.

A avaliação das equipes é fundamentada no desempenho em cada missão que realizam, mantendo a integridade física de todos os combatentes da fração.


Essa missões são conduzidas com cada operador de forças especiais carregando 35kg de equipamento  enquanto faz a progressão em um percurso de 65km pelas montanhas Brecon Beacons (País de Gales), local onde o Special Air Service (SAS) realiza sua seleção de pessoal.

Assim, obtém a medalha de ouro os times que que completarem mais de 75% das missões, medalha de prata acima de 65% e medalha de bronze para os times que finalizarem mais de 55% (todas sem computar baixas).

Times com a ocorrência de até duas baixas recebem um diploma de participação e os que ultrapassarem essa quantidade ou desistirem das missões são desclassificados.

Participaram diversos países-membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), como Inglaterra, França, Canadá e EUA. Participaram também militares da Austrália.

A medalhada de ouro foi conquistada pelas Forças Armadas do Paquistão.


FONTE: http://tecnodefesa.com.br/1o-batalhao-de-acoes-de-comandos-alcanca-2o-lugar-no-exercicio-cambrian-patrol/
« Última modificação: Outubro 31, 2017, 01:18:18 am por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #994 em: Outubro 31, 2017, 01:30:15 am »
Forte Santa Bárbara recebe 12 viaturas modernizadas Astros 2020 MK3M

Programa Estratégico do Exército Brasileiro ASTROS 2020 Forte Santa Bárbara recebe 20 viaturas modernizadas MK3M (Imagens: Exército Brasileiro)

Citar
O Exército Brasileiro (EB) concluiu a modernização de 12 viaturas Astros 2020.

A cerimônia de entrega dos veículos foi realizada na última segunda feira (30/10) no Forte de Santa Bárbara, em Formosa (GO).

Este já é o terceiro lote de viaturas modernizadas para o padrão MK3M. De acordo com o EB, os veículos vão equipar a 3° Bateria de Mísseis e Foguetes do 6° GMF (Grupo de Mísseis e Foguetes).

Programa Estratégico do Exército Brasileiro ASTROS 2020: Forte Santa Bárbara recebe 12 viaturas modernizadas MK3M, similares as do padrão MK6 (Imagens: Exército Brasileiro)

As viaturas-lançadoras foram apresentadas durante a solenidade, presidida pelo chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército, general-de-exército Juarez Aparecido de Paula Cunha.

Após o processo de modernização, todas foram dotadas de tecnologia digital similar à da versão MK6.  João Brasil Carvalho Leite, presidente da Empresa Estratégica de Defesa Avibras Indústria Aeroespacial S/A, realizou a entrega simbólica das chaves ao comandante do 6º GMF, tenente-coronel artilheiro Elson Lyra Leal.

Uma análise do Astros 2020

Lançado em 2012 com a assinatura de dois contratos entre o Exército e a a Avibras Indústria Aeroespacial S/A, compreende um míssil tático de cruzeiro, com alcance entre 30 e 300 km; e um foguete guiado de elevada precisão, com alcance de 40 km. Todos os veículos, baterias e instalações deverão ser entregues  até 2023.

O Sistema ASTROS é composto por viaturas mecanizadas com tecnologia avançada que incluem radares, computadores, navegação por GPS, sistemas inerciais e de comunicação por rádio digital, estações meteorológicas e sistemas mecânicos, hidráulicos, pneumáticos e de motores a diesel.

O programa possui em sua Estrutura Analítica, além dos produtos citados, a aquisição de novas viaturas no padrão MK6, a modernização de viaturas MK3 para MK3M (com o mesmo nível tecnológico das novas), o desenvolvimento de um sistema de simulação integrado e a construção de instalações no Forte Santa Bárbara, em Formosa (GO).

Projetos integrantes do Programa ASTROS

Mísseis Táticos de Cruzeiro AV-TM 300 (alcance de 300 km)

Transportam, autonomamente, uma carga útil/cabeça de guerra a longas distâncias, sendo capazes de atingir alvos com precisão da ordem de poucos metros. Tal requisito exige tecnologias avançadas nas áreas de sistemas de navegação, controle, guiamento, aeronáutica e combustão/propulsão.

Nesse contexto, o Exército contratou a AVIBRAS para pesquisar e desenvolver o Sistema de Míssil Tático de Cruzeiro, a ser disparado a partir da plataforma do Sistema ASTROS, em uso pela Força Terrestre.

O produto permitirá ao Brasil ser a sétima nação a ter o domínio dessa tecnologia. O projeto envolve mais de cem empresas brasileiras, absorvendo mão de obra especializada oriunda dos polos de ciência e tecnologia.

O AV-TM 300 (alcance de 300 km), entrega uma carga útil/cabeça de guerra a longas distâncias, sendo capazes de atingir alvos com precisão da ordem de poucos metros. (imagem: Roberto Caiafa)

Foguete Guiado AV-SS 40 G

O Foguete Guiado AV-SS 40 G é uma evolução tecnológica natural do sistema de artilharia de foguetes para saturação de área.

Beneficia-se das tecnologias atuais dos sensores inerciais (Sistemas Microeletromecânicos – MEMS), dos sistemas de navegação de constelação de satélites (GNSS), da miniaturização dos componentes eletrônicos e do aumento da capacidade de processamento de dados.

O foguete equipara-se a uma munição inteligente, cujo objetivo é reduzir o tamanho da área batida, minimizar o dano colateral e os efeitos indesejados sobre as áreas próximas ao alvo.

O AV-SS 40 G colocará o Brasil entre as dez nações do globo a terem o domínio dessa nova munição e permitirá que empresas nacionais pesquisem e desenvolvam produtos de alta tecnologia.

Assim como os mísseis táticos, o Foguete Guiado também envolve mais de cem empresas e aproveita mão de obra especializada na área de ciência e tecnologia no Brasil.


Aquisição de novas viaturas do Sistema ASTROS

O Sistema ASTROS é um produto de defesa consagrado desde a década de 1980 e é comercializado para vários países, como Arábia Saudita, Catar, Indonésia, Iraque e Malásia.

No momento, encontra-se na sexta versão de atualização tecnológica, denominada MK-6, com capacidade de disparar, de um único lançador, toda a família de foguetes e, em breve, o míssil tático de cruzeiro.

As novas viaturas mobiliarão o futuro 16º Grupo de Mísseis e Foguetes, organização militar integrante do Forte Santa Bárbara.

Modernização das viaturas do Sistema ASTROS do 6º Grupo de Mísseis e Foguetes

O Exército utiliza as versões MK2 e MK3 do Sistema ASTROS, ambas da década de 1980, com tecnologia analógica e alguns itens com tempo de vida útil esgotado.


A modernização das viaturas do Sistema ASTROS compreende os trabalhos de engenharia e a execução das atualizações mecânicas, eletromecânicas, eletrônicas e de software de comando e controle, com o objetivo de melhorar o desempenho e a capacidade, por meio da introdução da mesma tecnologia digital da versão MK6.

O projeto de modernização é de propriedade intelectual do Exército Brasileiro, permitindo à administração pública atingir o princípio da economicidade, ao custo de 1/3 do valor de aquisição de novas viaturas.

Isso permitirá à Força possuir dois Grupos de Mísseis e Foguetes, capazes de cumprir a missão de dissuasão extra-regional.

Sistema Integrado de Simulação ASTROS (SIS-ASTROS)

A simulação de ambientes operacionais de combate é ferramenta de elevada importância, tanto no cenário de adestramento das tropas, quanto no de comandantes de frações.

Assim, esse projeto visa contribuir com o desenvolvimento de um sistema de simulação, que proporcione o adestramento de militares que operam o Sistema ASTROS, especificando interfaces de integração com outros sistemas de simulação do Exército.

Lançamento de foguetes: com o simulador, disparos reais serão necessários apenas para qualificar os operadores. Todo o treinamento será virtual. (Imagem: Exército Brasileiro).

O desenvolvimento desse novo sistema de simulação atenderá às demandas do treinamento assistido por computador, o qual está relacionado com as diversas capacidades técnicas no domínio de tecnologias da computação: a) Visão computacional; b) Sistemas embarcados; c) Especificação, validação e teste de software; d) Sistemas de tempo real; e) Computação gráfica; f) Sistemas de simulação; g) Sistemas multiusuários; h) Interoperabilidade; i) Inteligência artificial, entre outras. Além disso, com a simulação, destaca-se a economia de meios, a um custo extremamente reduzido, se fosse comparada ao treinamento real.

Diante desse cenário, o Exército firmou um Termo de Cooperação com a Universidade Federal de Santa Maria, o que permitiu a inserção de professores e alunos no projeto, alinhando-o com a Estratégia Nacional de Defesa, no tocante ao desenvolvimento das capacidades de adestramento e de pessoal, à integração com a comunidade acadêmica e ao desenvolvimento conjunto de tecnologia relevante na área de defesa.

Forte Santa Bárbara

Foi criado com a finalidade de reunir, em um único local, as organizações militares operacionais de mísseis e foguetes, um estabelecimento de ensino, um centro de logística, uma unidade de busca de alvos, unidades administrativas e um campo de instrução adequado para treinamento.

Agrupou, também, o ensino, a logística e a operacionalidade do sistema de mísseis e foguetes do Exército.

O Forte Santa Bárbara será composto de um comando de artilharia, duas unidades de mísseis e foguetes, um centro de instrução, um centro de logística, uma base de administração e uma unidade de busca de alvos.

A criação do Forte incrementa a construção civil, gera mais de dois mil empregos diretos e indiretos, e receita para a região de Formosa.

Além das unidades militares, o projeto contempla a construção de residências funcionais para os militares e suas famílias, atendendo à dimensão humana da Instituição.

O Forte Santa Bárbara será composto de um comando de artilharia, duas unidades de mísseis e foguetes, um centro de instrução, um centro de logística, uma base de administração e uma unidade de busca de alvos. Imagem: ¨6º GMF/Ministério da Defesa

FONTE: http://tecnodefesa.com.br/forte-santa-barbara-recebe-20-viaturas-modernizadas-as-tros-2020-mk3m/
« Última modificação: Outubro 31, 2017, 01:32:44 am por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #995 em: Novembro 02, 2017, 03:22:51 am »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #996 em: Novembro 06, 2017, 01:49:59 pm »
Operações Gralha Azul e Iguaçu fazem Adestramento Avançado e Experimentação Doutrinária da Infantaria Mecanizada


Citar
Cascavel (PR) – No período de 29 de outubro a 10 de novembro, 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec), Brigada Guarani, está realizando as Operações Gralha Azul e Iguaçu, no Campo de Instrução Barão de São Borja, em Rosário do Sul (RS).

Para isso, entre os dias 25 e 28 de outubro, foi realizado o deslocamento de cerca de 1.500 militares e 280 viaturas, incluindo as Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal Média sobre Rodas (VBTP-MSR) Guarani.

Durante a Operação Gralha Azul, de 29 de outubro a 4 de novembro, foi conduzido o Programa de Adestramento Avançado da Brigada, com ênfase nas forma de manobra Defesa de Área e Retraimento.

Em uma segunda fase, no período de 5 a 10 de novembro, está sendo realizada a Operação Iguaçu, dando prosseguimento à Experimentação Doutrinária da Brigada de Infantaria Mecanizada, conforme previsto no Projeto de Implantação das Brigadas de Infantaria Mecanizada no Exército Brasileiro a cargo da 15ª Bda Inf Mec.

FONTE: Exército Brasileiro





 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #997 em: Novembro 06, 2017, 01:52:19 pm »
BAE Systems entrega o 250º M113 A2 MK1 modernizado para o Exército Brasileiro

A BAE Systems entregou a 250º unidade modernizada do Veículo Blindado de Transporte de Pessoal M113 ao Exército Brasileiro. A atualização do M113B para a configuração M113 A2 MK1 mais recente inclui a reforma do casco e dos componentes, e a substituição ou atualização dos motores, transmissões e sistemas de resfriamento, conferindo um nível superior de desempenho geral, flexibilidade operacional e prontidão ao veículo

Citar
A BAE Systems entregou a 250º unidade modernizada do Veículo Blindado de Transporte de Pessoal M113 ao Exército Brasileiro.

A atualização do M113B para a configuração M113 A2 MK1 mais recente inclui a reforma do casco e dos componentes, e a substituição ou atualização dos motores, transmissões e sistemas de resfriamento, conferindo um nível superior de desempenho geral, flexibilidade operacional e prontidão ao veículo.

A BAE Systems obteve contratos em 2011 e 2016 para atualizar 386 unidades do modelo M113 do Exército.

Sendo um dos veículos militares sobre lagartas mais versáteis do mundo, a nova tecnologia do trem de força e os aprimoramentos da suspensão garantem que o M113 funcionará efetivamente por muitas décadas.

“O programa de modernização do M113 é um ótimo exemplo da forte relação da BAE Systems com o Exército Brasileiro e do nosso esforço conjunto para trazer essas novas e importantes capacidades para a frota”, afirmou Brian Lawton, gerente de programas internacionais da BAE Systems. “Estamos ansiosos para ampliar e avançar nesta parceria, dando continuidade ao programa de modernização e aumentando a participação da indústria brasileira”.

A empresa está trabalhando em parceria com o Exército para realizar o programa de modernização do M113 no Brasil, no Parque Regional de Manutenção 5 do Exército, em Curitiba (PR).

A companhia também está investindo em empresas locais para produzir e renovar componentes-chave, como parte do esforço da BAE Systems para fortalecer a cooperação industrial, oferecer empregos, e transferir tecnologias-chave e técnicas avançadas de fabricação.

“Nós nos concentramos continuamente em formas de apoiar a economia local por meio do uso de cadeias de suprimentos locais, parcerias industriais e outros investimentos para estabelecer e apoiar capacidades de desenvolvimento e produção local”, disse Marco Caffe, gerente geral da BAE Systems para o Brasil.

O M113 constitui a maior família de veículos blindados sobre lagartas do mundo, contando com mais de 80 mil unidades atualmente em serviço em pelo menos 44 países.

FONTE: http://tecnodefesa.com.br/bae-systems-entrega-o-250o-m113-a2-mk1-modernizado-para-o-exercito-brasileiro/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #998 em: Novembro 07, 2017, 04:16:21 pm »
15ª Bda Inf Mec realiza navegação fluvial com Viatura Guarani


Citar
Rosário do Sul (RS) – No dia 2 de novembro, a 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada – Brigada Guarani – realizou, pela primeira vez, a navegação fluvial com uma viatura blindada de fabricação nacional, utilizando o sistema de armas UT30-BR. Juntos, a moderna Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Média Sobre Rodas (VBTP-MSR) Guarani e o Sistema UT30-BR pesam 18 toneladas.

A atividade, ocorrida no açude Tuiuti, fez parte do processo de experimentação doutrinária da Infantaria Mecanizada, em curso de 29 de outubro a 10 de novembro, no Campo de Instrução Barão de São Borja, em Rosário do Sul (RS).


Fonte: Agência Verde-Oliva/Exército Brasileiro / http://www.defesaaereanaval.com.br/15a-bda-inf-mec-realiza-navegacao-fluvial-com-viatura-guarani/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #999 em: Novembro 08, 2017, 01:18:05 am »









 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1000 em: Novembro 10, 2017, 02:40:28 am »
GP Brasil de F1 terá apresentação de paraquedistas do Exército Brasileiro


Citar
Uma simulação de operação militar com 10 paraquedistas e saltos desportivos com cinco membros dos Cometas, unidade desportiva da Brigada de Infantaria Paraquedista, sábado e domingo, às 13h15, no autódromo de Interlagos, marcarão a homenagem que os organizadores do GP Brasil de Fórmula 1 prestarão ao Exército brasileiro, durante o evento.

Além dos 15 paraquedistas que efetuarão os saltos, a homenagem contará ainda com 20 paraquedistas que farão o trabalho de solo com sinalização e resgate. Os saltos acontecerão simultaneamente no “S” do Senna e no final da Reta Oposta.

A Brigada de Infantaria Paraquedista, sediada na Vila Militar,no Rio de Janeiro, existe desde 1945. O motivo principal da criação da primeira tropa aeroterrestre brasileira foi o êxito das unidades paraquedistas dos países aliados na segunda guerra, principalmente nos combates que antecederam ao desembarque da Normandia.

No dia 22 de outubro de 1944, o Capitão Roberto de Pessôa concluiu em Fort Benning, nos Estados Unidos da América, o Curso Básico Paraquedista, tornando-se o primeiro paraquedista militar brasileiro.

A Brigada de Infantaria Paraquedista é uma Grande Unidade que integra a Força de Ação Rápida e de Atuação Estratégica do Exército Brasileiro e pode ser empregada em qualquer parte do território nacional num curto espaço de tempo. Sua mobilidade é proporcionada pelo apoio da Força Aérea Brasileira.

As principais características de seus componentes são a coragem, o preparo físico, a determinação no cumprimento das missões e a agressividade no combate. Os Cometas participaram de 27 campeonatos das Forças Armadas, conquistando 23 títulos. Recordista de formação em Queda Livre das Forças Armadas nos Jogos Mundiais Militares de 2011 conquistaram o quarto lugar entre 38 participantes

O Formula 1 Grande Prêmio Heineken do Brasil 2017 acontece nos dias 10, 11 e 12 de novembro no autódromo de Interlagos, em São Paulo. Os ingressos ainda disponíveis para a corrida estão à venda na bilheteria do autódromo (av. Senador Teotônio Vilela, s/n, ao lado do portão 7), de 28 de outubro a 9 de novembro, das 9h às 17h, no dia 10 de novembro, das 7h às 17h, e nos dias 11 e 12 de novembro, das 7h às 12h, e no Shopping Market Place, em São Paulo (av. Doutor Chucri Zaidan, 902, Vila Cordeiro), até 11 de novembro, das 10h às 22h. Os ingressos estão sujeitos à disponibilidade.

FONTE: Brasil em Folhas/Agências / http://www.forte.jor.br/2017/11/09/gp-brasil-de-f1-tera-apresentacao-de-paraquedistas-do-exercito-brasileiro/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1001 em: Novembro 10, 2017, 02:43:19 am »
Operacionalidade da 1ª Bda C Mec é avaliada pelo CA-Leste


Citar
São Borja (RS) – No período de 29 de outubro a 3 de novembro, a 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada realizou a Operação Furacão - exercício tático avaliativo aplicado pelo Centro de Adestramento Leste (CA-Leste).

Foi realizada na região de São Borja, Nhuporã, Coudelaria de Rincão e município de Itacurubi, e contou com o emprego de tropas do 19º Regimento de Cavalaria Mecanizado.

A Operação Furacão possibilitou avaliar o desempenho técnico e profissional dos quadros envolvidos, aplicar a Doutrina Militar Terrestre no planejamento dos principais tipos de Operações, exercitar e desenvolver atributos de chefia e liderança em um cenário operacional simulado e realizar o adestramento da tropa.

FONTE: http://www.3de.eb.mil.br/index.php/component/content/article?id=443&




« Última modificação: Novembro 10, 2017, 02:46:08 am por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1002 em: Novembro 10, 2017, 03:26:07 am »
Cerimônia de início do exercício AMAZONLOG17


Citar
Tabatinga (AM) – Na manhã dessa terça-feira, 7 de novembro, uma formatura geral simbolizou o início das atividades do AMAZONLOG17, Exercício Multinacional Interagências de Logística Humanitária. O evento aconteceu no Aeroporto Internacional de Tabatinga (AM), reunindo todas as vertentes envolvidas na atividade, do Brasil, Colômbia, Peru e Estados Unidos, além de observadores militares de 22 nações amigas, integrantes de agências governamentais brasileiras, estrangeiras e representantes de empresas de material de emprego militar de uso dual.

O Comandante Logístico, General de Exército Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, Comandante do AMAZONLOG17, presidiu a formatura, que contou com tradução em espanhol e inglês. Nas suas palavras de boas-vindas, o General Theophilo aproveitou para homenagear, em particular, os militares brasileiros, colombianos e peruanos com brados característicos de algumas tropas desses países que atuam no ambiente amazônico: “Selva”, “Lanceros” e “Comando”, respectivamente.

A formatura contou com a participação especial do Comandante do Exército Brasileiro, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, aniversariante do dia. Em transmissão ao vivo, por videoconferência, o Comandante cumprimentou os participantes do AMAZONLOG17, enfatizando a importância do exercício logístico para “atuação em um ambiente tão repleto de desafios, como a Amazônia”.

Um ato simbólico da integração entre as diversas nações e agências participantes marcou a ocasião. Os oficiais mais antigos de cada país presente na atividade, além de representantes das agências, receberam o gorro do AMAZONLOG17, celebrando o espírito de sinergia e trabalho em grupo que caracteriza esse exercício inédito na América do Sul.








FONTE: Agência Verde-Oliva/Exército Brasileiro / http://www.forte.jor.br/2017/11/08/cerimonia-de-inicio-do-exercicio-amazonlog17/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1003 em: Novembro 11, 2017, 01:32:53 pm »
40 viaturas VLEGA Chivunk para o Exército Brasileiro em 2018

VLEGA CHIVUNK rebocando morteiro pesado de 120 mm: ambos PRODE fabricados no Brasil

Citar
Após a conclusão do período de testes do lote piloto (10 protótipos fabricados por R$ 3,2 milhões/US$ 1,3 milhões) no primeiro trimestre de 2018, o Exército Brasileiro deverá contratar a produção e entrega de 40 exemplares da Viatura Leve de Emprego Geral Aerotransportável (VLEGA) CHIVUNK.

A viatura CHIVUNK é um Produto de Defesa (PRODE) desenvolvido pelo Centro Tecnológico do Exército Brasileiro (CTEx) com base nas necessidades doutrinárias e operacionais das Forças de Ação Rápida (leia-se Brigada de Infantaria Paraquedista e Brigada de Forças Especiais).

Projetado para oferecer alta mobilidade em qualquer terreno, pode ser transportado por helicópteros médios (carga externa enganchada), ou por aeronaves de transporte militar C-130 Hércules/EDS KC-390 (até quatro viaturas empilhadas/encaixadas/prontas para lançamento por paraquedas, duas + duas).


Sua grande versatilidade em ações de reconhecimento/ataque, ressuprimento, transporte de material, evacuação de feridos e outras, tornam o CHIVUNK talhado para operar prioritariamente junto a tropas de operações especiais/para-quedistas.

A tração 4×4 e a robustez da suspensão independente nas quatro rodas conferem ao veículo excepcional mobilidade. O chassi tubular extra-reforçado é preparado para resistir ao stress dos lançamentos a baixa altitude (fardos com dois veículos podem ser preparados para lançamento/empilhados como forma de ocupar menos espaço).


Em avaliação

O protótipo da VLEGA CHIVUNK foi avaliado e homologado através do Relatório de Avaliação nº 019/11-CAEx, e o projeto encontra-se atualmente na fase final de avaliação do lote-piloto composto por 10 viaturas, fabricadas entre 2013 e 2017.

Os testes em andamento deverão ser concluídos até fevereiro de 2018 com o emprego dos veículos por frações de tropas paraquedistas e forças especiais, incluindo lançamentos pelo jato de transporte militar KC390.

O veículo para três militares pode ser usado como plataforma para morteiro de 120 mm e está armado, na sua versão padrão, com duas armas anticarro de infantaria ALAC (rojões descartáveis de 81 mm) e uma metralhadora de apoio MAG em calibre 7,62 mm. Transporta até 500 kg de carga e tem autonomia de 590 km.

Os 10 exemplares contratados em 2013 foram manufaturados na cidade de Barueri, interior do Estado de São Paulo, pela empresa CEPPE Equipamentos Industriais e Comércio Ltda, especializada na fabricação, desenvolvimento, manutenção e revitalização de veículos militares (blindados e viaturas leves), fabricação de veículos especiais (ambulâncias, caminhão cozinha, carros forte) e projetos especiais em mecânica, tubulações, estruturas metálicas, etc.

FONTE: http://tecnodefesa.com.br/40-viaturas-vlega-chivunk-para-o-exercito-brasileiro-em-2018/

Citar
Ficha Técnica CHIVUNK:

Comp./Larg./Alt.:                                                      4,68 m x 2,35 m x 2,00 m
Vão livre:                                                              0,32 m
Ângulo de entrada / saída:                                      54,5° / 40,9°
Velocidade máx. / mín.:                                      120 km/h / 3,82 km/h
Rampa longitudinal/Lateral:                              60% / 40%
Transposição de vau:                                              0,50 m
Obstáculo vertical:                                              0,36 m
Autonomia:                                                              590 km
Guarnição:                                                              3 homens
Capacidade de carga:                                              500 kg
Armamento:                                                              1 Mtr 7,62mm MAG
                                                                                   2 Arma Leve Anti-Carro (ALAC/AT-4)
                                                                                   2 Para-FAL

Um helicóptero HM-3 Cougar da AVEX transportando um CHIVUNK como carga externa, durante os testes do projeto
« Última modificação: Novembro 11, 2017, 01:34:27 pm por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #1004 em: Novembro 15, 2017, 09:26:48 pm »
Brigada Guarani realiza o adestramento dos meios de Apoio de Fogo


Citar
Rosário do Sul (RS) – Durante as Operações Gralha Azul e Iguaçu, iniciadas no dia 29 de outubro e atualmente em curso no Campo de Instrução Barão de São Borja, a 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec) – Brigada Guarani – realizou o adestramento dos meios de Apoio de Fogo orgânicos da Brigada.

Dessa forma, ao longo de duas semanas foram realizados diversos tiros com os Obuseiros 105 mm “Light Gun”, Canhões 90 mm das Viaturas Blindadas EE-9 Cascavel, Morteiros Pesados 120 mm, Metralhadoras .50 e Metralhadoras 7,62 mm MAG, incluindo as de dotação das Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal Média Sobre Rodas (VBTP-MSR) Guarani.



FONTE:  http://www.forte.jor.br/2017/11/13/brigada-guarani-realiza-o-adestramento-dos-meios-de-apoio-de-fogo/
 

 

Comando de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (Cmdo Com GE Ex)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 2
Visualizações: 111
Última mensagem Julho 23, 2019, 07:09:03 pm
por Vitor Santos
Aviação do Exército (AvEx)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 88
Visualizações: 2245
Última mensagem Setembro 04, 2019, 01:49:57 pm
por Vitor Santos
Projeto Combatente Brasileiro (COBRA)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 3
Visualizações: 273
Última mensagem Junho 25, 2019, 10:33:31 pm
por Vitor Santos
Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 53
Visualizações: 2520
Última mensagem Agosto 27, 2019, 12:47:50 am
por Vitor Santos
Exército Brasileiro usará dirigíveis na Amazônia

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 2
Visualizações: 2881
Última mensagem Janeiro 18, 2005, 07:13:34 pm
por J.Ricardo