Notícias do Exército Brasileiro

  • 1206 Respostas
  • 324673 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #945 em: Agosto 09, 2017, 05:48:50 pm »
5º RCC - Regimento "Tenente Ary Rauen" recebe viaturas


Citar
Rio Negro (PR) – O 5º Regimento de Carros de Combate – Regimento "Tenente Ary Rauen" – recebeu novas viaturas blindadas de transporte de pessoal M113-BR e viatura socorro Leopard “Berg Panzer”.

Os M113 estavam no Parque Regional de Manutenção/5 (Pq R Mnt/5), em Curitiba, para passar por um processo de repotencialização, no qual foram trocados o motor, lagartas, transmissão, entre outros equipamentos. Os novos blindados serão distribuídos entre as subunidades do 5º RCC.

O M113 é oriundo dos Estados Unidos e, pesando 12 toneladas, é equipado com uma metralhadora Browning .50 e blindagem de alumínio. Foram fabricados mais de 80.000 unidades em todo o mundo, sendo usado em várias guerras, como no Vietnã, Irã-Iraque e ainda hoje usado em operações no Iraque por tropas Norte Americanas.

O “Berg Panzer” é de fabricação alemã, serve para prestar socorro e reboque aos blindados, fazer pequenos serviços de terraplanagem e é equipado com braço mecânico e guincho.

FONTE: http://www.eb.mil.br/web/noticias


 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #946 em: Agosto 20, 2017, 04:47:24 am »
Exercício de Tiro de Artilharia Antiaérea do Exército Brasileiro




Veículo do Centro de Operações Antiaéreas


Interior do Centro de Controle de Operações Antiáereas


Radar Saber 60


VBC AAe Guepard


VBC AAe Guepard


Bofors 40mm


Igla S


Igla S


RBS 70


Alvo Aéreo


RBS 70


RBS 70


Guepard 1A2


Guepard 1A2

FONTE: http://www.defesaaereanaval.com.br/exercicio-de-tiro-da-artilharia-antiaerea-do-exercito-brasileiro/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #947 em: Agosto 20, 2017, 04:56:45 am »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #948 em: Agosto 24, 2017, 01:55:38 pm »
OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DA TORRE E DOS ARMAMENTOS REMOTAMENTE CONTROLADOS DO "GUARANI"


Citar
Cascavel (PR) – De 14 a 18 de agosto, o 15º Batalhão Logístico (15º B Log) ministrou um Estágio de Operação e Manutenção em 1º Escalão da Torre Automática UT-30BR, que equipa a Viatura Blindada de Transporte de Pessoal – Média de Rodas (VBTP-MR) Guarani. A capacitação foi direcionada a graduados integrantes das organizações militares da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec) e do 14º Regimento de Cavalaria Mecanizado (14º RC Mec).

Prover as condições e capacidades para que esses militares operem e realizem a manutenção do equipamento foi o objetivo do Estágio, que tinha por foco, ainda, a multiplicação dos conhecimentos adquiridos no Centro de Avaliação do Exército no ano de 2016.

A Torre UT-30, que equipa as viaturas Guarani, possui modernos equipamentos de visão noturna, sensores de fluxo calor e um canhão 30 mm como arma principal. O armamento é totalmente controlado de modo remoto do interior da viatura, por meio de um sistema de câmeras externas, que envia imagens a um monitor de LCD, proporcionando ao atirador e ao chefe da viatura o controle do acionamento das armas, por comandos do tipo joystick.

No dia 14 de julho, a Brigada recebeu as seis primeiras VBTP-MR Guarani equipadas com os sistemas de armas automatizados UT-30BR. A previsão é receberem, no total, 12 viaturas com tais configurações, que fazem parte do lote de experimentação doutrinária da Nova Família de Blindados, desenvolvido pela Diretoria de Fabricação.

Com a ideia de aumentar o poder de fogo e a proteção blindada da 15ª Bda Inf Mec, as VBTP-MR Guarani atuarão em operações de defesa externa, de combate a ilícitos transfronteiriços e de proteção de infraestruturas críticas existentes na região oeste do estado do Paraná.

FONTE:http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/8267769



 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #949 em: Setembro 03, 2017, 08:02:03 pm »
Algumas postagens deste tópico desapareceram. ??? Mas tudo bem, seguimos com as notícias...

Exército vai inspecionar tanques Leopard 1A5 na Itália e Suíça


Citar
Designação para viagem de serviço ao exterior. O COMANDANTE DO EXÉRCITO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 4º da Lei Complementar nº 97, de 9 de junho de 1999, alterada pela Lei Complementar nº 136, de 25 de agosto de 2010, combinado com o art. 1º do Decreto nº 8.798, de 4 de julho de 2016, e considerando o disposto no art. 20, inciso VI, alínea “i”, da Estrutura Regimental do Comando do Exército, aprovada pelo Decreto nº 5.751, de 12 de abril de 2006, e o que prescreve a Portaria nº 545-MD, de 7 de março de 2014, resolve DESIGNAR os militares a seguir nomeados, todos da D Mat, para realizar inspeção dos blindados VBC CC Leopard 1A5 (Atv PVANA Inopinada X17/760), na cidade de Villese, na República Italiana, e nas cidades de Tune e Zurique, na Confederação Suíça, no período de 1º a 10 de setembro de 2017, incluindo os deslocamentos:

Cel QEM R/1 ARTHUR ROZENDO DE CAMPOS LEITE, Prestador de Tarefa por Tempo Certo;
Ten Cel QMB MARCO AURÉLIO DUARTE SILVA;
Ten Cel Cav MARCOS ANTONIO SILVANO DOS SANTOS;
e 1º Sgt MB/Mnt Armt NILSON ROBERTO DA SILVA.

FONTE: Boletim do Exército nº32 de 2017/COLABOROU: Manuel Flávio / http://www.forte.jor.br/2017/08/31/exercito-vai-inspecionar-tanques-leopard-1a5-na-italia-e-suica/
« Última modificação: Setembro 03, 2017, 08:06:35 pm por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #950 em: Setembro 03, 2017, 08:18:26 pm »
Bon Bagay,missão cumprida – cerimônia marca a saída das tropas brasileiras do Haiti


Citar
Porto Príncipe (Haiti), 01/09/2017 – A cerimônia na noite desta quinta-feira (31), na Base General Bacellar, em Porto Príncipe, marcou a despedida do Contingente Brasileiro (CONTBRAS) da Missão de Paz para Estabilização do Haiti (MINUSTAH). A partir de agora, as operações das tropas estão encerradas e a etapa final de desmobilização será concluída em 15 de outubro, que compreende as medidas de repatriação de pessoal e material.

Pela segunda vez no Haiti, o ministro Jungmann, ressaltou que o componente militar deixa o país caribenho, mas não o Brasil, que continuará suas relações em outras áreas, como saúde e assistência humanitária. “Somos muito agradecidos ao povo do Haiti, com o qual nós ganhamos laços de amizade que serão absolutamente permanentes. Tenho certeza que tenderão a ser ampliados, para o benefício de nossos dois países”, afirmou.

Antes da solenidade, o ministro da Defesa, Raul Jungmann foi recebido pelo primeiroministro do Haiti, Jack Guy Lafontant, na sede do governo haitiano. Sobre o encerramento da MINUSTAH, o representante do governo haitiano afirmou ter de enfrentar com os próprios meios os desafios do país, mas conta com o apoio de países amigos como o Brasil. “Isso nos permitiu ter uma estabilidade política no Haiti e esperamos mantê-la”, disse.

Cerimônia de encerramento

Na chegada à base brasileira, na área do Batalhão Brasileiro de Força de Paz (BRABAT), o ministro Raul Jungmann recebeu as honras militares e foi acompanhado pelo Force Commander da MINUSTAH, general Ajax Porto Pinheiro, que mostrou ao ministro o monumento construído em homenagem aos militares mortos na ocasião do Terremoto de 2010.

Mais de 37 mil militares brasileiros em 13 anos de MINUSTAH

A MINUSTAH contou com a participação do Brasil desde 2004, sempre com o maior contingente de tropa, além da honra e responsabilidade de manter um oficial general como Force Commander do componente militar.

Mais de 37 mil militares brasileiros estiveram na Operação de Paz no Haiti nesses 13 anos. Eles cumpriram os objetivos destinados ao componente militar: contribuir para a manutenção do ambiente seguro e estável no Haiti; cooperar com as atividades de assistência humanitária e de fortalecimento de instituições nacionais; e realizar operações militares de manutenção da paz na sua área de responsabilidade.

FONTE: MD / FOTOS: Tereza Sobreira
http://www.defesaaereanaval.com.br/bon-bagay-missao-cumprida-cerimonia-marca-a-saida-das-tropas-brasileiras-do-haiti/




« Última modificação: Setembro 03, 2017, 08:20:51 pm por Vitor Santos »
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8527
  • Recebeu: 781 vez(es)
  • Enviou: 1270 vez(es)
  • +82/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Exército Brasileiro
« Responder #951 em: Setembro 03, 2017, 08:36:49 pm »
Algumas postagens deste tópico desapareceram. ??? Mas tudo bem, seguimos com as notícias...


Acho que houve um problema e o fórum teve de ser restaurado para uma data anterior.
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Vitor Santos

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #952 em: Setembro 03, 2017, 08:42:34 pm »
Algumas postagens deste tópico desapareceram. ??? Mas tudo bem, seguimos com as notícias...


Acho que houve um problema e o fórum teve de ser restaurado para uma data anterior.

Afirmativo. HSMW, o Sr. chegou ler minha resposta acerca do Leo1A5 do EB e seus "rivais" no teatro sul-americano?
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8527
  • Recebeu: 781 vez(es)
  • Enviou: 1270 vez(es)
  • +82/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Exército Brasileiro
« Responder #953 em: Setembro 03, 2017, 09:03:35 pm »
Infelizmente não.
Disse em brincadeira se não vinham também uns F-104 Starfigther juntamente com os Leopard 1A5.  ;D
Sendo este um modelo já ultrapassado a nível de blindagem e poder de fogo, qual o nível de ameaça real para a força blindada brasileira?
E se é viável a utilização de carros de combate mais pesados no território brasileiro?

http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #954 em: Setembro 03, 2017, 11:40:27 pm »
Infelizmente não.
Disse em brincadeira se não vinham também uns F-104 Starfigther juntamente com os Leopard 1A5.  ;D
Sendo este um modelo já ultrapassado a nível de blindagem e poder de fogo, qual o nível de ameaça real para a força blindada brasileira?
E se é viável a utilização de carros de combate mais pesados no território brasileiro?

Muito bem...

Havia dito anteriormente que, de fato, sua afirmativa em relação à obsolescência do Leopard 1A5 do EB, no que se refere à blindagem e à peça de 105 mm, frente a outros Carros de Combate (CC) modernos (posso listar: Challenger 2, M1 Abrams, Merkava Mk-4, T-80U, T-90, T-14 Armata, AMX-56 Leclerc, Type-99, Ariete C1/Mk II, Type-10, Leopard 2A7)  em operação em exércitos e forças terrestres ao redor do mundo, é correta.

Mas, primeiramente, é preciso entender que, aparentemente, não há uma 'ameaça' séria ao Leo1A5 do EB no teatro sul-americano, em especial nas cavalarias dos exércitos de países que fazem fronteira com o Brasil.

Entre o Brasil e os Leopard 2A4 (o CC de maior poder de fogo na região) do Chile, há uma Cordilheira dos Andes.

Os T-72 do Exército Venezuelano, a primeira vista, não constituem ameaça porque a zona fronteiriça entre Brasil e Venezuela é dominada pela densa floresta amazônica, isto é, terreno e vegetação inviável ao emprego massivo de CCs. Mesmo assim é preciso ressaltar que o EB mantém próxima à fronteira um esquadrão (12º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado - 12º Esqd C Mec) dotado de blindados de reconhecimento Engesa EE-9 Cascavel 6x6, com peças de 90mm.
 
Mais: recentemente foi realizado um exercício de mobilização de CC M60 à região fronteiriça com a Venezuela. Nossos M60-A3 TTS (peças de 105mm) podem ser inferiores aos T-72 (peça de 125mm e blindagem reativa) venezuelanos, mas eles são oponentes poderosos. Os paquidérmicos M60-A3 TTS contam com sistema computadorizado de controlo de tiro, telémetro a laser, sistema NBC e um sistema térmico de visão que permite o combate noturno chamado Tank Thermal Sight. Além disso, os M60-A3 TTS são operacionais e seguem uma doutrina de emprego consolidada.


O único CC em serviço em Exércitos da região que se apresenta como rival aos CC à disposição da Cavalaria Brasileira é o TAM (peça de 105mm raiado) argentino, especialmente sua versão modernizada por especialistas israelenses, o 2C. Dito isto, e em face dos TAM argentinos concentrados próximos a fronteira do Brasil, o EB também concentra seus Leopard 1A5 na fronteira Sul do Brasil por ser uma região onde a vegetação e terreno (planícies com extensos campos abertos) são favoráveis ao emprego massivo de CC e demais meios mecanizados.


O TAM 2C tem uma capacidade de poder de fogo similar a do Leopard 1A5 brasileiro. Porém ele conta com algumas vantagens, tais como: Inclusão de uma APU, acionamento elétrico para torre e canhão, possibilidade de disparo em movimento a média velocidade e sistema dinâmicos especiais. Além disso, o TAM 2C tem a possibilidade de disparar pelo tubo o míssil LAHAT (LAser Homing ATtack)  desenvolvido pela IAI, com capacidade de tiro indireto e certa capacidade contra helicópteros.


Portanto, para o EB, por enquanto, tanto os Leopard 1A5 quanto M60-A3 TTS, ainda 'conseguem' cumprir a missão.

Obviamente, gostaria de ver pelo menos uma centena de Leopard 2 (de preferência a versão A7) no inventário do EB, pelo menos como precaução. E não há restrições para o emprego em território brasileiro de CCs pesados. Presumo que a não efetivação de compra de CCs pesados, tal como o Leopard 2 (peso próximo a 60 tons), por exemplo, se dá pela restrição orçamentária, pela doutrina ainda muito baseada no 1A5-BR e por falta de uma ameaça séria aparente.

As restrições orçamentárias são as maiores inimigas do EB. Aquisição de CCs pesados e novos, por agora, se mostra praticamente impossível.

Aguardemos e torcemos por boa notícias na inspeção de blindados por oficiais do EB na Suíça. 
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #955 em: Setembro 05, 2017, 03:47:08 pm »
Haiti: tínhamos 3 verbos impositivos para essa missão: cooperar, contribuir e realizar. Missão cumprida!


Citar
Após treze anos de participação na Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (MINUSTAH), a tropa brasileira encerra suas operações em solo haitiano. Na noite de 31 de outubro, uma solenidade histórica reuniu o último contingente brasileiro da missão de paz e representantes das Forças Armadas, do Governo Brasileiro e das Nações Unidas. Entre palavras de reconhecimento das autoridades ao trabalho dos militares brasileiros, também ficou marcado o sentimento de satisfação dos capacetes azuis pelo dever cumprido.

“Nós tínhamos três verbos impositivos na missão: cooperar, contribuir e realizar. Contribuir para a estabilização desse país amigo, cooperar em ações humanitárias e também realizar operações para que os dois verbos anteriores fossem concretizados. Cumprimos a missão. Por isso, os brasileiros estão em festa, o Brasil está em festa. Esses militares que estiveram no pátio hoje escreveram a história deles, mas também escreveram a história do Exército Brasileiro”, declarou o Comandante Militar do Sudeste, General de Exército João Camilo Pires de Campos.

Em seguida, será ativada a MINUJUSTH, uma nova missão das Nações Unidas pelo apoio à Justiça no Haiti. O foco da iniciativa será dar suporte às instituições haitianas, especialmente na formação de policiais. “Os capacetes azuis brasileiros serviram na MINUSTAH desde o início da sua implantação. Eles desempenharam um papel crítico na missão ao longo dos anos, durante os quais foram feitos progressos importantes na estabilização da situação no Haiti. As Nações Unidas e o povo haitiano são muito gratos pelo papel central que o Brasil desempenhou nos esforços para criar a estabilidade duradoura aqui, juntamente com as tropas de um total de 24 países”, afirmou a Representante Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas e Chefe da MINUSTAH, Sandra Honoré.


A partir do término das operações, o Contingente Brasileiro intensifica as atividades de desmobilização, que vão tornar possível enviar ao Brasil o material utilizado pela tropa que será reaproveitado em futuras missões, além de separar e fazer o descarte adequado do que não será repatriado. Esse trabalho incluiu catalogar todo o material presente nas bases, produzir a documentação necessária à administração do Exército e preparar as caixas em que o material será encaminhado, por exemplo. Além dos preparativos para o envio de seu próprio material, a BRAENGCOY foi empregada durante todo o 26º Contingente em missões de desmobilização de outras bases da MINUSTAH em diversas regiões do Haiti, incluindo os contingentes do Chile, do Uruguai, da Jordânia, das Filipinas, da Guatemala e da Argentina.

jpg

Durante a MINUSTAH, as tropas brasileiras realizaram intensivo patrulhamento nas áreas que estavam sob sua responsabilidade, participaram de operações com as demais tropas das Nações Unidas e com a Polícia Nacional do Haiti, escoltaram autoridades e proveram segurança para as ações humanitárias e as eleições. Os militares do Brasil também estiveram presentes em momentos de grandes catástrofes naturais no Haiti, como o terremoto de 2010 e, mais recentemente, a passagem do Furacão Matthew. A Companhia de Engenharia Brasileira foi empregada pelas Nações Unidas em obras como construção, asfaltamento e reparação de vias, perfuração de poços, limpeza de valas, distribuição de água e destruição de explosivos.

FONTE: https://orbisdefense.blogspot.com.br/2017/09/haiti-tinhamos-3-verbos-impositivos.html
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #956 em: Setembro 05, 2017, 04:14:41 pm »
































 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #957 em: Setembro 06, 2017, 04:59:10 pm »

Encerramento do Contingente Brasileiro no Haiti
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #958 em: Setembro 08, 2017, 02:42:04 pm »

7 de setembro e o Patriotismo
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Exército Brasileiro
« Responder #959 em: Setembro 08, 2017, 02:52:33 pm »
Desfile Cívico-Militar 7 de Setembro - Brasília-DF














FONTE: Palácio do Planalto
 

 

Comando de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (Cmdo Com GE Ex)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 2
Visualizações: 113
Última mensagem Julho 23, 2019, 07:09:03 pm
por Vitor Santos
Aviação do Exército (AvEx)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 88
Visualizações: 2260
Última mensagem Setembro 04, 2019, 01:49:57 pm
por Vitor Santos
Projeto Combatente Brasileiro (COBRA)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 3
Visualizações: 280
Última mensagem Junho 25, 2019, 10:33:31 pm
por Vitor Santos
Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 53
Visualizações: 2547
Última mensagem Agosto 27, 2019, 12:47:50 am
por Vitor Santos
Exército Brasileiro usará dirigíveis na Amazônia

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 2
Visualizações: 2882
Última mensagem Janeiro 18, 2005, 07:13:34 pm
por J.Ricardo