Empresas de Defesa Portuguesas

  • 109 Respostas
  • 33593 Visualizações
*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4157
  • Recebeu: 263 vez(es)
  • Enviou: 259 vez(es)
  • +54/-9
Re: Empresas de Defesa Portuguesas
« Responder #105 em: Abril 17, 2019, 10:51:31 am »


fonte: Facebook

alguém tem mais info?
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4157
  • Recebeu: 263 vez(es)
  • Enviou: 259 vez(es)
  • +54/-9
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4157
  • Recebeu: 263 vez(es)
  • Enviou: 259 vez(es)
  • +54/-9
Re: Empresas de Defesa Portuguesas
« Responder #107 em: Maio 13, 2019, 10:40:05 am »
Citar
O vice-presidente da Comissão Europeia antevê oportunidades para as pequenas e médias empresas no novo plano de Bruxelas para a defesa.
Em causa está um envelope financeiro que pode chegar aos 13 mil milhões de euros entre 2021 e 2027. Um fundo de apoio às pequenas e médias empresas (PME) do setor da investigação e do desenvolvimento industrial da Defesa. Os projetos escolhidos terão de abranger menos três participantes de três estados-membros ou países associados e devem estar em linha com as prioridades dos países da União Europeia (EU) para a Política Externa e de Segurança Comum e com as que foram acordadas com a NATO. E o vice-presidente da Comissão Europeia (CE), Jyrki Katainen, vê aqui uma oportunidade para as empresas nacionais. “As empresas portuguesas podem participar nas cadeias de valor desses projetos”, afirmou o responsável europeu numa entrevista exclusiva ao Dinheiro Vivo que poderá ler na íntegra no próximo sábado. E de que projetos estamos a falar? Katainen elege algumas das áreas em que Portugal poderá dar cartas. “Drones, satélites, informação, roupa inteligente”, refere o vice-presidente da Comissão, acreditando que “esses são alguns dos projetos com maior potencial para receberem financiamento”. Este é um dos temas abordados pelo responsável pelas pastas do Emprego, Crescimento, Investimento e Competitividade na visita a Portugal que decorre esta quinta-feira, 02 de maio, no encontro com o ministro da Defesa, João Gomes Cravinho. Portugal deverá contribuir com uma verba de 200 milhões de euros para o Fundo Europeu de Defesa (FED). Falta de colaboração custa até 100 mil milhões todos os anos Um dos objetivos do novo fundo europeu é travar o desperdício de verbas. De acordo com as contas da CE, todos os anos, a fragmentação e as ineficiências na defesa tem um custo estimado entre 25 mil milhões e 100 mil milhões por ano. “Os Estados-membros perceberam que um dos problemas é que todos os países estão a investir no mesmo tipo de equipamentos, de forma isolada. Estamos a duplicar tudo 28 vezes e estamos a perder muito dinheiro”, sublinha Katainen, acrescentando que esse foi um dos motivos para avançar com este fundo. “Os Estados-membros desafiaram a CE a criar algo novo. Por isso criámos o Fundo para a Defesa que proporciona financiamento para projetos de investigação e desenvolvimento (I&D). Para se obter financiamento, as empresas têm de colaborar com empresas de outros países”, refere o vice-presidente do executivo comunitário. Katainen sublinha ainda que esta “será a primeira vez que as empresas da UE começam a colaborar. Acreditamos que vai aumentar a eficiência e a inovação, reforçando a indústria europeia da defesa.”

https://www.dinheirovivo.pt/economia/drones-e-roupa-inteligente-as-oportunidades-para-a-industria-lusa-da-defesa/
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4157
  • Recebeu: 263 vez(es)
  • Enviou: 259 vez(es)
  • +54/-9
Re: Empresas de Defesa Portuguesas
« Responder #108 em: Maio 19, 2019, 05:53:14 pm »
CAE 25402 FABRICAÇÃO DE ARMAMENTO
Compreende a fabricação de armas de guerra pesadas (peças de artilharia, canhões, etc.), portáteis
(espingardas, pistolas, metralhadoras, etc.), mísseis balísticos e outras armas ou equipamentos
destinados a fins militares ou defesa civil. Inclui a fabricação de munições (bombas, granadas,
torpedos, minas, etc.), acessórios, partes e peças separados para armamento.
Não inclui:
· Fabricação de acessórios em couro (15120);
· Fabricação de explosivos e detonadores (20510);
· Fabricação de sabres, espadas e baionetas (25710);
· Fabricação de veículos blindados para o transporte de pessoas ou bens (29100);
· Fabricação de mísseis intercontinentais (30300);
· Fabricação de carros de combate (30400);
· Reparação de armamento (33110);
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4157
  • Recebeu: 263 vez(es)
  • Enviou: 259 vez(es)
  • +54/-9
Re: Empresas de Defesa Portuguesas
« Responder #109 em: Julho 11, 2019, 10:37:35 am »
Citar
Agência Europeia de Segurança Marítima (EMSM) está a servir-se de um drone operado pelo CEiiA, Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto, em missões de busca e salvamento, monitoração de poluição e deteção de atividades ilegais, como pesca ilegal e tráfico. As operações, para já, decorrem no espaço aéreo da Islândia, mas vão alargar-se a outros países.

As missões em curso são planeadas e executadas sob a égide da guarda costeira islandesa, que obtém assim informação e imagens em tempo real, contribuindo para o aumento do conhecimento e controlo do panorama de superfície do espaço marítimo de interesse da Islândia.
expresso.pt
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

 

Novo código de conduta no mercado europeu da Defesa

Iniciado por Marauder

Respostas: 0
Visualizações: 1853
Última mensagem Agosto 02, 2006, 09:19:11 am
por Marauder
Estados Europeus maior cooperação na área da Defesa

Iniciado por Mazagão

Respostas: 1
Visualizações: 2741
Última mensagem Junho 29, 2007, 02:03:09 pm
por SSK
Defesa: MDN e Microsoft criam em Portugal Centro de Inovação

Iniciado por comanche

Respostas: 5
Visualizações: 4542
Última mensagem Agosto 15, 2008, 06:18:51 pm
por jmg
Como reduzir carga tributaria em produtos de defesa

Iniciado por Cezar

Respostas: 5
Visualizações: 1610
Última mensagem Maio 31, 2011, 04:37:02 pm
por Cabeça de Martelo
Desenvolvimento da Base Tecnológica e Industrial de Defesa

Iniciado por Ana Magalhães

Respostas: 4
Visualizações: 4859
Última mensagem Agosto 17, 2008, 01:10:56 am
por Chicken_Bone