Energias Renováveis

  • 231 Respostas
  • 53505 Visualizações
*

AC

  • Perito
  • **
  • 398
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #60 em: Agosto 12, 2009, 09:54:52 pm »
FYI, o artigo do Washing Post que é referenciado na notícia:
http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/co ... 03772.html
 

*

Chicken_Bone

  • 488
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #61 em: Agosto 13, 2009, 06:34:39 pm »
Citar
Primeiro Parque da Energia português
Turismo, ambiente e negócios promovem energias renováveis
00h30m
LUÍS HENRIQUE OLIVEIRA

Parceria público-privada na origem de investimento de 25 milhões em Ponte da Barca. Empreendimento alia o turismo e os negócios às energias renováveis. Estrutura ocupará 200 hectares e deverá criar 100 postos de trabalho directos.

"Estratégico. Não só para o concelho mas para toda a região." É assim que o executivo municipal de Ponte da Barca alude ao Parque da Energia, investimento pioneiro a nível nacional que pretende aliar o turismo à promoção de fontes de energia renováveis.

Surgindo na sequência do Plano Estratégico de Desenvolvimento do município, o empreendimento pretende conciliar diversas vertentes - da científica e empresarial à de lazer e turismo - num só espaço, situado junto à albufeira de Touvedo e às portas do Parque Nacional da Peneda-Gerês. As obras devem arrancar até Junho do próximo ano, prolongando-se até 2013. Uma vez concluído, o Parque da Energia deverá gerar perto de uma centena de postos de trabalho directos e outros tantos indirectos.

"Trata-se de um projecto que valoriza a estratégia turística de toda a região, além de criar um importante número de postos de trabalho", assinala o autarca local, Vassalo Abreu. Segundo o edil, promotores privados houve que manifestaram interesse no espaço em causa, situado na sua globalidade na freguesia de Entre-Ambos-os-Rios. Contudo, a opção da autarquia recairia na proposta da Engenheiros Associados, em detrimento de investidores, tanto portugueses como estrangeiros, que chegaram a contactar a Câmara com o intuito de ali criar um campo de golfe.

Do investimento a realizar, mais de duas dezenas de milhões de euros caberão ao parceiro privado, que conta, para o efeito, com o apoio da empresa constituída por investigadores do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores. À Câmara de Ponte da Barca caberá, enquanto parceira do projecto, a construção de um posto náutico, estrutura a erguer junto ao Parque da Energia e que terá por função prestar apoio às diversas actividades desportivas e de aventura ligadas à água e à montanha.

O empreendimento prevê a construção de uma unidade hoteleira de quatro estrelas (com SPA e 40 quartos), bem como de perto de uma centena de casas modulares de pequena/média dimensão, que se pretendem auto-suficientes do ponto de vista energético. No âmbito da promoção das energias renováveis, a proposta contempla um centro de interpretação, que incluirá um museu interactivo sobre a evolução das diferentes fontes energéticas, bem como a futura Academia das Energias, espaço destinado à investigação e que funcionará em articulação com estabelecimentos do Ensino Superior. Paralelamente, o complexo destinará um espaço às empresas do sector, compreendendo a área um centro de negócios e um "showroom", destinado a exposições. Uma área de restauração, comércio e lazer complementam a oferta.


http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/co ... id=1333370
"Ask DNA"
 

*

Chicken_Bone

  • 488
  • +0/-0
Re: Energias Renováveis
« Responder #62 em: Setembro 25, 2009, 12:11:55 am »
Claro que traz água no bico, mas ao menos estão a fazer algo para ajudar.

Citar
EDP ajuda refugiados com energias renováveis
Investimento de 1,3 milhões de euros

O grupo português EDP lançou um projecto-piloto «integrado e sustentável na área das energias renováveis» para o campo de refugiados de Kakuma, no Quénia, num investimento de 1,3 milhões de euros.

«O projecto, inédito à escala mundial, foi apresentado na 5ª Conferência anual Clinton Global Initiative, em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados - UNHCR (ACNUR)», avança fonte da eléctrica portuguesa.

A 5ª Conferência anual da Clinton Global Initiative, está a decorrer entre 22 a 25 de Setembro, em Nova Iorque.

http://diario.iol.pt/economia/edp-renov ... -4058.html
"Ask DNA"
 

*

Nitrox13

  • 91
  • +0/-0
    • http://www.standalgarve.com
Re: Energias Renováveis
« Responder #63 em: Setembro 28, 2009, 10:45:01 am »
http://www.youtube.com/watch?v=Jc9rbysrv24
http://www.youtube.com/watch?v=QJu39UIqefo

Aqui esta uma alternativa, mas que ainda está em estudo, mas pode revolucionar a produção de energia renováveis.
A necessidade aguça o engenho !!!!

nitroxsoft.net

webprogramer4fun
 

*

Magalhaes

  • 63
  • +0/-0
Re: Energias Renováveis
« Responder #64 em: Setembro 29, 2009, 02:38:34 am »
Citação de: "Nitrox13"
Aqui esta uma alternativa, mas que ainda está em estudo, mas pode revolucionar a produção de energia renováveis.
Só é pena a magia não existir... isso é que era!
 

*

SANTACRUZ

  • 61
  • +0/-0
Re: Energias Renováveis
« Responder #65 em: Setembro 29, 2009, 08:41:18 am »
eu trabalho com imas para produzir sensors para aplicacoes da industria aeroespacial, e este e algo que eu tenho pensado no meu tempo libre. eu penso que ha definitivamente potencial… poderia possivelmente ser o proximo desenvolvimento de grande paso na tecnologia. se for possivel era completamente limpo, eletricidade seria quase gratis para todos e definitivamente barato produzir. outra coisa, a energia renovavel atual depende de algo estar disponivel. por exemplo solar exige a luz do sol, hydroelectric exige a agua. isto nao exigiria qualquer outra coisa so imas que significa que poderia produzir 24/7. :idea:
IN HOC SIGNO VINCES
 

*

triturador

  • 16
  • +0/-0
Re: Energias Renováveis
« Responder #66 em: Outubro 01, 2009, 04:59:30 pm »
hola:

quien suministra petroleo a portugal¿?

de donde obtiene la electricidad portugal¿?

saludos
 

*

SANTACRUZ

  • 61
  • +0/-0
Re: Energias Renováveis
« Responder #67 em: Outubro 02, 2009, 09:45:22 am »
IN HOC SIGNO VINCES
 

*

triturador

  • 16
  • +0/-0
Re: Energias Renováveis
« Responder #68 em: Outubro 02, 2009, 11:04:51 am »
gracias :D
 

*

Nitrox13

  • 91
  • +0/-0
    • http://www.standalgarve.com
Re: Energias Renováveis
« Responder #69 em: Outubro 13, 2009, 10:25:07 am »
Citação de: "Magalhaes"
Citação de: "Nitrox13"
Aqui esta uma alternativa, mas que ainda está em estudo, mas pode revolucionar a produção de energia renováveis.
Só é pena a magia não existir... isso é que era!
Pela sua informação no japão já existe estudos sobre ente tipo de produção de energia!!
vá ao google ou ao youtube e escreva "magnet motor generator" e terá informação disponível, e não é preciso magia!!
A necessidade aguça o engenho !!!!

nitroxsoft.net

webprogramer4fun
 

*

AC

  • Perito
  • **
  • 398
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Energias Renováveis
« Responder #70 em: Outubro 13, 2009, 09:22:20 pm »
Caro Nitrox13,
lamento informá-lo mas o Magalhães tem razão. Tratam-se de embustes.
Apesar dos melhores esforços, violar o princípio da conservação de energia tem-se revelado uma impossível.
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11090
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-47
Re: Energias Renováveis
« Responder #71 em: Março 11, 2010, 06:47:48 pm »
Portugal espera ultrapassar meta dos 31%


Portugal poderá ultrapassar a meta de consumir 31 por cento de energia a partir de fontes renováveis até 2020 se tiver condições para exportar o excedente, segundo dados hoje divulgados pela Comissão Europeia.

De acordo com o documento de previsão, entregue em dezembro de 2009 a Bruxelas, Portugal considera que «tem condições e recursos renováveis para ir mais além» do que os 31 por cento que lhe foram atribuídos através da diretiva (lei comunitária) 2009/28/CE.

«No entanto, essa possibilidade está dependente da capacidade de se exportar fisicamente essa produção renovável excedentária, nomeadamente, para a Europa Central. A situação periférica de Portugal e as limitações existentes na capacidade de interligação da rede elétrica, em especial entre a Espanha e a França, constituem à data um obstáculo a esse desiderato», lê-se no documento.

A exportação de energia produzida a partir de fontes renováveis está prevista na diretiva em causa, sendo uma das formas possíveis da União Europeia (UE) chegar à meta comum de consumo final bruto de 20 por cento de energia produzida a parti de fontes renováveis.

Estimativas apresentadas hoje pela Comissão Europeia indicam que a UE poderá ultrapassar em 0,3 por cento essa meta, assumida no âmbito da luta contra as alterações climáticas e a dependência energética.

Bélgica, Dinamarca, Itália, Luxemburgo e Malta são os países que precisarão de importar energia para cumprir o compromisso negociado com Bruxelas.

Segundo o Plano nacional para as energias renováveis, este ano, Portugal vai produzir 11 736 megawatt (MW) e 28 500 gigawatt/h (GWh) de energia a partir de fontes renováveis, valores que atingirão os 14 683 MW e 34 119 (GWh) em 2015 e 19 320 MW e 44 157 GWh em 2020.

As principais fontes são, em Portugal, as barragens e o vento.

No primeiro caso, a energia produzida este ano é de 5160 MW e 11 212 MW, estimando-se em 6671 MW e 14 350 GWh para 2015 e em 8 883 MW e 19 680 GWh para 2020.
A partir da energia solar, produzir-se-ão em 2010 5165 MW e 11 368 GWh , em 2015 6550 MW e 13 860 GWh, chegando ainda em 2020 aos 8500 MW e 16 883 GWh.

Lusa
 

*

Vicente de Lisboa

  • Analista
  • ***
  • 789
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +3/-4
Re: Energias Renováveis
« Responder #72 em: Março 12, 2010, 02:54:43 pm »
Podíamos exportar pelo menos para Espanha, não fosse a EDP andar a anos a fazer lobby contra o aumento da quantidade e capacidade de ligações luso-espanholas. Os monopolistas não gostam de concorrência...  :wink:
 

*

Edu

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 155 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +5/-4
Re: Energias Renováveis
« Responder #73 em: Março 13, 2010, 01:46:47 pm »
E porque não, em vez de tentar exportar energia, diminuir a carga das nossas centrais termoelétricas e diminuir as importações de combustiveis fosseis? Ou então porque não utilizar essa energia para fazer hidrolise da água e produzir hidrogénio para vir a ser utilizado mais tarde?

Caro Vicente de Lisboa, a espanha não tem grande interesse em importar energia Portuguesa, antes de importarem a nossa importam a francesa que é mais barata (produzidas nas centrais nucleares). Bem e isso a EDP não querer aumentar as ligações a espanha tem outra explicação, é que durante o verão, quando as linhas têm menos capacidade de transporte de electricidade, a espanha faz passagem de energia de galiza para a zona de madrid através de Portugal, isso causa muitas vezes uma sobre-carga nas nossas linhas o que faz ir o sistema todo a baixo. Como vê não é de todo benéfico para nós ter muitas ligações a espanha...

Cumprimentos  :wink:
 

*

AC

  • Perito
  • **
  • 398
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Energias Renováveis
« Responder #74 em: Março 13, 2010, 09:21:25 pm »
Citação de: "Edu"
E porque não, em vez de tentar exportar energia, diminuir a carga das nossas centrais termoelétricas e diminuir as importações de combustiveis fosseis?
Isso é o que já se faz.

Citar
Ou então porque não utilizar essa energia para fazer hidrolise da água e produzir hidrogénio para vir a ser utilizado mais tarde?
De momento, a melhor forma de armazenar grandes quantidades de energia eléctrica é bombear àgua para as barragens. Equipar as barragens para fazer isso está contemplado no plano nacional de barragens.
 

 

Energias renovaveis e etanol

Iniciado por GI Jorge

Respostas: 10
Visualizações: 2189
Última mensagem Novembro 17, 2010, 06:17:51 pm
por GI Jorge