Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?

  • 99 Respostas
  • 27939 Visualizações
*

perdadetempo

  • Perito
  • **
  • 473
  • Recebeu: 157 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +24/-1
Re: Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?
« Responder #90 em: Abril 23, 2018, 07:59:56 pm »
Em continuação da mensagem anterior e principalmente ao final do artigo
Citar
...Por outro lado, a Câmara de Coimbra e outros autarcas defendem a instalação de um aeroporto internacional na cidade, projeto que estará já em curso.
, outro artigo com posições sobre onde deve ser o novo aeroporto para servir a região centro  ;D, só que publicado num jornal com muito menos divulgação:
https://www.noticiasdecoimbra.pt/ps-coimbra-unanime-na-defesa-novo-aeroporto-internacional-na-cidade/




 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3245
  • Recebeu: 1438 vez(es)
  • Enviou: 557 vez(es)
  • +205/-9
Re: Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?
« Responder #91 em: Abril 23, 2018, 08:01:58 pm »
Em visita hoje à BA5, o Ministro da Defesa considera prematuro abrir bases aéreas como a de Monte Real ao tráfego aéreo civil.

https://www.dinheirovivo.pt/empresas/ministro-da-defesa-considera-prematuro-partilhar-bases-com-avioes-civis/
 

CJ, se as RYR ou EZY/EZS lhe acenarem com 20 milhões, os tais que dão para comprar Helis ligeiros, não sei não, lá se vai a exclusividade, da FAP, nas Bases Aéreas por este Portugal fora. :nice: :nice: :nice:



Haverá alguns deputados com interesses em investir nas Bases Aéreas ???
É que como com os subsídios mensais que auferem, ficam com o dobro dos ordenados....... :conf: :conf: :conf:

Abraços
« Última modificação: Abril 23, 2018, 08:06:44 pm por tenente »
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2224
  • Recebeu: 1011 vez(es)
  • Enviou: 522 vez(es)
  • +246/-81
Re: Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?
« Responder #92 em: Abril 23, 2018, 10:01:08 pm »
CJ, se as RYR ou EZY/EZS lhe acenarem com 20 milhões, os tais que dão para comprar Helis ligeiros, não sei não, lá se vai a exclusividade, da FAP, nas Bases Aéreas por este Portugal fora. :nice: :nice: :nice:

Como as coisas andam não duvidava nada...  ::)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 10619
  • Recebeu: 359 vez(es)
  • Enviou: 223 vez(es)
  • +58/-37
Re: Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?
« Responder #93 em: Julho 10, 2018, 01:48:03 pm »
Leiria aprova moção pela abertura da base aérea de Monte Real ao tráfego civil


A Assembleia Municipal de Leiria aprovou hoje uma moção, por unanimidade, na qual reclama do Governo a abertura “urgente” da base aérea n.º 5 (BA5), em Monte Real, ao tráfego civil. Esta deliberação deve ser comunicada pelo presidente da autarquia, Raul Castro, aos presidentes da República e da Assembleia da República, e ao primeiro-ministro, entre outras entidades.

Segundo o documento, a moção visa pôr fim "ao adiamento sistemático desta pretensão antiga e justa de toda a população, entidades e instituições da Região Centro de Portugal, para reforço da economia nacional, da sua coesão territorial e do desenvolvimento regional”.

Para além do pedido de abertura, os membros da Assembleia Municipal de Leiria propõem ainda “a criação de uma associação de âmbito da região Centro, constituída por órgãos autárquicos, associações empresariais, instituições ligadas ao turismo e ao ensino superior, outras instituições públicas e privadas com interesses no desenvolvimento da região”.

A moção começa por referir que “os quase 2,5 milhões de habitantes, o meio milhão de emigrantes e as cerca de 74.000 empresas de grande dinamismo interno e externo, de caráter inovador e tecnológico”, projetam a região no mundo, pelo que podem e devem “beneficiar de um equipamento desta importância”.

“Na região Centro de Portugal sempre existiu, sem apoios significativos ou investimentos avultados por parte do Estado central, uma fortíssima dinâmica em todos os aspetos da nossa vida (social, cultural, religioso, académico e empresarial) comum a vários setores de atividade mais tradicionais, como a agricultura ou a mais inovadores, como a indústria, os serviços, o turismo e a gastronomia, plenamente justificadoras de investimentos estruturantes para a região”, adianta.

Por outro lado, os membros da Assembleia Municipal de Leiria, presidida por António Sequeira (PS), notam que o Centro “constitui uma região diversa e completa, com quatro importantes distinções” da UNESCO, “motivos mais que suficientes para a construção de infraestruturas de transporte de relevo que a aproximem do mundo global e que contribuam para o desenvolvimento do país”.

Acresce “a riquíssima oferta turística, com unidades hoteleiras de grande qualidade e capacidade superior a 50 mil camas”, o turismo do Sol ou o desenvolvimento do golfe, exemplos de áreas que “devem crescer mais, ganhando um importante incremento com a chegada de novos consumidores”.

“A importância mundial do turismo religioso que movimenta milhões de pessoas por todo o mundo e considerando a importância única do Santuário de Fátima e sua proximidade a Monte Real é convicção, baseada nos estudos realizados, que permite dotar a aviação civil em Monte Real de massa crítica suficiente, permitindo a sua rentabilização quase imediata com os mais de oito milhões de visitantes por ano”, salienta a moção.

Segundo o documento, “a aviação civil em Monte Real assume-se como uma alternativa” aos aeroportos e Lisboa e Porto, destacando igualmente a “unanimidade em torno da abertura da aviação civil em Monte Real, que junta a sociedade civil, a comunidade empresarial, os dignitários religiosos, os partidos políticos, bem como outras associações de relevo”.

A moção critica ainda “o Estado Central e os seus diversos governos” que “pouco têm feito ao nível do investimento nesta região, e mesmo após decisões da Assembleia da República positivas, não tem atendido aos sólidos argumentos económicos, sociais, culturais e turísticos apresentados”.


:arrow: https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/leiria-aprova-mocao-pela-abertura-da-base-aerea-de-monte-real-ao-trafego-civil
« Última modificação: Julho 10, 2018, 05:49:19 pm por Lusitano89 »
 

*

Ramos

  • Membro
  • *
  • 46
  • Recebeu: 20 vez(es)
  • Enviou: 24 vez(es)
  • +4/-1
Re: Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?
« Responder #94 em: Julho 10, 2018, 04:21:22 pm »
Esta maltinha das autarquias não desiste de ter "uma espécie de aeroporto".

Confesso que agora já enjoa... ou enoja!!!!

Há década e meia a discussão era em torno do novo aeroporto de Lisboa e decidiu-se que o mesmo ia para a Ota. Ao fim de dois anos, a Ota não serve (e de facto até parece que não), e toca a mudar o diapasão para o sul do Tejo.

Entretanto (e corrijam-me se estiver enganado), o Dr. Santana Lopes (sim, esse mesmo, o tal que foi nosso Primeiro Ministro durante seis meses), tem a "peregrina" ideia de abrir Monte Real ao tráfego civil - ideia que nem sequer aos mais progressistas autarcas da região centro havia ocorrido, mas que, uma vez despolatada pelo "menino guerreiro", não mais deixou de fazer parte do imaginário autarquista-populista-despesista-lusitano. Tão só bastou para que, de repente, não mais deixássemos ter ter omnipresente a possibilidade de ter um aeroporto internacional no centro do País, algo que a ninguém antes (julgo eu), havia ocorrido.

Enterrada a Ota, deixado Monte Real em "banho Maria", e eis que surge no consulado do engº. José Sócrates o Aeroporto de Beja (sim, esse fabuloso aeroporto, que recebe milhares de vôos e milhões de passageiros todos os anos).....  :toto:

Ou estarei enganado?
Afinal, depois de 30 ou 40 milhões gastos num terminal a ladear uma Base Aérea (e uns 100 ou 150 funcionários contratados em permanência para acorrer a cada aterragem ou descolagem), reconhece-se finalmente a completa inutilidade da abertura de Beja ao tráfego civil.  :bang:

Pergunta de quem não percebe nada disto.....

Depois de vários anúncios de várias (supostas) localizações de vários (novos ou adaptados) aeroportos, depois de vários assaltos imoiliários especulativos a (várias) envolventes (Ota, Rio Frio, Alcochete, Beja e, ao que tudo indica, agora e uma vez mais, Monte Real), continuamos no mesmo registo?

Desculpem lá, mas isto, pura e simplesmente, METE NOJO!

PS - Ao Fórum Defesa, Bem Vindos de Volta!!!!  ys7x9


« Última modificação: Julho 10, 2018, 04:27:47 pm por Ramos »
 

*

asalves

  • Membro
  • *
  • 272
  • Recebeu: 89 vez(es)
  • Enviou: 34 vez(es)
  • +11/-5
Re: Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?
« Responder #95 em: Julho 10, 2018, 05:08:24 pm »
Só umas contas:

Leiria -> Lisboa (carro) 1h:42m, 151 km
Leiria -> Lisboa (Comboio) 3h:29m IC|IR (percurso + rápido, há um que leva 6 horas)

Beja -> Lisboa (carro) 2h:01m, 177 km
Beja -> Lisboa (comboio) 2h24 IC (percurso - rápido, o + rápido é 11 min mais curto)

Os tempo de Beja -> Lisboa ou Leiria -> Lisboa são praticamente os mesmos.

Ora bem se Beja não compensa para as companhias pois o tempo de transporte para Lx é maior que as vezes o próprio voo. (E segundo sei os voos que foram para Beja os clientes reclamaram porque andaram depois o mesmo tempo de autocarro)
Leiria também não ia compensar. Só uma pessoal muito fraquinha é que não compreende isto.

PS: Tanto quanto sei quase todos ou até mesmo todos os voos para Beja feitos até agora foram comparticipados pelo Estado, pagando este uma parte considerável dos custo do voo á companhia ou agência.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3245
  • Recebeu: 1438 vez(es)
  • Enviou: 557 vez(es)
  • +205/-9
Re: Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?
« Responder #96 em: Julho 10, 2018, 07:17:49 pm »
Leiria aprova moção pela abertura da base aérea de Monte Real ao tráfego civil


A Assembleia Municipal de Leiria aprovou hoje uma moção, por unanimidade, na qual reclama do Governo a abertura “urgente” da base aérea n.º 5 (BA5), em Monte Real, ao tráfego civil. Esta deliberação deve ser comunicada pelo presidente da autarquia, Raul Castro, aos presidentes da República e da Assembleia da República, e ao primeiro-ministro, entre outras entidades.

Segundo o documento, a moção visa pôr fim "ao adiamento sistemático desta pretensão antiga e justa de toda a população, entidades e instituições da Região Centro de Portugal, para reforço da economia nacional, da sua coesão territorial e do desenvolvimento regional”.

Para além do pedido de abertura, os membros da Assembleia Municipal de Leiria propõem ainda “a criação de uma associação de âmbito da região Centro, constituída por órgãos autárquicos, associações empresariais, instituições ligadas ao turismo e ao ensino superior, outras instituições públicas e privadas com interesses no desenvolvimento da região”.

A moção começa por referir que “os quase 2,5 milhões de habitantes, o meio milhão de emigrantes e as cerca de 74.000 empresas de grande dinamismo interno e externo, de caráter inovador e tecnológico”, projetam a região no mundo, pelo que podem e devem “beneficiar de um equipamento desta importância”.

“Na região Centro de Portugal sempre existiu, sem apoios significativos ou investimentos avultados por parte do Estado central, uma fortíssima dinâmica em todos os aspetos da nossa vida (social, cultural, religioso, académico e empresarial) comum a vários setores de atividade mais tradicionais, como a agricultura ou a mais inovadores, como a indústria, os serviços, o turismo e a gastronomia, plenamente justificadoras de investimentos estruturantes para a região”, adianta.

Por outro lado, os membros da Assembleia Municipal de Leiria, presidida por António Sequeira (PS), notam que o Centro “constitui uma região diversa e completa, com quatro importantes distinções” da UNESCO, “motivos mais que suficientes para a construção de infraestruturas de transporte de relevo que a aproximem do mundo global e que contribuam para o desenvolvimento do país”.

Acresce “a riquíssima oferta turística, com unidades hoteleiras de grande qualidade e capacidade superior a 50 mil camas”, o turismo do Sol ou o desenvolvimento do golfe, exemplos de áreas que “devem crescer mais, ganhando um importante incremento com a chegada de novos consumidores”.

“A importância mundial do turismo religioso que movimenta milhões de pessoas por todo o mundo e considerando a importância única do Santuário de Fátima e sua proximidade a Monte Real é convicção, baseada nos estudos realizados, que permite dotar a aviação civil em Monte Real de massa crítica suficiente, permitindo a sua rentabilização quase imediata com os mais de oito milhões de visitantes por ano”, salienta a moção.

Segundo o documento, “a aviação civil em Monte Real assume-se como uma alternativa” aos aeroportos e Lisboa e Porto, destacando igualmente a “unanimidade em torno da abertura da aviação civil em Monte Real, que junta a sociedade civil, a comunidade empresarial, os dignitários religiosos, os partidos políticos, bem como outras associações de relevo”.

A moção critica ainda “o Estado Central e os seus diversos governos” que “pouco têm feito ao nível do investimento nesta região, e mesmo após decisões da Assembleia da República positivas, não tem atendido aos sólidos argumentos económicos, sociais, culturais e turísticos apresentados”.

:arrow: https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/leiria-aprova-mocao-pela-abertura-da-base-aerea-de-monte-real-ao-trafego-civil

A ignorância, Oportunismo, populismo, despesismo, e mais não digo no seu melhor !!!
Este país de repente ficou pejado de iluminados especialistas em aeronáutica e infraestruturas aeroportuárias, anda tanta gente a tentar mamar na teta do estado que é um assombro !!!
Acho que se devia legislar a construção de aeroportos em todas as bases aéreas existentes, e assim talvez alguns autarcas queiram uma base aérea no seu concelho, município, freguesia ou mesmo praça, praceta ou até rua ou mesmo beco, nesta caso para um Heliporto, TENHAM JUIZO E COMPORTEM-SE MEUS SENHORES, ESTA CONVERSA JÁ METE NOJO !!!!! 

abraços
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3245
  • Recebeu: 1438 vez(es)
  • Enviou: 557 vez(es)
  • +205/-9
Re: Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?
« Responder #97 em: Julho 10, 2018, 07:25:57 pm »
Volto a colocar este meu post:

http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=8147.495

Depois do Montijo, agora é Monte Real.

https://www.dn.pt/portugal/interior/psd-insiste-em-voos-civis-na-base-aerea-de-monte-real-e-ps-concorda-9037759.html

Estes inteligentes devem pensar que o equipamento de handling é barato é existe aos milhões, burros até dizer chega!!!!
A quantos kms está Monte Real de Lisboa e do Porto ???
A distância em termos aeronauticos, entre Monte Real e Lisboa é de 126 Kms e do Porto é de 148 Kms, em tempo de voo será de cerca de  dezoito minutos para Lisboa e vinte e dois minutos para o Porto, voos eefectuados com equipamento turbo helice, tipo ATR com uma TAS de 410 kms/h e que atingindo uma TAS de 550Kms/h reduz esses tempos para catorze minutos e dezoito minutos respectivamente.
Para uma aeronave tipo A319, os tempos de voo baixam, para cerca de metade, palavras para quê
!!!!
Será assim tão necessário ter um Aeroporto em todos os distritos ??
Somos um País tão grande que, agora, de repente, necessita de tantos aeroportos ????
foi feito um estudo sobre o volume de voos que vai utilizar o Pseudo Aeroporto em questão, a procura é assim tão grande ???
Eu estou-me a lembrar de Beja, porque será ????
E, também me vou lembrando das obras que serão necessárias para tal empreendimento....... e também penso em quem as vai pagar !!!!

Neste caso, o que é muito interessante é que agora, em Monte Real, os civs podem partilhar as infra estruturas com os Militares, mas no caso do Montijo já existem muitos problemas em tal acontecer!!
Meus senhores não confundam as coisas, o Montijo é um mal necessário, devido á vossa incompetência em ter havido falta de planeamento para a construção atempada de um novo aeroporto, já no caso de Monte Real, as necessidades de um novo Aeroporto não são reais, muito duvidosas mesmo, para não dizer inexistentes, mas no entanto agora já deve haver dinheiro para esbanjar!

Mais do mesmo temos muitos treinadores de bancada e especialistas da TRETA !!!!

Abraços

Abraços
« Última modificação: Julho 10, 2018, 07:28:51 pm por tenente »
 

*

perdadetempo

  • Perito
  • **
  • 473
  • Recebeu: 157 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +24/-1
Re: Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?
« Responder #98 em: Julho 11, 2018, 01:48:11 am »
O mais divertido desta novela é que quando houve um "maluco" que se lembrou de querer construir um aeródromo ao pé de Fátima e gastou umas massas valentes com o sonho de fazer o que estes senhores querem, nenhuma das cabecinhas da região se mostrou interessada, por acaso até puseram bastantes entraves à ideia.
 
Pode-se ver o resultado desses esforços se forem ao Google Earth às coordenadas 39º 35'11.08" N 8º40' 05.832 O

Cumprimentos,
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2224
  • Recebeu: 1011 vez(es)
  • Enviou: 522 vez(es)
  • +246/-81
Re: Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?
« Responder #99 em: Março 09, 2019, 06:39:14 pm »
Monte Real volta à berlinda e até já há um estudo e tudo.  ::)

Citar
Monte Real Pode Aliviar Dois Milhões De Passageiros A Lisboa
09/03/2019
Catanho Fernandes

Pedro Machado, presidente do Turismo do Centro de Portugal, defendeu, uma vez mais, a criação de uma aeroporto comercial no distrito de Leiria, onde possam desembarcar os milhares de turistas que anualmente visitam o Santuário de Fátima, um dos três destinos religiosos mais procurados na Europa. A criação desse aeroporto, sugerem também as entidades autárquicas e regionais, desde há vários anos, resultaria da transformação ou adaptação da base da Força Aérea Portuguesa em Monte Real, onde aliás, têm desembarcado e embarcado, em aviões comerciais de carreira, os Papas da Igreja Católica que, nos últimos 50 anos, têm se deslocado em peregrinação ao Santuário. Isso aconteceu, na última vez, em maio de 2017, com o Papa Francisco que chegou de Roma num voo da Alitalia. Regressou a Itália, no dia seguinte, num voo especial da TAP Air Portugal, que partiu de Monte Real em direção à capital italiana.“A abertura de Monte Real à aviação civil é uma janela de oportunidade para a região e para o País, que será possível com um investimento de 30 milhões de euros, infinitamente menor do que outros investimentos”, disse esta semana Pedro Machado, ao falar em Fátima nos VII Workshops Internacionais de Turismo Religioso, que decorrem até este sábado, dia 9 de março.

O mote para as declarações do líder da Entidade Regional foi a nova rota aérea entre o santuário francês de Lourdes e Lisboa, criada recentemente pela companhia irlandesa de baixo custo Ryanair, e que foi anunciada neste encontro em Fátima.“É um sinal evidente de que chegou a altura de se avançar com uma estrutura aeroportuária no Centro de Portugal, que sirva o Santuário de Fátima. Se Lourdes é viável, um aeroporto que sirva Fátima também o será”, sublinhou Pedro Machado, que preside também à Agência Regional de Promoção Turística do Centro de Portugal. Pedro Machado lembrou ainda que em 2017, ano da visita do Papa Francisco, Fátima recebeu mais de sete milhões de visitantes, segundo dados oficiais. Esse número esteve muito perto de ser atingido de novo em 2018. O líder da Turismo Centro assegura que adaptação de Monte Real a voos comerciais “será rápida e relativamente barata”, citando um estudo da firma alemã de consultoria estratégica Roland Berger que aponta para um investimento de 25 milhões de euros em seis meses.

Para que uma operação aeroportuária seja sustentável é preciso um número mínimo de 1,2 milhões de passageiros, segundo os critérios do Instituto Nacional de Aviação Civil. De resto, refere ainda Pedro Machado, o Aeroporto de Lisboa rejeitou no ano passado milhares de voos que poderiam ter transportado para Portugal cerca de dois milhões de passageiros. Aqui poderá estar uma das soluções para a saturação do tráfego aéreo na capital portuguesa, já que muitos dos passageiros que desembarcam em Lisboa, dirigem-se para a Região Centro de Portugal.“Abrir Monte Real à aviação comercial justifica-se e é viável. Assim o poder político o queira”, concluiu Pedro Machado.

https://newsavia.com/monte-real-pode-aliviar-dois-milhoes-de-passageiros-a-lisboa/?fbclid=IwAR093o3-O4v_-4z3ngcIpPO0bqe8E87mTCHoMhISofafnSy_vPwT-z7wODA
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

 

Açores: radares de defesa aérea a partir de 2011

Iniciado por pmdavila

Respostas: 18
Visualizações: 9039
Última mensagem Maio 20, 2008, 04:09:50 pm
por Lancero
Sistema de Defesa Aérea

Iniciado por Shar[K]

Respostas: 34
Visualizações: 9127
Última mensagem Julho 11, 2006, 02:06:47 pm
por Spectral
Dúvidas Polícia Aérea

Iniciado por tiagu25

Respostas: 98
Visualizações: 28194
Última mensagem Abril 16, 2019, 11:33:26 pm
por Miguelch22
SDA - Sistema de Defesa Aérea

Iniciado por pauloramo

Respostas: 79
Visualizações: 20849
Última mensagem Dezembro 08, 2017, 09:56:58 pm
por nelson38899
A-7P defesa aérea

Iniciado por JP Vieira

Respostas: 55
Visualizações: 12614
Última mensagem Setembro 28, 2007, 02:01:55 am
por Charlie Jaguar