Crise Financeira Mundial

  • 363 Respostas
  • 64901 Visualizações
*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #345 em: Agosto 24, 2015, 11:22:29 am »

Segunda-feira negra. Terremoto nas bolsas de todo o mundo.
« Última modificação: Agosto 25, 2015, 12:00:16 am por olisipo »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11090
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-47
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #346 em: Agosto 24, 2015, 02:27:11 pm »
Longe dos holofotes dos mercados, a Finlândia vive uma crise profunda


Em 2011, os portugueses tiveram oportunidade de assistir a um vídeo da Finlândia - em resposta a outro que Portugal já tinha feito -, em que os finlandeses diziam que iam abster-se de gozar com a situação da economia nacional, embora pudessem fazê-lo. Em boa hora não o fizeram. Quatro anos depois, a economia nórdica mergulhou numa crise estrutural sem fim à vista e não está em posição de gozar com ninguém.

A crise de dívida e o consequente caminho da austeridade atiraram a zona euro para uma crise que teve o pico nos dois anos de recessão de 2012 e 2013. Os holofotes estiveram sempre virados para os países gastadores do sul da Europa, obrigados a resgates da ‘troika' e grandes responsáveis pela frágil situação da moeda única. Mas, durante esse período, sem que se olhasse muito para lá, houve outros Estados-membro mais a Norte que também começaram a enfrentar dificuldades. A Finlândia foi um deles e é também o mais problemático, devido ao carácter estrutural da crise.

A zona euro já começou a recuperar e até os países resgatados começam a ver a luz ao fundo do túnel. A economia finlandesa, pelo contrário, foi das poucas da moeda única ainda em recessão em 2014 e, em 2015, prepara-se para o quarto ano consecutivo de quebras no PIB.

Depois da queda de 0,4% no ano passado, o governo finlandês previa que a economia crescesse uns tímidos 0,3% este ano. Mas já lá vão seis meses e o PIB continua a cair: depois dos -0,2% do primeiro trimestre, a estimativa para o segundo aponta para -0,4%, um mau sinal para o que falta do ano. "As perspectivas não são boas. Os números do segundo trimestre são ainda uma estimativa rápida que pode exagerar um pouco a queda. Mas, mesmo assim, não espero uma mudança rápida de direcção na economia. Este ano será, provavelmente, o quarto consecutivo de recessão", diz Pasi Sorjonen, economista-chefe do Nordea, o maior banco da região nórdica.

O desemprego na Finlândia ainda está longe do recorde de 25% de Espanha e Grécia, mas ficou próximo de 9% no ano passado e continuou a subir nos primeiros seis meses de 2015. "Fomos atingidos por vários choques ao mesmo tempo. Há poucos países na Europa - se é que há algum - que tenham sofrido os mesmos choques", considera Erkki Liikanen, o governador do banco central do país, numa conversa com o Financial Times.

Os afundamentos da Nokia e da indústria florestal, os dois maiores motores da economia, agravaram ainda mais os problemas no mercado de trabalho. O ministro das Finanças, Alexander Stubb, fala numa "década perdida" e economistas da região prevêem início de depressão mais grave do que aquela que o país viveu na década de 90.

"Começou com uma combinação da crise financeira de 2008 e da crise europeia, agravadas pelos problemas da Nokia e da floresta", afirma Sorjonen. "Depois do colapso da Nokia, a economia já não é o que era. O PIB tem estado permanentemente a um nível mais baixo e o potencial de crescimento é muito inferior", acrescenta, sublinhando que a crise "não é uma questão de ciclo económico, é mesmo estrutural e a recuperação só chegará com reformas estruturais".  As consequências políticas estão à vista: muitos finlandeses culpam o euro do declínio do país e, nas eleições de Abril, o partido anti-europeu "Finlandeses" foi o segundo mais votado e acabou por ir parar ao actual governo de coligação.

As agências de ‘rating' também começam a reconhecer o problema e, este ano, a Standard & Poor's tornou-se a primeira a retirar a notação máxima de ‘AAA' à Finlândia. Até porque os problemas económicos começam a ter impacto nas contas públicas: o défice passou o limite de 3% do PIB no ano passado e este ano deverá ficar em 3,3%, colocando Helsínquia sobre os Procedimentos por Défices Excessivos da Comissão Europeia. "A despesa está construída sobre uma economia que já não existe. A nossa capacidade de cobrar impostos enfraqueceu e não consegue contrabalançar a elevada despesa pública", admite o economista-chefe do Nordea.

A dívida pública também deve este ano romper o limite de Bruxelas, mas mantém-se próxima dos 60% do PIB. Noutra economia, poderia significar o recurso a estímulos. Na Finlândia, fiel defensora da teoria da austeridade alemã, isso é mais difícil. "É preciso cumprir o que se apregoa para os outros", frisa Sorjonen, reconhecendo que o futuro próximo não parece risonho, porque o actual governo está a tentar cortar na despesa - depois do falhanço das subidas de impostos dos últimos anos -, mas os finlandeses estão a rejeitar o medicamento que, nos últimos anos, defenderam para o Sul da Europa.


Económico
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #347 em: Setembro 19, 2015, 11:12:34 am »

O "dia negro" da Finlândia

Citar
(...) The weakest economy in the eurozone this year might not prove to be Greece or Portugal, but Finland. The Nordic country is entering its fourth year of recession (...)

 :arrow:   Finland after the boom: "Not as bad as Greece, yet, but it's only a matter of time"

http://www.theguardian.com/world/2015/a ... mber-nokia
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7470
  • Recebeu: 639 vez(es)
  • Enviou: 781 vez(es)
  • +102/-30
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #348 em: Novembro 30, 2015, 07:17:44 pm »

Ouro já desvalorizou 7,5% em novembro
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5466
  • Recebeu: 1098 vez(es)
  • Enviou: 602 vez(es)
  • +375/-136
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #349 em: Fevereiro 15, 2016, 03:40:50 pm »
https://www.facebook.com/profile.php?id=100002106016866
Citar
DEUTSCHE BANK

A exposição do Deutsche Bank no mercado de derivados é 20 vezes maior que o PIB da Alemanha e 5,7 vezes maior que o PIB total da Zona Euro. O maior banco de investimento alemão é um dos muitos que andam há muitos anos a arriscar em fundos especulativos gigantescos no grande casino global. O Deutsche Bank e outros sobreviveram ligados à máquina nos últimos anos anos graças às políticas de austeridade, abençoadas na UE pela Alemanha e países satélites da geringonça financeira do €. Só nos últimos anos, biliões de euros foram transferidos directamente do bolso dos contribuintes para os grandes bancos. São conhecidos os resultados polítcos, económicos e sociais dessas políticas de salvamento dos grandes bancos, ditas de saneamento de finanças públicas.
Curiosidades... ou que o por aí vem e nada tem a ver com o Costa e o Passos.. ::) :o


Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15017
  • Recebeu: 1004 vez(es)
  • Enviou: 945 vez(es)
  • +171/-168
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #350 em: Setembro 28, 2016, 11:16:33 pm »
Warren Buffett Is the Latest Billionaire To Jump Ship From The Markets

Right now the market is perceived to be so dangerous that it’s even chased the most fearless value investors to the sidelines.

Just this evening, in the Presidential debate, Trump warned that the stock market was a bubble “about to pop”.

Now, the bearish billionaire circle has grown even wider with the addition of Warren Buffett.

The “Oracle of Omaha” as he’s known, currently has more money outside the markets than ever before in his five decades running Berkshire-Hathaway.



This is a striking fact considering that Buffett is very well known for his long-term investment strategy – an approach that requires one to constantly have most of their capital tied up in order to generate consistent returns.

x

x

That’s right, as the S&P 500 is near record highs, Warren Buffet is more out of the market than he has ever been and waiting for a collapse.

That the 86 year old has so much dry powder, shows his anticipation of a massive market crisis and quite possibly the biggest buying opportunity of his life. Just like us, Buffet is ready to survive and prosper through this calamity.

And with asset prices at all time highs and CNBC and Fox business puppets still perpetuating the great recovery myth, you might expect all these smart money billionaires to be piling into stocks to ride the upside. Instead they obviously know the “goldilocks” recovery holds true to its name’s fairytale origin.

They say “follow the smart money”… and Buffett is known as one of the smartest!

And even more multi-billion dollar fund managers are coming out and warning.

Tad Rivelle, the chief investment officer of TCW’s $195 billion investment fund, is yet another outspoken multi-billion dollar fund manager who’s expressed concern about the economy and monetary policy gone awry.

Rivelle mentioned in a Bloomberg interview last week that he thinks it’s “Time to leave the dance floor” because, to paraphrase, corporate debt is piling up faster than income is increasing.

In a note to investors Rivelle argued, “Face it: the central banking Emperors have no clothes.” he continued:

“…The Fed could continue to use its printing press to falsify capital market signals, but to what end? When a central bank buys an asset with an electronically printed dollar, a “something for nothing” trade has taken place. Unless everything we understand about economics is plain wrong, the Fed cannot go on blithely adding printing press dollars to the system and expect no ill effects.”

The letter continues:

“Our counsel remains as it has been: avoid those assets that will be broken in the coming de-leveraging while keeping a ‘steady as she goes’ attitude towards the future purchase of those assets that will merely bend when the flood comes.”

He actually called the coming de-leveraging, “the flood”. Even the language of these top money people is biblical in nature.

When we first began ringing the alarm bells about an impending financial crisis last summer, we were nearly the only ones doing it. Then, month after month, some of the biggest names in money and finance have not only climbed aboard our bandwagon, but have practically stampeded past us.

Now, we can barely keep up with the amount of people warning of impending doom.

Last summer we made a call for subscribers that earned 4,500% in just three days by calling the market crash in late August correctly.

And, our Senior Market Analyst, Ed Bugos, has just reissued a very similar play in an alert to Premium subscribers on September 16th.

There is no guarantee we’ll make another 4,500% gain in a short amount of time, of course. But it is virtually the exact same investment play we made last summer which made a fortune.

And, that was before we had the likes of Soros, Trump, Rothschild, Jim Rogers and numerous other billionaires, also feeling the same way as us.

We are now less than a week away from the end of the Jubilee Year and if our call is right, we could again make mind boggling returns in just the next few weeks or months.

And, the best part about this type of an out-of-the-money shot is that you can put a small amount of money into it and possibly make large returns… and if it is wrong, you lose just a small amount of money.

Subscribe to TDV Premium and get immediate access to Ed Bugos’ pick in his alert of September 16th.

If the ship’s going down, and soon, it’ll be much more enjoyable making a massive investment return off of it than going down with everyone else.

Originally Appeared At The Dollar Vigilante


Read more at http://www.maxkeiser.com/2016/09/warren-buffett-is-the-latest-billionaire-to-jump-ship-from-the-markets/#89pIXy5XArHgr1RA.99
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15017
  • Recebeu: 1004 vez(es)
  • Enviou: 945 vez(es)
  • +171/-168
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #351 em: Março 17, 2017, 03:02:13 pm »
A razão da diarreia mental do Erdogan e seu governo:

https://www.bloomberg.com/news/articles/2017-03-16/turkey-raises-late-liquidity-rate-to-11-75-after-fed-s-move

E depois são os Holandeses e a UE...
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

perdadetempo

  • Perito
  • **
  • 489
  • Recebeu: 161 vez(es)
  • Enviou: 306 vez(es)
  • +27/-1
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #352 em: Junho 08, 2017, 03:23:01 pm »
Banco Popular comprado por um euro...

Será que isto irá significar o fim dos milhares de milhões de euros gastos pelos contribuintes para safar bancos?

Citar
   

El Banco Santander ha comprado el Banco Popular al Mecanismo Único de Resolución europeo (MUR) por un euro ante el riesgo de que hoy mismo no tuviera liquidez suficiente para atender a sus clientes. Esta mañana, la Junta Única de Resolución europea (SRB por sus siglas en inglés), perteneciente al MUR, hizo pública la decisión. La drástica medida, nunca antes tomada en Europa, se ha acelerado por los problemas de liquidez del Popular ya que estaba prevista para realizar el próximo viernes con los mercados cerrados....(continua)

http://economia.elpais.com/economia/2017/06/07/actualidad/1496815101_806944.html

Também aqui
https://www.bloomberg.com/news/articles/2017-06-08/mission-impossible-saving-banco-popular-too-much-for-saracho

Cumprimentos,
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1376
  • Recebeu: 393 vez(es)
  • Enviou: 193 vez(es)
  • +144/-13
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #353 em: Junho 08, 2017, 05:01:02 pm »
Banco Popular comprado por um euro...

Será que isto irá significar o fim dos milhares de milhões de euros gastos pelos contribuintes para safar bancos?

Citar
   

El Banco Santander ha comprado el Banco Popular al Mecanismo Único de Resolución europeo (MUR) por un euro ante el riesgo de que hoy mismo no tuviera liquidez suficiente para atender a sus clientes. Esta mañana, la Junta Única de Resolución europea (SRB por sus siglas en inglés), perteneciente al MUR, hizo pública la decisión. La drástica medida, nunca antes tomada en Europa, se ha acelerado por los problemas de liquidez del Popular ya que estaba prevista para realizar el próximo viernes con los mercados cerrados....(continua)

http://economia.elpais.com/economia/2017/06/07/actualidad/1496815101_806944.html

Também aqui
https://www.bloomberg.com/news/articles/2017-06-08/mission-impossible-saving-banco-popular-too-much-for-saracho

Cumprimentos,

Era bom que fosse verdade!
O caso do Banco Popular (para além dos 100 mil milhões pedidos por Espanha à UE para salvar os bancos, é preciso não esquecer esse pormenor) é muito peculiar. Para além de "apenas" ter provocado a perda de capital dos accionistas, obrigam o novo comprador a injectar 7 mil milhões de imediato e a assumir "supostamente" todas as responsabilidades! Apesar de todos estarem cientes de que muita gente vai ser despedida e muitas agências vão ser fechadas, quer em Espanha quer em Portugal.

Agora uma coisa engraçada (não tenho dúvidas que o BCE obrigou a venda imediata ou a fechar portas), é que parece que o único banco elegível e com permissão de efectuar compras quer em Portugal quer é Espanha é o Santander! Os outros estão todos falidos, pergunto eu? (não tenho grandes dúvidas que estão praticamente todos pelas ruas da amargura, com excepção do BPI/La Caixa).

Parece que o BCE está apostado em que o Santander compre os outros bancos todos nos 2 países! O Montepio Geral estará a acontecer algo parecido, mas neste caso parece que estão a pedir/obrigar a Santa Casa a entrar no capital do banco!!!!!!!

De qualquer forma acho que neste caso, quer o governo espanhol quer o BCE já estão escaldados com o que se passou noutras paragens.............. e decidiram resolver tudo muito rapidamente, para evitar que sobre alguma coisa para os contribuintes pagarem. Mesmo assim tenho dificuldade em acreditar que o Santander aceite pagar 1 euro por um banco e com o acordo de la meter mais 7 mil milhões, sem garantias!!!!!!!

Acredito que em letrinhas muito pequeninas, o Santander tenha uma permissão especial para não pagar impostos durante uns tempos (em Espanha), através da atribuição de benefícios fiscais por perdas potencias!
« Última modificação: Junho 08, 2017, 05:07:53 pm por Viajante »
 

*

perdadetempo

  • Perito
  • **
  • 489
  • Recebeu: 161 vez(es)
  • Enviou: 306 vez(es)
  • +27/-1
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #354 em: Junho 09, 2017, 10:21:37 pm »
Em Espanha as opiniões dos jornais sobre esta história variam conforme a sua posição, mas de um modo geral o publico não teve uma reacção negativa e até ouve quem nos fóruns escrevesse que se que se os lucros do banco eram privados não existe razão nenhuma para os prejuízos serem públicos.

Claro que a procissão ainda vai no adro e prevêem-se vários anos de processos nos tribunais espanhóis pelos diversos grupos que se escaldaram com esta história.  O que eu não estou a ver é manifestações à porta do Popular ou do Santader, que a guardia civil e a polícia espanhola não embarcam nessas mariquices.

Cumprimentos,
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1376
  • Recebeu: 393 vez(es)
  • Enviou: 193 vez(es)
  • +144/-13
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #355 em: Julho 24, 2017, 04:24:49 pm »
Tsipras: “Cometi erros, grandes erros”

O primeiro-ministro grego critica o seu ex-ministro das Finanças, Varoufakis, dizendo que o seu plano para sair do euro era "fraco e ineficaz". "Sair da Europa e ir para onde... para outra galáxia?"




O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, assume — em entrevista esta segunda-feira ao The Guardian — que na sua governação cometeu “grandes erros“. Tsipras critica ainda o seu antigo ministro das Finanças, Yannis Varoufakis, dizendo que este “está a tentar reescrever a História”, e deixa o aviso: “Talvez chegue o momento em que certas verdades serão ditas (…) quando chegarmos ao ponto de analisar o que ele apresentou como plano B, que era tão vago que nem valia a pena discutir. Era simplesmente fraco e ineficaz.”

O chefe do Governo grego desmistificou ainda a ideia de que Varoufakis — que foi ministro durante menos de seis meses, demitindo-se a 6 de julho de 2015 — seja um grande opositor do ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble. Afinal, diz Tsipras, Varoufakis admirava o homólogo alemão. “Eu acho que [Schäuble] é o alterego dele. Ele adora-o. Ele respeitava-o e ainda respeita muito”.

Alexis Tsipras diz ainda, na mesma entrevista, que a saída do euro e, por arrasto, da União Europeia, nunca esteve em cima da mesa. Nem nos momentos mais difíceis. E questiona: “Sair da Europa e ir para onde … para outra galáxia?” Tsipras lembra ainda que “a Grécia faz parte da Europa”: Sem ela, como seria a Europa? Perderia uma parte importante de sua História e do seu património “.

O primeiro-ministro grego destaca que “a economia está a crescer”: “Lentamente, lentamente. Mas o que ninguém acreditava que poderia acontecer, vai acontecer. Vamos tirar o país da crise (…) e é isso que, no final, será julgado [pelos gregos]”

A prioridade de Tsipras é recuperar a soberania económica, daí que aponte que o “grande avanço” para o país “ocorrerá em agosto de 2018, quando, após oito anos, a Grécia sair do programa de assistência e da supervisão internacional”.

O primeiro-ministro grego, do partido da esquerda radical Syriza, já está há dois anos e meio a chefiar os destinos do país. Nos oito anos desde que começou a crise, ninguém aguentou tanto tempo. Tsipras assume que, quando chegou ao Governo, “não tinha experiência, nem noção de quão grandes seriam as dificuldades no dia-a-dia”. Por isso, assume: “Cometi erros, grandes erros”. Em quê? Por exemplo, “na escolha de pessoas para lugares-chave“. Parecia, também aqui, uma farpa dirigida a Varoufakis. Mas questionado, pelo jornalista do The Guardian, sera uma referência ao antigo governante do seu executivo, Tsipras respondeu que não.

Tsipras sabe que, para cumprir o programa de assistência internacional, não conseguiu aplicar o programa eleitoral que submeteu a votos perante o povo grego — foi o caminho para “sobreviver”, explica. Mas, mesmo assim, está tranquilo: “Se for à rua e perguntar sobre o governo, muitos podem dizer ‘mentirosos’, mas ninguém vai dizer que somos corruptos ou desonrosos ou que colocámos a mão no pote de mel“.

Se Tsipras cumprir o mandato até ao fim, as próximas eleições na Grécia são em meados de 2019.

http://observador.pt/2017/07/24/tsipras-cometi-erros-grandes-erros/

As voltas que o mundo dá! Tsipras que era da extrema-esquerda à 2 anos e meio, que ía virar a Europa do avesso...... tornou-se num moderado de centro-esquerda :)
Para bem dele e da Grécia (e da Europa) e também porque mudou muita coisa desde o Brexit.
Como ele já percebeu e muito bem (já bateu à porta de Putin, à porta chinesa....... mas ninguém dá dinheiro a ninguém a troco de nada!) e ele muito bem afirma, saír da UE e do Euro para onde? Para outra galáxia?!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: perdadetempo, jpthiran

*

perdadetempo

  • Perito
  • **
  • 489
  • Recebeu: 161 vez(es)
  • Enviou: 306 vez(es)
  • +27/-1
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #356 em: Setembro 21, 2017, 01:25:32 pm »
Não será uma crise financeira mundial, mas de certeza que já provocou crises financeiras a muita boa gente que investiu nestes veículos sem saber onde se estava a meter, e como o Ronaldo e os clubes de futebol são patrocinados por estes CFD...

https://www.bloomberg.com/news/articles/2017-09-21/ronaldo-touts-500-1-leverage-derivatives-that-regulators-loathe

Definição de CFD
http://www.forexpro.pt/cfd-o-que-sao

nota: Segundo os nossos vizinhos quem investe nestes fundos perde dinheiro 83% das vezes.

Cumprimentos,
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1376
  • Recebeu: 393 vez(es)
  • Enviou: 193 vez(es)
  • +144/-13
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #357 em: Setembro 21, 2017, 03:26:02 pm »
Não será uma crise financeira mundial, mas de certeza que já provocou crises financeiras a muita boa gente que investiu nestes veículos sem saber onde se estava a meter, e como o Ronaldo e os clubes de futebol são patrocinados por estes CFD...

https://www.bloomberg.com/news/articles/2017-09-21/ronaldo-touts-500-1-leverage-derivatives-that-regulators-loathe

Definição de CFD
http://www.forexpro.pt/cfd-o-que-sao

nota: Segundo os nossos vizinhos quem investe nestes fundos perde dinheiro 83% das vezes.

Cumprimentos,

Já levou muitos gestores e investidores ao suicídio! Devido a uma aposta em derivados sem perceberem muito bem a magnitude das perdas potenciais dos derivados.
Lembro-me bem do milionário alemão Adolf Merckle, que chegou a ter uma fortuna de quase 13 mil milhões de dólares e perdeu vários milhares de milhões em apenas 2 dias, quando apostou na queda das acções da VW! O rombo que levou, empurrou-o para o desespero!

Ou o Kerviel, corrector do Société Générale, que provocou um buraco no banco de cerca de 5 mil milhões de euros. Também apostava em produtos derivados..... exóticos. Quando as perdas começaram a aparecer, ele apostava cada vez mais dinheiro e "enganava" os chefes dele, com informação falsa...... quando o caso rebentou, ele tinha utilizado 50 mil milhões do banco!!!!!!!! E quando fecharam o circuito financeiro de todas as posições abertas, ficaram com um buraco de 5 mil milhões!!!!!

O Ronaldo, se tem bons conselheiros, que invista o dinheiro dele, mas quem não domina os mercados, é melhor estar quieto! As perdas potenciais são astronómicas, mesmo para quem investe "só" 1.000€.....
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1376
  • Recebeu: 393 vez(es)
  • Enviou: 193 vez(es)
  • +144/-13
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #358 em: Agosto 07, 2018, 03:30:43 pm »
Turquia poderá pedir resgate ao FMI para suster inflação e colapso da lira turca

Em 2018, a lira turca já caiu 28% em relação ao dólar americano. Inflação de cerca de 16% poderá levar a Turquia a pedir um resgate ao Fundo Monetário Internacional.



Com a inflação a cerca de 16% e a lira turca a bater em mínimos históricos, a Turquia estará a ponderar um pedido de resgate ao Fundo Monetário Internacional (FMI), de forma a deter uma queda que está a desestabilizar as finanças do país.

“Não há agosto tranquilo nos mercados. Se em outros anos a China e as desvalorizações do yuan foram protagonistas no Verão, este ano é a Turquia e a lira que estão a converter-se em fator a vigiar pelos investidores de meio mundo”, salienta o jornal “El Economista”.

Enquanto o dólar americano se fortalece, as moedas de países emergentes apresentam desequilíbrios, como se verificou na Argentina que pediu oficialmente a ajuda do FMI, em maio, para suster a desvalorização do peso e a fuga de capitais que assolava o país. Agora poderá ser a vez da Turquia seguir o mesmo caminho, segundo noticia a Bloomberg.

http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/turquia-podera-pedir-resgate-ao-fmi-para-suster-inflacao-e-colapso-da-lira-turca-342302
 

*

jpthiran

  • Membro
  • *
  • 272
  • Recebeu: 63 vez(es)
  • Enviou: 94 vez(es)
  • +11/-10
Re: Crise Financeira Mundial
« Responder #359 em: Agosto 07, 2018, 04:39:41 pm »
...lol...
...se calhar é melhor pedir o dinheiro ao seu amigo Putin!...
 

 

China pode tornar-se a 4ª maior economia mundial

Iniciado por Pantera

Respostas: 18
Visualizações: 6504
Última mensagem Abril 13, 2006, 10:31:08 pm
por Luso
Clima mundial precisa de revolução energética, dizem EUA

Iniciado por comanche

Respostas: 5
Visualizações: 3669
Última mensagem Setembro 29, 2007, 05:39:49 pm
por André
Tecnologia Robotica Mundial

Iniciado por Daniel

Respostas: 6
Visualizações: 1475
Última mensagem Maio 20, 2019, 10:22:25 am
por Lusitano89
Economia Mundial

Iniciado por Viajante

Respostas: 70
Visualizações: 8996
Última mensagem Maio 20, 2019, 08:00:20 pm
por Lusitano89
EUA podem entrar em crise ainda este ano

Iniciado por P44

Respostas: 16
Visualizações: 6606
Última mensagem Outubro 01, 2008, 02:03:10 am
por oultimoespiao