Embraer em Portugal

  • 43 Respostas
  • 15842 Visualizações
*

Thiago Barbosa

  • 55
  • +0/-0
Re: Embraer em Portugal
« Responder #15 em: Abril 29, 2011, 06:34:05 am »
''Para o pessoal q n conheça mais ou menos a empresa, esta é, supostamente o 3º maior fabricante de aeronaves, dpois da Boeing e Airbus.''

''Supostamente'' porque é brasileira, se fosse americana, estariam exaltando e dando credibilidade.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15017
  • Recebeu: 1004 vez(es)
  • Enviou: 945 vez(es)
  • +171/-168
Re: Embraer em Portugal
« Responder #16 em: Abril 29, 2011, 11:33:24 am »
Thiago, até podiam ser Chineses a construirem fábricas de peças no Alentejo, desde que criem trabalho, o resto são tretas.

Não sei se sabes mas a Embraer para além destas fábricas é sócia maioritária juntamente com a EADS da OGMA.

 :arrow: http://www.ogma.pt/news_pt.asp?id=324

E um video onde mostra o passado, o presente e o futuro da empresa:

http://www.ogma.pt/video_pt.html

ps: Se a EMBRAER não tivesse reputação, o governo não teria vendido a OGMA à dita empresa, nem embarcado no KC-390, nem as companhias de aviação civil comprariam os seus aviões, certo?! :wink:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11089
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-47
Re: Embraer em Portugal
« Responder #17 em: Agosto 24, 2011, 11:40:52 pm »
Arranque de fábricas da Embraer pode atrasar até final de 2012


O início da produção das fábricas da Embraer em Évora poderá derrapar para o final de 2012, em vez de arrancar no primeiro semestre do próximo ano, como estava previsto.

Em causa está a necessidade de instalar a maquinaria necessária para a construção de componentes de aviões nas duas fábricas da construtora aeronáutica brasileira. "Os equipamentos já estão comprados, a empresas dos Estados Unidos, do Japão e do Canadá, e a montagem dessa parte será feita ao longo de 2012", explicou Ernesto de Oliveira, presidente da câmara de Évora, ao Diário Económico. "Durante 2012, provavelmente no final do ano, a fábrica estará em condições de começar a produzir", admite o autarca.

O Diário Económico fez vários contactos com a Embraer no sentido de obter um esclarecimento, mas não obteve resposta até à hora de fecho da edição. O calendário para início de actividade previa que as fábricas entrassem em laboração no primeiro semestre de 2012, como anunciou Frederico Fleury Curado, presidente executivo da fabricante, quando foi lançada a primeira pedra para a construção das duas unidades.

Diário Económico
 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 701
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +1/-1
Re: Embraer em Portugal
« Responder #18 em: Outubro 02, 2011, 06:05:41 pm »
Alguém comprou a ediçao impressa do expresso e tenha mais informaçao sobre esta notícia?

Portugal vai produzir 'cérebro' do KC390

Além da construção de componentes, há empresas portuguesas que se preparam para criar os sistemas de software do jato da Embraer. Governo português aguarda assinatura do acordo com o fabricante brasileiro.

Critical Software e grupo Empordef deverão fazer parte do consórcio português que produzirá os sistemas de software do novo avião.

http://aeiou.expresso.pt/portugal-vai-p ... 90=f677413
 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 701
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +1/-1
Re: Embraer em Portugal
« Responder #19 em: Outubro 14, 2011, 10:40:59 am »
Embraer procura empresas nacionais

Brasileira já tem fornecedores portugueses para as fábricas de Évora, mas continua em contactos.

A Embraer continua à procura de fornecedores portugueses qualificados para as fábricas de aviões que estão a ser construídas em Évora, revelou Luiz Fuchs, presidente da Embraer para a Europa e Médio Oriente, ao Diário Económico. "O projecto está em expansão e ainda há muito trabalho a fazer. Já temos empresas portuguesas qualificadas a trabalhar connosco e continuamos em contactos com outras empresas portuguesas", explicou o responsável, à margem de uma conferência sobre logística. "O objectivo é termos o maior número de fornecedores portugueses", garantiu, não adiantando, porém, com quem mantêm contactos.

A Embraer está a construir duas fábricas de componentes para aviões em Évora, num investimento que atinge 148 milhões de euros e deverá criar 570 postos de trabalho. Luiz Fuchs garantiu que a construção está a correr "dentro do calendário previsto", com a produção a arrancar em Agosto de 2012 e a produção total a partir do primeiro semestre de 2013. Contudo, o gestor mostrou-se preocupado com o transporte das peças aeronáuticas para os portos nacionais e, seguidamente, para o Brasil, devido às acessibilidades rodoviárias, admitindo que, se houvesse a possibilidade de utilização de ferrovia, esta seria a ideal.

http://economico.sapo.pt/noticias/embra ... 28978.html
 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 701
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +1/-1
Re: Embraer em Portugal
« Responder #20 em: Novembro 10, 2011, 09:40:42 am »
Governo português assegura 30 milhões para avião da Embraer

A participação portuguesa deverá contribuir com 57 milhões para projecto do avião militar brasileiro.

O Estado português poderá investir até a um máximo de 30 milhões de euros no avião militar da Embraer que está em desenvolvimento. Ainda sem ter assinado o acordo com a fabricante brasileira, o Executivo compromete-se a financiar quase metade do previsto na participação portuguesa no projecto, caso esta não seja financiada, na totalidade, pelo Quadro Referência Estratégica Nacional (QREN). Portugal é um dos seis países com quem a Embraer está a fazer acordos para a construção desta aeronave militar. "Já temos acordos com a Argentina e República Checa e continuamos as negociações com os outros países", afirmou João Alfredo Paiva, gestor de estratégia da Embraer.

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php ... 18265&pn=1
 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 701
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +1/-1
Re: Embraer em Portugal
« Responder #21 em: Novembro 22, 2011, 08:47:50 am »
Ese negócio da Embraer, já começa a cheirar mal.

Embraer sem meios para transportar produção de Évora

Processo de certificação das empresas continua. Projecto arranca até Junho de 2012.

A brasileira Embraer está a procurar soluções para transportar para o Brasil os componentes de aviões que serão produzidos em Évora. A fabricante aeronáutica está a construir duas unidades de componentes de aviões em Évora mas depara-se com dificuldades de logística no transporte destas peças para os portos nacionais.

"Estão em andamento várias reuniões, incluindo encontros na Alfândega, Porto de Sines, de Lisboa, de Leixões e outros. Também estão a ser feitas visitas periódicas pelo departamento de logística da Embraer", garante o presidente da Embraer Europa, Luíz Fuchs, em entrevista por ‘email' ao Diário Económico. Em causa estão, por exemplo, os condicionamentos rodoviários entre Évora e Sines.

A construtora brasileira, que em Portugal criará 570 postos de trabalho directos, admite que os componentes poderão ser levados para Bilbau, Espanha, onde a empresa já tem uma plataforma logística montada, para depois serem transportados para o Brasil. "Não é uma prioridade mas, como em tudo, temos sempre de ter um plano B", admite Luíz Fuchs.

http://economico.sapo.pt/noticias/embra ... 31926.html
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11089
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-47
Re: Embraer em Portugal
« Responder #22 em: Abril 27, 2012, 09:25:26 pm »
Embraer instala 1.ºs equipamentos nas fábricas de Évora


A construtora aeronáutica brasileira Embraer já começou a instalar os primeiros equipamentos nas duas fábricas em Évora, cuja produção está prevista arrancar "no verão" e vai destinar-se à exportação para o Brasil, foi hoje revelado.

"Está tudo a correr como se tem falado", ou seja, "no verão, em agosto ou setembro", pelo que "não há alterações" ao cronograma, frisou hoje um representante da Embraer, João Pedro Taborda, num encontro transfronteiriço em Évora.

O mesmo representante da empresa adiantou que, atualmente, "estão a entrar os primeiros equipamentos" nas fábricas, que têm estado a ser construídas na cidade alentejana.

"No verão ou final do verão queremos ter as primeiras exportações" a partir das fábricas de Évora, traçou João Pedro Taborda, explicando que, "praticamente, a totalidade" dos equipamentos fabricados na cidade alentejana vai ser exportada "para as linhas finais" de montagem no Brasil.

João Pedro Taborda falava durante um almoço transfronteiriço entre responsáveis do Alentejo e autoridades e empresários da Estremadura espanhola, que incluiu uma apresentação sobre o projeto da Embraer.

O encontro foi promovido pela Associação Comercial do Distrito de Évora e pela Casa de Espanha, visando consolidar a cooperação e estimular novos contactos entre empresas portuguesas e espanholas.

A Embraer está a construir, desde novembro de 2010, duas fábricas em Évora, uma dedicada a estruturas metálicas (asas) e outra a materiais compósitos (caudas), num investimento inicial superior a 150 milhões de euros.

O projeto, que poderá criar 600 postos de trabalho diretos e 1.200 indiretos, prevê que as fábricas iniciem a produção efetiva no segundo semestre deste ano.

"A presença aqui em Évora é importante para termos uma operação industrial na Europa reforçada", argumentou João Pedro Taborda, destacando que estas duas novas fábricas vão ser "centros de excelência nas suas áreas".

Em teoria, acrescentou, "todos os novos produtos da Embraer serão candidatos a ter conjuntos fabricados em Évora, assim a tecnologia e as opções de construção dos aviões e a própria competitividade das fábricas o permitam".

O responsável revelou que estão em curso um programa de certificação de fornecedores e processos de recrutamento, independentes, para cada uma das fábricas, os quais deverão prolongar-se para além deste ano, estando já a "ser formados em Portugal e no Brasil" vários candidatos.

Já o presidente do município de Évora, José Ernesto Oliveira, que também discursou no encontro, garantiu aos jornalistas que outros quatro investimentos "estão em carteira" para a cidade, ligados à indústria aeronáutica.

O autarca, sem querer revelar pormenores, mas admitindo tratar-se de "investimentos significativos", no global, adiantou apenas que, "durante o mês de junho", poderão já vir a ser assinados "alguns contratos de concessão".

Lusa
 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 701
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +1/-1
Re: Embraer em Portugal
« Responder #23 em: Maio 29, 2012, 10:28:57 pm »
As fábricas da EMBRAER vão iniciar a produção no início de Julho e, passados 60 dias, espera-se que estejam concluídas as primeiras peças em materiais compósitos. O anúncio foi feito pelo presidente da Embraer Europa, Luiz Fuchs, durante uma visita recente ao Centro de Formação Profissional do IEFP de Évora, onde estão a ser formados 160 futuros técnicos.

 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 701
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +1/-1
Re: Embraer em Portugal
« Responder #24 em: Junho 11, 2012, 07:40:11 pm »
A maquinaria está a chegar.

Citar
Os terminais multiusos do porto de Setúbal receberam dois navios com equipamento destinado à futura unidade de fabrico de estruturas e componentes em materiais compósitos da Embraer Aviation Europe, que está a ser construída em Évora.

Fonte: Transportesemrevista
 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 701
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +1/-1
Re: Embraer em Portugal
« Responder #25 em: Junho 12, 2012, 07:59:59 pm »
Citar
Fábricas da Embraer em Évora «garantem futuro»

As duas novas fábricas de Évora vão «suportar a Embraer para o futuro», garantiu esta terça-feira o responsável da construtora aeronáutica na Europa, Luiz Fuchs, frisando que os componentes a produzir e a tecnologia instalada demonstram a sua importância.

O objetivo, disse o responsável citado pela Lusa, é proporcionar ao grupo brasileiro - o terceiro maior construtor aeronáutico mundial - «duas empresas competitivas que vão suportar a Embraer para o futuro», acrescentando que as fábricas de Évora vão ser «o futuro» da empresa brasileira.

A Embraer está a construir, desde novembro de 2010, as fábricas na cidade alentejana, uma dedicada a estruturas metálicas (partes de asas) e outra a materiais compósitos (componentes para caudas).

«Obviamente, que [o complexo em Évora] tem que ser uma unidade produtiva competitiva», sublinhou Fuchs, realçando que a importância das duas fábricas está patente nos equipamentos e na tecnologia atualmente a ser instalados.

Elogiando o apoio a «100 por cento» do atual Governo, Luiz Fuchs referiu ainda que as fábricas de Évora se destacam por estarem ligadas a «três aviões novos», ainda «em fase de protótipos».

Duas das aeronaves que vão receber componentes fabricados na cidade alentejana pertencem à aviação executiva, os Legacy 450 e 500 e a terceira é o avião militar KC-390, projeto desenvolvido em colaboração com Portugal.

O avião militar deverá «entrar em operação em 2016», ano dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, pelo que, Évora vai produzir «uma série de partes do KC-390», confirmou.

A Embraer prevê ter cerca de 100 trabalhadores nestas fábricas, até final do ano, mas as estimativas apontam para perto de 400 trabalhadores em 2015, ano de «velocidade de cruzeiro».

Contudo, Luiz Fuchs garantiu que, como estão previstas «expansões» do complexo alentejano, esse número pode chegar aos 600, a que se poderão juntar cerca de 1.200 postos de trabalho indiretos.

Os componentes produzidos em Évora, com materiais oriundos sobretudo de Espanha e do Japão, destinam-se a linhas de montagem no Brasil, para onde seguirão «preferencialmente por transporte marítimo», conforme foi revelado.

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/emp ... -1728.html

O link tem um vídeo
 

*

Malagueta

  • 261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Embraer em Portugal
« Responder #26 em: Junho 19, 2012, 09:35:39 am »
Embraer estuda construção de terceira fábrica em Portugal
A Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) está a ponderar investir numa terceira unidade industrial em Portugal, segundo confirmou o presidente da Embraer Europa, Luiz Fuchs, ao Diário Económico.

A fabricante de aeronaves brasileira já avançou para a construção de duas fábricas de componentes para aviões em Évora, num investimento de 170 milhões de euros.

As unidades de Évora já receberam uma equipa do Brasil e deverão ter 100 pessoas em atividade até ao final do ano, sendo os primeiros componentes a ser produzidos os “estabilizadores traseiros, para as caudas” dos jactos Legacy 450 e também para o cargueiro militar KC-390.

Além dos investimentos em Évora, a Embraer tem em Portugal o controlo da OGMA, empresa de reparação e manutenção de aeronaves instalada em Alverca, perto de Lisboa.

A Embraer detém 65% da OGMA, estando os restantes 35% nas mãos da estatal Empresa Portuguesa de Defesa (Empordef).
 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 701
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +1/-1
Re: Embraer em Portugal
« Responder #27 em: Julho 10, 2012, 09:01:26 am »
IEFP e EMBRAER entregaram diplomas a 15 formandos
http://www.youtube.com/watch?feature=pl ... GSDGbddB4w
 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 701
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +1/-1
Re: Embraer em Portugal
« Responder #28 em: Julho 15, 2012, 02:48:56 pm »
Fábricas de Évora da Embraer "aquecem motores" com testes de produção e equipamentos

As duas novas fábricas de Évora da construtora aeronáutica brasileira Embraer já estão a "aquecer os motores", tendo em curso a fase de testes dos equipamentos e da produção, revelou hoje o responsável da empresa em Portugal.

"O que está a decorrer é a fase de acertos, para os funcionários se habituarem aos equipamentos. Estamos a fazer os testes da nossa produção e dos equipamentos para, depois, começarmos a fazer efetivamente o que vamos vender", adiantou hoje Paulo Marchioto, em entrevista à Agência Lusa.

O responsável pela Embraer Portugal e diretor das fábricas construídas na cidade alentejana, designadas como "centros de excelência", prometeu que, até à inauguração, em setembro, "vão decorrer os ajustes" necessários.

"O início de produção, em termos experimentais, é o que estamos a fazer neste momento. Já há atividade nas fábricas, os funcionários estão a treinar e estamos a começar a simular montagens de componentes", disse.

Segundo Paulo Marchioto, as primeiras entregas oriundas de Évora para a Embraer no Brasil deverão acontecer "no final do ano", consistindo em componentes para o Legacy 500, um dos aviões executivos da empresa.

"Estamos muito próximos de iniciar as montagens dos primeiros conjuntos que vão ser enviados para o Brasil", avançou, embora sem revelar pormenores, nem datas concretas.

Há cerca de um mês -- no dia 12 de junho -, a Embraer promoveu uma visita às unidades industriais no parque aeronáutico de Évora, anunciando a data de 21 de setembro para inaugurar oficialmente as fábricas.

As unidades, uma de estruturas metálicas (partes de asas) e outra de materiais compósitos (componentes para caudas), iniciaram a construção em novembro de 2010, envolvendo um investimento inicial na ordem dos 180 milhões de euros.

Até final deste ano, a empresa brasileira, a terceira maior construtora aeronáutica mundial, prevê ter cerca de 100 trabalhadores em Évora e estima que esse número chegue aos 400 em 2015, ano de "velocidade de cruzeiro", embora ainda possa aumentar até aos 600, com as "expansões" previstas para o complexo.

Neste momento, precisou à Lusa Paulo Marchioto, os "centros de excelência" de Évora já têm "80 funcionários", apenas três deles brasileiros, como o próprio diretor, e os restantes portugueses.

"Os funcionários que contratámos passaram pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e 56 deles já estiveram em treino três meses no Brasil, na Embraer, acompanhados por um `padrinho`, um tutor que desempenha as mesmas funções e os orientou e avaliou", disse.

Outro grupo está, presentemente, no Brasil, acrescentou o responsável da Embraer Portugal, que está entusiasmado com o desafio das fábricas em Évora e "bastante feliz com o conhecimento" dos trabalhadores.

"Algumas pessoas tinham uma base, outras não, mas a capacitação teve um resultado acima do esperado e, por isso, temos uma confiança muito grande de que os resultados, a partir de Évora, vão surgir", afiançou.

@ Lusa
 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 701
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +1/-1
Re: Embraer em Portugal
« Responder #29 em: Setembro 17, 2012, 12:15:00 pm »
Inauguraçao das 2 fábricas esta 6a-feira dia 21.
 

 

Iniciativa "Compromisso Portugal"

Iniciado por Tiger22

Respostas: 0
Visualizações: 2368
Última mensagem Fevereiro 11, 2004, 04:12:19 pm
por Tiger22
Portugal Confidencial - " A pista da energia" ...

Iniciado por dremanu

Respostas: 5
Visualizações: 3398
Última mensagem Abril 27, 2004, 11:28:13 am
por ferrol
Rede Logística Nacional / Portugal "Logístico"

Iniciado por Marauder

Respostas: 0
Visualizações: 1785
Última mensagem Julho 15, 2006, 09:20:16 am
por Marauder
Portugal pode cair na dependência assistida como Sul Itália

Iniciado por Marauder

Respostas: 8
Visualizações: 2937
Última mensagem Maio 09, 2006, 11:55:00 pm
por NVF
El Corte Ingles abre o segundo centro comercial em Portugal

Iniciado por Nadie

Respostas: 4
Visualizações: 3707
Última mensagem Maio 24, 2006, 06:05:52 pm
por Marauder