Notícias da Marinha do Brasil

  • 1171 Respostas
  • 271182 Visualizações
*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5189
  • Recebeu: 968 vez(es)
  • Enviou: 566 vez(es)
  • +86/-49
Re: Marinha do Brasil
« Responder #1140 em: Novembro 09, 2018, 09:00:56 pm »
Não há qualquer estudo, planejamento e/ou decisão oficial de cancelar o PROSUB, nele incluso o submarino de propulsão nuclear.

Desta forma, sendo bastante claro, o Álvaro Alberto (SSN-BR) terá sua construção concluída e será o primeiro (E não o único) submarino de propulsão nuclear da MB. Este é o planejamento.

O Prosup não tem condições para ser cancelado, até porque parte dos meios e submarinos já estão em avançado estado de construção (já para não falar na idade dos submarinos em uso). Mesmo o submergível nuclear apenas precisa de ser iniciado, embora existam zuns zuns que este último pode ser preterido em favor dos primeiros e da frota de superfície. O resto, é o costume do Poder Naval... ;) 

´



Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3696
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 247 vez(es)
  • +230/-214
Re: Marinha do Brasil
« Responder #1141 em: Novembro 10, 2018, 07:25:57 pm »
Afirmativo!
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3696
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 247 vez(es)
  • +230/-214
Re: Marinha do Brasil
« Responder #1142 em: Novembro 14, 2018, 01:47:16 pm »
Marinha concluirá licitação de U$ 1,6 bi em navios de guerra no 1º trimestre de 2019


Citar
Por Taís Fuoco

(Bloomberg) — Uma licitação de pelo menos US$ 1,6 bi aguarda na gaveta a posse do novo Presidente da República. A Marinha divulgou em outubro a lista dos 4 consórcios selecionados numa licitação lançada ainda em junho, o Projeto Tamandaré, na qual se inscreveram 9 grupos para a fabricação de navios escolta.

A decisão final, inicialmente prevista para o fim de 2018, acabou adiada para o primeiro trimestre de 2019. Nos consórcios selecionados, figuram empresas como Embraer, Weg e Wilson Sons, além de grupos internacionais da França, Alemanha e Itália como Ficantieri, Thyssenkrupp Marine, Damen Schelde e Saab AB.

Leia aqui a lista dos consórcios selecionados e as empresas que deles participam.

A Marinha diz ainda não ter conversado com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que toma posse em 1 de janeiro. O vice-almirante Petrônio Augusto Siqueira de Aguiar, diretor de gestão de programas da Marinha, disse que os critérios abrangem desempenho do navio, ciclo de vida, modelo de negócios e participação da indústria nacional, segundo entrevista por email à Bloomberg. Segundo ele, “houve a necessidade de postergar o prazo para permitir os refinamentos das propostas e negociações posteriores, a fim de garantir as condições apropriadas à decisão da melhor oferta”, segundo resposta por email sobre o adiamento da escolha.

A licitação envolve navios de combate de superfície, capazes de enfrentar ameaças aéreas, outros navios e submarinos. O projeto Classe Tamandaré envolve corvetas ou fragatas leves. A licitação em aberto envolve a escolha de um consórcio para produzir 4 corvetas.

“O projeto trará a possibilidade de geração de cerca de 2.000 empregos diretos, além dos indiretos, com o envolvimento das empresas nacionais de construção naval, bem como da base industrial de defesa, disse o vice-almirante.

Definir o vencedor dessa licitação não será o único desafio do futuro governo: a Marinha tem hoje 11 navios escolta, com idade média de mais de 30 anos, próximos do fim de sua vida útil.

“A Marinha precisará repor os navios que vão sair de serviço para não ter sua capacidade mínima de combate ainda mais comprometida. Até 2025 pelo menos mais seis navios serão desativados, pois sua vida útil está chegando ao fim”, disse o ex-integrante da Marinha e consultor em assuntos militares Alexandre Galante.

“A Marinha tinha o projeto Prosuper, engavetado durante o governo Dilma, que previa a aquisição de 5 navios escolta de 6.000 toneladas de deslocamento, ou seja, navios com o dobro do deslocamento do Projeto Tamandaré ora em curso”, disse. “O Prosuper deve ser retomado tão logo a situação econômica permita e mais um lote de corvetas Tamandaré deve ser encomendado no futuro”, acredita. Compras de oportunidade podem surgir para preencher a lacuna deixada entre a desativação dos navios atuais e a entrada em serviço dos novos navios, disse o consultor.

FONTE: https://www.naval.com.br/blog/2018/11/12/marinha-concluira-licitacao-de-u-16-bi-em-navios-de-guerra-no-1t19/

 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5189
  • Recebeu: 968 vez(es)
  • Enviou: 566 vez(es)
  • +86/-49
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1143 em: Novembro 25, 2018, 01:39:06 pm »
https://www.naval.com.br/blog/2018/11/24/fotos-da-chegada-do-phm-atlantico-ao-porto-de-santos/?fbclid=IwAR3b3wFL8EetZ_8Od2sCvtTMnuMFbsi_2BVuk55QfE_XIlV_UDHk_S2jJKc

Citar
O mais novo navio da Marinha do Brasil atraca pela primeira vez no porto paulista





Já agora, como era quando estava em serviço com os Britânicos.





Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3696
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 247 vez(es)
  • +230/-214
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1144 em: Novembro 25, 2018, 03:22:32 pm »
https://www.naval.com.br/blog/2018/11/24/fotos-da-chegada-do-phm-atlantico-ao-porto-de-santos/?fbclid=IwAR3b3wFL8EetZ_8Od2sCvtTMnuMFbsi_2BVuk55QfE_XIlV_UDHk_S2jJKc

Citar
O mais novo navio da Marinha do Brasil atraca pela primeira vez no porto paulista





Já agora, como era quando estava em serviço com os Britânicos.





Cumprimentos

Logo posto algumas fotos do Atlântico (ex-Ocean) em recente operação com as aeronaves da Aviação Naval brasileira... Aguarde! ;)
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3696
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 247 vez(es)
  • +230/-214
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1145 em: Novembro 30, 2018, 10:53:37 am »
Marinha do Brasil deverá receber o HMS Clyde ao final de 2019


Citar
Durante o evento Diálogo da Indústria de Defesa Brasil-Reino Unido*, realizado no 8º Distrito Naval (Centro Cultural da Marinha em São Paulo), o contra-almirante Amaury Calheiros Boite Junior, Superintendente de Manutenção da Diretoria de Gestão de Programas da Marinha (DgePM), confirmou que a Marinha do Brasil vem mantendo tratativas com a Royal Navy e a BAE Systems visando o recebimento por leasing do OPV Classe River “HMS Clyde“, o que deverá ocorrer ao final de 2019.

Esse OPV Classe River Batch One é anterior aos Classe Amazonas adquiridos pela Marinha do Brasil.

O HMS Clyde foi lançado ao mar em 2006, portanto, é um meio relativamente novo, anotando 12 anos de serviço ativo patrulhando os mares do Atlântico Sul, especialmente as águas das Ilhas Falklands.

Segundo o vice-almirante Calheiros, a Marinha do Brasil já havia avaliado anteriormente a aquisição desse meio, e agora retorna as negociações, já que o HMS Clyde deverá dar baixa do serviço ativo na Royal Navy ao final de 2019.

O modelo de negócio para a posse do OPV devera ser o de “Leasing” da embarcação junto a BAE Systems, segundo o vice-almirante.

Entre os debatedores do Painel “Parcerias Estratégicas” estavam o Sr. Marco Antonio Caffe, gerente geral da BAE Systems no Brasil, o vice-almirante Marcelo Francisco Campos, do Ministério da Defesa, e o vice-presidente executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE), José Cláudio Manesco.


Novos e Velhos OPV para a Royal Navy

O HMS Clyde deveria ser substituído pelo HMS Forth; o primeiro dos novos navios de patrulha offshore classe River Batch 2 da Royal Navy (terceira geração do desenho).

Acontece que a Royal Navy devolveu o HMS Forth a BAE Systems antes do final do primeiro semestre para efetuar consertos em defeitos detectados no OPV.

O prazo divulgado inicialmente para a realização desses trabalhos seria de 90 dias, mas o final de 2018 se aproxima e o HMS Forth ainda não foi devolvido a Esquadra Britânica.


FONTE: http://tecnodefesa.com.br/marinha-do-brasil-devera-receber-o-hms-clyde-ao-final-de-2019/
« Última modificação: Novembro 30, 2018, 10:55:09 am por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3696
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 247 vez(es)
  • +230/-214
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1146 em: Janeiro 13, 2019, 03:55:20 pm »
Almirante Ilques Barbosa é o novo comandante da Marinha


Citar
Brasília, 09/01/2019 - Na manhã desta terça-feira (09), o almirante de esquadra Ilques Barbosa Júnior tornou-se o novo comandante da Marinha do Brasil. A cerimônia de transmissão de cargo ocorreu no Clube Naval de Brasília e contou com as presenças do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do vice-presidente, general Antônio Hamilton Martins Mourão.

O almirante Ilques assume o lugar ocupado pelo almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira nos últimos quatro anos. “Tenho a plena convicção da magnitude dos desafios que estamos enfrentando”, declarou o almirante ao assumir o posto mais alto da Marinha. Para a gestão que inicia, o almirante destacou a importância de dar continuidade às ações em curso e a necessidade de aprimorar a constante interação entre as Forças.


Em sua fala, o novo comandante listou como prioridades: os recursos humanos das Forças, os programas: nuclear e o de desenvolvimento de submarinos, a construção do Núcleo do Poder Naval e o Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul.

Durante a solenidade, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, ressaltou os avanços ocorridos nos projetos desenvolvidos pela Marinha nos últimos anos, como o programa nuclear e o de construção de submarinos.

“Esse último vivenciou uma importante e significativa vitória, com o lançamento, em 14 de dezembro, do primeiro dos quatro submarinos convencionais”, destacou o ministro Fernando Azevedo.

O titular da pasta da Defesa lembrou que a certificação do projeto básico do futuro submarino com propulsão nuclear representa “demonstração inequívoca da capacidade intelectual e da competência da nossa força de trabalho”.

Em suas palavras de despedida, o almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira agradeceu o apoio de ex-ministros da Defesa e aos 80 mil homens e mulheres que compõe a Marinha do Brasil.

Ele reforçou a constante necessidade de manter a capacidade do poder marítimo, devido ao grande crescimento da economia marítima mundial. “Estamos entre os maiores produtores de petróleo no mar e as cargas movimentadas em nossos portos e terminais correspondem em volume a quase 10% do total do comércio marítimo internacional”, explicou o almirante Bacellar.
Participaram ainda da cerimônia os comandantes do Exército, general Villas Bôas, da Força Aérea, brigadeiro Antonio Carlos Moretti Bermudez, e demais autoridades civis e militares.

Por Lane Barreto

FONTE: https://www.defesa.gov.br/noticias/51386-almirante-ilques-barbosa-e-o-novo-comandante-da-marinha
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3696
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 247 vez(es)
  • +230/-214
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1147 em: Janeiro 13, 2019, 04:00:01 pm »








 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5189
  • Recebeu: 968 vez(es)
  • Enviou: 566 vez(es)
  • +86/-49
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1148 em: Janeiro 18, 2019, 04:07:02 pm »
https://www.naval.com.br/blog/2019/01/17/principio-de-incendio-na-fragata-rademaker-em-itajai-deixa-vitimas-intoxicadas/?fbclid=IwAR1bVHQ4DW9Tb4KyoFzcwcTGbiA59lN4EezAKRs1DZWfvUg61Gbk-BsKB8Q

Citar
Um navio da Marinha do Brasil, que está atracado no Porto de Itajaí, teve um princípio de incêndio nesta quinta-feira à tarde. O incidente ocorreu na Fragata Rademaker, e segundo informações dos Bombeiros cerca de 20 pessoas se intoxicaram por inalação de fumaça. Sete vítimas foram levadas ao Hospital Marieta Konder Bornhausen por ambulâncias dos Bombeiros e do Samu. Duas delas inspiravam maior antenção, de acordo com a equipe de resgate.



Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3696
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 247 vez(es)
  • +230/-214
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1149 em: Janeiro 23, 2019, 07:06:30 pm »
EUA oferecem ao Brasil fragatas OHP, entre outros equipamentos


Citar
O jornalista Roberto Lopes noticiou no Forças Terrestres que, no fim do ano passado, Washington enviou uma correspondência com uma lista de material militar usado oferecido ao Ministério da Defesa do Brasil.

Os diferentes itens dessa relação são, tecnicamente, considerados “excedentes” das Forças Armadas dos Estados Unidos, e podem ser adquiridos, via Foreign Military Sales (FMS), a preços facilitados, por nações consideradas “amigas” dos EUA (e, em alguns casos, também por doação pura e simples).

As exigências para a transferência desses itens são poucas, e uma das principais é de que o país candidato ao equipamento, caso deseje modernizá-lo, contrate o serviço em território americano.

Entre os itens ofertados pelos EUA estão:

Carros de combate M1 Abrams com canhão de 105 mm;
Fragatas de mísseis guiados Oliver Hazard Perry (OHP), de 136 m de comprimento e 4.200 toneladas de deslocamento. Haveria ao menos uma dezena delas, desativadas nos últimos quatro anos e meio, que estariam, ainda, disponíveis;
Helicópteros Sikorsky Black Hawk passíveis de serem operados pela Força Aérea Brasileira (FAB) ou pela Aviação do Exército;
Helicópteros Bell AH-1 Cobra propostos para o Exército brasileiro;
Veículos leves utilitários Humvee, aptos a serem empregados pelo Exército brasileiro ou pelos Fuzileiros Navais;
Fuzis de assalto M-16;
Carabinas M-4, entre outros equipamentos.




Fragatas podem voltar a operar com baixo investimento

Com a desistência da Marinha dos EUA de reativar em 2017 sete fragatas classe OHP – Oliver Hazard Perry, dez navios continuam disponíveis para venda via FMS – Foreign Military Sales.

Segundo o Secretário da Marinha dos EUA Richard V. Spencer, uma fragata OHP pode ser recolocada em operação por apenas US$ 35.000.

Spencer também disse que, por esse pequeno valor, “não há sistemas de combate, mas o navio está pronto para o mar, pronto para navegação, com radar funcionando. Essa é uma plataforma bastante barata e comprovada aqui”.

Segundo estimativa da US Navy, cada fragata OHP plenamente reativada com todos os sistemas de combate funcionando custaria US$ 432 milhões por 10 anos de operação (US$ 43,2 milhões por ano).

Depois da análise, a US Navy preferiu continuar investindo nos novos LCS – Littoral Combat Ship e em outros navios que estão sendo usados no combate ao tráfico de drogas no Caribe.



Navios poderiam preencher lacuna na Esquadra Brasileira


Devido ao congelamento do programa Prosuper de aquisição de fragatas e o atraso no programa das corvetas classe Tamandaré, a aquisição de pelo menos quatro OHP poderia aliviar o sufoco da Esquadra Brasileira.

Como foi detalhado pelo Poder Naval, o estado dos navios de escolta da MB é precário. As duas corvetas classe Inhaúma restantes e duas fragatas Type 22 necessitam de substituição urgente e três fragatas classe Niterói mais desgastadas também terão que ser desativadas em breve.

As fragatas classe OHP poderiam ser incorporadas por um baixo custo, podendo realizar missões de presença e patrulha naval sem a necessidade de reativação de todos os sistemas de armas.

A médio prazo os navios poderiam ter seus sistemas de combate reativados, quando a situação orçamentária da Marinha melhorar.

Uma das vantagens das OHP é que elas podem operar dois helicópteros Sea Hawk (SH-16 na MB) que não podem pousar nos atuais escoltas brasileiros.

Outro ponto positivo seria a possibilidade de reativação dos lançadores de mísseis Mk.13 que podem ser modificados para disparar mísseis antiaéreos SM-2 Standard, garantindo uma defesa antiaérea de área à Esquadra Brasileira por um bom tempo.

A propulsão das OHP também é conhecida da MB: turbinas GE LM2500, usadas nas corvetas classe Inhaúma e na corveta Barroso.

As OHP poderiam assim segurar as pontas na Esquadra até a chegada das corvetas classe Tamandaré.

A MB usou expediente semelhante nos anos 1990, quando o atraso da incorporação das corvetas classe Inhaúma levou à aquisição de quatro fragatas classe Garcia da US Navy.



FONTE:  https://www.naval.com.br/blog/2019/01/21/eua-oferecem-ao-brasil-fragatas-ohp-entre-outros-equipamentos/
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14722
  • Recebeu: 894 vez(es)
  • Enviou: 867 vez(es)
  • +118/-112
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1150 em: Janeiro 26, 2019, 12:38:00 pm »
Há aí coisas que podem ser uma mais valia, mas há outras que nem dadas!
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

jpthiran

  • Membro
  • *
  • 261
  • Recebeu: 63 vez(es)
  • Enviou: 86 vez(es)
  • +9/-9
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1151 em: Janeiro 26, 2019, 01:09:06 pm »
será que o Brasil estaria interessado nas nossas Meko?...
estão bem mantidas e os Brasileiros quiserem podem moderliza-las...
arranjávamos dinheiro para mais duas Karel Dormen...
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3696
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 247 vez(es)
  • +230/-214
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1152 em: Janeiro 27, 2019, 09:38:15 pm »
Ida da Fragata União para Missão de Paz no Líbano


Citar
Navio integrará a FTM-UNIFIL, a partir de março
A partir de 15 de março de 2019, a Fragata “União” (F45) passará a integrar a Força-Tarefa Marítima (FTM) da Força Interina das Nações Unidas do Líbano (UNIFIL), em substituição à Fragata “Liberal” (F43), que participa da operação desde setembro de 2018.

O navio partirá da Base Naval do Rio de Janeiro (BNRJ) no dia 27 de janeiro, às 10h, e fará escalas logísticas em Natal (BRA), Funchal (PRT) e Valência (ESP), com previsão de chegada em Beirute no dia 7 de março.

A missão UNIFIL foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1978, e conta, atualmente, com a participação de 35 países, incluindo o Brasil, e com cerca de 12 mil militares e policiais, além de funcionários civis. No dia 29 de setembro de 2011, foi autorizado, pelo Congresso Nacional, o envio de um navio da Marinha do Brasil para integrar a Força-Tarefa Marítima (FTM) da UNIFIL e contribuir para a garantia da paz e da segurança no sul do Líbano.

FONTE:  https://www.naval.com.br/blog/2019/01/24/ida-da-fragata-uniao-para-missao-de-paz-no-libano/


 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3696
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 247 vez(es)
  • +230/-214
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1153 em: Janeiro 29, 2019, 12:50:47 pm »
Marinha participa das ações de busca e resgate em Brumadinho (Minas Gerais)


Citar
Um helicóptero UH-15 Super Cougar do 2° Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral decolou da Base Aeronaval de São Pedro da Aldeia na noite do dia 25 de janeiro rumo ao Aeroporto do Galeão. A aeronave partiu para Brumadinho na manhã de sábado (26), transportando Fuzileiros Navais para apoio nas ações de busca e resgate em Minas Gerais.

Os Fuzileiros Navais que embarcaram no UH-15 realizaram reconhecimento com imagens aéreas. O reconhecimento serviu para balizar ações do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais que foi prontificado para se deslocar do RJ rumo a Brumadinho.

No dia 28, a aeronave UH-15 foi usada para levar bombeiros e tropas israelenses da IDF para as áreas estratégicas de buscas em Brumadinho.

FONTE: https://www.naval.com.br/blog/2019/01/28/marinha-participa-das-acoes-de-busca-e-resgate-em-brumadinho-mg/




 

*

smg

  • Membro
  • *
  • 39
  • Recebeu: 40 vez(es)
  • +16/-0
Re: Notícias da Marinha do Brasil
« Responder #1154 em: Janeiro 29, 2019, 04:34:11 pm »
Boa tarde , as minhas sinceras condolências ao povo brasileiro pela tragédia de Minas Gerais . Espero que as próximas vistorias às barragens corram melhor para que isto não se repita . Um abraço .
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lusitano89, Vitor Santos

 

Acidente durante exercício de tiro entre Brasil e Argentina

Iniciado por Paisano

Respostas: 14
Visualizações: 6753
Última mensagem Dezembro 07, 2004, 11:52:51 pm
por papatango
Brasil Comprará Torpedo MK 48 Mod 6 Adv Tech

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 4
Visualizações: 4648
Última mensagem Maio 04, 2009, 11:41:33 pm
por 2dmaio
Marinha do Brasil incorpora navio-auxiliar "Pará"

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 3
Visualizações: 2815
Última mensagem Janeiro 24, 2005, 09:01:15 pm
por Paisano
Estação Antártica da Marinha do Brasil - Comandante Ferraz (EACF)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 0
Visualizações: 61
Última mensagem Maio 02, 2019, 09:28:18 pm
por Vitor Santos
Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) da Marinha do Brasil

Iniciado por Paisano

Respostas: 180
Visualizações: 62064
Última mensagem Maio 17, 2019, 01:26:46 pm
por Vitor Santos