As minhas Forças Armadas

  • 123 Respostas
  • 32298 Visualizações
*

night_runner

  • Membro
  • *
  • 169
  • Recebeu: 59 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +2/-0
Re: As minhas Forças Armadas
« Responder #120 em: Setembro 14, 2017, 03:30:52 am »
Depois disso o planeman desapareceu....
Provavelmente foi contratado, como o SOC e outros...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7466
  • Recebeu: 334 vez(es)
  • Enviou: 111 vez(es)
  • +62/-141
Re: As minhas Forças Armadas
« Responder #121 em: Setembro 14, 2017, 03:53:52 pm »
Estava eu a pesquisar sobre os Leopard, e na página em português sobre o 2A6 português, aparece uma nota de que Portugal vai comprar mais 18 carros. Sigo o rasto da nota e logo na 1ª página do google aparece esse link Russo com lições sobre todas as nossas FA. Foram precisas muitas horas para juntar aquela informação toda!!!!! E parece que eles acompanham a par e passo o que fazemos e dizemos!

Se repararem nos jornais, fóruns, etc, sempre que alguém fala mal da Rússia, lá vem meia dúzia de Dmítris defender o país, ou em inglês ou mesmo atrevem-se a escrever português (tirado do google, que fica uma verdadeira salada Russa!). Eu reparo isso nos comentários do Observador. Mas não são só Russos, há tugas a defendê-los com unhas e dentes! Se são assim com o exterior, como será dentro do próprio país!?

Viajante, eu defendo os Russos quando entendo que o deva fazer, ainda para mais que me identifico com os valores que eles agora defendem e que considero que também em Portugal deveriam ser defendidos.
E ataco os "JUSA" quando entendo, porque a especialidade deles - não do povo americano - mas de quem os arrebanha, é dar facadas nas costas, e o pessoal tende a esquecer-se que é isso que eles nos fazem, objectivamente desde pelo menos 1941 e que passou inclusivamente, pelo apoio aos nossos inimigos no Ultramar e embargo ao nosso esforço de guerra  (e conivência tácita e hipócrita na Invasão da Índia Portuguesa) e pela morte de um primeiro-ministro eleito.

E agora?
Isto faz de mim o quê?
E de si, já agora?

Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mayo

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1227
  • Recebeu: 336 vez(es)
  • Enviou: 173 vez(es)
  • +50/-8
Re: As minhas Forças Armadas
« Responder #122 em: Setembro 14, 2017, 05:04:32 pm »
Estava eu a pesquisar sobre os Leopard, e na página em português sobre o 2A6 português, aparece uma nota de que Portugal vai comprar mais 18 carros. Sigo o rasto da nota e logo na 1ª página do google aparece esse link Russo com lições sobre todas as nossas FA. Foram precisas muitas horas para juntar aquela informação toda!!!!! E parece que eles acompanham a par e passo o que fazemos e dizemos!

Se repararem nos jornais, fóruns, etc, sempre que alguém fala mal da Rússia, lá vem meia dúzia de Dmítris defender o país, ou em inglês ou mesmo atrevem-se a escrever português (tirado do google, que fica uma verdadeira salada Russa!). Eu reparo isso nos comentários do Observador. Mas não são só Russos, há tugas a defendê-los com unhas e dentes! Se são assim com o exterior, como será dentro do próprio país!?

Viajante, eu defendo os Russos quando entendo que o deva fazer, ainda para mais que me identifico com os valores que eles agora defendem e que considero que também em Portugal deveriam ser defendidos.
E ataco os "JUSA" quando entendo, porque a especialidade deles - não do povo americano - mas de quem os arrebanha, é dar facadas nas costas, e o pessoal tende a esquecer-se que é isso que eles nos fazem, objectivamente desde pelo menos 1941 e que passou inclusivamente, pelo apoio aos nossos inimigos no Ultramar e embargo ao nosso esforço de guerra  (e conivência tácita e hipócrita na Invasão da Índia Portuguesa) e pela morte de um primeiro-ministro eleito.

E agora?
Isto faz de mim o quê?
E de si, já agora?

Caro Luso, em última instância só podemos contar connosco e sem dúvida como refere muitas vezes, o nosso abandalhamento militar coloca-nos numa posição subalterna. A forma como por exemplo fomos tratados no resgate de à uns anos atrás, foi tudo menos digna (a Grécia que é militarmente mais forte foi tratada ainda pior), mas por exemplo a Espanha com um problema muito grave e com quase todos os bancos falidos, não sujeitou-se ao mesmo que nós só porque tem mais influência e poder....... e também porque a Alemanha disse logo que não ía resgatar a Espanha (era muito dinheiro em jogo, ficaram-se pelos bancos).......

Quantos às traições americanos, concordo. E a última de vulto deu-se com o golpe falhado na Turquia. E como fica a Turquia, que está claramente a passar para o bloco de influência soviético e dentro da NATO?

Sem dúvida que há algumas ideias que a Europa devia seguir, como a defesa da sua cultura como povo e que está a ser colocada em causa com a crise dos refugiados. Finalmente abriram os olhos para o que se passa. Mas olhe que confiar na águia ou no urso.........

Mais vale estarmos quietos no nosso quintal (mesmo com o que se passa aqui ao lado na Catalunha) e deixarmos de estar de cócaras.......

Voltando à Rússia, a política externa é sem dúvida muito mais forte e fiável que a americana, então nos últimos tempos...... mas o modelo de desenvolvimento económico Russo é muito débil e baseado nas matérias-primas + material militar. Agora política interna..... direi que os nossos políticos são uns aprendizes ao lado dos padrinhos Russos :)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Luso

*

Lusitan

  • Membro
  • *
  • 145
  • Recebeu: 39 vez(es)
  • Enviou: 39 vez(es)
  • +74/-3
  • Hic et Ubique
Re: As minhas Forças Armadas
« Responder #123 em: Setembro 15, 2017, 10:10:53 am »
Estava eu a pesquisar sobre os Leopard, e na página em português sobre o 2A6 português, aparece uma nota de que Portugal vai comprar mais 18 carros. Sigo o rasto da nota e logo na 1ª página do google aparece esse link Russo com lições sobre todas as nossas FA. Foram precisas muitas horas para juntar aquela informação toda!!!!! E parece que eles acompanham a par e passo o que fazemos e dizemos!

Se repararem nos jornais, fóruns, etc, sempre que alguém fala mal da Rússia, lá vem meia dúzia de Dmítris defender o país, ou em inglês ou mesmo atrevem-se a escrever português (tirado do google, que fica uma verdadeira salada Russa!). Eu reparo isso nos comentários do Observador. Mas não são só Russos, há tugas a defendê-los com unhas e dentes! Se são assim com o exterior, como será dentro do próprio país!?

Viajante, eu defendo os Russos quando entendo que o deva fazer, ainda para mais que me identifico com os valores que eles agora defendem e que considero que também em Portugal deveriam ser defendidos.
E ataco os "JUSA" quando entendo, porque a especialidade deles - não do povo americano - mas de quem os arrebanha, é dar facadas nas costas, e o pessoal tende a esquecer-se que é isso que eles nos fazem, objectivamente desde pelo menos 1941 e que passou inclusivamente, pelo apoio aos nossos inimigos no Ultramar e embargo ao nosso esforço de guerra  (e conivência tácita e hipócrita na Invasão da Índia Portuguesa) e pela morte de um primeiro-ministro eleito.

E agora?
Isto faz de mim o quê?
E de si, já agora?

E que valores são esses? Eu não vejo grandes valores... vejo apoiarem grupos neo-nazis, de extrema-esquerda, esquerda, direita... Qualquer coisa que mexa e que seja fácil de comprar com dinheiro que tanta falta faz na Rússia.
Vejo Putin tentar usar a conversa dos refugiados e étnica na Europa, mas na Rússia continuar a permitir a circulação de imigrantes clandestinos porque ajudam à economia paralela russa. Já para não falar nas máfias georgianas e chechenas que tanto jeito dão...
Vejo Putin falar no valor dos valores cristãos, mas perseguir jeovahs, protestantes, católicos e ortodoxos não pertencentes ao patriarcado de Moscovo.
Fala em proteger o povo russo de ameaças externas, enquanto lhes vai sugando até ao último tutanto.
Vejo aumentar o Orçamento para a Defesa, mas o número de russos a morrer de doenças curáveis, acidentes na estrada, alcoolismo, etc. a aumentar.
Vejo a falar na santidade do casamento, sendo ele próprio divorciado e depois de ter trocado a esposa por uma patinadora muito mais nova.

Continuo sem perceber quais os valores que menciona, meu caro... Mas de certeza que não quero estes valores para Portugal.
Não estou contente com o que temos em Portugal, mas de certeza que não quero o que existe na Rússia. Aconselho-o a fazer uma viagem a um sítio como Rostov ou Krasnodar, para perceber que se calhar o conto de fadas russo se calhar é só uma alteração à velha propaganda soviética. Aliás muitos do que agora mandam na Rússia tem o mesmo mind-set soviético ou pior... vivem na ilusão do regresso do velho império czarista...

Ilumine-me qual foi o apoio prestado aos nossos inimigos no Ultramar... e que facadas é que nos dão desde 1941?
Anexação da Indía:
https://en.wikipedia.org/wiki/Annexation_of_Goa#Condemnation
Os EUA condenaram as acções da India. Se calhar deviam ter começado uma guerra para manter as possessões na India só porque Salazar queria? Se calhar se tivesse negociado como fizeram os ingleses e os franceses tivesse tido capacidade de ter evitado a tragédia que se seguiu...

É giro que até hoje nunca ninguém conseguiu provar que Sá Carneiro foi assassinado, mas o meu caro consegue provar sem qualquer dúvida que foram os EUA que o fizeram.

O facto de sermos aliados na NATO, não implica que tenhamos de ser aliados noutras questões não contempladas na aliança. E a NATO nunca contemplou África. A NATO para Portugal foi até ao fim da ditadura apenas um inconveniente conveniente. Inconveniente porque implicava formar oficiais em países abertos e democráticos (e isso era perigoso porque lhes dava ideias conspiratórias) e conveniente porque nos permitia adquirir armamento sofisticado (tanques e aviões caça topo de gama na altura) e nos protegia da influência soviética no Continente e no Atlântico, além de que dava legitimidade internacional ao regime.
 
 

 

Forças mecanizadas do exército Espanhol à beira de Portugal

Iniciado por dremanu

Respostas: 13
Visualizações: 5134
Última mensagem Maio 08, 2006, 12:40:15 pm
por carlovich
DN: Comando NATO de Oeiras tutela forças de reacção

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 0
Visualizações: 1629
Última mensagem Novembro 14, 2006, 11:38:41 am
por PereiraMarques
Forças de segurança encontram-se sob escuta

Iniciado por antoninho

Respostas: 1
Visualizações: 1382
Última mensagem Outubro 04, 2006, 10:59:36 am
por Rui Elias
Forças Aeromóveis, opinião

Iniciado por typhonman

Respostas: 0
Visualizações: 559
Última mensagem Outubro 13, 2009, 10:02:41 pm
por typhonman
"Crise já atinge Forças Armadas"

Iniciado por Lancero

Respostas: 8
Visualizações: 3926
Última mensagem Junho 04, 2008, 06:13:35 pm
por Gina