Galegos protestam domingo em defesa da língua

  • 23 Respostas
  • 7765 Visualizações
*

Lusitanus

  • 193
  • +0/-0
Galegos protestam domingo em defesa da língua
« em: Maio 17, 2008, 02:11:16 pm »
" A Associação Galega da Língua (AGAL) espera reunir domingo cerca de 30 mil pessoas em Santiago de Compostela, numa manifestação em defesa do reconhecimento da língua galega como parte integrante da lusofonia.

«Esperamos ter entre 20 e 30 mil pessoas», afirmou hoje Alexandre Banhos Campo, da AGAL, em declarações à Lusa, alertando que uma manifestação de reduzida dimensão «será mau para os galegos».

A manifestação, que visa defender o reconhecimento do galego como parte integrante da lusofonia e denunciar as políticas de normalização linguística desenvolvidas pelo Estado espanhol, terá início às 12h (11h em Lisboa), na Alameda de Compostela.

O programa prevê três discursos, um dos quais de Alexandre Banhos Campo, que será centrado na ideia da internacionalização da língua galega.

«É preciso incutir nos galegos a ideia de que a nossa língua é internacional e a minha intervenção será sobre isso», frisou.

No final dos discursos, os manifestantes vão desfilar pelas ruas de Santiago de Compostela, num percurso com cerca de dois quilómetros de extensão.

A manifestação surge numa altura em que, segundo Alexandre Banhos Campo, «o português da Galiza está numa situação muito difícil».

Os dados estatísticos mais recentes indicam que 90 por cento dos galegos com mais de 65 anos falam português da Galiza, mas essa percentagem é muito reduzida entre os que têm menos de 20 anos.

Alexandre Banhos Campo explicou esta situação salientando que «o processo de reconhecimento autonómico e político levou a uma espécie de oficialização da língua galega, mas o modelo que é imposto nas escolas e na comunicação social é baseado no padrão castelhano».

O dirigente da AGAL recordou que o Norte de Portugal e a Galiza foram «o berço da lusofonia», frisando que «o português original era a língua que se falava no século IX entre as cidades do Porto e Santiago de Compostela».

Por isso mesmo, defendeu que «o galego se confunda com o português», mantendo, no entanto, as suas especificidades próprias.

«No Rio de Janeiro fala-se de uma forma diferente da que se fala em Lisboa, mas ninguém duvida que são as duas português», frisou o activista galego.

Lusa / SOL"

Reparem que os Galegos mesmo estando sob pressão Espanhola juntam-se e lutam por aquilo que querem e acreditam,não é como vocês todos com ideias desalinhadas e cada um a puxar por si,é por isso que nem uma revolução são capazes de fazer,só se juntam para ver m**** de futebol.
Porra até cansa.Começo a ficar farto desta mentalidade mediocre e do vai-se andando.
Parabéns pelo acordo ortografico,mas eu não vou respeitar esse acordo nem os meus filhos e nem os meus netos,custe o que custar.
"Cumpriu-se o mar e o império se desfez
Senhor, falta cumprir-se Portugal"
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #1 em: Maio 17, 2008, 04:11:40 pm »
Aconselho também a que em vez de isqueiro, continue a utilizar Phósphoros
 

*

HELLAS

  • 375
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Maio 17, 2008, 04:45:17 pm »
...A manifestação surge numa altura em que, segundo Alexandre Banhos Campo, «o português da Galiza está numa situação muito difícil»...

O portugues de Galiza??? deveria ser o galego de Portugal, acho eu. O melhor é que algun forista galega comente isto, mas eu desde fora de Galiza nao percebeo que o Galega este em perigro de nada, e mais quando pretendem impoer o galego en zonas que nao falaram galego nunca, ja seja em Leao ou Asturias. Depois tambem, o galego é insinada nas escolas, é oficial, as gentes o falam, etc...eu gostaria saber onde esta esse perigro, nao digo que nao exista, digo que eu nao sei onde esta e gostaria saber.
Habitualmente os nacionalismos no estado espanhol estao sempre a inventar-se situaçoes para justificar as suas pretensoes. Acho incredivel que un galego que defende a lingua galega e que minimamente deberia ter conocimentos, possa dizer que fala portugues de galiza, quando se tem que ver onde nasciu o galego, quando nasciu Galiza e quando nasciu Portugal.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #3 em: Maio 17, 2008, 05:13:36 pm »
Citar
mas eu desde fora de Galiza nao percebeo que o Galega este em perigro de nada, e mais quando pretendem impoer o galego en zonas que nao falaram galego nunca, ja seja em Leao ou Asturias. Depois tambem, o galego é insinada nas escolas, é oficial, as gentes o falam, etc...eu gostaria saber onde esta esse perigro, nao digo que nao exista, digo que eu nao sei onde esta e gostaria saber.


Se não fosse 1640, você também estaria aqui a dizer que no Minho ou em Braagança estariamos a tentar impor o português onde ele nunca se falou.

Pare de inventar a História conforme o Diktat do Reich !

A língua castelhana foi e continua a ser imposta quer pelos colonos castelhanos quer pela igreja católica castelhana (orgão pernicioso e assassino, controlado pelo cardeal nazi Rouco Varela).

A lingua castelhana é imposta fora de Castela, como o russo foi imposto em outros lugares.
Se não fosse a I guerra mundial, hoje haveria russos a dizer que na Finlandia nunca se tinha falado finlandês.

De qualquer forma a mim tanto se me dá como se me deu o que passe na Galiza. Pessoalmente considero-o pouco mais que um território morto, ocupado e descaracterizado. Galiza é Castela, e o que resta está a ser rapidamente destruido.
Creio que é demasiado tarde para salvar um cadáver. Há muitos anos os galegos escolheram o caminho da traição, entregando-se nas mãos assassinas dos castelhanos. Tiveram o que mereceram. Hoje, são os castelhanos que se dizem galegos. Nada têm que os ligue à Gallaecia defunta.
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6804
  • Recebeu: 341 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +202/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Maio 17, 2008, 10:50:30 pm »
Citação de: "papatango"
Pessoalmente considero-o pouco mais que um território morto, ocupado e descaracterizado.


Ehhhhh! :cry: E há almas mais sensíveis do que as outras :wink:

Papatango, apesar de concordar, genericamente, com as suas análises, tem de convir que um certo "radicalismo" semântico, acaba por "enfraquecer" os seus próprios argumentos.

De facto, torna-se muito fácil para os foristas espanhóis pegarem nesses "sound bites" e satirizarem as suas posições, ignorando o âmago das questões.

Sei que consegue fazer melhor :G-Ok:
Cumprimentos
B. Pereira Marques
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7505
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +135/-194
(sem assunto)
« Responder #5 em: Maio 17, 2008, 11:01:02 pm »
Safa, o PT bate-me aos pontos. :shock:
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7505
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +135/-194
(sem assunto)
« Responder #6 em: Maio 17, 2008, 11:53:36 pm »
Para ilustrar melhor o postal sobre a questão linguística.

Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #7 em: Maio 17, 2008, 11:55:53 pm »
Citar
De facto, torna-se muito fácil para os foristas espanhóis pegarem nesses "sound bites" e satirizarem as suas posições, ignorando o âmago das questões.


Pereira Marques -> Acho que já toda a gente deve ter percebido que o que quer que seja que um espanhol diga, entra-me pela orelha e sai pelo ouvido. Não adianta estarmos com paninhos quentes para evitar que se danem. Este fórum não foi feito para os espanhóis frequentarem, e a presença deles não pode servir de argumento para que nos auto-censuremos.

Cá por mim, podem «rasgar las vestiduras» à vontade.
Além disso, o que eu disse acima, vai de encontro ao que os próprios castelhanos pensam da Galiza.
Para eles, a Galiza não tem qualquer direito, não passa de um território conquistado e eles têm o direito de impor os seus usos e costumes, porque há muitos séculos domaram os galegos. A ideia que os castelhanos têm da Galiza é essa mesma: uma terra de «gente mansa».
Os que ainda havia, emigraram para a Argentina. Os que ficaram, aceitaram a ocupação como «faits accomplis».

O que é que devemos fazer ?
Como devemos interpretar esses movimentos galegos de defesa de uma língua que os próprios galegos deixaram que morresse ?
A História ensina-nos o quê ?


Cumprimentos


Nota adicional
Quanto ao cardeal Rouco Varela, as suas declarações miseráveis contrárias aos nacionalismos, casam absolutamente bem com o espirito de inquisição e de cruzada franquista, que na igreja castelhana e no exército castelhano ainda continua viva e bem viva.

Se amanhã em Espanha houvesse uma guerra e os nazistas começassem a assassinar pessoas como aconteceu durante a guerra civil. Considerando as declarações desse Rouco Varela, creio que ele seria o primeiro a justificar os assassinatos, da mesma forma que a igreja justificou os assassinatos feitos pelos nazistas durante a guerra civil.

Rouco Varela na igreja espanhola, é exactamente a mesma coisa que ter nos dias de hoje o Cardeal Cerejeira como Cardeal-Patriarca de Lisboa.

Mas os espanhóis preferem viver no reio do faz-de-conta e acreditar em histórias da carochinha, mas esse é problema deles.
E nós não somo espanhóis...
 

*

HELLAS

  • 375
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #8 em: Maio 18, 2008, 05:55:23 pm »
Sr .Papanatango, percebo perfeitamente o que voces quer dizer, pois eu faço exactamente o mesmo con os que estao a ladrar continuamente, pelo menos eu nao generaliço insultantemente a dizer...os portugueses.
Desta vez nao vou a escreber muito, apenas preguntar-te, o que Portugal fiz em outras terras de mondo como se chama? contesta-me, quando os conquistadores portugueses chegabam a certas terras lá ninguem falaba nada e por isso aprenderam portugues?.
Foristas como tu e o meu amigo Comanche so fazem que atacar e menos preciar. Eu ja sei que para voces nos tambem, mas acho que o % de comentarios contra Portugal e os portugueses e quasi inexistente e ao contrario e muito mais habitual.
Finalmente nao percebo desde o ponto de vista historico a diferença entre Castela e Portugal, dos grandes reinos conquistadores e lá onde estiveram levaram coisas boas e mas.
E como ja diz, pode saber tambem que tenho as orelhas bem abertas, para o que voce diga entre e possa sair.
Abraço.

Citação de: "papatango"
Pereira Marques -> Acho que já toda a gente deve ter percebido que o que quer que seja que um espanhol diga, entra-me pela orelha e sai pelo ouvido. Não adianta estarmos com paninhos quentes para evitar que se danem. Este fórum não foi feito para os espanhóis frequentarem, e a presença deles não pode servir de argumento para que nos auto-censuremos.


Depois de ler esto, esqueci dizer que incialmente fiquei ca neste forum para trocar impresoes desde varios pontos de vista e obviamente com respeito, mas em pouco tempo esto tornou-se constantemente numa defesa da minha patria dos ataques de alguns de voces. Alguns pensabam-se que Espanha estaba esquecida e ninguem ia a defender a sua honra e dignidade, mas o sento, igual que Portugal tem gentes que aman a sua patria, Espanha tambem tem.

Eu ja diz outras vezes, que no momento que deixen de sair post a falar de Espanha eu nao vou a ter reparo que sair , mas voces mesmos crian opinoes do meu pais quase sempre para insultar.
O mais desagradavel para mim e quando alguns de voces ficam pensamentos em cabeças que nao pensan isso, apenas por nao perceber que alguns podamos pensar coisas para alguns de voces impensavels, como que existam galegos, asturianos, catales, valencianos, madrilenhos, etc....que falem outras linguas,por exemplo, e que sem pensar em castelhano ou em castela estemos orgulhosos de ser espanhois, mas disso nos nao temos a culpa.
O dito, borremos post que falam de um pais que nao o vosso e assim, pelo menos eu, voces vai a esquercer de mim.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #9 em: Maio 18, 2008, 07:48:22 pm »
Citação de: "HELLAS"
Sr .Papanatango, percebo perfeitamente o que voces quer dizer, pois eu faço exactamente o mesmo con os que estao a ladrar continuamente, pelo menos eu nao generaliço insultantemente a dizer...os portugueses.
Quem generaliza é você. Se perante um comentário relativo à Espanha você acha que o deve interpretar de forma genérica, esse é um problema seu. Bom proveito.

Citar
Desta vez nao vou a escreber muito, apenas preguntar-te, o que Portugal fiz em outras terras de mondo como se chama?

O que os portugueses fizeram ou deixaram de fazer não está em causa quando falamos na língua da Galiza e nas razões que levam alguns galegos a achar que a sua lingua está em perigo (eu pessoalmente acho que já morreu, mas enfim...).

Apenas lhe posso dizer que como português aceito todas as criticas feitas ao comportamento dos portugueses em conflitos. Não pretendo desculpar nada. Sou como cidadão, herdeiro de uma tradição de coisas boas e de coisas más. Como cidadão e como português aceito as críticas que houverem de ser feitas, para o bem e para o mal.

Não fico irritado quando criticam os portugueses, muitas vezes com razão.
Essa é a grande diferença entre um nacionalismo e patriotismo aberto, democrático, moderno e sem complexos, e o nacionalismo imobilista castelhano, que não aceita a visão histórica dos outros e que não aceita a mais pequena crítica.

E em 2008, o comportamento dos espanhóis, leva-nos a crer que não mudou nada, ABSOLUTAMENTE NADA!!!
Por muito que nos queiram convencer que a Espanha é um mar de rosas e alecrim pronta a nos receber de braços abertos.

Citar
contesta-me, quando os conquistadores portugueses chegabam a certas terras lá ninguem falaba nada e por isso aprenderam portugues?.
Foristas como tu e o meu amigo Comanche so fazem que atacar e menos preciar. Eu ja sei que para voces nos tambem, mas acho que o % de comentarios contra Portugal e os portugueses e quasi inexistente e ao contrario e muito mais habitual.
Finalmente nao percebo desde o ponto de vista historico a diferença entre Castela e Portugal, dos grandes reinos conquistadores e lá onde estiveram levaram coisas boas e mas.
E como ja diz, pode saber tambem que tenho as orelhas bem abertas, para o que voce diga entre e possa sair.
Abraço.


Podia responder-lhe às questões que coloca, mas se aos participantes portugueses pedimos para verem as respostas que estão já escritas mil vezes, então é hora de dizer o mesmo aos restantes visitantes.

Procure, que encontra as respostas. Não vou discutir as mesmas questões pela milésima vez.

Reafirmo no entanto TUDO o que disse. A ideia que muitos portugueses têm de Espanha, está baseada na História e na realidade dos factos (ou fatos agora :mrgreen: ).
Espanha é em grande medida sinónimo de morte, invasão, destruição sangue, inquisição, opressão, medo, traição, orgulho - ainda que quixotesco.

Citar
Citação de: "papatango"
Pereira Marques -> Acho que já toda a gente deve ter percebido que o que quer que seja que um espanhol diga, entra-me pela orelha e sai pelo ouvido. Não adianta estarmos com paninhos quentes para evitar que se danem. Este fórum não foi feito para os espanhóis frequentarem, e a presença deles não pode servir de argumento para que nos auto-censuremos.

Depois de ler esto, esqueci dizer que incialmente fiquei ca neste forum para trocar impresoes desde varios pontos de vista e obviamente com respeito, mas em pouco tempo esto tornou-se constantemente numa defesa da minha patria dos ataques de alguns de voces. Alguns pensabam-se que Espanha estaba esquecida e ninguem ia a defender a sua honra e dignidade, mas o sento, igual que Portugal tem gentes que aman a sua patria, Espanha tambem tem.

Eu ja diz outras vezes, que no momento que deixen de sair post a falar de Espanha eu nao vou a ter reparo que sair , mas voces mesmos crian opinoes do meu pais quase sempre para insultar.
O mais desagradavel para mim e quando alguns de voces ficam pensamentos em cabeças que nao pensan isso, apenas por nao perceber que alguns podamos pensar coisas para alguns de voces impensavels, como que existam galegos, asturianos, catales, valencianos, madrilenhos, etc....que falem outras linguas,por exemplo, e que sem pensar em castelhano ou em castela estemos orgulhosos de ser espanhois, mas disso nos nao temos a culpa.
O dito, borremos post que falam de um pais que nao o vosso e assim, pelo menos eu, voces vai a esquercer de mim.


Este é um forum livre, onde as pessoas podem dizer o que querem. Desde criticar e exigir a expulsão dos moderadores a dizer todo o tipo de disparates. Há limites, claro, mas neste fórum esses limites são normalmente muito maiores que noutros lugares.

Mas pelo menos no que me diz respeito, não me peçam para mudar a minha ideia da Espanha. Quando refiro a Espanha falo na maior parte das vezes das elites castelhanas, do exército, da igreja católica.

Se você pertence a alguma desses grupos, entidades ou instituições, onde o ódio visceral a Portugal continua a ser uma coisa normal, então as minhas criticas são-lhe dirigidas, caso não seja, então não tem razão para criticar nada.
 

*

HELLAS

  • 375
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #10 em: Maio 18, 2008, 08:20:14 pm »
Estou a chegar a conclusao que voce sr.Papanatando esta doente de alguna coisa,mas nao page con o meu pais.
Depois de ler esto...Se você pertence a alguma desses grupos, entidades ou instituições, onde o ódio visceral a Portugal continua a ser uma coisa normal, então as minhas criticas são-lhe dirigidas, caso não seja, então não tem razão para criticar nada...Odia visceral a Portugal? efectivamente voce esta doente da cabeça.
 

*

Lusitanus

  • 193
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #11 em: Maio 19, 2008, 03:21:02 am »
Sr. Luso,esse mapa é para me insultar ou para me ofender??
Porque não tem cabimento algo....isto é,está incompleto.
"Cumpriu-se o mar e o império se desfez
Senhor, falta cumprir-se Portugal"
 

*

HELLAS

  • 375
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #12 em: Maio 19, 2008, 09:46:39 am »
Citação de: "Lusitanus"
Sr. Luso,esse mapa é para me insultar ou para me ofender??
Porque não tem cabimento algo....isto é,está incompleto.


Alem que nissa epoca Espanha como estado nao existia mas sim pode ver-se no mapa....pouco ou nada de certeza tem esse mapa.
 

*

manuel liste

  • Especialista
  • ****
  • 1053
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #13 em: Maio 19, 2008, 11:32:36 am »
Citação de: "HELLAS"
Citação de: "Lusitanus"
Sr. Luso,esse mapa é para me insultar ou para me ofender??
Porque não tem cabimento algo....isto é,está incompleto.

Alem que nissa epoca Espanha como estado nao existia mas sim pode ver-se no mapa....pouco ou nada de certeza tem esse mapa.


El mapa es muy bonito, pero la capital tendría que estar en Vigo, el país llamarse Galicia y formar parte de España, como es natural. Por lo demás, todo bien  :twisted:
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7702
  • Recebeu: 335 vez(es)
  • Enviou: 599 vez(es)
  • +233/-211
(sem assunto)
« Responder #14 em: Maio 19, 2008, 11:42:34 am »
Citação de: "Luso"
Para ilustrar melhor o postal sobre a questão linguística.



 :shock:  :lol:  :lol:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

 

CPLP acordo ortográfico da língua portuguesa

Iniciado por comanche

Respostas: 94
Visualizações: 36091
Última mensagem Setembro 03, 2019, 12:13:45 pm
por Lusitano89