Chaimite

  • 323 Respostas
  • 99392 Visualizações
*

major-alvega

  • 186
  • +0/-0
Chaimite
« em: Maio 01, 2008, 08:11:17 pm »
boa noite, qual acham que vai ser o destino das chaimites depois de serem renovadas pelos pandur???

*

major-alvega

  • 186
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Maio 01, 2008, 09:01:51 pm »
portugal tem chaimites no afeganistão?

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6676
  • Recebeu: 250 vez(es)
  • Enviou: 180 vez(es)
  • +84/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Maio 01, 2008, 09:14:32 pm »
Citação de: "major-alvega"
boa noite, qual acham que vai ser o destino das chaimites depois de serem renovadas pelos pandur???

Sucata...

Citação de: "major-alvega"
portugal tem chaimites no afeganistão?


Não...
 

*

major-alvega

  • 186
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Maio 02, 2008, 09:59:15 pm »
Chaimite - V200
Veículo Blindado Transporte Pessoal (BRAVIA)
 

 
Fabricante: BRAVIA - Portugal  
Tripulação: 11
Comprimento: 5.606 - Largura: 2.26M - Altura: 2.26M
Peso vazio: 6800Kg. - Peso preparado para combate: 7600Kg.  
Motor/potência/capacidades
Sistema de tracção:Quatro rodas motrizes  
Motor: M-75 V8/gas. Potência: 210 cv  
Velocidade máxima: : 110 Km/h - Velocidade em terreno irregular: 45 Km/h  
Tanque de combustível: 300 Litros Autonomia máxima: 1050Km  

65º
40º
Anfíbio
0M
0.9M
 

 
Blindagem  Mobilidade  
Sis. combate   Com/electr.  
Potência de fogo contra:  
Blindados   Construções  
Pessoal  Aeronaves  


 
 

Armamento básico
- 1 x 12.7mm Browning M2 (Calibre: 12.7mm - Alcance estimado de 1.5Km a 2.4Km)
 


 País: Portugal
Designação Local:Chaimite  Listar todos os
veículos deste país
Qtd: Máx:96 - Qtd. em serviço:50
Situação: Em serviço Operacionalidade:
 
Entrou ao serviço do exército português em 1967 e participou em todas as campanhas em que Portugal esteve envolvido em África, tendo igualmente sido distribuido ao Regimento de Cavalaria 3, Cavalaria 8 e Escola Prática de Cavalaria. Com o fim do conflito africano, os Chaimites, foram distribuidos ao regimento de comandos e mais recentemente á B.A.I. e B.L.I.

Posteriormente tem havido algumas adaptações deste veículo, embora o exército utilize basicamente a versão V-200 e V-600.

36 anos após ter entrado ao serviço, o Chaimite continua a ter um papel de alguma relevância. Foi enviado por exemplo para a antiga Jugoslávia, integrado nas forças portuguesas da BAI.

Após quase quatro décadas de serviço, o Chaimite apresenta problemas de operacionalidade e é já dificil manter as duas dezenas de viaturas que estão na antiga Jugoslávia. Os veículos que se encontram em Portugal têm sido mantidos em condições de mobilidade, mas a operacionalidade do veículo e a sua utilidade e valor militar são mínimos.

Entretanto, o exército português escolheu o veículo blindado sobre rodas PANDUR-2, 8x8, de proveniência austríaca. O PANDUR, sustituirá no entanto, não só o Chaimite, como vários outros tipos de veículos do exército.



--------------------------------------------------------------------------------
 
O Chaimite V-200 ( seus derivados), é claramente inspirado no veículo norte-americano Commando «V-100», embora com algumas particularidades específicas.
Assim, e embora as suas características, peso e dimensões e colocação do motor, sejam em tudo idênticas ao modelos americanos da série V-100, o Chaimite foi bastante modificado, nomeadamente para reduzir os custos com a produção.

A primeira grande diferença é que enquanto o veículo original norte-americano tem a sua chaparia lateral moldada, no Chaimite utilizou-se o processo de soldadura o que barateou naturalmente o custo por permitir a sua produção sem necessidade de acesso a grandes e custosas prensas.

Mas a falta de equipamentos para produzir as peças moldadas levou a que se efectuasse uma radical modificação da parte traseira do veículo, que se adaptou muito melhor ao fabrico em quantidades mais pequenas. A traseira em angulos retos do Chaimite V-200, é a forma mais simples de identificar qualquer veículo desta família dos seus parentes norte-americanos.

 
A parte traseira do Chaimite V-200, à esquerda e do V-150 da Cadillac-Gage/Textron-Marine à direita. São evidentes as diferenças decorrentes do redesenho do veículo resultado da simplificação efectuada em Portugal


O Chaimite V-200 serviu também como base para várias versões. Entre as versões estudadas, esteve uma com um torre antiaérea, e outra com canhão de 90mm. De todos os estudos que foram efectuados, apenas a versão porta-morteiro chegou a ser produzida.

Varios países adquiriram veículos deste tipo, embora não seja possível determinar com precisão as quantidades. Em alguns mercados, os Chaimite V-200 são ou foram identificados como modelos da família V-100 da Cadillac-Gage (presentemente Textron).

Informação genérica:  
Familia de veículos de transporte de pessoal de origem norte-americana V-100. Trata-se de um veículo 4x4 com motor atrás, blindagem ligeira e capacidade anfíbia e alta velocidade em estrada.

Muitos veículos deste tipo foram utilizados na guerra do Vietname, tendo sido utilizados pelo exército da República do Vietname do Sul.

Só ,mais tarde, reconhecendo as vantagens da necessidade de dispor de alguma blindagem para as suas forças móveis, os norte-americanos adquiriram também este veículo. Foram encomendados pelo exército, para as suas forças de policia e também pela Força Aérea dos Estados unidos.

Existem várias versões e séries deste veículo.

De entre essas destacam-se as conhecidas como «Chaimite» e que foram produzidas por Portugal nos anos 70 e 80, estando ao serviço naquele país europeu, chegando a ser exportado nas suas várias versões, que incluiam versão porta-morteiro e uma versão equipada com mísseis anti-tanque.

Os portugueses estudaram também versões para apoio de fogo (equipadas com canhão de 90mm de baixa presão) e veículos equipados com torres para defesa anti-aérea que não chegaram a estagio de produção.

A empresa Cadillac-Gage foi comprada pela Textron Marine & Land, e o projecto continuou a ser desenvolvido, tendo presentemente resultado numa família de veículos classificados como «veículo blindado de segurança» e que são utilizados pelo exército dos Estados Unidos para protecção de colunas miltares.

A sua mais recente versão chama-se M-1117.

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2435
  • Recebeu: 23 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +11/-15
(sem assunto)
« Responder #4 em: Maio 02, 2008, 11:03:25 pm »
A Chaimite é o blindado com mais historia no nosso exercito.

Devemos a manter sempre em varios sitios de portugal como homenagem.

Africa, 25 abril ( a bula), Bosnia, Kosovo...

O blindado que ficara na historia como a G3.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +17/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #5 em: Maio 02, 2008, 11:06:58 pm »
Duvido que as viaturas Chaimite tenham utilidade numa carreira de tiro.
 

*

tyr

  • Analista
  • ***
  • 881
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Maio 02, 2008, 11:20:06 pm »
Os alvos da carreira de tiro de Santa guida bem precisam de ser renovados (chaimites e M60 irão substituir (complementar) os M48, saladin, panhards etc...)
A morte só é terrivel para quem a teme!!
 

*

major-alvega

  • 186
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #7 em: Maio 03, 2008, 09:59:18 pm »

*

raphael

  • Especialista
  • ****
  • 1170
  • Recebeu: 170 vez(es)
  • Enviou: 151 vez(es)
  • +24/-2
(sem assunto)
« Responder #8 em: Maio 04, 2008, 12:43:18 am »
... no CTA usam é contentores, barris e carros para sucata, mas também é para o tiro de Browning .50 e MG-3! :twisted:
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

tyr

  • Analista
  • ***
  • 881
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Maio 04, 2008, 01:29:54 pm »
Em alcochete já não existem blindados para alvo (já deram cabo deles???).
lembro me de ir a uma carreira de tiro dentro do CTA (há uns bons anos atrás) e estar lá uma carcaça de um blindado (já sem torre nem nada)
A morte só é terrivel para quem a teme!!
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3536
  • Recebeu: 27 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +6/-5
(sem assunto)
« Responder #10 em: Maio 04, 2008, 04:00:55 pm »
O meu sonho  :roll:

Potius mori quam foedari
 

*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1009
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #11 em: Maio 04, 2008, 04:08:10 pm »
Citação de: "Cavaleiro"
As chaimites bem aproveitadas e com umas remodelações interiores podiam ainda ter uso nas forças de segurança.



Citar
VXB's formerly in service with the mobile units of the French Gendarmerie





Citar
The Tulsa Police Department's SOT (Special Operations Team) uses an Alvis Saracen, a British-built armoured personnel carrier. The Saracen was modified to accommodate the needs of the SOT. A Night Sun was mounted on top and a ram was mounted to the front. The Saracen has been used from warrant service to emergency response. It has enabled team members to move from one point to another safely.

"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

*

Nuno Calhau

  • Perito
  • **
  • 342
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #12 em: Maio 04, 2008, 07:25:45 pm »
Sem margem para duvida!

O tempo que andaram a gastar recursos na compra de veiculos blindados para a GNR, tinham readaptado alguns Chaimites para o efeito.
Mas as "luvas" falam sempre mais alto...

Relembro os que os Americas estão a fazer com os V-150. Fica um carro bem actual.

Um Abraço. [/img]
 

*

lurker

  • Perito
  • **
  • 427
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #13 em: Maio 04, 2008, 10:24:25 pm »
Já agora, também não precisamos de comprar Pandur, podemos modernizar as Chaimite...

Meus caros, as Chamite que temos estão a cair de velhas e é virtualmente impossivel mantê-las a andar.

O que os americanos estão a fazer é contruir veiculos novos derivados do V-150, o M-1117. E cada um ronda 700.000 USD.
 

*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1009
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #14 em: Maio 04, 2008, 10:57:56 pm »
Recorrendo a uma canibalização geral das Chaimites aquando da sua substituição, penso que poderiamos reunir alguns exemplares e entregá-los às forças de segurança, para operações mais musculadas.

Ou a sua operacionalidade é assim tão grave ?

É que, pelas apreenções de armas efectuadas e que são reportadas na comunicação social, encontrámos AK's, G-3's e até uma MG-42/MG-3....
"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

 

Chaimite no "Operacional"

Iniciado por Miguel Silva Machado

Respostas: 11
Visualizações: 4777
Última mensagem Março 30, 2009, 04:06:05 pm
por Lancero
Segundo artigo sobre a história da Chaimite

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 2
Visualizações: 1846
Última mensagem Janeiro 20, 2009, 01:02:20 pm
por Pedro Monteiro