UAV / UCAV

  • 175 Respostas
  • 50685 Visualizações
*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: UAV / UCAV
« Responder #165 em: Julho 17, 2018, 09:24:14 pm »
https://www.facebook.com/tekever/?hc_ref=ARQDGIT8Z0EFrdQ7VKTJtX75UlC405dEi95sfnd4_1A8EP1-2rXYeWwcJw7jzuraBoU




Citar
We love the smell of good news in the morning! We have just introduced our new AR5 designed for maritime surveillance missions, already in operational use! — com Flight Global em Farnborough Air Show.

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Stalker79

  • Perito
  • **
  • 457
  • Recebeu: 66 vez(es)
  • Enviou: 533 vez(es)
  • +8/-6
Re: UAV / UCAV
« Responder #166 em: Julho 17, 2018, 11:00:03 pm »
Isso é tudo muito lindo, mas a Tekever que faça uma variante que leve pelo menos dois Hellfires mas é!
 :jok: :jok: :jok: :G-Ok:
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: UAV / UCAV
« Responder #167 em: Julho 18, 2018, 10:16:17 am »
Isso é tudo muito lindo, mas a Tekever que faça uma variante que leve pelo menos dois Hellfires mas é!
 :jok: :jok: :jok: :G-Ok:
Com os Helfire a 110 000 USD estás a ver as F. A. Portuguesas a adquiri-lo e usa-lo, seja num UAV ou outra plataforma?  ;) :P
Citar
Hellfire Missile
Price Tag — $110,000

https://www.johnlaurits.com/2017/hellfire-missiles-drones-defense-spending-price/





Saudações


"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

Stalker79

  • Perito
  • **
  • 457
  • Recebeu: 66 vez(es)
  • Enviou: 533 vez(es)
  • +8/-6
Re: UAV / UCAV
« Responder #168 em: Julho 18, 2018, 02:29:26 pm »
Isso é tudo muito lindo, mas a Tekever que faça uma variante que leve pelo menos dois Hellfires mas é!
 :jok: :jok: :jok: :G-Ok:
Com os Helfire a 110 000 USD estás a ver as F. A. Portuguesas a adquiri-lo e usa-lo, seja num UAV ou outra plataforma?  ;) :P
Citar
Hellfire Missile
Price Tag — $110,000

https://www.johnlaurits.com/2017/hellfire-missiles-drones-defense-spending-price/





Saudações

Prontos, uma munição mais barata então estilo a Fury da Textron ou o LMM da Thales. ALGO QUE DISPARE!





 ;D ;D ;D :G-beer2:
 

*

Lusitan

  • Membro
  • *
  • 111
  • Recebeu: 35 vez(es)
  • Enviou: 27 vez(es)
  • +42/-3
  • Hic et Ubique
Re: UAV / UCAV
« Responder #169 em: Julho 21, 2018, 03:37:46 pm »
http://www.janes.com/article/81896/farnborough-2018-tekever-launches-ar5-uas

Farnborough 2018: Tekever launches AR5 UAS

Portuguese company Tekever unveiled its AR5 unmanned aircraft system (UAS) at Farnborough International Airshow, and the launch included a live feed from operations in the Atlantic.

In 2017 Tekever was awarded a contract to produce an unmanned aerial vehicle (UAV) capability for the European Maritime Safety Agency (EMSA), which was worth EUR77 million (USD89.7 million). EMSA UAVs carry out a range of functions including search and rescue, pollution monitoring, and detection of illegal activities such as smuggling and illegal fishing.

The AR5 is a twin-engine fixed-wing UAS optimised for wide area maritime surveillance. The system appears to be capable and has obvious military applications. During the airshow the company was certainly marketing it towards military as well as civilian customers.

Of note was Tekever’s model for providing capability. The company is able to offer a complete service, including maintenance, pilots, and operators.
 

*

Viajante

  • Especialista
  • ****
  • 1103
  • Recebeu: 277 vez(es)
  • Enviou: 155 vez(es)
  • +37/-8
Re: UAV / UCAV
« Responder #170 em: Julho 21, 2018, 07:19:21 pm »
Tekever AR5 UAS




TEKEVER AR5  main capabilities:

    Multiple platforms, one system
    Tactical UAS ranging from 150 to 500Kg MTOW
    BLOS satellite communications
    High precision video, imagery and sensor data in real-time
    Flexible architecture, supporting multiple types of payloads and datalinks
    Highest production standards, and prepared for certification
    Used in multiple collaborative projects for testing and validation
    ITAR Free
    Fully managed LoS and BLoS datalink handover
    Short unpaved runways for take-off and landing
    Automatic take-off and landing (ATOL)

Technical data
Wingspan     730 cm
Length     400 cm
MTOW      180 kg
Cruise Speed      100 km/h
Endurance         20 hours
Available payload capacity
(in addition to minimum sensor and communications packages)         up to 50 Kg

Minimum sensor package

    1 multi sensor 3 axis gyro stabilized gimbal
    AIS receiver

Available optional sensors

    5 sensor gyro-stabilized gimbal
    Multiple EO/IR sensors
    AIS and EPIRB
    Maritime Radar
    Synthetic Aperture Radar

http://airray.tekever.com/ar5/
 

*

Viajante

  • Especialista
  • ****
  • 1103
  • Recebeu: 277 vez(es)
  • Enviou: 155 vez(es)
  • +37/-8
Re: UAV / UCAV
« Responder #171 em: Agosto 20, 2018, 12:58:27 am »
Zephyr – O avião da Airbus que permaneceu no ar quase 26 dias

Zephyr é o nome de um avião solar da Airbus que levantou voo no passado dia 11 de julho e permaneceu no ar por 25 dias, 23 horas e 57 minutos.

O avião tem uma uma envergadura de 25 metros e pesa 75 quilos. Tem duas hélices movidas por motores elétricos e painéis solares nas asas. Sim, está batido um novo recorde!



Um avião da Airbus que vai revolucionar alguns serviços

O Zephyr S voa muito acima dos sistemas meteorológicos e aeronaves comerciais, a 70.000 pés. “As únicas aeronaves que voaram a essa altitude foram o Concorde (como avião civil), o famoso avião militar U2 e o SR-71 Blackbird”, referiu a Airbus numa comunicado de imprensa.



O programa Zephyr lançou este voo inaugural que culminou num grande sucesso, isso representa um novo marco neste projeto de sistemas aéreos não tripulados da Airbus.

O recorde anterior de voo sustentado foi de 11 dias, estabelecido por um protótipo do Zephyr. O novo voo ainda não foi certificado como o mais longo da história. Mas, segundo as informações referidas pela empresa, nos próximos dias irão ser verificados todos os dados e resultados de engenharia.



A empresa planeia desenvolver uma nova versão da aeronave chamada Zephyr T com motores mais potentes ainda este ano. Para isso a Airbus está a preparar uma nova base para futuras operações da Zephyr no aeroporto de Wyndham, na Austrália Ocidental.

Airbus Zephyr S é uma espécie de “pseudo-satélite”, no fundo a plataforma não é um planador mas também não é um satélite.

Mas, para que servem estas aeronaves?

Há muitas serventias para este tipo de equipamentos. Para além do desenvolvimento de tecnologias que um dia poderão servir a aviação comercial, o modelo de negócio para o Zephyr passa por oferecer uma gama de serviços que vão desde missões de reconhecimento para actividades de vigilância marítima de patrulha de fronteira e serviços de comunicações para empresas a um custo muito mais baixo do que eles podem oferecer por satélites convencionais.

Uma vez totalmente desenvolvido, é esperado que o Zephyr possa permanecer no ar durante vários meses.



Uma aeronave que pode ser importante no combate aos incêndios

Esta aeronave também pode entregar respostas rápidas no controlo da propagação de incêndios florestais, derrames de petróleo ou outros desastres naturais.

Claro que estes equipamentos podem ser importantes em cenários de outro tipo de uso, menos convencionais. O primeiro cliente que vai pagar será o Ministério da Defesa do Reino Unido.



Poderá ser a revolução do serviço de Internet

Um cenário que deverá ser explorado, dados os custos operacionais que serão baixos mas com tentacularidade global, é no fornecimento de Internet em áreas onde as comunicações digitais são limitadas ou indisponíveis.

Como já demos a conhecer, neste tipo de cenário há já várias empresas, incluindo a SpaceX e o Facebook, que planeiam oferecer esses serviços no futuro.



A SpaceX planeia usar uma rede composta de centenas de satélites de baixa altitude. Os seus responsáveis acreditam que pode colocar estes satélites em órbita de forma económica, aproveitando a boleia da SpaceX nas suas viagens regulares ao espaço.

O Facebook pretendia usar uma aeronave semelhante à Airbus Zephyr para o seu programa de Internet, mas recentemente fechou o projeto porque não funcionou como planeado, após quatro anos de tentativas sem sucesso. Agora a ideia é, tal como a Space X, colocar satélites.

Além destes cenários, muitos outros poderão aparecer, dado o custo e benefício que a Airbus incutiu neste projeto.

https://pplware.sapo.pt/ciencia/zephyr-o-aviao-da-airbus-que-permaneceu-no-ar-durante-26-dias/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9252
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: UAV / UCAV
« Responder #172 em: Agosto 21, 2018, 04:00:11 pm »
As novas tecnologias anti-drones atraem os mais ricos


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9252
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: UAV / UCAV
« Responder #173 em: Setembro 02, 2018, 11:23:09 pm »
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: UAV / UCAV
« Responder #174 em: Outubro 09, 2018, 11:18:20 am »
http://apant.pt/portugal-utiliza-aeronaves-nao-tripuladas-para-vigilancia-das-fronteiras-nacionais/

Citar
Conforme comunicado pela EMSA (European Maritime Safety Agency – Agência Europeia da Segurança Marítima) o primeiro voo RPAS aconteceu no passado dia 25 de setembro e marcou o início de um ciclo de patrulhamento em tempo real em várias localizações.

Para o efeito, os RPAS que a EMSA contratou estão a ser utilizados pela Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX) para prestar apoio à Guarda Nacional Republicana, Força Aérea e Marinha bem como ao Centro Nacional de Coordenação do Eurosur (Sistema Europeu de Vigilância das Fronteiras).

No que diz respeito à operação em concreto, esta será remotamente coordenada a partir do Centro de Operações da FRONTEX na Polónia por peritos dessa Agência e por autoridades Portuguesas sendo que o piloto remoto e o operador de sistemas estarão em Portugal a desenvolver a operação através de uma estação de controlo terrestre supervisionada pela Força Aérea Portuguesa.

Este equipamento em consideração tem a possibilidade de detetar movimentos de embarcações bem como receber sinais e pedidos de socorro. Para ampliar o raio de acção, este RPAS em particular, utiliza comunicação por satélite permitindo o voo e operação a uma grande distância da orla costeira portuguesa onde normalmente a linha de emissão rádio não consegue alcançar.

A Associação Portuguesa de Aeronaves Não Tripuladas (APANT), congratula-se assim por mais um passo de sucesso na integração das Aeronaves Não Tripuladas e pela extrema utilidade de todos os desenvolvimentos tecnológicos que permitem aprimorar a SEGURANÇA das nossas fronteiras e trazer mais EFICIENCIA ás acções de busca e salvamento.

Aconselhamos, por isso, a leitura do Comunicado no site da Agência Europeia da Segurança Marítima http://www.emsa.europa.eu/news-a-press-centre/external-news/item/3366-rpas-enter-into-operation-in-portugal-for-border-surveillance.html



Cumprimentos

"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

asalves

  • Membro
  • *
  • 133
  • Recebeu: 40 vez(es)
  • Enviou: 13 vez(es)
  • +4/-4
Re: UAV / UCAV
« Responder #175 em: Outubro 09, 2018, 11:51:47 am »
http://apant.pt/portugal-utiliza-aeronaves-nao-tripuladas-para-vigilancia-das-fronteiras-nacionais/

Citar
Conforme comunicado pela EMSA (European Maritime Safety Agency – Agência Europeia da Segurança Marítima) o primeiro voo RPAS aconteceu no passado dia 25 de setembro e marcou o início de um ciclo de patrulhamento em tempo real em várias localizações.

Para o efeito, os RPAS que a EMSA contratou estão a ser utilizados pela Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX) para prestar apoio à Guarda Nacional Republicana, Força Aérea e Marinha bem como ao Centro Nacional de Coordenação do Eurosur (Sistema Europeu de Vigilância das Fronteiras).

No que diz respeito à operação em concreto, esta será remotamente coordenada a partir do Centro de Operações da FRONTEX na Polónia por peritos dessa Agência e por autoridades Portuguesas sendo que o piloto remoto e o operador de sistemas estarão em Portugal a desenvolver a operação através de uma estação de controlo terrestre supervisionada pela Força Aérea Portuguesa.

Este equipamento em consideração tem a possibilidade de detetar movimentos de embarcações bem como receber sinais e pedidos de socorro. Para ampliar o raio de acção, este RPAS em particular, utiliza comunicação por satélite permitindo o voo e operação a uma grande distância da orla costeira portuguesa onde normalmente a linha de emissão rádio não consegue alcançar.

A Associação Portuguesa de Aeronaves Não Tripuladas (APANT), congratula-se assim por mais um passo de sucesso na integração das Aeronaves Não Tripuladas e pela extrema utilidade de todos os desenvolvimentos tecnológicos que permitem aprimorar a SEGURANÇA das nossas fronteiras e trazer mais EFICIENCIA ás acções de busca e salvamento.

Aconselhamos, por isso, a leitura do Comunicado no site da Agência Europeia da Segurança Marítima http://www.emsa.europa.eu/news-a-press-centre/external-news/item/3366-rpas-enter-into-operation-in-portugal-for-border-surveillance.html



Cumprimentos

Mais info sobre o aparelho em questão:
http://airray.tekever.com/ar5/


Technical data
Wingspan         730 cm
Length         400 cm
MTOW         180 kg
Cruise Speed         100 km/h
Endurance         20 hours
Available payload capacity
(in addition to minimum sensor and communications packages)      up to 50 Kg

Sensor Package and Communications Package
Minimum sensor package
    1 multi sensor 3 axis gyro stabilized gimbal
    AIS receiver

Available optional sensors
    5 sensor gyro-stabilized gimbal
    Multiple EO/IR sensors
    AIS and EPIRB
    Maritime Radar
    Synthetic Aperture Radar

Typical communications package:
Line of Sight
    Configurable CNPC SDR DL, default between 400MHz and 1.2GHz
    Configurable CNPC SDR back-up DL, default between 400MHz and 1.2GHz
    Configurable Payload DL, default between 1.2GHz and 6GH

Beyond Line of Sight (optional)
    CNPC DL over commercial Satcom service @ 1.5-1.6 GHz (L-Band)
    Payload DL over commercial Satcom service @ 1.5-1.6 GHz (L-Band, shared)
Other options available upon request
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

 

UCAV para a FAP?

Iniciado por Nitrox13Quadro Força Aérea Portuguesa no ForumDefesa.com

Respostas: 38
Visualizações: 10285
Última mensagem Maio 21, 2009, 10:15:09 am
por nelson38899
UCAV X-47A

Iniciado por JLRCQuadro Armadas/Sistemas de Armas

Respostas: 0
Visualizações: 1191
Última mensagem Outubro 28, 2004, 08:49:42 pm
por JLRC