Coreia do Norte

  • 212 Respostas
  • 39368 Visualizações
*

ShadIntel

  • 1514
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #15 em: Março 10, 2009, 09:51:45 pm »
Citação de: "Daniel"
Mais uma vez muito obrigado, tanto ao caro TOMSK, como ao ShadIntel.

Agora não deixa de ser interessante esses submarinos, ainda se fabrica :oops:  ora podendo esses submarinos lançar turpedos, resta saber quantos, tendo uma tamanho bastante pequeno, se comparado com um normal, levando uma tripulação também bastante reduzida, certamente que não deixam de meter respeito no minimo :?:  sei que temos um mar bem agitado, de qualquer maneira gosta de saber vossa opinião, até porque creio eu, devem de ser submarinos dificeis de encontrar, se disse alguma burrice sorry :oops: .

Vai ter de esperar pela eventual resposta de um especialista (a área Armadas/Sistemas de Armas sendo a mais indicada para estas perguntas), mas também me parece uma ideia a desenvolver. Talvez não este tipo de submarinos, mas ter na nossa Marinha um par de mini-subs semelhantes ao ASDS americano para a infiltração de elementos do DAE seria interessante.
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4042
  • Recebeu: 215 vez(es)
  • Enviou: 231 vez(es)
  • +10/-0
(sem assunto)
« Responder #16 em: Março 11, 2009, 11:42:57 am »
http://www.militar.org.ua/foro/mgr-los- ... 95-45.html

Citar
el modelo norcoreano del que derivaria el nuevo SSC cubano
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #17 em: Março 13, 2009, 12:27:11 pm »
Pyongyang quer desenvolver mísseis intercontinentais


A Coreia do Norte pretende desenvolver tecnologia em matéria de mísseis intercontinentais a coberto do anunciado lançamento de um satélite, acusou hoje um perito sul-coreano.

Pyongyang informou a Organização Internacional Marítima e a Organização Internacional de Aviação Civil de que pretende lançar um satélite de comunicações, entre 04 e 08 de Abril.

«Um lançamento com sucesso significaria que a Coreia do Norte desenvolveu significativamente o potencial de alcance de mísseis», disse Sohn Young-hwan, perito em mísseis, da firma Technovalue, de consultoria de tecnologia de defesa de Seul.

«A Coreia do Norte não tem absolutamente nenhuma razão para ter um satélite», considerou.

Pyongyang anunciou quinta-feira que notificou os organismos internacionais de segurança de transporte marítimo e aéreo do seu plano de lançar um satélite de comunicações experimental com fins pacíficos.

O porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros sul-coreano, Mun Tae-young, afirmou no mesmo dia que se Pyongyang for avante com o planeado, e apesar de o fazer depois de assinar tratados especiais, estará a violar a Resolução 1718 do Conselho de Segurança.

A resolução, aprovada em Outubro de 2006, insta o país comunista a suspender as actividades relacionadas com o seu programa de mísseis balísticos e a restabelecer o seu compromisso com uma moratória no lançamento desse tipo de projécteis.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou quinta-feira estar «preocupado» com as «recentes acções da Coreia do Norte para o lançamento de um satélite ou mísseis de longo alcance».

«Seria uma ameaça para a paz e a segurança na região», afirmou.

Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #18 em: Março 25, 2009, 01:40:44 pm »
Pyongyang pode lançar míssil este fim-de-semana


A Coreia do Norte pode iniciar este fim-de-semana os preparativos finais para o envio de um satélite de comunicações através do lançamento de um míssil, segundo informações divulgadas hoje pela agência sul-coreana Yonhap.

Segundo fontes militares sul-coreanas citadas pela Yonhap, a Coreia do Norte pode lançar o míssil a partir de uma plataforma localizada na base de Musudanri (nordeste do país) entre os dias 28 e 31 de Março.

Há duas semanas, o regime norte-coreano anunciou os seus planos de lançar um satélite de comunicações entre os dias 4 e 8 Abril. Seul suspeita que o lançamento possa ocultar testes de um míssil de longo alcance.

A Coreia do Sul opõe-se ao lançamento do satélite norte-coreano, já que a tecnologia utilizada para tanto é muito similar à necessária para disparar um míssil de longo alcance.

A tensão entre as duas Coreias e a oposição dos Estados Unidos e do Japão frente ao lançamento podem provocar uma crise ainda maior na região.

Segundo a Yonhap, Seul estuda a possibilidade de emitir um comunicado com advertências assim que a Coreia do Norte colocar o seu míssil na plataforma de lançamento.

Lusa

 

*

legionario

  • Especialista
  • ****
  • 936
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • Enviou: 4 vez(es)
  • +1/-13
(sem assunto)
« Responder #19 em: Março 25, 2009, 08:43:45 pm »
Os norte-coreanos nao têm dinheiro para comer quanto mais para satélites e misseis. Estas birras ( periodicas ) dos norte-coreanos é so para chamar a atençao dos americanos e receber mais uns cargueiros de arroz :)
IN HOC SIGNO VINCES
 

*

Heraklion

  • Membro
  • *
  • 299
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #20 em: Março 25, 2009, 10:32:04 pm »
Bem dito  :lol:  :lol:
É o que dá dar-se confiança a "Queridos Lideres" e a monarquias comunistas....
Abraço!
Nos liberi sumus;
Rex noster liber est;
Manus nostrae nos liberverunt
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #21 em: Março 29, 2009, 01:52:41 pm »
Japão mobiliza mísseis para interceptar foguete norte-coreano


O exército japonês começou hoje a mobilizar as baterias antimísseis Patriot do centro do país em direcção a diversas localizações do nordeste, um preparativo para o iminente lançamento do foguete norte-coreano.
Os mísseis guiados começaram a ser transferidos para as províncias de Iwate e Akita, norte do Japão, por onde o foguete deve passar.

Segundo a agência japonesa Kyodo, os Patriot carregados com mísseis PAC-3 estarão prontos a partir de segunda-feira para apoiar os dois navios antimísseis Aegis que partiram no sábado em direcção ao Mar do Japão.

Os Patriot seriam os encarregados de interceptar o foguete norte-coreano ou partes do mesmo se estas forem consideradas uma ameaça e sempre e quando os navios Aegis não tiverem conseguido detê-las primeiro.

Na sexta-feira, o Governo japonês ordenou às Forças de Autodefesa que destruam o foguete caso partes do artefacto possam cair em território do país devido a uma falha.

A Coreia do Norte alega que lançará um satélite que colocará em órbita entre 4 e 8 de Abril.

A da Coreia do Sul acredita que o lançamento ocorrerá entre 6 e 8 de Abril, devido às condições climatéricas.

Segundo a agência meteorológica sul-coreana, para o dia 4 estão previstas chuvas na zona do lançamento, conhecida como Musudan-ri, enquanto no dia seguinte estará nublado, o que impossibilitaria as operações.

Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #22 em: Abril 15, 2009, 01:04:52 am »
ONU aumenta sanções à Coreia do Norte devido ao lançamento de míssil


O conselho de segurança das Nações Unidas condenou segunda-feira por unanimidade o lançamento de um míssil realizado pela Coreia do Norte no passado dia 5 e proíbiu o país de voltar a fazer este tipo de testes.

A declaração, fruto de um compromisso estabelecido sábado entre os cinco membros permanentes do conselho de segurança da ONU (China, EUA, França, Reino Unido e Rússia) e o Japão, «condenou o lançamento de 5 de Abril», por entrar «em conflito com a resolução 1718», que impede Pyongyang de realizar qualquer ensaio nuclear ou de míssil.

A declaração avisa a Coreia do Norte que, face à violação da resolução, serão aumentadas as sanções ao país.

A posição da ONU foi considerada mais branda do que a esperada pelos Estados Unidos e pelo Japão - já que se tratou de uma declaração e não de uma resolução, que tem mais peso - mas foi aplaudida pela China e pela Rússia, os aliados mais próximos da Coreia do Norte.

A Coreia do Norte lançou, dia 5, um míssil Taepondong-2 que caiu no oceano Pacífico após um voo de aproximadamente três mil quilómetros.

Apesar de Pyongyang ter garantido tratar-se de um satélite de comunicações, a comunidade internacional já desconfiava tratar-se do lançamento de um míssil de longo alcance.

Nesse dia, o conselho de segurança das Nações Unidas não conseguiu chegar a um consenso, com os Estados Unidos a exigir que fosse tomada uma posição de força, e a a Rússia e a China a oporem-se a qualquer declaração que aumentasse as tensões regionais.

A Coreia do Norte avisou, entretanto, que qualquer movimento para censurá-la na ONU levaria o país a retirar-se das conversações para desmantelar seu programa nuclear e que estão actualmente paralisadas.

Lusa

 

*

BC304

  • Membro
  • *
  • 127
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #23 em: Abril 17, 2009, 03:43:28 pm »
Se um dia precisarem de visitar a Coreia do Norte vejam o que precisam de saber http://wikitravel.org/en/North_Korea
 

*

ShadIntel

  • 1514
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #24 em: Abril 17, 2009, 04:20:37 pm »
Citação de: "BC304"
Se um dia precisarem de visitar a Coreia do Norte vejam o que precisam de saber http://wikitravel.org/en/North_Korea
Só se for para espiar as forças do querido líder. Porque para fazer turismo...

Ainda assim, para quem estiver interessado mas não quiser ler o artigo completo, fica aqui um resumo, hum... elucidativo... :roll:

Citar
Independent travel is not permitted. If you are not prepared to accept limitations on your movements and behavior, you should not travel to the DPRK at the present time.
Citar
Visiting North Korea is a bureaucratic nightmare, and your every move will be monitored by your guides.
Citar
your guides will generally do their best to stop you from actually meeting any ordinary citizens. Ordinary North Koreans are forbidden to interact with you without authorization from the government.
Citar
Your guides will take your passport and keep it during your stay in North Korea
Citar
North Korean immigration may get suspicious and demand a "fine" or keep your passport when you leave if they don't like what they see.
Citar
North Korea's sole airline, Air Koryo (...) has been banned in the EU due to concerns over safety.
Citar
Currency handling is often bizarre, with a frequent lack of change and a number of rule-of-thumb conversions leading to highly unorthodox transactions.
Citar
you need to watch what you say and how you say it. Just do what the guides do, praise every stop on your tour, and remember the "if you can't say anything good, say nothing at all" rule.
Citar
you are not to take photos of anything military, including personnel, or to take photos that would show the DPRK in a bad light. Try to recognize a good photo opportunity, raise your camera at a reasonable speed, compose and take the picture, and lower the camera at a reasonable speed. Try not to spend overly long times composing a perfect masterpiece, or make fast, or furtive motions. This will only call attention to yourself and the image you are trying to take and can result, whether justified or not, in your being told to delete the image.
Citar
Drinking water is untreated
Citar
insulting [the leaders Kim Il Sung and Kim Jong Il] in any way is illegal and will get you and (much more so) your guides into trouble. (...) from fines to lengthy prison sentences or even death.
Citar
tour groups to the DPRK are asked to solemnly bow on one or two occasions in front of statues of Kim Il Sung (...) be sure you always act in a respectful manner around images of the two leaders.
Citar
Your guides will demand that you surrender your mobile phones to security at the airport.
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #25 em: Maio 25, 2009, 12:37:13 pm »
Teste nuclear subterrâneo norte-coreano 4 vezes mais potente que em 2006


O teste nuclear que a Coreia do Norte anunciou ter executado hoje com sucesso foi quatro vezes mais potente que o primeiro teste de 2006, afirma a Agência Meteorológica Japonesa.

«A actividade sísmica detectada hoje foi de de 5,3 graus, enquanto a do teste nuclear anterior alcançou 4,9 graus», disse Yasuo Sekita, director da agência.

«O impacto de um tremor multiplica-se a cada 0,2 grau de magnitude. Isto quer dizer que o nível de energia do teste nuclear desta segunda-feira foi quatro vezes superior ao do teste anterior», completou.

A Coreia do Norte anunciou que realizou hoje com sucesso um teste nuclear subterrâneo, mais potente que o de 2006. Após o teste, o país disparou, ao que tudo indica, três mísseis de curto alcance.

Pyongyang provocou a indignação do Japão, único país que já foi vítima de um bombardeamento atómico. As autoridades nipónicas anunciaram que adoptarão medidas severas contra o regime comunista.

A Agência Meteorológica Japonesa já tinha informado ter detectado atividade sísmica durante 40 segundos às 9:54 locais no nordeste da Coreia do Norte.

Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #26 em: Maio 25, 2009, 08:35:18 pm »
«Testes nucleares podem levar à corrida às armas», diz Loureiro dos Santos




Os ensaios nucleares da Coreia do Norte são uma intimidação aos países da Ásia Pacífico e podem levar a uma corrida ao armamento nuclear pelo Japão e pela Coreia do Sul, considerou hoje o general Loureiro dos Santos.

Para já o Japão e a Coreia do Sul têm estado a pensar «mais em sistemas de defesa anti-míssil», com o apoio dos Estados Unidos, «mas pode levar a uma corrida nuclear na região da Ásia Pacífico», afirmou o especialista em estratégia e defesa militar.

Os ensaios nucleares da Coreia do Norte ainda «não têm influência directa no equilíbrio mundial de forças», mas alteram o contexto regional porque podem «ser vistos pelos países vizinhos como uma intimidação», defendeu Loureiro dos Santos.

Os avanços e os recuos da Coreia do Norte, em relação ao armamento nuclear, «legitimam outros países a desenvolver armamento para se defenderem», como é a intenção do Japão ou da Coreia do Sul, países «detentores de tecnologia para produção de armamento nuclear».

Loureiro dos Santos entende que as reservas da China e da Rússia, nas Nações Unidas, quanto à forma como o Conselho de Segurança deve sancionar a Coreia do Norte «começa a ser incompreensível, principalmente por parte da China».

«A China é a única potência que tem capacidade para influenciar decisivamente o comportamento da Coreia do Norte», porque é a potência vizinha que dá mais apoios à Coreia do Norte e porque é um regime político gémeo, argumentou o general.

No que respeita à tecnologia detida pela Coreia do Norte, aplicada ao armamento, «é ainda insuficientemente para a construção de ogivas e mísseis balísticos com grande eficácia», mas se já «chegou ao fabrico, teste e produção de mísseis balísticos, com o tempo pode chegar a maior capacidade nuclear», concluiu Loureiro dos Santos.

Lusa

 

*

BC304

  • Membro
  • *
  • 127
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #27 em: Maio 28, 2009, 06:29:47 pm »
Este site é surreal http://www.korea-dpr.com o seu fundador é um espanhol que é uma espécie de cônsul honorário da Coreia do Norte em Espanha.
 

*

Ataru

  • 416
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #28 em: Maio 28, 2009, 08:46:03 pm »
Só mesmo um website feito por um espanhol punha tantas linguas e não punha o português... :roll:  :roll:
Greater Portugal = Portugal + Olivença + Galiza and the Eonavian Region + border villages that speak galaico-portuguese dialects + Cape Verde + St. Tomé and Principe.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +3/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #29 em: Maio 29, 2009, 12:15:59 am »
Esse site foi o site consultado pelo deputado comunista Bernardino Soares, quando disse que não tinha a certeza de que a Coreia do Norte não era uma democracia.


 :roll:  :roll:
 

 

Mediterrâneo Sul vs Mediterrâneo Norte

Iniciado por R65Quadro Conflitos do Futuro

Respostas: 10
Visualizações: 3814
Última mensagem Julho 20, 2012, 12:19:11 pm
por Luso
OGMA vão fazer upgrades em oito C130 norte-americanos

Iniciado por Tiger22Quadro Indústrias de Defesa

Respostas: 1
Visualizações: 1709
Última mensagem Março 26, 2004, 10:32:48 pm
por Ricardo Nunes
Asilo político: Norte-americano que quer ficar em Portugal

Iniciado por comancheQuadro Serviços de Informações e Inteligência

Respostas: 4
Visualizações: 4311
Última mensagem Abril 16, 2011, 09:46:12 pm
por Camuflage
Pólo Norte pode ficar sem gelo no próximo verão

Iniciado por P44Quadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 14
Visualizações: 3925
Última mensagem Julho 04, 2008, 11:33:15 am
por P44
Norte de Portugal é a região mais pobre da velha UE

Iniciado por MarauderQuadro Portugal

Respostas: 6
Visualizações: 2016
Última mensagem Maio 30, 2006, 05:05:30 pm
por Marauder