Marrocos Compra 24 F-16C por 2.4 Bil U$

  • 337 Respostas
  • 44990 Visualizações
*

ShadIntel

  • Investigador
  • *****
  • 1510
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #45 em: Dezembro 26, 2007, 06:05:46 pm »
Citação de: "Supremo Alquimista"
Não haverá mudança de regime em Marrocos, isto, como sucede em muitas outras monarquias árabes actuais, é uma monarquia muito estável (tem mais de 1307 anos) e goza de grande popularidade e carinho por parte dos marroquinos. E é graças a S.M. o Rei Mohammed VI que o país tem sofrido grandes reformas sociais e económicas, que permitiram ao Reino de Marrrocos evoluir.

E por causa desse progresso é que a monarquia me parece hoje mais ameaçada que nunca. Os extremistas não podem aceitar os resultados benéficos dessas reformas, porque com elas, podem perder a sua influência sobre a parte do povo, que enquanto vive na miséria, se mostra sensível às ideologias extremas. Que o rei goza de uma grande popularidade, é verdade, mas os extremistas não precisam do apoio da maioria do povo. Se o rei fosse derrubado, a esmagadora maioria dos seus apoiantes aceitaria o novo regime, tal como aconteceu ao longo da história por todo o Mundo, inclusivo na Europa.
 

*

balburdio

  • Perito
  • **
  • 307
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #46 em: Dezembro 26, 2007, 06:14:23 pm »
Citar
Marruecos no tiene territorios ocupados...es invasor del pueblo Saharaui.

Mucho me temo que a esos F16 le pasara lo mismo que a los F16 Chilenos.

Sin AIM120, sin HARM...etc etc

Mal negocio ha echo Mohamed. USA es muy amiga de imponer vetos .Hubiera echo mejor comprando MIG o SU. Seguramente a Rusia no le importara nada venderles su R77


já cá faltava um colonialista espanhol !!
é óbvio que Espanha tem território Marroquino sob ocupação.

para v. informação do pacote não faz parte toda a parafernália bélica a que refere.
A lista completa é esta:

24 F-16C/D Bloco 50/52  com motores F100-PW-229 ou F110-GE-129 (IPE), e radar APG-68v9;

24 Conformal Fuel Tanks (pares);

5 motores F100-PW-229 ou F110-GE-129 IPE extra;

4 radares APG-68v9 extra;

30 AN/ALE-47 Countermeasures Dispensing Systems (CMDS)

30 AN/ALR-56M Radar Warning Receivers (RWR)

60 LAU-129/A Launchers;

30 LAU-117 Launchers;

6 Joint Helmet Mounted Cueing Systems;

12 AN/AAQ-33 Sniper ATP, ou AN/AAQ-28 LITENING advanced surveillance and targeting pods.

5 Tactical Air Reconnaissance Systems (TARS) or DB-110 Reconnaissance Pods (RECCE);

4 AN/ARC-238 Single Channel Ground and Airborne Radio System (SINCGARS) c/ HAVE QUICK I/II;

4 Link-16 Multifunctional Information Distribution System-Low Volume Terminals (MIDS-LVT);

2 Link-16 Ground Stations;

4 Global Positioning Systems (GPS) and Embedded GPS/ Inertial Navigation Systems (INS);

4 AN/APX-113 Advanced Identification Friend or Foe (AIFF) Systems;

28 AN/ALQ-211 Advanced Integrated Defensive Electronic Warfare Suites (AIDEWS); ou 28 AN/ALQ-187 Advanced Self-Protection Integrated Suites (ASPIS II); ou 28 AN/ALQ-178 Self Protection Electronic Warfare Suites (SPEWS)

1 Unit Level Trainer


Apesar dos aim-120 não estarem incluidos convém esclarecer que nenhuma outra munição está. Acresce a isto que Marrocos está autorizado a adquirir (ou a industria americana está autorizada a vender) o aim-120 tal como Portugal.
 

(sem assunto)
« Responder #47 em: Dezembro 26, 2007, 06:14:38 pm »
Citação de: "ShadIntel"
Citação de: "Supremo Alquimista"
Não haverá mudança de regime em Marrocos, isto, como sucede em muitas outras monarquias árabes actuais, é uma monarquia muito estável (tem mais de 1307 anos) e goza de grande popularidade e carinho por parte dos marroquinos. E é graças a S.M. o Rei Mohammed VI que o país tem sofrido grandes reformas sociais e económicas, que permitiram ao Reino de Marrrocos evoluir.
E por causa desse progresso é que a monarquia me parece hoje mais ameaçada que nunca. Os extremistas não podem aceitar os resultados benéficos dessas reformas, porque com elas, podem perder a sua influência sobre a parte do povo, que enquanto vive na miséria, se mostra sensível às ideologias extremas. Que o rei goza de uma grande popularidade, é verdade, mas os extremistas não precisam do apoio da maioria do povo. Se o rei fosse derrubado, a esmagadora maioria dos seus apoiantes aceitaria o novo regime, tal como aconteceu ao longo da história por todo o Mundo, inclusivo na Europa.


Depois dos atentados em Casablanca, 2003, que o Governo de S.M. o Rei de Marrocos tem vindo a fazer perseguições cerradas aos extremistas , sendo criticado por violar os D.H. por prender os extremistas. Acho que se as coisas se mantiverem assim e a perseguição continuar a Coroa irá durar ainda muito anos sobre o armas de Marrocos.
http://deepestsolitude.blogspot.com/
Exceptis excipiendis.
Est autem fides credere quod nondum vides; cuius fidei merces est videre quod credis.
Mea mihi conscientia pluris est quam omnium sermo.
 

*

balburdio

  • Perito
  • **
  • 307
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #48 em: Dezembro 26, 2007, 06:30:04 pm »
Citação de: "Iris-t"

Yo que usted me preocuparía de mis propios asuntos, como tener con que defender Madeira, sin que los demás países de la OTAN incluida España tengan que sacarle las castañas del fuego.

Nosotros con nuestros 87 EFA+68 F-18MLU+24 F-18A+ y nuestras fragatas F-100 AEGIS vivimos la mar de tranquilos, si de Marruecos hablamos otros no creo que puedan decir lo mismo.

Pero bueno la altura intelectual de cada uno es asunto suyo.


No tocante à questão qualidade vs. quantidade prefiro claramente a qualidade. Pelo nível quer dos seus pilotos de combate, quer dos técnicos, quer mesmo do equipamento, a FAP está mais que capacitada para assegurar a defesa do territorio contra Marrocos,

Quanto a espanha, só tem 87 EFAs no papel e é curioso que um pais que alega só ter marrocos como "inimigo potencial" gaste tanto em defesa.

O militarismo espanhol não é mais que a indisfarçável manifestação do seu colonialismo jurásico!

Rogam aos 4 ventos pela devolução de Gibraltar mas esquecem que são os maiores colonialistas da europa, chegando ao cúmulo de terem territórios ocupados ilegalmente.

Com esta mentalidade é natural que tenham medo dos seus vizinhos e que prossigam na corrida ás armas.

Entretanto o inimigo vem de dentro e faz prever o desmembramento a prazo da Espanha plurinacional e o surgimento de verdadeiras nações entendidas na sua homogeneidade étnica, linguistica e cultural e na sua identidade nacional.
 

*

balburdio

  • Perito
  • **
  • 307
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #49 em: Dezembro 26, 2007, 06:44:48 pm »
Citação de: "old"
Citação de: "JLRC"
Citação de: "old"
 
Marruecos no tiene territorios ocupados...

Ceuta, Melilla, Peregil, Chafarinas....continuo ou já chega?

Como usted bien sabrá Ceuta y Melilla existen antes de que Marruecos fuera pais. Y si por proximidad geografica se refiere entonces Portugal es un comunidad autonoma de España  :roll: O Irlanda de UK...

No diga burradas hombre de dioss!!

La Reyna de Marruecos esta mas preocupada por los SU 30 y MIG 29 que acaba de comprar su vecino y contra los que 24 F16 poco podran hacer. Encima vendran sin armamento sensible BVR o antiradar.

En fin...


ou espanha uma província de Portugal!
Por acaso deveria estudar melhor a sua história,
marrocos já existia antes e Ceuta e as outras possessões foram conquistadas pela força. Tratam-se de facto de colónias que espanha recusa teimosamente reconhecer como tal. mas adiante.

o problema real é que a intransigencia espanhola hostiliza Marrocos contra a Europa e por causa de uns quantos miseraveis palmos de terra que nada valem perdem-se as ricas zonas piscicolas marroquinas.
além de que marrocos acaba por tambem ser uma ameaça para nós, e mais agora após a assinatura dessa colossal asneira que é o tratado de lisboa que nos obrigaria a auxiliar espanha caso fosse atacada por marrocos.
o cenário é bastante realista, marrocos está a armar-se, marrocos não reconhece a legitimidade da soberania espanhola sobre estes territórios, marrocos invade tomando pela força o que espanha recusa pela via pacifica, espanha reage, prepara as suas forças e invoca o tratado pedindo auxilio à europa. Portugal é o mais próximo, logo seria o 1º a intervir ao lado de espanha. Consequências: corte de relações com marrocos, ameaça terrorista, guerra eventualmente prolongada (a espanha não é os EUA nem o Reino Unido), baixas militares, possível ameaça de ataque aéreo, etc.

e tudo porque espanha continua a querer brincar aos imperios!
 

*

balburdio

  • Perito
  • **
  • 307
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #50 em: Dezembro 26, 2007, 06:52:59 pm »
Citação de: "Mueda"
Caros amigos,

De facto Marrocos e Espanha mantem um fortissimo litigio sobre:

- A questão do Saahara Ocidental
- As possessões espanholas em território africano
- Os "boat people" e o tráfico de droga a partir das costas marroquinas
- Zonas de Pesca

O conflito é tão forte que as suas forças militares já estiveram próximo do conflito armado num passado próximo.

Que o digam os cerca de 30 militares do COE-Grupo de Operacões Especiais "Boinas Verdes" de Rabasa.

Mueda


não é saahara que se escreve, isso é estrangeiro, convém que defenda a sua língua quando tantos a querem prejudicar.
Em Português escreve-se saara

de facto já houve conflictos no passado entre espanha e marrocos, por isso mesmo espanha tinha e tem estacionada em áfrica a legion, uma especie de imitação da legião estrangeira, não tanto no modelo de recrutamento e treino mas na orgânica e ordem de batalha.
 

*

balburdio

  • Perito
  • **
  • 307
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #51 em: Dezembro 26, 2007, 06:59:51 pm »
Citação de: "Iris-t"
Está claro que Marruecos es un enemigo potencial de España, eso es incuestionable, Marruecos tiene problemas territoriales y/o políticos con todos sus vecinos, empezando por Argelia, Mauritania y terminando con España

Con 24 F-16 50-52, y Mirage F-1 MLU, Marruecos pretende llevar una carrera armamentística con España, eso es lo que insinuas, porque me parece que las cifras de potencial militar entre ambos países no dan ni para empezar.

Marruecos (2012): 24 F-16 block50-52 + 18 F-1 MLU, fragatas floreal (creo que 3) + Corbetas.

España (2012): 87 Eurofighter (opción a 16 más)+ 68 F-18 MLU+ 10 Harrier IIPlus + 6 Fragatas F-100 AEGIS + 6 Fragatas F-80 clase Perry + Portaeronaves clase Príncipe de Asturias + BPE (Juan Carlos I) + 2 Buques LHD clase Galicia.

Mejor que compares con Argelia y a lo mejor tampoco te da.


Marrocos não necessita de poder naval já que é ele que está a ser atacado e tem vias de abastecimento por terra.
Espanha, apesar do poder naval, carece de poder anfíbio capaz de levar uma força expedicionaria credível para áfrica.
Defendendo no território a marrocos bastariam baterias SAM e alguma astúcia na utilização das suas aeronaves de forma a levar a opinião pública espanhola a exigir o cessar-fogo.
Marrocos tem aliás na sua população uma importante superioridade estrategica, mais facilmente se ofereceriam como martires para ataques suicidas do que contestariam a defesa de um territorio que consideram seu.
 

*

balburdio

  • Perito
  • **
  • 307
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #52 em: Dezembro 26, 2007, 07:06:34 pm »
Citação de: "LM"
Que Espanha tem uma capacidade militar muito superior à de Marrocos não há duvida.

Mas que a diferença de capacidades ficou diminuida com esta nova aquisição é o ponto a reter.

Claro que Portugal fica ainda pior com esta compra... a FA Marrocos fica agora sem duvida superior


eu não diria superior, antes de mais é uma realidade futura, a 10 anos talvez, ou mais considerando a notória falta de organização marroquina.
Nessa altura teremos 40 F-16 equiparados ao bloco 50, teremos uma vantagem de mais de 25 anos na sua utilização, teremos melhores pilotos e pessoal de terra, mais reservas de munições, teremos ainda superioridade tecnológica em todo o contexto que rodeia a utilização da arma aérea.
Logo não se trata de superioridade, mas sim de ameaça!
O grau de ameaça aumenta consideravelmente!
 

*

Johnnie

  • Analista
  • ***
  • 655
  • Recebeu: 52 vez(es)
  • Enviou: 19 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #53 em: Dezembro 26, 2007, 08:12:06 pm »
Se algum governo hostil de Marrocos atacar Espanha seremos obrigados a nos chegar á frente para ajudar os nuestros hermanos...O que até seria caricato, pois não temos nada contra os homens, mas acordos são para honrar  :roll:
«When everything is coming your way... You are in the wrong lane!!!!"
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4112
  • Recebeu: 241 vez(es)
  • Enviou: 250 vez(es)
  • +32/-1
(sem assunto)
« Responder #54 em: Dezembro 26, 2007, 09:42:59 pm »
Citação de: "Johnnie"
Se algum governo hostil de Marrocos atacar Espanha seremos obrigados a nos chegar á frente para ajudar os nuestros hermanos...O que até seria caricato, pois não temos nada contra os homens, mas acordos são para honrar  :roll:


boas

Eu sou a favor de cumprir, os tratados, pois só assim é que se evita uma selva no mundo, apesar de eu não ser a favor de ajudar os espanhois, porque, nunca sempre nos quiseram lixar. Voltando ao tópico na minha opinião acho que marrocos fez muito bem, em comprar estes equipamentos, pois mesmo que não sirvam para nada servem para um posição de força para com os vizinhos que se andam armar até aos dentes.

Cump.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

nestor

  • Membro
  • *
  • 225
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #55 em: Dezembro 27, 2007, 05:11:01 am »
Que bonita y entrañable es la Navidad.

Aqui leemos como algunos amigos portugueses estan preocupados por un posible ataque marroquí a España... quien lo iba a decir. Ah no, de lo que se preocupan es que ellos tengan que defendernos. Bueno, creo que por ahora no haria  falta.

¿Y si el atacado es Portugal? Supongo que España deberia intervenir ¿o no?

De todas formas, les pido que no se preocupen porque un supuesto ataque marroquí es algo que el Ejercito Español tiene mas que estudiado desde hace muchos años.

La invasión de Marruecos no es nada facil, ni hace falta. Solo basta con repeler y contraatacar con medios aereos.

Por cierto, la Armada Española no hay que descartarla por su capacidad de ataque a tierra con Tomahawks, por ejemplo los palacios marroquies y objetivos militares mas importantes.

La aviación marroquí quedaria aniquilada rápidamente por la nuestra aun teniendo ellos esos 24 F-16.

España es 12 veces mas rico que Marruecos, así que podemos soportar una guerra mejor que ellos, con mas medios, mejor mantenimiento y con mas capacidad de reponer armamento.

¿Que tenemos EFAS sobre el papel?, pues ya tenemos una veintena pasando a la tranche 2... y los F-18 recien pasadala MLU armados con AIM-120, Harpoon, Paveway, Harm, etc.

Cuatro F-100 tienen mas SAM que aviones Marruecos.

Saludos.
 

*

old

  • Especialista
  • ****
  • 913
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #56 em: Dezembro 27, 2007, 09:10:26 am »
Citação de: "balburdio"
Citação de: "Iris-t"
]

Marrocos não necessita de poder naval já que é ele que está a ser atacado e tem vias de abastecimento por terra.
Espanha, apesar do poder naval, carece de poder anfíbio capaz de levar uma força expedicionaria credível para áfrica.
Defendendo no território a marrocos bastariam baterias SAM e alguma astúcia na utilização das suas aeronaves de forma a levar a opinião pública espanhola a exigir o cessar-fogo.
Marrocos tem aliás na sua população uma importante superioridade estrategica, mais facilmente se ofereceriam como martires para ataques suicidas do que contestariam a defesa de um territorio que consideram seu.


Ahora mismo, en estos momentos hay en continente Africano dos batallones de Leopard II  dos banderas de la Legion, los Regulares, Baterias 155mm, AA etc etc etc etc De forma permanente en Ceuta y Melilla. No hace falta utilizar buques anfibios para nada ;) Ya estan dentro

Y la opinion publica Espanhola es tremenda! durante la crisis de peregil apoyo en +90% una intervencion armada para desalojar a 4 gendarmes que pusieron una bandera Mora en medio de un islote deshabitado...Imagine Ceuta o Melilla......
 

Marreucos algun dia tendria que modernizarse. La peor opcion para ellos ha sido la norteamericana. Comprar F16 que vendran sin HARM o AIM120 es un error imperdonable porque los MIG y SU Argelinos si tendran R77 y todo el arsenal ruso a su disposicion. Y le triplican en numero de aeronaves.

Ale.

Feliz navidad
 

*

old

  • Especialista
  • ****
  • 913
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #57 em: Dezembro 27, 2007, 09:16:20 am »
Citação de: "balburdio"
Citação de: "LM"
Que Espanha tem uma capacidade militar muito superior à de Marrocos não há duvida.

Mas que a diferença de capacidades ficou diminuida com esta nova aquisição é o ponto a reter.

Claro que Portugal fica ainda pior com esta compra... a FA Marrocos fica agora sem duvida superior

eu não diria superior, antes de mais é uma realidade futura, a 10 anos talvez, ou mais considerando a notória falta de organização marroquina.
Nessa altura teremos 40 F-16 equiparados ao bloco 50, teremos uma vantagem de mais de 25 anos na sua utilização, teremos melhores pilotos e pessoal de terra, mais reservas de munições, teremos ainda superioridade tecnológica em todo o contexto que rodeia a utilização da arma aérea.
Logo não se trata de superioridade, mas sim de ameaça!
O grau de ameaça aumenta consideravelmente!


Totalmente de acuerdo :)
 

*

nestor

  • Membro
  • *
  • 225
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #58 em: Dezembro 27, 2007, 10:08:06 pm »
barbudio dijo:

Citar
O militarismo espanhol não é mais que a indisfarçável manifestação do seu colonialismo jurásico!


Solamente alguien que desconoce el gasto militar de los paises de la OTAN, del Mediterraneo y del mundo puede decir eso.

En la OTAN estamos a la cola junto con Canada, en el Mediterraneo no hay nadie que gaste menos que España y en el mundo estamos en el puesto 129.

España
Military expenditures - percent of GDP:    
1.2% (2005 est.)  

Portugal

Military expenditures - percent of GDP:    
2.3% (2005 est.)  

Marruecos

Military expenditures - percent of GDP:    
5% (2003 est.)

Como un poco de información no viene mal, aqui estan todos

https://www.cia.gov/library/publication ... 4rank.html

http://www.globalpolicy.org/socecon/dev ... lvsaid.htm

Citar
Esta situación no se corresponde en absoluto ni con la dimensión económica ni con la ambición estratégica de la que hace gala nuestro país. Resulta difícil explicar cómo un país cuya renta per capita está ya por encima de la media de sus socios europeos de la OTAN mantiene un gasto militar por habitante un 80% más bajo que ellos. Estos datos nos invalidan en buena medida como un interlocutor militar relevante y creíble, ya sea en el ámbito de la defensa europea o trasatlántica.


http://www.pazyseguridad.urjc.es/Trabaj ... ECODEF.doc

http://www.uam.es/otros/ixrem/Comunicac ... NZALEZ.pdf


Saludos
 

(sem assunto)
« Responder #59 em: Dezembro 27, 2007, 10:28:40 pm »

Andam todos preocupados com o Reino de Marrocos quando a verdadeira ameaça aí não reside, pois se este país fosse realmente perigoso a República Francesa, o Reino de Espanha e os EUA não seriam os principais fornecedores das Reais Forças Armadas Marroquinas.
http://deepestsolitude.blogspot.com/
Exceptis excipiendis.
Est autem fides credere quod nondum vides; cuius fidei merces est videre quod credis.
Mea mihi conscientia pluris est quam omnium sermo.
 

 

Rafales para Marrocos

Iniciado por Sintra

Respostas: 85
Visualizações: 20182
Última mensagem Junho 20, 2007, 10:35:51 am
por P44
F16 ou Rafales para Marrocos?

Iniciado por Miguel

Respostas: 6
Visualizações: 2463
Última mensagem Setembro 23, 2007, 11:28:23 pm
por Leonidas
Espanha estudia la compra de F35 JSF

Iniciado por old

Respostas: 9
Visualizações: 3390
Última mensagem Novembro 02, 2006, 11:35:04 am
por manuel liste
USAF compra F-35B

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 5
Visualizações: 2042
Última mensagem Abril 13, 2004, 09:33:32 pm
por Spectral
Inglaterra compra 5 C-17s

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 0
Visualizações: 828
Última mensagem Julho 24, 2004, 05:49:22 pm
por Ricardo Nunes