Sector Vinícola

  • 97 Respostas
  • 20228 Visualizações
*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Sector Vinícola
« Responder #90 em: Janeiro 28, 2014, 11:17:14 pm »
Estudo defende um uso ponderado de químicos em vinhas


Um estudo realizado no centro de inovação Biocant, em Cantanhede, conclui que o uso excessivo de químicos pode alterar as comunidades de microrganismos presentes na vinha e defende o uso ponderado de químicos.

"Nas vinhas, há um equilíbrio entre microrganismos bons e maus", explicou à agência Lusa a investigadora responsável pelo estudo, Ana Catarina Gomes, afirmando que, quando se "exagera nos químicos", aquando do tratamento de doenças nas vinhas, destroem-se também os organismos que são benéficos para a planta. O estudo identificou e localizou o microbioma da vinha (a comunidade de microrganismos - fungos e bactérias - que se encontram na planta), observando, segundo Ana Catarina Gomes, um equilíbrio entre os organismos existentes.

Segundo o comunicado de imprensa, os investigadores do Biocant "recolheram amostras de folhas de videira numa vinha piloto instalada na região da Bairrada, durante todo o seu ciclo vegetativo".

Para a investigadora do Biocant, é necessário "preservar o equilíbrio" entre os microrganismos, sublinhando que os produtores de vinho não devem usar "os químicos de forma indiscriminada", pois, ao destruir os organismos benéficos, "estes são mais lentos" a desenvolverem-se, ao contrário dos organismos prejudiciais para a planta.

"Este é um alerta para se olhar para este micro-ecossistema como um dos fatores de equilíbrio, fundamental para uma agricultura mais sustentável", afirmou.
O estudo está inserido na linha de investigação do Biocant dedicada à vinha e ao vinho, sendo que, em torno dos resultados obtidos, serão feitas sessões de esclarecimento junto dos produtores de vinho, em colaboração com a Adega Cooperativa de Cantanhede.

Lusa
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Sector Vinícola
« Responder #91 em: Março 05, 2014, 08:00:51 pm »
Reino Unido reduz importações de vinho português


A descida da taxa de inflação e a perda de poder de compra dos britânicos também teve impacto nas importações de vinho português em 2013, reconheceu hoje o presidente da ViniPortugal, Jorge Monteiro.

«Tivemos uma ligeira queda [em relação a 2012] porque o mercado retraiu, os britânicos estão a perder poder de compra», justificou, durante a prova anual em Londres organizada pela associação interprofissional do setor vitivinícola. A taxa de inflação britânica caiu em janeiro para 1,9 por cento, o valor mais baixo em mais de quatro anos.

De acordo com os números do Instituto da Vinha e do Vinho, as importações de vinho engarrafado português, licorosos, como o do Porto ou da Madeira, e espumantes, para o Reino Unido desceram 9,7 por cento em volume, de 213,362 hectolitros em 2012 para 192.584 hectolitros no ano passado. Já em termos de valor, houve uma quase estagnação, registando apenas uma subida de 0,2 por cento, de 71,497 milhões de euros em 2012 para 71,645 milhões de euros. «É um mercado muito difícil, onde há uma grande pressão fiscal e sobre o preço, mas também uma grande abertura a produtos novos por parte de lojas independentes e da restauração», vincou.Júlio Bastos, da Quinta do Carmo, no Alentejo, disse à agência Lusa que, apesar de ter um importador britânico, as vendas para o Reino Unido são pequenas em relação a mercados como Angola, EUA, Suíça, Bélgica e Brasil.

«Aqui querem preços baixos e por isso não entramos nos supermercados, os meus vinhos só vão para bons restaurantes», explicou. Jorge da Quinta, que começou a produzir vinho verde em Mondim de Basto no ano passado, veio ao certame procurar um importador porque as margens de lucro podem ser boas, apesar de ter uma pequena produção. «O mercado inglês é premium», garante.

Para Luís Castro, da Falua, um dos produtores com maior presença nos grandes retalhistas britânicos, o segredo tem sido «saber adaptar ao gosto inglês».
Isto implicou criar várias marcas, uma das quais, Tagus Creek, emulou nomes de vinhos australianos, e misturar castas tradicionais, como Trincadeira ou Aranogez, com outras estrangeiras, como Shiraz ou Cabernet Sauvignon.

Mas o resultado está à vista, garante: «Agora já conseguimos vender garrafas só de Touriga Nacional ou de Arinto. O país está lentamente a ter reconhecimento».
Segundo a ViniPortugal, participaram na prova de hoje, que incluiu pela primeira vez vinhos do Porto, cerca de 130 produtores e mais de 500 escanções, compradores, jornalistas, críticos de vinho, importadores e outros profissionais do setor britânicos.

Lusa
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Sector Vinícola
« Responder #92 em: Abril 15, 2014, 02:05:18 pm »
Exportações: Mais de metade dos vinhos portugueses foram para a Europa


Mais de metade das vendas além-fronteiras do setor de vinhos portugueses em 2013 teve como destino a União Europeia, tendo o valor atingido os 402,6 milhões de euros, indica um estudo da Informa D&B hoje divulgado.

As vendas de vinho para a União Europeia representaram 55% total das exportações do setor em 2013, tendo como principais mercados a França e o Reino Unido, segundo o estudo setorial.

Em 2013, as exportações do setor do vinho em Portugal cresceram 4% em relação ao ano anterior, situando-se nos 732 milhões de euros, de acordo com o estudo, que destaca «o bom desempenho das vendas no exterior» nos últimos anos.

«O crescimento das exportações em 2013 representou uma variação média anual de 6,5% face a 2009», adianta o estudo, destacando que mais de 60% das exportações registadas no ano passado corresponderam a vinhos com DOP - Denominação de Origem Protegida, caso do vinho do Porto que representou 45% do total das vendas além-fronteiras.

O crescimento das exportações tem motivado um aumento do excedente comercial com o exterior, que passou de 467 milhões de euros em 2009 para 610 milhões em 2013. Em 2013, verificou-se, no entanto, «um forte crescimento das importações», o que originou uma moderada redução do excedente comercial em relação ao valor observado em 2012.

O volume de produção provisório de vinho na colheita 2012-2013 foi de 6,3 milhões de hectolitros, o que significa um aumento de 12,2% em relação à colheita anterior. «A estimativa para a colheita 2013-2014 situa-se em 6.700 milhões de hectolitros», segundo o estudo. O número de empresas com atividade no setor registou "um ligeiro crescimento" no período 2010-2012, até se situar neste último ano em 799 unidades, face às 746 empresas em atividade em 2010.

Já o volume de emprego mostra uma tendência de queda, tendo passado neste período de 8.146 para 7.756 trabalhadores. Os operadores de pequeno tamanho predominam no setor, situando-se o número médio de empregados por empresa em 10 pessoas, com apenas 25 empresas a registarem mais de 50 trabalhadores.

A distribuição geográfica das empresas revela uma "acentuada concentração" na zona norte, onde se localizam cerca de metade do total das empresas.
Seguem-se a zona centro, com uma participação de cerca de 25%, e o Alentejo, com cerca de 15%, segundo o estudo.

Lusa
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Sector Vinícola
« Responder #93 em: Abril 24, 2014, 02:37:34 pm »
Vinhos portugueses chegam a Singapura pela 1.ª vez


Pela primeira vez, os vinhos portugueses vão ser promovidos em Singapura. A associação nacional ViniPortugal pretende demonstrar o forte caráter gastronómico da produção vinícola nacional e atrair o interesse de um mercado com grande poder de compra.
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a associação explica que a primeira iniciativa desenvolvida naquela região do sudeste asiático será um almoço de harmonização com vinhos para jornalistas a decorrer no dia 28 de Abril no restaurante Alkaff Mansion.
 
Durante este evento, o chef Marco Guccio vai proporcionar aos presentes um menu que potenciará a ligação dos vinhos portugueses à gastronomia e o mestre "sommelier" Evan Goldstein explicará as caraterísticas de cada vinho nacional, diferenciando-os pela diversidade e complexidade.
 
No dia seguinte, no mesmo espaço, terá lugar um almoço harmonizado cujo principal atrativo vai ser uma 'master class' de castas e regiões portuguesas para profissionais do sector, também conduzida por Goldstein, que vai orientar uma prova de 13 vinhos portugueses e apresentar as castas e regiões vinícolas lusitanas.
 
A promoção destas iniciativas em Singapura prende-se, segundo Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, com o facto de se tratar de "um mercado com elevado desenvolvimento económico, cosmopolita e com elevado poder de compra".
 
"Existe uma forte apetência e interesse pelos vinhos estrangeiros [em Singapura], que constitui uma oportunidade para os produtores nacionais", justifica o responsável.
 
A ViniPortugal é a associação interprofissional do setor vitivinícola que tem como missão promover a imagem de Portugal, enquanto produtor de vinhos por excelência.
 
O plano de marketing daquela entidade para este ano, no montante de 7,5 milhões de euros, prevê atingir 11 mercados internacionais estratégicos onde serão implementadas mais de 100 ações promocionais.

Boas Notícias
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Sector Vinícola
« Responder #94 em: Setembro 12, 2018, 11:55:10 pm »
Quebra de 50% na produção de vinho


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Sector Vinícola
« Responder #95 em: Setembro 20, 2018, 11:54:00 am »
O brexit poderia ser amargo para o vinho do Porto


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Sector Vinícola
« Responder #96 em: Setembro 24, 2018, 04:07:58 pm »
Alvarinho regista quebra de produção


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9353
  • Recebeu: 307 vez(es)
  • Enviou: 211 vez(es)
  • +17/-7
Re: Sector Vinícola
« Responder #97 em: Outubro 23, 2018, 05:48:36 pm »
Sabrosa quer fazer vinho oficial da viagem circum-navegação


 

 

Sector público nacional melhorou nos anos 90

Iniciado por Tiger22Quadro Portugal

Respostas: 0
Visualizações: 1364
Última mensagem Fevereiro 06, 2004, 02:12:50 am
por Tiger22
TIMOR-LESTE, O SECTOR PORTUGUÊS DA UNTAET/PKF

Iniciado por Miguel Silva MachadoQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 2
Visualizações: 1565
Última mensagem Fevereiro 25, 2011, 01:22:25 pm
por alphaiate
Sector do Turismo e Hotelaria

Iniciado por MarauderQuadro Portugal

Respostas: 205
Visualizações: 49092
Última mensagem Setembro 17, 2018, 11:29:03 am
por Lusitano89
Sector da Saude - Hospitais, etc..

Iniciado por MarauderQuadro Portugal

Respostas: 125
Visualizações: 22600
Última mensagem Agosto 23, 2018, 09:27:46 pm
por Viajante
Sector da Agricultura e pecuária

Iniciado por MarauderQuadro Portugal

Respostas: 12
Visualizações: 4219
Última mensagem Dezembro 25, 2006, 06:54:01 pm
por Luso