Carro de Combate M60 A3TTS

  • 320 Respostas
  • 71303 Visualizações
*

major-alvega

  • 186
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #75 em: Maio 24, 2008, 08:35:29 pm »
esqueçam a minha pergunta anterior



e quanto á fiabilidade dos tanques M60, o que tem a dizer???

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8023
  • Recebeu: 598 vez(es)
  • Enviou: 884 vez(es)
  • +34/-4
    • http://youtube.com/HSMW
(sem assunto)
« Responder #76 em: Maio 24, 2008, 10:14:00 pm »
Citação de: "paulo pinto"
Citação de: "HSMW"
Citação de: "paulo pinto"
Que saudades do velhinho M 48. Esses é que eram XPTO. E quando tinhamos que "sair para o campo" lá se canibalizavam mais uns quantos. Até faziam pó na lama e nas lagoas. Ou era "fumarada"????

PERGUNTAI AO INIMIGO QUEM SOMOS


Como o tempo passa. Agora é o computador que faz tudo.
Macte animo
Comps.


Acho que não valeu a pena a troca...
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

major-alvega

  • 186
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #77 em: Maio 25, 2008, 06:47:57 pm »
isto é um pouco-off topic mas tem de ser,se me permitem, durante a guerra colonial e no dia 25 DE ABRIL DE 1974, o material do exército português,tanques ,carros blindados e etc... estavam bons, estavam actualizados para a epoca???

é que no filme capitães de abril á uma parte em que um major diz: os homens estão mal preparados e o material está podre(...).

e depois há uma avaria, e um tenente diz: o que me espanta é termos chegado até aqui, tudo o que ainda funciona está em africa, o que cá ficou é só sucata(...)

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #78 em: Maio 25, 2008, 08:12:41 pm »
A questão que coloca não deixa de ser engraçada e curiosa.

Na realidade, os principais meios que Salgueiro Maia comandava eram uma amálgama de viaturas de diversos tipos.

Mas ele não estava exactamente correcto.

Em primeiro lugar, porque Portugal não enviou para África carros de combate pesados e mesmo as Panhard-EBR que foram não tinham utilidade.

O veículo mais visto na altura foi o Chaimite, e na altura o Chaimite era dos veículos mais modernos que havia.
Os Panhard-EBR estavam na altura com cerca de dez anos, por isso não eram exactamente muito antigos.

Há no entanto outra questão que pode ter a ver com aquela afirmação que não sei se foi apenas da dramatização ou se ocorreu de facto.

A EPC era uma unidade de instrução. Nas unidades de instrução há sempre o mesmo problema, porque ou o material é velho porque é norma colocar em unidades de instrução equipamentos antigos, ou se não é velho está muito batido, porque uma unidade de instrução gasta naturalmente o material a um ritmo muito mais elevado que outras unidades.

Portanto, quando ele diz que o que é bom está em África tem razão, mas de qualquer maneira, se não fosse África a EPC provavelmente continuaria a ter ou o material mais velho ou então material mais gasto e por isso com maior probabilidade de avariar.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #79 em: Maio 25, 2008, 08:17:11 pm »
Citação de: "HSMW"
Acho que não valeu a pena a troca...

Muita gente afirmou que trocar os M-48A5 pelos M-60A3 não foi uma boa ideia. Consta que, pelo menos foi o que me disseram há já uns anos atrás (na altura em que chegaram) que os M-60A3 eram mais antigos e mais usados que os M-48A5, além de em termos de poder de fogo não acrescentarem nada dado que se tratava da mesma arma.

No entanto, o M-48A5 não tinha capacidade de visão nocturna e era tecnologicamente de uma outra geração. As f.a. terão ganho porque passaram a dispor de sistemas mais evoluidos dentro do tanque.

Mas, caso tivesse sido tomada a decisão de modernizar os M-48A5, estes poderiam ter ficado ao mesmo nível (se não acima) do M-60A3 TTS actual.

Tanto quanto sei (mas confesso que não sei grande coisa) tal possibilidade nem sequer foi colocada em cima da mesa, porque receber os M-60A3 ficava muito mais barato.
 

*

major-alvega

  • 186
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #80 em: Maio 25, 2008, 09:11:10 pm »
já agora ficam as partes do filme em que se disseram aquelas frases:
(vejam,porque vale a pena)


http://br.youtube.com/watch?v=JMbs42vvMZ4


http://br.youtube.com/watch?v=dz1GchnNz ... re=related


http://br.youtube.com/watch?v=-p6E_xaND ... re=related


http://br.youtube.com/watch?v=-p6E_xaND ... re=related


depois digam o que acharam destas partes!!!

cumprimentos

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #81 em: Maio 25, 2008, 09:35:54 pm »
major-alvega -> Devemos estar quase todos carecas de ver esse filme :mrgreen:
 

*

major-alvega

  • 186
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #82 em: Maio 25, 2008, 09:52:50 pm »
Citação de: "papatango"
major-alvega -> Devemos estar quase todos carecas de ver esse filme :mrgreen:


lol, de facto esse filme dá todos os anos,este ano deu de madrugada,devia ser só para passar despercebido!!!!lol


e já viram o hora de liberdade???

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #83 em: Maio 25, 2008, 10:04:40 pm »
major-alvega -> O tópico é sobre armas/sistemas de armas e carros de combate.
Este não é um fórum para falar de cinema
 

*

jmg

  • Analista
  • ***
  • 642
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #84 em: Maio 25, 2008, 10:17:52 pm »
Trocar do M 48 para o M 60 pelo menos permitiu trazer duas capacidades até aí inexistentes que são o estabilizador de tiro que permite fixar alvos em andamento e a câmara termica.
Durante o curso de vigilância fomos ao RC4 ver as potencialidades da Câmara e fiquei impressionado tanto pela definição como pela sensibilidade a grande distância.
A mim o que me foi dito e talvez possam confirmar ou não, é que quando se adoptou o M-60 existia apenas uma empresa a fabricar sobressalentes na Europa, e esta empresa fechou pouco depois dificultando a obtenção de sobressalentes.
Não te fies de mim, se te faltar valentia.
(Inscrição gravada num antigo punhal.Autor desconhecido)

ΜΟΛΩΝ ΛΑΒΕ
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #85 em: Maio 25, 2008, 10:40:36 pm »
Tinha-me esquecido da questão do tiro estabilizado.

Quanto às peças, não tenho ideia de haver na Europa nenhum fabricante significativo de peças. Os M-60 não eram utilizados por praticamente ninguém. Os alemães na altura ja tinham os Leopard-1 e 2, bem como os holandeses, belgas e italianos, os franceses tinham os AMX-30 e estavam a preparar o Leclerc e os britânicos tinham o Challenger.

Os únicos que poderiam estar a fabricar peças seriam os alemães para os M-48 alemães que ainda estavam ao serviço ou armazenados, dos cerca de 1500 M-48A2 que foram fornecidos à Alemanha, e que posteriormente foram convertidos para M-48A5. Na Europa, só Portugal que recebeu cerca de 100 e a Espanha que recebeu cerca de 300 é que ficaram a operar esse veículo.
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8023
  • Recebeu: 598 vez(es)
  • Enviou: 884 vez(es)
  • +34/-4
    • http://youtube.com/HSMW
(sem assunto)
« Responder #86 em: Maio 26, 2008, 12:49:35 am »
De todos os CC que tivemos os unicos que enpenhámos em combate foram os M5A1 na Guiné. Do Valentine ao M-60 recebemos sempre modelos ultrapassados para a época. Só depois da 2ªGG é que recebemos os Sherman e os Cromwell. Deviamos ter modernizado os M-48, tenho aqui umas fotos do interior, depois mostro. :shock:
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

sivispacem

  • Perito
  • **
  • 317
  • Recebeu: 11 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +6/-0
(sem assunto)
« Responder #87 em: Maio 26, 2008, 08:43:29 am »
Citação de: "papatango"
Na Europa, só Portugal que recebeu cerca de 100 e a Espanha que recebeu cerca de 300 é que ficaram a operar esse veículo.


Hmmm... desculpe lá a correcção, mas a Grécia e a Turquia também em tempos foram (grandes) utilizadores do M48 A5...

Cumprimentos

Carlos Ferreira
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #88 em: Maio 26, 2008, 03:29:28 pm »
Citação de: "sivispacem"
Hmmm... desculpe lá a correcção, mas a Grécia e a Turquia também em tempos foram (grandes) utilizadores do M48 A5...
Tem toda a razão.
É o hábito de ver a Europa restringida à Europa Ocidental...

= = = = =

Citação de: "HSMW"
Do Valentine ao M-60 recebemos sempre modelos ultrapassados para a época.
Recebemos os M-47 em 1953 e creio que fomos dos primeiros países europeus a receber esse carro de combate. Na altura era moderno, embora com o aparecimento do T-54/T-55 se tivesse tornado rapidamente obsoleto.
Por essa razão foi substituído pelos M-48 e posteriormente pelos carros de fabrico europeu.
 

*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2035
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #89 em: Maio 26, 2008, 04:29:25 pm »
Recebemos 114 M-47 e 14 M-24 na altura, para equipar a Divisão NATO.

Quanto aos blindados na EPC, como escola prática tinha um pouco de tudo e era um reflexo geral da frota de blindados do exército na época. As viaturas mais antigas de facto estavam (ou estiveram) no ultramar e não na EPC: Fox, Daimler, M-5A1, Bren, etc.. Mas havia viaturas relativamente recentes, como referido, as Chaimites, e as AML também.

As EBR/ETT entararam ao serviço em 1959, e já tinham idade suficiente para mostar algum cansaço em 1974.

As críticas ao equipamento no filme são apenas mais fogo para a fogueira do "Hollywood" anti-guerra Português..  Os militares portugueses, quando não estavam ocupados a chacinar civis inocentes e a cometer crimes de guerra, queixavam-se do equipamento  :roll:
__
«Os chamados partidos políticos, por definição e exigências da sua vida própria, não representam nem podem servir a unidade nacional» Salazar
 

 

Procuro - "Filme" combate paras Timor

Iniciado por LMQuadro Livros-Revistas-Filmes-Documentários

Respostas: 6
Visualizações: 4888
Última mensagem Setembro 20, 2016, 09:31:28 pm
por JPMM
Jogos de guerra ajudam descobrir hormona que combate stress

Iniciado por Fábio G.Quadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 0
Visualizações: 1260
Última mensagem Agosto 03, 2004, 07:42:10 pm
por Fábio G.
Portugal prepara criação de novo «grupo de combate» europeu

Iniciado por MarauderQuadro Exércitos/Sistemas de Armas

Respostas: 43
Visualizações: 13484
Última mensagem Maio 10, 2008, 09:45:41 pm
por pedro
Portugal vai ter meios modernos para combate a catástrofes

Iniciado por Fábio G.Quadro Portugal

Respostas: 3
Visualizações: 1852
Última mensagem Agosto 03, 2004, 03:35:58 pm
por emarques
Combate à imigração ilegal: PT vai enviar corveta para a GB

Iniciado por PereiraMarquesQuadro Países Lusófonos

Respostas: 0
Visualizações: 2109
Última mensagem Novembro 21, 2006, 07:44:26 pm
por PereiraMarques