Relações Portugal-Venezuela

  • 95 Respostas
  • 28087 Visualizações
*

Malagueta

  • 261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #75 em: Novembro 02, 2011, 04:07:01 pm »
Boas,

concordo, mas pelo menos ficamos a saber que já foram vendidos para lá 1.5 milhoes de magalhaes....
se venderem o que esta previsto ja não é mau.

a diferença, ou pelo menos não se sabia, é que desta vez o dinheiro da compra de petroleo fica depositado na CGD, que depois serve para pagar as empresas Portuguesas.

De resto só vendo para crer.
 

*

Edu

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 155 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +5/-2
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #76 em: Novembro 02, 2011, 05:55:46 pm »
Epá, não é estar a defender o anterior executivo, mas estes negócios que agora se falam são simplesmente a continuação dos negócios que já estavam a ser feitos com o governo de José Socrates.

E falou-se ai muito mal do magalhães mas a verdade é que há conta do magalhães são mais exportações para Portugal.

Pessoalmente fico satisfeito por ver que este executivo está a dar seguimento aos projectos do anterior, vamos lá ver se os levam a bom porto.
 

*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +0/-0
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #77 em: Novembro 02, 2011, 06:39:25 pm »
Os  primeiros contactos  para a construção de navios  para a Venezuela sao de 2002/2003 ja nem me lembro quem era  o ministro na altura,  nao foi Jose Socrates que tirou o coelho da cartola.
 

*

Edu

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 155 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +5/-2
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #78 em: Novembro 02, 2011, 06:49:01 pm »
Caro chaimites eu não me estava a referir aos contractos dos ENVC estou mesmo a falar dos do magalhães e dos contratos de petroleo por exportações.
 

*

Cabecinhas

  • Investigador
  • *****
  • 1518
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +2/-0
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #79 em: Novembro 03, 2011, 04:18:06 pm »
Sou a favor que se sigam os bons trabalhos (mesmo que muito poucos)... agora não meto as minhas mão no fogo em relação depois ao destino dos dinheiros!
Um galego é um português que se rendeu ou será que um português é um galego que não se rendeu?
---
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8696
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #80 em: Março 04, 2012, 10:57:29 pm »
Chávez aprovou 79,2 milhões de €€ para compras em Portugal


O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou hoje que aprovou 79 milhões de euros para importar maquinaria de Portugal para uma fábrica de blocos de argila no estado venezuelano de Falcón, a 500 quilómetros a este de Caracas.

"Aprovei uma empresa mista entre o governo nacional e o de Falcón e disponibilizei 79,2 milhões de euros do Fundo de Desenvolvimento Nacional para importar de Portugal a maquinaria necessária", disse.

Hugo Chávez falava durante um programa transmitido hoje pelo canal de televisão estatal Venezuelana e gravado sábado em Havana, Cuba, onde se encontra em recuperação depois de ser submetido a uma operação cirúrgica para extração de uma "lesão", no mesmo sítio onde em junho de 2011 lhe foi extraído um tumor cancerígeno.

"Isto é importante, o financiamento para a produção de blocos em Falcón, meu querido Falcón, minha querida governadora (Stella Lugo de Montilla)", frisou.

O presidente da Venezuela explicou que a fábrica estará instalada na estrada que liga a cidade de Coro, capital do Estado de Falcón, à localidade de Churuguara.

Frisou ainda que a argila venezuelana "é das melhores do mundo" segundo o resultado de amostras levadas "a laboratórios de Europa, onde há muita experiência".

"A Venezuela algum dia vai ser país exportador de blocos de argila e mármore", sublinhou.

O chefe de Estado sublinhou estar "em franca recuperação" da operação cirúrgica a que foi submetido, frisando que "há uma evolução médica muito favorável".

"Os sinais vitais, a frequência cardíaca, a pressão arterial. Não há febre nem infeção, como andam a escrever por aí os especuladores (...). Já estamos a fazer a fisioterapia correspondente a esta primeira etapa da evolução, incluindo caminhadas", disse.

Frisou ainda que se submeterá a um tratamento de radioterapia de uma hora diária.

Hugo Chávez viajou a 24 de fevereiro para a capital cubana para ser operado a uma nova "lesão" de dois centímetros que, segundo o próprio, foi detetada no mesmo sítio onde em junho de 2011 lhe foi extraído um tumor com células cancerígenas.

Hugo Chávez, 57 anos, foi operado de urgência em Cuba a 10 de junho de 2011 a um "abcesso pélvico". A 01 de julho último, enviou uma mensagem ao país a revelar que também tinha sido submetido a uma segunda operação, durante a qual lhe foi extraído um tumor com células cancerígenas.

Lusa
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8696
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #81 em: Agosto 23, 2012, 04:30:38 pm »
Relações entre Venezuela e Portugal estão a fluir com benefícios mútuos


O secretário de Estado da Economia português, António Almeida Henriques, defendeu na quarta-feira, em Caracas, que as relações entre Portugal e a Venezuela estão a fluir com benefícios para ambos países e para a comunidade luso-venezuelana. «Concretizámos, no início deste ano, o recepcionar de mais uma remessa de petróleo, portanto as relações têm vindo a fluir e penso que com vantagens mútuas para os dois países e também para a comunidade portuguesa que aqui está sediada», disse.

António Almeida Henriques falava à agência Lusa à chegada ao Aeroporto Internacional Simón Bolívar de Maiquetía, onde foi recebido pelo homólogo venezuelano, Temir Porras, no âmbito de uma visita de três dias que realiza ao país latino-americano.

«Há cerca de nove meses que sou, da parte portuguesa, o responsável pela Comissão Mista [de acompanhamento bilateral] e tenho tido as melhores relações com o meu homólogo venezuelano», frisou.

O secretário de Estado português explicou que, «só neste primeiro semestre do ano, o volume das exportações de bens e serviços de Portugal triplicou face ao semestre do ano anterior, e no último ano o volume de exportações de Portugal para a Venezuela foi superior a 300 milhões de euros».

Durante esta deslocação à Venezuela, António Almeida Henriques terá encontros com Temir Porras e outros «membros do Governo venezuelano e com empresários que têm temas que estão neste momento a ser negociados no âmbito da Comissão mista», disse.

Será também equacionada «a possibilidade da marcação da próxima [reunião da] Comissão Mista, dentro de uma relação excelente que tem existido, designadamente com um país com quem Portugal tem laços e onde hoje temos 700 mil emigrantes portugueses ou luso-descendentes, numa perspectiva de podermos aprofundar cada vez mais esta relação e ao mesmo tempo tratarmos de algumas questões pendentes», acrescentou.

«Aproveitarei também a visita para passar por dois projectos emblemáticos que estão a ser desenvolvidos por empresas portuguesas, designadamente o porto de La Guaira e as obras da fábrica de casas pré-fabricadas que está ser desenvolvida pelo grupo Lena», apontou.

António Almeida Henriques quer aproveitar a visita à Venezuela para, com a ajuda do embaixador luso em Caracas, «fazer um ponto de situação dos vários projectos que estão a ser desenvolvidos» e ter «algum contacto também com empresários da comunidade portuguesa e venezuelanos».

Lusa
 

*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +0/-0
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #82 em: Setembro 10, 2012, 04:08:51 am »
mira como abla castellano!!!
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8696
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #83 em: Setembro 10, 2012, 05:20:21 pm »
Exportações para a Venezuela até Junho superaram todas as de 2011


Nos primeiros seis meses de 2012 Portugal exportou para a Venezuela 159 milhões de euros, superando a totalidade do exportado em 2011, revelou hoje em Caracas o ministro português dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas. «No primeiro semestre deste ano, Portugal já exportou para a Venezuela mais da totalidade do ano de 2011, o que quer indiscutivelmente dizer que a última Comissão Mista (Bilateral) que aqui tivemos em Caracas teve bons frutos e a nossa meta é contar a que um aumento, só um aumento já é extremamente significativo», disse.

O chefe da diplomacia portuguesa falava na sessão de encerramento da sétima reunião da Comissão Mista de Acompanhamento Bilateral, ato que contou com a presença do seu homólogo venezuelano Nicolás Maduro, dos embaixadores da Venezuela em Lisboa e de Portugal em Caracas, Lucas Rincón e Lino da Silva.

«Portugal, no primeiro semestre (de 2012) exportou 159 milhões de euros para a Venezuela. No ano anterior, em todo o ano, exportámos 151 milhões de euros, estamos portanto no bom caminho», frisou.

Segundo Paulo Portas «a Venezuela é neste momento o segundo maior cliente de Portugal na América Latina e isso representa uma geografia muito importante para as duas economias e para as empresas e as sociedades dos dois lados».

Sublinhou como muito importante a relação entre a portuguesa Galp e a estatal Petróleos da Venezuela, «constitui um âncora fundamental para o desenvolvimento e o financiamento das exportações portuguesas» e há uma «série de produtos portugueses que são ajudados na sua exportação precisamente por estes contactos» entre aquela empresa e a petrolífera venezuelana.

Explicou que no Acordo Bilateral ficou estabelecido que anualmente Portugal terá o acesso à compra de um milhão de barris de petróleo com opção para outro milhão de barris.

O chefe da diplomacia precisou ainda que «a relação Estado a Estado com a Venezuela é muito importante para Portugal, existem mais de 400 mil portugueses a viver na Venezuela e o primeiro dever de um governante é olhar os seus compatriotas em qualquer parte do mundo e são muitos os que participam todos os dias na vida económica, social e cívica da Venezuela».

Lusa
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7284
  • Recebeu: 177 vez(es)
  • Enviou: 292 vez(es)
  • +12/-3
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #84 em: Setembro 11, 2012, 05:46:25 pm »
Afinal os comunas chineses e venezuelanos são uns porreiraços  :mrgreen:  :twisted:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 692
  • Recebeu: 24 vez(es)
  • Enviou: 13 vez(es)
  • +1/-0
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #85 em: Setembro 11, 2012, 08:35:08 pm »
Citar
Grupo Lena Venezuela celebra acordo de mais de 1.000 milhões de dólares

Grupo Lena Venezuela assinou um acordo de mais de 1000 milhões de dólares (782,069 milhões de euros) para a construção de mais 12.512 apartamentos e duas fábricas componentes pré-fabricados, revelou a empresa em comunicado.

O acordo celebrou-se no âmbito do projecto “Gran Mission Vivienda Venezuela”.

Este projecto prevê um total de quatro fábricas e 25 mil apartamentos a construir pelo Grupo Lena. A primeira fábrica, de pré-fabricados de betão, foi já concluída. Além deste contrato a empresa integrará um grupo de trabalho para a promoção da construção destinada à classe média venezuelana e espera concluir negócios até ao fim de 2012.

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php ... &id=577899
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8696
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #86 em: Fevereiro 22, 2013, 12:35:25 pm »
Portugal exportou mais de 500 milhões de €€€ para a Venezuela


Portugal registou mais de 500 milhões de euros em exportações para a Venezuela em 2012, avançou à Lusa o secretário de Estado da Economia português, sublinhando que foi "o melhor ano de sempre" nas relações bilaterais. "Ainda não temos os dados das exportações de serviços de Dezembro, mas já poderei dizer sem receio de falhar, que ultrapassaremos os 500 milhões de euros de exportações para a Venezuela, o que coloca o mercado da Venezuela como segundo mercado mais importante da América Latina para Portugal, logo a seguir ao Brasil", disse António Almeida Henriques, em declarações à agência Lusa em Caracas.

António Almeida Henriques iniciou quarta-feira uma visita de cinco dias à Venezuela, durante a qual irá desenvolver contactos e reuniões de trabalho a diferentes níveis, para preparar a próxima reunião da Comissão Mista Bilateral (CMB).

Nas declarações à Lusa, o governante português explicou que o volume das exportações "coloca também a Venezuela como quinto mercado mais importante para Portugal fora da União Europeia, o que reflecte bem todo o trabalho de formiga que se tem vindo a fazer no âmbito desta CMB e a forma como as empresas portuguesas têm aproveitado a oportunidade que lhe é dada pela abertura deste mercado".

Por outro lado, frisou que "houve um crescimento de quase 70 por cento da relação com a Venezuela" e a verdade é que, nos últimos cinco anos, 2012 foi "claramente o ano que mais se destacou face aos anteriores".

"Efectivamente, ultrapassar os 500 milhões de euros é um bom trabalho e no fundo, fazendo jus àquilo que é a prioridade do governo português, que é promover a exportação dos nossos produtos, neste caso dos nossos bens e dos serviços transaccionáveis e fazer com que Portugal ganhe espaço num mercado com grande potencial como é o da Venezuela, onde, para além desta relação da CMB, existe também uma comunidade portuguesa muito significativa", disse.

Segundo Almeida Henriques, "estes números também não reflectem o envolvimento global das empresas portuguesas".

"No domínio da construção civil, há empresas portuguesas que neste momento estão a fazer o porto de La Guaira (norte de Caracas), ao fazer um acesso que virá desde o aeroporto até Caracas, para além da construção duma fábrica de papel, que está a ser feita por uma empresa de construção civil portuguesa, para não falar das habitações que estão a ser construídas pelo Grupo Lena", exemplificou.

Lusa
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8696
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #87 em: Fevereiro 24, 2013, 10:27:18 pm »
Empresários luso venezuelanos querem estimular comercialização de produtos portugueses


Os empresários luso venezuelanos querem estreitar as relações que mantêm com Portugal e estimular a importação e comercialização de produtos portugueses no mercado da Venezuela, disse hoje em Caracas o secretário de Estado Adjunto da Economia, António Almeida Henriques.

"Há desde logo uma boa predisposição destes empresários para estreitarem a relação com a mãe pátria, no sentido de poderem estimular a importação de produtos portugueses para serem comercializados aqui na Venezuela", disse.
 
António Almeida Henriques falava à Agência Lusa, em Caracas, depois de um encontro com empresários portugueses radicados na Venezuela, alguns há mais de 40 anos, dos setores da construção civil, alimentação e transporte.
 
Explicou que "esta foi uma primeira reunião" antecedendo a da Comissão Mista Bilateral (CMB) que terá lugar em Caracas a 15 e 16 de março e que teve como propósito ver "a possibilidade de até este convénio que existe Estado a Estado poder também ser explorado, designadamente no setor alimentar, pelas comunidades portuguesas" radicadas na Venezuela.
 
Por outro lado, sublinhou o secretário de Estado, a relação bilateral entre ambos os países "é cada vez mais cordial e aberta, porque o facto de haver um histórico de relacionamento com as empresas portuguesas em que tem havido um sistemático bom cumprimento de prazos e também de qualidade de serviço, há claramente uma relação de confiança que tem vindo a ser consolidada, o que se traduz em mais oportunidades".
 
António Almeida Henriques deixará Caracas dentro de algumas horas, depois de uma visita de cinco dias que tinha como objetivo preparar a próxima CMB "que tem todas as condições para ser uma boa reunião bilateral entre os dois países".
 
Durante a visita manteve contactos a diferentes níveis, entre eles com o vice-ministro de Relações Exteriores para a Europa, Temir Porras, e a ministra da Saúde Eugénia Sader.
 
Os contactos permitiram passar em "revista todos os 'dossiers'" de áreas como a construção civil, infraestrutura, do gás, que "vão ser aprofundadas na próxima CMB".
 
A Venezuela mostrou-se interessada em avançar com parcerias com Portugal no domínio da produção e projetos agrícolas, equipamentos para a agricultura e também na área do turismo "quer na vertente da construção, quer da realização de estabelecimentos hoteleiros, quer do equipamento para estabelecimentos".
 
Caracas pretende ainda que Portugal continue a subministrar medicamentos para a Venezuela e mostrou-se interessada na tecnologia de rastreio da retinopatia diabética, desenvolvida pela empresa portuguesa Critical Software.
 
Portugal pretende ultrapassar, em 2013, os mais de 500 milhões de euros registados em exportações para a Venezuela em 2012.

Lusa
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 8696
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 207 vez(es)
  • +15/-4
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #88 em: Março 20, 2013, 12:48:12 pm »
Crianças venezuelanas receberam mais de 2,4 milhões de Magalhães


A Venezuela distribuiu mais de 2,4 milhões de computadores Canaima, o nome local do "Magalhães", ao abrigo do acordo de cooperação bilateral assinado em 2008 com Portugal, disse hoje à agência Lusa fonte do Ministério de Ciência e Tecnologia. A mesma fonte explicou, também, que a Venezuela atingiu um novo máximo superior a 230.000 unidades dos computadores produzidos no país.

"Superámos as estimativas previstas com mais de 2,4 milhões de portáteis já distribuídos e também batemos recorde com mais de 230 mil "cainamitas" produzidos na Venezuela", disse a fonte que insistiu em vincar a importância do acordo de cooperação bilateral assinado entre Caracas e Lisboa.

Por outro lado, em declarações aos jornalistas, Manuel Fernández, presidente da empresa estatal Companhia Anónima Telefones da Venezuela (Cantv), a principal operadora telefónica do país, revelou que ao longo de 2013 Caracas prevê "produzir mais de meio milhão destes computadores".

Segundo aquele responsável, os computadores foram distribuídos aos alunos do ensino básico, mas o objectivo do projecto Canaima é atingir também outros níveis de escolaridade, prevendo-se que em Abril comecem a ser entregues os portáteis aos alunos do secundário.

"Um computador numa casa é uma mudança, é um movimento em frente e uma oportunidade que se abre não só para os que estão a estudar, mas para toda a família", disse, sublinhando que o objectivo é fechar colmatar a falha tecnológica não só dos jovens como dos núcleos familiares.

Lusa
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1695
  • Recebeu: 179 vez(es)
  • Enviou: 396 vez(es)
  • +7/-1
Re: Relações Portugal-Venezuela
« Responder #89 em: Março 20, 2013, 01:37:09 pm »
O Sócrates bem que podia substituir o Chavez... Será que eles ainda não pensaram nisso?

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

 

Filipe I(II);Filipe II(III); Filipe III(IV) Reis de Portugal

Iniciado por TemplárioQuadro Livros-Revistas-Filmes-Documentários

Respostas: 0
Visualizações: 1150
Última mensagem Abril 07, 2010, 01:22:56 pm
por Templário
Portugal "sem fronteiras"

Iniciado por TOMKATQuadro Portugal

Respostas: 6
Visualizações: 3018
Última mensagem Maio 10, 2006, 10:15:52 pm
por superbuzzmetal
"Napoleão e Portugal"

Iniciado por JoseMFernandesQuadro Livros-Revistas-Filmes-Documentários

Respostas: 5
Visualizações: 3706
Última mensagem Maio 22, 2006, 11:22:13 pm
por Luso
Iniciativa "Compromisso Portugal"

Iniciado por Tiger22Quadro Portugal

Respostas: 0
Visualizações: 1744
Última mensagem Fevereiro 11, 2004, 04:12:19 pm
por Tiger22
Winchester "vem" para Portugal

Iniciado por LusoQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 0
Visualizações: 2190
Última mensagem Janeiro 31, 2006, 08:52:09 pm
por Luso