Turquia

  • 270 Respostas
  • 41448 Visualizações
*

comanche

  • Investigador
  • *****
  • 1799
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Turquia
« em: Outubro 01, 2007, 08:01:45 pm »
 Gul pede a parlamento turco que prossiga reformas para adesão à UE
 


Citar
O presidente Abdullah Gul pediu hoje, na sessão inaugural do novo parlamento turco, eleito a 22 de Julho, que sejam prosseguidas as reformas que visam facilitar a integração da Turquia na União Europeia.
 


"Não tenho qualquer dúvida de que o parlamento desempenhará um papel primordial no prosseguimento e reforço das reformas", declarou.

O presidente dirigia-se aos parlamentares durante a sessão inaugural da assembleia saída das eleições antecipadas, convocadas após uma crise política desencadeada por um veemente campanha laica contra a candidatura de Gul, um antigo islamita, à presidência da República.

As eleições foram vencidas por larga margem pelo Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP, no poder, oriundo do movimento islamita) a que pertencia Gul antes da sua eleição para a presidência.

A adesão de Ancara à UE sofreu um duro golpe em 2006, quando Bruxelas suspendeu as conversações sobre oito dos 35 capítulos de negociações que todos os países candidatos devem completar, depois da recusa de Ancara de abrir os seus portos a Chipre, país membro da UE não reconhecido pela Turquia.

Enquanto ministro dos Negócios Estrangeiros do primeiro governo do AKP, que ascendeu ao poder em 2002, Gul fez da integração na UE o seu principal cavalo de batalha, conseguindo lançar as conversações de adesão em Outubro de 2005.

© 2007 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

 
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +15/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Outubro 07, 2007, 11:39:50 pm »
Treze soldados turcos mortos pela guerrilha separatista curda

Citar
Treze soldados turcos foram hoje mortos durante um ataque da guerrilha separatista curda no sudeste da Anatólia, anunciou em comunicado o Estado-Maior das Forças Armadas.

De acordo com o documento, o ataque visou unidades militares turcas estacionadas na província de Sirnak, fronteiriça com o Iraque.

O texto adianta que, depois do ataque, os guerrilheiros foram perseguidos pelos militares turcos, acabando por escapar a coberto de disparos feitos por camaradas seus a partir de território iraquiano.

Anteriormente, o executivo da província de Sirnak revelara que um guerrilheiro perdera a vida em combate com o exército na região do monte Cudi.

No sábado, o Estado-Maior das Forças Armadas turco informou sobre a criação de 27 novas zonas de segurança para reforço das já existentes nas províncias de Sirnak, Siirt e Hakkari, junto à fronteira com o Iraque.

Interditadas aos civis, estas zonas servem para travar a infiltração de guerrilheiros que, segundo os militares turcos, operam a partir de santuários no país vizinho.

Em consequência, o exército turco, que tem estacionados cerca de 120.000 militares ao longo da fronteira norte iraquiana, defende uma intervenção no Curdistão iraquiano para "limpeza" dos bastiões do PKK.

Uma intervenção no vizinho Iraque só não foi ainda possível por ter sido travada pelo governo do primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, bem como por Washington.

Bagdad chegou a entendimento com Ancara em finais de Setembro para que uma operação militar no Iraque só possa ocorrer com luz verde do chefe do governo, Nuri al-Maliki.

O Partido dos Trabalhadores do Cusdistão (PKK) - considerado terrorista pela Turquia, Estados Unidos e União Europeia (EU) - intensificou os ataques no sudeste da Anatólia desde o princípio do ano.

Desde o início da luta pela independência, em 1984, o conflito entre o PKK e o exército turco já fez mais de 37.000 mortos.

Lusa/SOL

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +15/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Outubro 09, 2007, 05:01:08 pm »
Turquia diz-se pronta a enviar tropas para o norte do Iraque

Citar
O primeiro-ministro da Turquia, Tayyip Erdogan, deu hoje luz verde a uma possível incursão do país no norte do Iraque para acabar com os rebeldes curdos escondidos na região, depois de uma série de ataques mortais contra as forças de segurança turcas.
Erdogan está sob forte pressão do poderoso exército turco e dos partidos de oposição para tomar duras medidas contra os rebeldes do ilegal Partido dos Trabalhadores do Curdistão, depois de o grupo ter morto 13 soldados no domingo, perto da fronteira com o Iraque.

O ministro da Defesa, Vecdi Gonul, disse que o Parlamento turco precisa autorizar qualquer operação militar em larga escala - um cenário que muitos analistas dizem ser improvável -, mas afirmou que tal permissão não seria necessária para operações limitadas e de perseguição.

Washington pediu que a Turquia, uma aliada da NATO, não empreenda uma acção militar no norte do Iraque, maioritariamente ocupado por curdos, temendo que tal possa desestabilizar a região mais pacífica do país.

«Para colocar um fim à organização terrorista a operar no país vizinho (Iraque), a ordem foi dada para que se tome todos os tipos de medidas, legais, económicas, políticas, incluindo uma operação ao outro lado da fronteira, se necessário», anunciou o gabinete de Erdogan em comunicado.

A Casa Branca afirmou hoje que está comprometida em trabalhar com a Turquia e o Iraque para combater o partido curdo.

O porta-voz Gordon Johndroe não comentou especificamente se a Casa Branca apoiaria uma incursão turca na região.

Diário Digital / Lusa

 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #3 em: Julho 23, 2015, 11:54:29 pm »


Turkey agrees to allow US military to use its base to attack Islamic State in Syria

http://www.dailymail.co.uk/wires/reuter ... le-3172562

Citar
Turkey haa agreed to allow US planes to launch airstrikes against Islamic State militants from the US air base of Incirlik, close to the Syrian border, US defense officials said on Thursday.

The decision (...) follows long-time reluctance  by Ankara to become engaged in the fight against Islamist militants. (...)

The ability to fly manned bombing raids out of Incirlik (...) against targets in nearby Syria could be a big advantage. Such flights have had to fly mainly from the Gulf.
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #4 em: Julho 24, 2015, 06:51:34 pm »

Turkey's air strikes in Syria could signal its new role against ISIL
« Última modificação: Julho 28, 2015, 09:40:47 am por olisipo »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #5 em: Julho 24, 2015, 07:34:27 pm »


Why has Turkey only now joined the fight against ISIL?

http://www.euronews.com/2015/07/24/why- ... inst-isil/

 :arrow:   Time Magazine: "Why Turkey has finally declared war on ISIS"

http://time.com/3971161/turkey-isis-war/
 


*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #7 em: Julho 25, 2015, 06:55:12 pm »

Turquia: PKK diz já não existirem  condições para un cessar-fogo
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #8 em: Julho 26, 2015, 09:25:03 am »

Onda de protesto na Turquia e no Iraque contra operações militares de Ancara
« Última modificação: Julho 28, 2015, 09:01:52 am por olisipo »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #9 em: Julho 26, 2015, 08:04:09 pm »


NATO calls emergency meeting after Turkish request  

http://reuters.com/article/idUSKCN0Q00O ... 6?irpc=932
Citar
NATO Secretary General Jens Stoltenberg called an emergency meeting on Tuesday to discuss security at the request of Turkey after last week's suicide bombing there and Turkish security operations against Islamic State and PKK Kurdish militants. (...)

 [In a statement released in Brussels, the Alliance says:] "NATO allies follow developments very closely and stand in solidarity with Turkey. (...)
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #10 em: Julho 28, 2015, 08:34:40 am »


Por que a Turquía bombardeia as posições do PKK

http://pt.euronews.com/2015/07/27/por-q ... es-do-pkk/
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #11 em: Julho 28, 2015, 08:36:21 pm »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #12 em: Julho 29, 2015, 08:27:38 am »
« Última modificação: Julho 30, 2015, 09:19:41 am por olisipo »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #13 em: Julho 29, 2015, 11:51:17 pm »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4965
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Turquia
« Responder #14 em: Julho 31, 2015, 08:23:38 am »
 

 

Petição contra a entrada da Turquia na UE

Iniciado por fgomes

Respostas: 6
Visualizações: 2515
Última mensagem Setembro 21, 2004, 01:50:33 am
por emarques
A Turquia apoia oficialmente o terrorismo!

Iniciado por Pellegrino Ernetti

Respostas: 8
Visualizações: 2218
Última mensagem Outubro 23, 2015, 10:52:16 am
por olisipo
Adesão da Turquia à EU

Iniciado por dremanu

Respostas: 6
Visualizações: 1832
Última mensagem Julho 31, 2004, 03:58:15 pm
por emarques
Grécia-v-Turquia

Iniciado por TOMKAT

Respostas: 0
Visualizações: 2044
Última mensagem Maio 23, 2006, 05:58:44 pm
por TOMKAT