Segunda Guerra Mundial

  • 596 Respostas
  • 135126 Visualizações
*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3533
  • Recebeu: 23 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +3/-2
(sem assunto)
« Responder #60 em: Setembro 27, 2006, 10:01:36 am »
Portugal e os U-Boats



Potius mori quam foedari
 

*

Miguel Sá

  • 83
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #61 em: Outubro 06, 2006, 07:15:13 pm »
Não se conhecem ou se já houve alguma referência a este site, mas dos que conheço sobre a 2ª Guerra Mundial, tem informação sobre praticamente todas os países envolvidos e sobretudo algo dificil de obter, a ORBAT de Portugal nesse período.

Quanto à fiabilidade da informação.....


http://www.orbat.com/site/ww2/drleo/000_admin/000oob.htm
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #62 em: Outubro 25, 2006, 01:47:10 am »
"History is always written by who wins the war..."
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #63 em: Outubro 25, 2006, 02:09:17 am »
Miguel Sá escreveu:
Citar
Não se conhecem ou se já houve alguma referência a este site, mas dos que conheço sobre a 2ª Guerra Mundial, tem informação sobre praticamente todas os países envolvidos e sobretudo algo dificil de obter, a ORBAT de Portugal nesse período.

Quanto à fiabilidade da informação.....


Exceptuando quase todas as lanchas de fiscalização de pesca menos a Faro e a Lagos, todas foram construídas após 1939 que é a data a que se refere a ORBAT. O mesmo para o D. João de Castro.
De resto está correcta.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

Yosy

  • Especialista
  • ****
  • 1086
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #64 em: Outubro 25, 2006, 09:32:44 pm »
Citação de: "komet"
Imperdível!!! http://www.bundybovines.com/  :shock:


Que grande site!
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14427
  • Recebeu: 784 vez(es)
  • Enviou: 762 vez(es)
  • +63/-56
(sem assunto)
« Responder #65 em: Outubro 25, 2006, 11:03:26 pm »
link

Estes tipos são das SS. Nunca pensei que eles usassem cavalos para fazer reconhecimentos. Deve ter sido no final da guerra!
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #66 em: Outubro 25, 2006, 11:25:26 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Estes tipos são das SS. Nunca pensei que eles usassem cavalos para fazer reconhecimentos. Deve ter sido no final da guerra!


O exército alemão nunca chegou a ser totalmente motorizado,e se o foi, foi só durante algum tempo no inicio da guerra.

Com o desgaste da frente russa, o uso de cavalos para o reabastecimento foi cada vez mais usado.

Até em 44 na Normandia, o rapaz que ia levar o pequeno-almoco a um grupo de fortificações sobre Omaha ia de cavalo, tal como no livro e filme "The Longest Day".

E nem sei se já aquando da invasão da Russia, se uma parte do reabastecimento já não era feito por cavalos.

Agora como cavalaria isso já não aconteceu. Somente os polacos (contra panzers!!) e os romenos é que ainda faziam dessas coisas..cargas de cavalaria.
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #67 em: Outubro 25, 2006, 11:31:02 pm »
Penso que os soviéticos chegaram a fazê-las tambem.

Quem viu a série Band of Brothers há um episódio (o tal em que o outro finalmente encontra a Luger como troféu), nas Ardenas, em que abatem um soldado alemão a cavalo em reconhecimento.
"History is always written by who wins the war..."
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +7/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #68 em: Outubro 26, 2006, 12:20:09 am »
De facto o exército alemão nunca foi totalmente motorizado, e a motorização foi aumentando com o tempo. Quando invadiram a Polónia e quando invadiram a França, a maioria das tropas alemãs, por estranho que pareça, marchava a pé.

Em 1941, quando Hitler atacou a URSS, 50% do efectivo da Wermacht deslocava-se a pé pelas estepes da Rússia.

Os cavalos, eram da maior importância para um exército que não tinha exactamente uma grande quantidade de petroleo.

Mas o expoente do exercito asinino, era o exército francês.
Em 1940, um grande numero de unidades dependiam dos cavalos e das mulas para transportar armamentos e até comida para as tropas.

Os franceses consideravam que como não tinham acesso a petróleo em quantidade, tinham que recorrer ao combustível nacional: A palha.

Por isto, grande parte das tácticas e estratégia francesas, dependiam dos cavalos e das mulas. Só os tanques e alguns carros de comando tinham prioridade. Vejam por exemplo os modelos de camiões ou veículos para transporte de tropas que os franceses tinham em 1939 e 1940.

Não trinham quase nada, enquanto os alemães já tinham unidades de infantaria mecanizada, ou auto-transportada, para acompanhar os tanques.

Um exército, onde os tanques servem para apoiar a infantaria, não precisa de veículos rápidos para mover os militares.

Cumprimentos
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #69 em: Outubro 26, 2006, 06:34:51 pm »
A França começou a rearmar-se anos mais tardes que a Alemanha, daí encontrar-se numa desvantagem relativa em termos de equipamentos novos (modernos) como camiões, tanques, aviões, etc no início da guerra. Tal aliás como os britâncicos, mas como as suas forças destacadas em França eram muito menores puderam aí concentrar todo o equipamento moderno que tinham.

Desde que a Inglaterra ou os EUA não entrassem na guerra a favor da Alemanha (!), as linhas marítimas abertas continuavam abertas a França tinha acesso a todo o petróleo que alguma vez desejasse.
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +7/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #70 em: Outubro 26, 2006, 09:10:14 pm »
Citação de: "Spectral"
A França começou a rearmar-se anos mais tardes que a Alemanha, daí encontrar-se numa desvantagem relativa em termos de equipamentos novos (modernos) como camiões, tanques, aviões

Quem se começou a armar mais tarde foi o exército britânico.

O francêscomeçou a armar-se com tanques, pelo menos ao mesmo tempo dos alemães.

A prove, é que quando ocorreu a invasão, os franceses tinham tanques muito melhores que os tanques alemães.
Da mesma maneira que os franceses tinham carros pelo menos tão bons quanto os alemães, também poderiam ter outro tipo de veículos, mas a opção da França não foi essa.

A opção "oficial" dos militares franceses, foi uma opção táctica, perfeitamente justificada e documentada em documentos militares.

Um cavalo ou uma mula não tem que esperar pelo combustível, não correndo o risco de parar uma ofensiva.
Os franceses consideravam que as munições poderiam ser transportadas utilizando a força das bestas, bem assim como uma parte considerável da artilharia rebocada, ere de facto puxada por cavalos.

Os tanques franceses era suposto andaram à velocidade da infantaria, e a ideia de grandes movimentações mecanizadas era vista pelos generais franceses como inviável e impraticável.

Por incrivel que pareça, mesmo as comunicações via rádio eram consideradas como pouco fiáveis.

Por incrível que pareça, em 1940, o Quartel General francês não tinha rádios, e em vez disso tinha estafetas equipados de motos ou de cavalos, para levarem as ordens escritas às tropas na frente.

Os franceses consideravam a arma blindada, como uma arma secundária, para ser utilizada pontualmente, mas a existência da linha Maginot, levou a que a sua utilização fosse diferente, servindo de apoio à infantaria.

Em termos de rearmamento e desenvolvimento, basta comparar tanques franceses de 1935 e tanques alemães do mesmo ano.
O primeiro tanque a sério construido na Europa, e reunindo as características dos tanques modernos, não foi nenhum dos Panzer, mas sim o S-35 Somua, que já tinha canhão de 47mm e 20 toneladas de peso e atingia 37Km/H.

A má qualidade dos motores franceses, é inegável, mas a qualidade dos projectos franceses (e a sua superioridade relativamente aos alemães) é inegável.

Os franceses conseguiram construir tanques que eram revolucionarios para a época, mesmo não tendo o tanque a preferência entre os genrais franceses.

A queda da França, não tem nada a ver com o poder das colunas blindadas alemãs (que em 1940 eram na sua maioria pouco mais que tractores armados com metralhadoras). Tem sim, a ver com a rapidez de movimentos no seu conjunto. As tácticas alemãs ganharam a batalha da França, não os tanques, nem qualquer atraso no armamento francês.

As armas foram muito menos relevantes que os motores e as mecânicas.
Foram os motores da Opel, Daimler-Benz, BMW ou Maybach que venceram na França, por causa dos desenvolvimentos na industria automovel, e não na industria do armamento, onde a Alemanha não tinha em 1940 a supremacia.

cumprimentos
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #71 em: Outubro 26, 2006, 09:54:24 pm »
A Alemanha Nazi começou o seu rearmamento em 33, os aliados ocidentais mais tarde ( até porque não tinham dinheiro).

De notar que a 1a geração de tanques, aviões etc saída deste rearmamento tinha pouco valor (e.g. o PZ I), e foi rapidamente substituída pela 2a ( PZII e daí em diante). Por exemplo a França em 1940 tinha enormes encomendas de caças modernos, tanto domésticos como nos EUA, que se as hostilidades tivessem começados umas semanas mais tarde poderiam estar disponíveis. Assim a maior parte dos seus aparelhos estavam obsoletos.

Agora o que o papatango diz é verdade, eles tinham uma doutrina defensiva, de infantaria + artilharia com o apoio de meios blindados, mas isso não implica a preferência do cavalo sobre o camião. Um camião é sempre muito mais eficiente, até para um exército defensivo, na área do apoio logístico... Já agora, o plano francês (quando completo com meios modernos) até implicava um número bastante razoável de tanques e meios blindados (half-tracks), o problema era também a doutrina...


Citar
Em termos de rearmamento e desenvolvimento, basta comparar tanques franceses de 1935 e tanques alemães do mesmo ano.
O primeiro tanque a sério construido na Europa, e reunindo as características dos tanques modernos, não foi nenhum dos Panzer, mas sim o S-35 Somua, que já tinha canhão de 47mm e 20 toneladas de peso e atingia 37Km/H.

As capacidades dos Somua e Char B1-bis são sempre sobrestimadas, assim como o seu número e importância ( a maior parte dos tanques franceses eram muito mais ligeiros, descendentes directos do FT-17 da 2a GM), enquanto outros factores que os tornavam máquinas de guerra muito sofríveis ( espaço exíguo no interior, muito pobre reliabilidade etc) são sempre minimizados.

Quanto aos rádios, é fácil de explicar. Eles estavam à espera de uma repetição da 2aGM, e nesta situação estática é sempre melhor estender linhas de telefone do que usar rádios.

Citar
A queda da França, não tem nada a ver com o poder das colunas blindadas alemãs (que em 1940 eram na sua maioria pouco mais que tractores armados com metralhadoras). Tem sim, a ver com a rapidez de movimentos no seu conjunto. As tácticas alemãs ganharam a batalha da França, não os tanques, nem qualquer atraso no armamento francês.

Ah, mas aí é que está ;). As colunas blindadas alemãs de 1940 eram extremamente poderosas devido à sua doutrina de combinação tanques-infantaria mecanizada, à excelente reliabilidade mecânica dos seus veículos, à combinação com o poder aéreo, etc. A capacidade não se mede apenas em poder de fogo!

O facto é que a Alemanha encontrava-se muito mais pronta para a guerra em Maio de 44 do que a França se encontrava.

Citar
As armas foram muito menos relevantes que os motores e as mecânicas.
Foram os motores da Opel, Daimler-Benz, BMW ou Maybach que venceram na França, por causa dos desenvolvimentos na industria automovel, e não na industria do armamento, onde a Alemanha não tinha em 1940 a supremacia.


De acordo, mas é preciso notar que nesta altura toda a indústria pesada tinha sido "armamentizada", então a indústria automóvel foi logo a primeira, passando de carros a tanques...
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #72 em: Outubro 26, 2006, 09:54:47 pm »
Esqueceu-se de frisar que até em unidades aéreas a França era superior em largos numeros até, segundo sei...

Spectral, corrija o seu texto onde diz "2ªGG" , duas vezes!
« Última modificação: Outubro 26, 2006, 09:57:56 pm por komet »
"History is always written by who wins the war..."
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #73 em: Outubro 26, 2006, 09:56:29 pm »
Citar
Esqueceu-se de frisar que até em unidades aéreas a França era superior em largos numeros até, segundo sei.


A maior parte completamente antiquados, principalmente na aviação de caça.
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #74 em: Outubro 27, 2006, 08:02:36 am »
Citação de: "Spectral"
As capacidades dos Somua e Char B1-bis são sempre sobrestimadas, assim como o seu número e importância ( a maior parte dos tanques franceses eram muito mais ligeiros, descendentes directos do FT-17 da 2a GM), enquanto outros factores que os tornavam máquinas de guerra muito sofríveis ( espaço exíguo no interior, muito pobre reliabilidade etc) são sempre minimizados.


Hum, não eram assim tão maus como pinta.

O problema francês foi de doutrina. Decidiram dividir as suas forças blindadas em grupos de 3, se tivessem mantido em grupos blindados razoáveis teriam atingido melhores resultados.

Os tanques franceses eram superiores aos primeiros panzers.

Basta só analisar a batalha de Stonne para perceber que a cavalaria francesa sofria era de um problema tático....de usar os tanques em número insignificante......mas agora já não me lembro se isto foi efeito do domínio dos céus pela Luftwaffe (o que é bem capaz)
 

 

"Memórias da Guerra - 1961-1974"

Iniciado por Lancero

Respostas: 11
Visualizações: 35049
Última mensagem Junho 15, 2007, 04:28:40 pm
por Lancero
Guerra Colonial: Fotos dos "gun trucks"

Iniciado por sprint1050

Respostas: 0
Visualizações: 3374
Última mensagem Agosto 17, 2008, 02:35:53 pm
por sprint1050
Guerra da Cisplatina - O único "revés" militar do Brasil

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 1
Visualizações: 1962
Última mensagem Janeiro 31, 2017, 01:13:01 pm
por Vitor Santos
O último amante de Mata-Hari morreu na guerra de Espanha

Iniciado por AlcaideFaria

Respostas: 0
Visualizações: 2015
Última mensagem Maio 21, 2008, 09:14:23 pm
por AlcaideFaria
II GRANDE GUERRA: PORQUE A ALEMANHA NUNCA ATACOU OS EUA ?

Iniciado por Rui Elias

Respostas: 23
Visualizações: 8166
Última mensagem Novembro 20, 2006, 10:53:47 pm
por Sniper