DN-19/05/04-Imigrantes

  • 9 Respostas
  • 2278 Visualizações
*

JNSA

  • Analista
  • ***
  • 835
  • +1/-1
DN-19/05/04-Imigrantes
« em: Maio 19, 2004, 03:24:56 pm »
Aqui está um excelente artigo de opinião de Francisco Sarsfield Cabral sobre o papel dos imigrantes na sociedade portuguesa...

Citar
Imigrantes

Os imigrantes de Leste já representam um quarto dos trabalhadores rurais no Alentejo. A informação está no DN de segunda-feira, dando conta do I Congresso dos Imigrantes do Alentejo, realizado em Évora. Numa região de onde, em média, saem 14 pessoas por dia, a esperança de repovoamento «reside, sobretudo, nas gentes oriundas da Ucrânia e Moldávia». Os rurais alentejanos não querem trabalhar na terra nem tornar-se pequenos produtores agrícolas. A falta de braços levaria à desertificação do Alentejo se não fossem os imigrantes. É que estes aceitam, por exemplo, ganhar 500 euros como tractoristas, quando os portugueses exigem 600 ou mais. A integração dos imigrantes de Leste no sector agrícola alentejano tem sido um êxito, com a vantagem adicional de a sua preparação permitir, muitas vezes, que se dediquem a tarefas mais exigentes.

Este é um exemplo concreto dos benefícios que a imigração está a trazer ao País. E não apenas na agricultura. Um estudo da Universidade Autónoma de Lisboa confirma, no seu relatório preliminar, a importância dos imigrantes para o crescimento da produção em Portugal. Os imigrantes contribuem com 5% do valor acrescentado bruto nacional, com destaque para a construção civil (15%) e a hotelaria e restauração (12%). Números que seriam superiores se fossem contabilizados os ilegais.

E é infundado o receio de os imigrantes virem roubar postos de trabalho aos nacionais. Pelo contrário: eles ocupam empregos que os portugueses rejeitam. Sem os imigrantes, muitas actividades teriam de paralisar, provocando ainda maior desemprego em sectores relacionados. A demagogia do discurso anti-imigração explora sentimentos primários e assenta num erro.


fonte: http://www.dn.sapo.pt/cronica/mostra_cronica.asp?codCronica=7363&codEdicao=1103
 

*

emarques

  • Especialista
  • ****
  • 1178
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Maio 19, 2004, 04:15:58 pm »
Concordo especialmente com o último parágrafo. Há uns anos, uma junta de freguesia aqui da zona colocou anúncios para contratar vários cantoneiros. Apareceram dois candidatos. Hoje em dia as bermas são limpas por imigrantes, exactamente por isso. Mais ninguém quer fazer esse serviço...
Ai que eco que há aqui!
Que eco é?
É o eco que há cá.
Há cá eco, é?!
Há cá eco, há.
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #2 em: Maio 19, 2004, 05:54:18 pm »
Imigrantes não são um problema desde que sejam qualificados, e que se possam assimilar ao resto da população, aculturizando-se na cultura Portuguêsa. Imigrantes europeus, e imigrantes sul-americanos descendentes de europeus são os melhores que podemos receber.

Quanto à questão dos Portuguêses não desejarem fazer certos trabalhos. Em certos casos aceito o argumento que alguns Portuguêses não vão querer fazer certos trabalhos, mas muitas vezes o que se passa é que os empregadores não querem pagar um salário mais alto, para atrair o trabalhador Português. Preferem pagar um salário mais baixo ao trabalhador imigrante. Sendo assim poderiamos dizer que o que os imigrantes fazem é contribuir para manter o nível salárial mais baixo, porque ao entrarem no mercado laboral nacional, e competindo com o trabalhador local por um trabalho que estam dispostos a fazer por menos dinheiro, acabam por desiquilibrar o mercado laboral a favor dos empregadores, que se aproveitam deste facto.

Os empregadores tb podem argumentar que se tiverem que pagar salários mais altos, não puderam ser competitivos na venda dos produtos que produzem, porque estes custam demasiado dinheiro para serem produzidos, e não hà lucro em o fazer, só que na maioria dos casos, este argumento é debatível. Quanto muito aceitá-se em setores que requerem mão-de-obra pouco especializada.
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #3 em: Maio 20, 2004, 12:37:16 am »
Faço das palavras do dremanu as minhas  :)

Lol em tom de gozo, qualquer dia declaram independencia e teremos uma pequena Ucrânia em pleno alentejo.
"History is always written by who wins the war..."
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #4 em: Maio 20, 2004, 12:51:19 am »
Daqui a 100 anos a população do Alentejo vai ser tudo loiro e de olhos azuís...Portugal fica a ser um país nórdico. hehehehehehe
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

Guilherme

  • Perito
  • **
  • 380
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Maio 20, 2004, 01:05:50 pm »
Nórdico, não. Eslavo. 8)
Nórdico se Portugal recebesse suecos, noruegueses e dinamarqueses.

(Que chato sou eu... :jok:
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #6 em: Maio 20, 2004, 08:39:03 pm »
Não me diga nada... no aniversário da FAP estava uma miúda de leste boa como o milho a fazer-se descaradamente a um piloto...

quem me dera ser piloto...  :roll:
"History is always written by who wins the war..."
 

*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1262
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +1/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
(sem assunto)
« Responder #7 em: Maio 20, 2004, 08:49:52 pm »
Citação de: "komet"
Não me diga nada... no aniversário da FAP estava uma miúda de leste boa como o milho a fazer-se descaradamente a um piloto...

quem me dera ser piloto...  :roll:


Ai era?  :twisted:  :twisted:
Ricardo Nunes
www.forum9gs.net
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #8 em: Maio 21, 2004, 07:26:07 pm »
As Tchecas são das mais lindas da Europa. Não era mau tb para Portugal receber umas imigrantes desses países.  8)  Os homems podem lá ficar no país, mandem é as mulheres p'ra aqui.
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Maio 21, 2004, 08:01:44 pm »
Quando fui a Praga há uns anos atrás, fiquei de boca aberta... :wink:

Aquilo é que era cada mulher  8)  8)  8)
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

 

Imigrantes em Portugal

Iniciado por dremanu

Respostas: 0
Visualizações: 1060
Última mensagem Julho 20, 2004, 02:22:15 pm
por dremanu