Os 30 F16A/B MLU da FAP

  • 1809 Respostas
  • 302436 Visualizações
*

LM

  • Analista
  • ***
  • 784
  • Recebeu: 116 vez(es)
  • Enviou: 744 vez(es)
  • +103/-0
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1605 em: Maio 08, 2019, 02:27:07 pm »
Parece-me que estas missões NATO são um oportunidades únicas - presumo que a NATO pague as despesas e permite fazermos horas de voo muito acima do usual, em ambiente operacional e com "enquadramentos" muito diversos.   
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7515
  • Recebeu: 656 vez(es)
  • Enviou: 797 vez(es)
  • +104/-31
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1606 em: Maio 09, 2019, 12:46:08 am »
Imagem do facebook das Forças Armadas Portuguesas.

« Última modificação: Maio 09, 2019, 12:47:05 am por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, MATRA

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7515
  • Recebeu: 656 vez(es)
  • Enviou: 797 vez(es)
  • +104/-31
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1607 em: Maio 09, 2019, 12:49:51 am »
Entretanto para o FWIT 2019 uma aeronave irá ser destacada para Leeuwarden, ainda não se sabe o seu número de cauda.  ;)

Acho que vão aproveitar e parar uns dias em França que fica a caminho :mrgreen:.
https://www.natotigers.org/tiger-meets/2019
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2436
  • Recebeu: 1212 vez(es)
  • Enviou: 723 vez(es)
  • +699/-172
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1608 em: Maio 09, 2019, 10:17:55 am »
Entretanto para o FWIT 2019 uma aeronave irá ser destacada para Leeuwarden, ainda não se sabe o seu número de cauda.  ;)

Acho que vão aproveitar e parar uns dias em França que fica a caminho :mrgreen:.
https://www.natotigers.org/tiger-meets/2019

Sim, é bem possível. No FWIT a fase inicial ar-ar tem importância, mas não tanta como a ar-solo que decorrerá mais tarde. Vamos ver se será de novo o F-16AM 15113 a ser colocado em Leeuwarden como tem acontecido nas últimas ocasiões em que a FAP tem participado.

F-16AM 15113, Esq. 201, Junho de 2017 - FWIT 2017, Leeuwarden
« Última modificação: Maio 09, 2019, 12:08:44 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1165
  • Recebeu: 237 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +52/-20
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1609 em: Maio 09, 2019, 02:29:42 pm »
F-16AM 15113, Esq. 201, Junho de 2017 - FWIT 2017, Leeuwarden


6 AMRAAM? Sei que são de treino, mas é a primeira vez que vejo um caça nacional com tantos mísseis!  c56x1
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2887
  • Recebeu: 1300 vez(es)
  • Enviou: 2742 vez(es)
  • +500/-90
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1610 em: Maio 09, 2019, 02:41:45 pm »
E versões B misturadas com versões C.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1165
  • Recebeu: 237 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +52/-20
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1611 em: Maio 09, 2019, 02:47:58 pm »
É o que há...  ::)

Mas estes mísseis de treino seriam nacionais ou emprestados aquando do exercício?

Além de que, com tão poucos AMRAAM que temos, mesmo em munição real a configuração dos nossos F-16 seria algo semelhante, infelizmente, mistura de B com C.
« Última modificação: Maio 09, 2019, 02:49:11 pm por dc »
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2436
  • Recebeu: 1212 vez(es)
  • Enviou: 723 vez(es)
  • +699/-172
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1612 em: Maio 09, 2019, 02:54:39 pm »
F-16AM 15113, Esq. 201, Junho de 2017 - FWIT 2017, Leeuwarden


6 AMRAAM? Sei que são de treino, mas é a primeira vez que vejo um caça nacional com tantos mísseis!  c56x1

Sim, 6 CATM-120B e C, mísseis cativos de treino. Tanto na fase ar-ar como ar-solo do FWIT tem de se experimentar o maior número de configurações possível e armamento ao dispôr. Só assim, com o conhecimento pleno da sua forma de emprego, saem do curso no final de Novembro com o "canudo" e a classificação de piloto-instructor. ;)

Portugal possui vários instructores graduados no FWIT, o que atesta bem acerca da qualidade dos militares da FAP. Alguns deles, por exemplo no intercâmbio que possuímos com a Força Aérea Belga, até entraram já em combate no Afeganistão contra os taliban aos comandos de MLUs daquele país.

TCor. PILAV Monteiro da Silva, Operation Guardian Falcon, Afeganistão




Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1165
  • Recebeu: 237 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +52/-20
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1613 em: Maio 09, 2019, 03:02:16 pm »
Com que frequência se dão estes intercâmbios de pilotos portugueses para missões reais? São claramente uma mais valia, estas experiências em combate real.
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2887
  • Recebeu: 1300 vez(es)
  • Enviou: 2742 vez(es)
  • +500/-90
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1614 em: Maio 09, 2019, 03:26:43 pm »
Numa situação real, nunca irias ver os F-16 tugas com AIM-120B porque não dispomos de tal versão.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1165
  • Recebeu: 237 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +52/-20
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1615 em: Maio 09, 2019, 04:13:41 pm »
Então porque possuímos versões de treino destes mísseis?
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2436
  • Recebeu: 1212 vez(es)
  • Enviou: 723 vez(es)
  • +699/-172
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1616 em: Maio 09, 2019, 04:42:11 pm »
Com que frequência se dão estes intercâmbios de pilotos portugueses para missões reais? São claramente uma mais valia, estas experiências em combate real.

Com a Força Aérea Belga, que é a nossa principal parceira e com a qual temos um acordo, é normal termos um piloto português inserido nas Esquadras de F-16 MLU de Florennes ou Kleine Brogel, e eles terem um "exchange pilot" também por cá, na 201 ou 301. E são operacionais como os outros, por isso executam todo o tipo de missões que lhes seja requerido. ;)


Então porque possuímos versões de treino destes mísseis?

Aqueles "Bravo" de treino são emprestados dos holandeses durante o FWIT, conforme escreveu o NVF. Voamo-los porque um instructor tem que saber todos os parâmetros de operação duma vasta panóplia de armamento, e como em Portugal operamos com a versão C é necessário ao piloto saber também operar com outros modelos caso um dia venha a ser necessário. Por exemplo, na foto em que o TCor. Monteiro da Silva está a pilotar um F-16AM belga sobre o Afeganistão a aeronave está equipada com o pod Sniper e armada com a JDAM GBU-38 de 500lbs, duas coisas que a FAP não possui.

Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1165
  • Recebeu: 237 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +52/-20
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1617 em: Maio 09, 2019, 04:58:49 pm »
A minha questão tem mais a ver com se ter usado em Portugal no início da integração dos MLU, as versões de treino B. Pelo menos tenho uma vaga ideia de ver os primeiros MLU equipados com estes mísseis...

Então não operando a versão B, temos ainda menos AMRAAM no inventário do que eu julgava.  ???
« Última modificação: Maio 09, 2019, 05:00:38 pm por dc »
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2436
  • Recebeu: 1212 vez(es)
  • Enviou: 723 vez(es)
  • +699/-172
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1618 em: Maio 09, 2019, 06:12:10 pm »
A minha questão tem mais a ver com se ter usado em Portugal no início da integração dos MLU, as versões de treino B. Pelo menos tenho uma vaga ideia de ver os primeiros MLU equipados com estes mísseis...

Então não operando a versão B, temos ainda menos AMRAAM no inventário do que eu julgava.  ???

Não, não operamos o AIM-120B. Parece que em 2004, quando adquirimos as tais duas dezenas a duas dúzias de AIM-120C-5 (ainda hoje é segredo de Estado ::)), terão sido fornecidos também uns poucos CATM-120B juntamente com os CATM-120C (que vieram naturalmente em maior número), mas ao que sei já não serão utilizados [os CATM-120B] pelos nossos F-16.

É como o AGM-65B/G Maverick cujo uso foi descontinuado nos F-16 e hoje em dia só é operados pelos P-3C.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, MATRA, Red Baron

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2436
  • Recebeu: 1212 vez(es)
  • Enviou: 723 vez(es)
  • +699/-172
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1619 em: Maio 09, 2019, 07:51:21 pm »
Portugal possui vários instructores graduados no FWIT, o que atesta bem acerca da qualidade dos militares da FAP. Alguns deles, por exemplo no intercâmbio que possuímos com a Força Aérea Belga, até entraram já em combate no Afeganistão contra os taliban aos comandos de MLUs daquele país.

TCor. PILAV Monteiro da Silva, Operation Guardian Falcon, Afeganistão


Ainda a este propósito, mais dados e uma leitura interessante pela mão do próprio Tenente-Coronel Nuno Monteiro da Silva. ;)

http://www.revistamilitar.pt/artigo/1314?fbclid=IwAR2eEDEW5nfso9KyCzJE7PDVH9rEhFG4d1vfUDglWu1tySJFdAmpCgpYCDc
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente