Os 30 F16A/B MLU da FAP

  • 1783 Respostas
  • 292119 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7409
  • Recebeu: 617 vez(es)
  • Enviou: 757 vez(es)
  • +98/-30
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1770 em: Agosto 19, 2019, 09:50:02 pm »
Um carro em 4ª mão e com 200 mil km, só se for pelas peças ;D.
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8527
  • Recebeu: 781 vez(es)
  • Enviou: 1269 vez(es)
  • +82/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1771 em: Agosto 19, 2019, 10:03:23 pm »
 :o :o :o
Os sucateiros já te vão dar mais umas chumbadas no karma...
 :mrgreen:
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7409
  • Recebeu: 617 vez(es)
  • Enviou: 757 vez(es)
  • +98/-30
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1772 em: Agosto 19, 2019, 10:10:23 pm »
:o :o :o
Os sucateiros já te vão dar mais umas chumbadas no karma...
 :mrgreen:

Bem com amigos destes... é para ver se te apanho :mrgreen:.

Mas tu também a chamar sucateiro ao pessoal, se calhar também levas :new_argue: :mrgreen:

Os nossos aviões estão em melhor estado, e se pensarmos que andamos a vender aviões, íamos agora comprar aviões piores?
Ou estes aviões também poderiam ser para modernizar para um padrão idêntico aos nossos e vender.
« Última modificação: Agosto 19, 2019, 10:21:06 pm por Lightning »
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2804
  • Recebeu: 1195 vez(es)
  • Enviou: 2552 vez(es)
  • +455/-88
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1773 em: Agosto 19, 2019, 11:32:51 pm »
Há outros acabados em eiros que dão mais mau karma que os sucateiros. Tá-se bem, não te preocupes com isso.  :-P

No entanto, enquanto orgulhoso sucateiro, devo acrescentar que adquirir F-16 em terceira-mão, mesmo que ainda tenham 2000 horas no bucho, é um bocado de mais. Mas o que me deixa perplexo é que quem defende a aquisição de equipamento com, digamos, 15 anos para substituir equipamento com 50 anos seja apelidado de sucateiro, mas os que defendem a continuidade não. Parece que o que está a dar é ser museológico. É isso e hidrográfico.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Daniel

  • Especialista
  • ****
  • 1191
  • Recebeu: 40 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +52/-564
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1774 em: Agosto 22, 2019, 07:32:59 pm »
Força Aérea vai aplicar 130 milhões de euros na preparação de cinco F-16 para vender à Roménia
https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/forca-aerea-vai-aplicar-130-milhoes-de-euros-na-preparacao-de-cinco-f-16-para-vender-a-romenia


Citar
O Conselho de Ministros aprovou hoje uma resolução que autoriza a Força Aérea Portuguesa (FAP) a aplicar 130 milhões de euros na preparação de cinco caças F-16 que serão vendidos à Roménia, foi anunciado.

De acordo com o comunicado divulgado no final da reunião de Conselho de Ministros, “foi aprovada a resolução que autoriza a realização, pela Força Aérea, da despesa destinada a suportar os encargos decorrentes do contrato a celebrar com a Roménia relativo à alienação de cinco aeronaves F-16″.

“De forma a não afetar a capacidade operacional da Força Aérea Portuguesa, a despesa necessária à concretização da alienação, cujo custo global está estimado em 130 milhões de euros, será integralmente suportada pelas receitas que resultam do contrato a celebrar com a Roménia, o qual permitirá reforçar a cooperação entre os dois países, possibilitando a partilha de custos, a rentabilização das competências técnicas e o incremento da capacidade operacional” da FAP, acrescenta a nota.

Informação transmitida pelo Ministério da Defesa Nacional dá conta de que a “Roménia oficializou o interesse na aquisição de um conjunto adicional de aeronaves F-16, incluindo bens e serviços de apoio logístico associados”.

“À semelhança do ocorrido no decurso da anterior alienação, é necessária a incorporação de mais três aeronaves F-16 cedidas pelos EUA na condição de Excess Defense Articles (EDA), que serão posteriormente modernizadas para o padrão Mid Life Update (MLU)”, é referido.

O “montante global estimado em 130 milhões de euros” terá como destino “despesas inerentes à concretização da alienação, nomeadamente a preparação da configuração das aeronaves, a revisão geral dos motores, a formação, o apoio logístico e a permanência de uma equipa de apoio técnico na Roménia até 2023, bem como a modernização de três aviões F-16 obtidos nos EUA, o aprovisionamento de peças e manutenção do sistema de armas F-16MLU”, explica o Governo.

O valor total da compra dos aviões pela Roménia ainda não é público, disse à Lusa fonte do Ministério.

Na nota enviada aos jornalistas, o Ministério da Defesa recorda que “Portugal iniciou o programa de aquisição de aeronaves F-16 aos Estados Unidos da América em 1990 e modernizou quarenta aparelhos, usando a capacidade da indústria aeronáutica nacional”.

A tutela garante que esta alienação não vai pôr em causa a capacidade operacional da FAP, apontando que “número de aeronaves atribuídas à Força Aérea Portuguesa manterá a capacidade preconizada pelo Sistema de Forças Nacional”.

O Governo ressalva que existem “condições para se proceder à alienação das aeronaves remanescentes”.

“O novo contrato a celebrar, com benefícios para ambos os Estados, permitirá reforçar a cooperação entre Portugal e a Roménia, possibilitando a rentabilização de competências técnicas e o incremento da capacidade operacional da Força Aérea Portuguesa”, remata a nota do ministério liderado por João Gomes Cravinho.

Em julho do ano passado, o Ministério da Defesa — na altura liderado por Azeredo Lopes – confirmou a venda de mais cinco F-16 à Roménia, adiantando que as aeronaves a alienar sairão do “inventário nacional”, sendo repostas por outras compradas aos EUA e atualizadas em Portugal.

Na altura, o Ministério da Defesa português sublinhou que o anterior processo de alienação de 12 aeronaves F-16 para a Roménia, nove monolugares e três bi-lugares, conduzido por Portugal e com o apoio dos EUA, conheceu um sucesso notável” que foi “amplamente reconhecido por todas as partes”.

Após o programa de alienação dos 12 F-16 à Roménia, Portugal ficou com 30 destas aeronaves.

O programa da venda de 12 F-16 à Roménia incluiu a formação e treino de cerca de 84 militares romenos, entre pilotos, técnicos e mecânicos entre 2014 e 2018, a preparação e modernização das aeronaves e o envio de uma equipa portuguesa de formação e suporte para apoiar a Força Aérea romena durante dois anos.
A Vida é um teste e uma incumbência de  confiança.
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4163
  • Recebeu: 263 vez(es)
  • Enviou: 260 vez(es)
  • +54/-13
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1775 em: Agosto 23, 2019, 03:26:13 pm »
Gostava que o dinheiro remanescente desse para comprar radares AESA para alguns dos Fs.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2804
  • Recebeu: 1195 vez(es)
  • Enviou: 2552 vez(es)
  • +455/-88
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1776 em: Agosto 23, 2019, 04:42:26 pm »
Pelo menos para os 19 PA I.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

Red Baron

  • Perito
  • **
  • 300
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 84 vez(es)
  • +76/-17
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1777 em: Agosto 23, 2019, 09:05:58 pm »
Gostava que o dinheiro remanescente desse para comprar radares AESA para alguns dos Fs.
Mas qual o APG-80 ou APG-83?
 

*

Stalker79

  • Especialista
  • ****
  • 981
  • Recebeu: 192 vez(es)
  • Enviou: 988 vez(es)
  • +95/-11
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1778 em: Agosto 23, 2019, 09:59:42 pm »
Gostava que o dinheiro remanescente desse para comprar radares AESA para alguns dos Fs.
Mas qual o APG-80 ou APG-83?


Para ser que seja o APG-83 o SABR. Que eu saiba é o mais actual para o F-16.
 :-P
 

*

Red Baron

  • Perito
  • **
  • 300
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 84 vez(es)
  • +76/-17
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1779 em: Agosto 24, 2019, 12:53:41 am »
Gostava que o dinheiro remanescente desse para comprar radares AESA para alguns dos Fs.
Mas qual o APG-80 ou APG-83?

Para ser que seja o APG-83 o SABR. Que eu saiba é o mais actual para o F-16.
 :-P


Esse é um bocado caro, mais de 3M€ por radar pelo menos.
 

*

Stalker79

  • Especialista
  • ****
  • 981
  • Recebeu: 192 vez(es)
  • Enviou: 988 vez(es)
  • +95/-11
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1780 em: Agosto 24, 2019, 01:59:45 am »
É preferivél ir buscar um radar do ano 2000!?
Se tivermos que gastar dinheiro para manter os aparelhos mais 10 a 15 anos que seja o mais actual e capaz.
Juntamente com o resto do material do V claro.
 :-\
 

*

Red Baron

  • Perito
  • **
  • 300
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 84 vez(es)
  • +76/-17
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1781 em: Agosto 24, 2019, 03:17:30 am »
Força Aérea vai aplicar 130 milhões de euros na preparação de cinco F-16 para vender à Roménia
https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/forca-aerea-vai-aplicar-130-milhoes-de-euros-na-preparacao-de-cinco-f-16-para-vender-a-romenia


Citar
O Conselho de Ministros aprovou hoje uma resolução que autoriza a Força Aérea Portuguesa (FAP) a aplicar 130 milhões de euros na preparação de cinco caças F-16 que serão vendidos à Roménia, foi anunciado.

De acordo com o comunicado divulgado no final da reunião de Conselho de Ministros, “foi aprovada a resolução que autoriza a realização, pela Força Aérea, da despesa destinada a suportar os encargos decorrentes do contrato a celebrar com a Roménia relativo à alienação de cinco aeronaves F-16″.

“De forma a não afetar a capacidade operacional da Força Aérea Portuguesa, a despesa necessária à concretização da alienação, cujo custo global está estimado em 130 milhões de euros, será integralmente suportada pelas receitas que resultam do contrato a celebrar com a Roménia, o qual permitirá reforçar a cooperação entre os dois países, possibilitando a partilha de custos, a rentabilização das competências técnicas e o incremento da capacidade operacional” da FAP, acrescenta a nota.

Informação transmitida pelo Ministério da Defesa Nacional dá conta de que a “Roménia oficializou o interesse na aquisição de um conjunto adicional de aeronaves F-16, incluindo bens e serviços de apoio logístico associados”.

“À semelhança do ocorrido no decurso da anterior alienação, é necessária a incorporação de mais três aeronaves F-16 cedidas pelos EUA na condição de Excess Defense Articles (EDA), que serão posteriormente modernizadas para o padrão Mid Life Update (MLU)”, é referido.

O “montante global estimado em 130 milhões de euros” terá como destino “despesas inerentes à concretização da alienação, nomeadamente a preparação da configuração das aeronaves, a revisão geral dos motores, a formação, o apoio logístico e a permanência de uma equipa de apoio técnico na Roménia até 2023, bem como a modernização de três aviões F-16 obtidos nos EUA, o aprovisionamento de peças e manutenção do sistema de armas F-16MLU”, explica o Governo.

O valor total da compra dos aviões pela Roménia ainda não é público, disse à Lusa fonte do Ministério.

Na nota enviada aos jornalistas, o Ministério da Defesa recorda que “Portugal iniciou o programa de aquisição de aeronaves F-16 aos Estados Unidos da América em 1990 e modernizou quarenta aparelhos, usando a capacidade da indústria aeronáutica nacional”.

A tutela garante que esta alienação não vai pôr em causa a capacidade operacional da FAP, apontando que “número de aeronaves atribuídas à Força Aérea Portuguesa manterá a capacidade preconizada pelo Sistema de Forças Nacional”.

O Governo ressalva que existem “condições para se proceder à alienação das aeronaves remanescentes”.

“O novo contrato a celebrar, com benefícios para ambos os Estados, permitirá reforçar a cooperação entre Portugal e a Roménia, possibilitando a rentabilização de competências técnicas e o incremento da capacidade operacional da Força Aérea Portuguesa”, remata a nota do ministério liderado por João Gomes Cravinho.

Em julho do ano passado, o Ministério da Defesa — na altura liderado por Azeredo Lopes – confirmou a venda de mais cinco F-16 à Roménia, adiantando que as aeronaves a alienar sairão do “inventário nacional”, sendo repostas por outras compradas aos EUA e atualizadas em Portugal.

Na altura, o Ministério da Defesa português sublinhou que o anterior processo de alienação de 12 aeronaves F-16 para a Roménia, nove monolugares e três bi-lugares, conduzido por Portugal e com o apoio dos EUA, conheceu um sucesso notável” que foi “amplamente reconhecido por todas as partes”.

Após o programa de alienação dos 12 F-16 à Roménia, Portugal ficou com 30 destas aeronaves.

O programa da venda de 12 F-16 à Roménia incluiu a formação e treino de cerca de 84 militares romenos, entre pilotos, técnicos e mecânicos entre 2014 e 2018, a preparação e modernização das aeronaves e o envio de uma equipa portuguesa de formação e suporte para apoiar a Força Aérea romena durante dois anos.

Só agora é que tive a olhar bem para os números,.

130M/5 aeronaves dava 26M por cada, o que não fazia sentido. Visto que os Romenos deram 15M pelas outras.

Olhando melhor para o texto vi que afinal se trata de 8 aeronaves(5 da FAP transferidas para  a Roménia e a conpra de 3 para a FAP dos EUA)

130M/8 já da 16M, mais perto do preço final pago pela Roménia pelos outros 15.

Mas ainda assim é dinheiro a mais. Será que vamos ter mini vipers?
« Última modificação: Agosto 24, 2019, 03:18:59 am por Red Baron »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3807
  • Recebeu: 1728 vez(es)
  • Enviou: 664 vez(es)
  • +486/-68
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1782 em: Agosto 26, 2019, 06:56:46 am »
e quanto a aviação de caça, as compras e vendas de Portugal e Europa até 2029




http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=102&page=2

Abraços
« Última modificação: Agosto 26, 2019, 07:03:34 am por tenente »
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1101
  • Recebeu: 205 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +52/-18
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1783 em: Agosto 26, 2019, 02:30:13 pm »
Para nós deverá estar parecido a esses gráficos, em praticamente todos os sectores até 2030. Basta lembrar que quase todas as substituições/modernizações militares importantes terão um prazo máximo de 2030/35, desde as 5 fragatas, aos F-16, Lynx, P-3, Epsilon, Leos, M-113, Artilharia de Campanha e AA, U-214, Tejo, C-295, EH-101, Falcon.

Isto sem contar com meios que precisamos que não vêm substituir nada, mas sim aumentar as capacidades existentes, como UAVs/UCAVs, AEW, draga-minas, reequipamento dos fuzos, reabastecedor aéreo, LPD, NPOs mk3 ou corvetas...

Estamos tramados!

Quanto aos F-16, continuo a dizer, era abrir os cordões à bolsa, modernizar os PA-I para V, e continuar a operar os restantes MLU. Depois quando o F-35 ficasse disponível a preços interessantes em 2030, adquirir 12 para operar em conjunto com o Viper. Mais tarde, quando os Viper atingissem o limite de horas, adquiria-se mais F-35 ou um caça alternativo que haja na altura.
Até lá, que tal irem adquirindo munições inertes de armas que nos fazem falta? Míssil anti-radiação, JASSM, JSOW... Pelo menos os pilotos treinavam o uso das ditas armas, e podiam familiarizar-se com possíveis configurações a ser usadas num futuro conflito.