Os 30 F16A/B MLU da FAP

  • 1513 Respostas
  • 257457 Visualizações
*

raphael

  • Especialista
  • ****
  • 1138
  • Recebeu: 156 vez(es)
  • Enviou: 149 vez(es)
  • +20/-2
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1335 em: Janeiro 08, 2019, 01:42:00 pm »
De certo modo mas lá para Outubro a TAP pode surpreender...

Nada que surpreenda, infelizmente. Mas também se em Monte Real já se fala de ficarmos somente com 27 caças (24 F-16AM e 3 BM) após a nova venda de aeronaves à Roménia é porque tal facto [a saída de pilotos da FAP, com o prejuízo que isso acarreta ao que se junta o financeiro do investimento na sua formação] continua a não interessar para nada...  ::)

Bem e para já lá para meio do ano é que se vão mandar2 para os EUA para a formação avançada em aviões a reacção.
Entretanto houve um outro valoroso piloto que mudou de funções.
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

raphael

  • Especialista
  • ****
  • 1138
  • Recebeu: 156 vez(es)
  • Enviou: 149 vez(es)
  • +20/-2
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1336 em: Janeiro 08, 2019, 01:46:20 pm »
Bom…
O contexto é tudo e no entanto continua-se a falar de coisas sem qualquer consistência.
Lembrem-se que a Força Aérea tem cerca de 30 elementos a serem julgados por fraude, inclusive um Major-General.
Repito, um Major-General.
Algo de gravíssimo se passa na instituição militar e não estou a ver qualquer comando a fazer qualquer esforço que possa ser incómodo para os gestores do tacho (falemos assim por é assim que se deve falar, face à realidade).

Claro... sempre condenável.
Quando a sentença transitar em julgado provando os factos da acusação...aí veremos como ficam as coisas.
Alguns dos acusados já estão na situação de reserva.
Houve lugar a "arrependidos" que deram umas luzes para o esquema.
E não teria existido caso se não existisse infiltrado e se outros generais mais acima não tivessem conhecimento da investigação em vigor.

A responsabilidade máxima é do Major General identificado, até pela posição na hierarquia...porém nada indica que seja o "fundador" do esquema.
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2008
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 366 vez(es)
  • +108/-22
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1337 em: Janeiro 08, 2019, 05:01:20 pm »
A responsabilidade máxima é do Major General identificado, até pela posição na hierarquia...porém nada indica que seja o "fundador" do esquema.

Totalmente de acordo. Mas como bem disseste, nada indica que esse MGen seja o "fundador" do esquema, quem tenha tido a ideia pioneira de o engendrar, ou que o mesmo esteja somente restrito ao ramo Força Aérea Portuguesa porque não está, nem nunca esteve. Bem, mas esses são outros quinhentos que não são para aqui chamados e muito menos para este tópico.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

asalves

  • Membro
  • *
  • 244
  • Recebeu: 80 vez(es)
  • Enviou: 24 vez(es)
  • +9/-4
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1338 em: Janeiro 08, 2019, 05:28:42 pm »
A responsabilidade máxima é do Major General identificado, até pela posição na hierarquia...porém nada indica que seja o "fundador" do esquema.

Totalmente de acordo. Mas como bem disseste, nada indica que esse MGen seja o "fundador" do esquema, quem tenha tido a ideia pioneira de o engendrar, ou que o mesmo esteja somente restrito ao ramo Força Aérea Portuguesa porque não está, nem nunca esteve. Bem, mas esses são outros quinhentos que não são para aqui chamados e muito menos para este tópico.

Esquemas à parte este parece que era tão antigo que estava em auto-gestão, o dinheiro era distribuído por cargos e não por pessoas, sempre que aparecia uma pessoa nova no cargo com bónus era distribuído logo o bónus, e bastava receber 1 vez para ficar condicionado e continuar a aceitar o dinheiro.
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2008
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 366 vez(es)
  • +108/-22
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1339 em: Janeiro 16, 2019, 10:55:34 am »
On/off-topic, mas interessante porque demonstra quão cometidos estão os norte-americanos a manter o F-16 actualizado e ao serviço.

Citar
USAF Unveils F-16 Electronic Warfare Upgrade Plan
Jan 10, 2019 Steve Trimble | Aerospace Daily & Defense Report

F-16: USAF

A newly-launched prototyping program could lead to a fleet-wide electronic warfare upgrade for the U.S. Air Force’s more than 900 F-16s. The proposed upgrades could include a full suite of passive and active systems, including a digital radar warning receiver, self-protection jammer and towed decoy, acquisition documents released on Jan. 3 by the Air Force Research Laboratory say. Although once expected to be replaced by the Lockheed Martin F-35, the Air Force now wants to make sure the single-engined F-16 fleet is relevant up to 2046.

In December, the Air Force briefed industry officials on a 15-year-long upgrade strategy that begins with a prototyping phase this year. The Air Force wants to select two vendors to build prototypes of a digital radar warning receiver with increased frequency bandwidth and an enhanced capability to detect the position of radio frequency emitters. If the prototypes are successful, the Air Force plans to begin fielding the new upgraded emissions detector starting at the end of 2021.

Two years later, the Air Force could extend the upgrade to active electronic warfare systems, including a new, internally-mounted self-protection jammer and upgraded towed decoy. The Air Force’s acquisition strategy calls for using prototypes rather than the traditional acquisition process in order to cut 4 1/2 years from the development process, the service says.

http://aviationweek.com/defense/usaf-unveils-f-16-electronic-warfare-upgrade-plan
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2008
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 366 vez(es)
  • +108/-22
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1340 em: Janeiro 16, 2019, 03:47:43 pm »
Não há pilotos! A tendência deve ser ficar somente com os 19 do PA I e talvez alguns bilugares do PA II se ainda houver alguns.

Dos 4 bilugares do PA II, 15137/38/39/40, o 40 despenhou-se durante um voo de teste em 2008 em Monte Real e os restantes três foram vendidos à Força Aérea Romena. Bilugares neste momento só mesmo os BM 15118, 15119 e 15120 do PA I.

Como já disse anteriormente fala-se por Monte Real que após a venda poderemos ficar somente com 27 aparelhos sem mais aquisições e conversões que perfaçam os 30 F-16 MLU. Veremos o que dirá o MDN.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4095
  • Recebeu: 239 vez(es)
  • Enviou: 243 vez(es)
  • +20/-1
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1341 em: Janeiro 16, 2019, 04:55:12 pm »
Não há pilotos! A tendência deve ser ficar somente com os 19 do PA I e talvez alguns bilugares do PA II se ainda houver alguns.

Dos 4 bilugares do PA II, 15137/38/39/40, o 40 despenhou-se durante um voo de teste em 2008 em Monte Real e os restantes três foram vendidos à Força Aérea Romena. Bilugares neste momento só mesmo os BM 15118, 15119 e 15120 do PA I.

Como já disse anteriormente fala-se por Monte Real que após a venda poderemos ficar somente com 27 aparelhos sem mais aquisições e conversões que perfaçam os 30 F-16 MLU. Veremos o que dirá o MDN.

Pelo que li o dinheiro da nova venda será para os KC, logo devemos ficar ainda com menos aviões.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2008
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 366 vez(es)
  • +108/-22
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1342 em: Janeiro 16, 2019, 10:26:41 pm »
Pelo que li o dinheiro da nova venda será para os KC, logo devemos ficar ainda com menos aviões.

Pelos vistos não será assim como disseste, mas antes empregue na manutenção, sustentação e actualização da frota devido ao corte de 11% nas verbas da LPM para este sistema de armas.

Citar
Força Aérea espera compensar "subfinanciamento" na manutenção dos F-16 com venda de mais 5 caças
16 jan 2019 17:05
MadreMedia / Lusa

O chefe do Estado-Maior da Força Aérea admitiu hoje um “subfinanciamento” na Lei de Programação Militar na dotação para a manutenção dos caças F-16, um "défice" que espera compensar com a venda de mais cinco aviões. O general Manuel Rolo frisou que a Força Aérea “não pode prescindir da manutenção do nível de atualização” dos F-16 sob pena de o país “deixar de ser relevante no quadro da operação internacional e mesmo nacional”. Manuel Rolo disse que a FAP vai ter de encontrar uma “fonte de financiamento para garantir esse nível de atualização durante mais uns anos” e adiantou que “está a ser considerada” a hipótese de alienação de mais cinco F-16 à Roménia.

O valor a obter com a venda de mais cinco aeronaves “seria necessário e suficiente para compensar esse défice do financiamento que saiu para outros programas”, considerou, dizendo que a “preocupação existe mas há forma de a conter e de a mitigar no futuro”. O CEMFA respondia ao deputado do CDS-PP João Rebelo numa audição parlamentar sobre a proposta de Lei de Programação Militar que será discutida no próximo dia 23 no parlamento. A verba na proposta de LPM – proposta de lei que vai ser debatida no parlamento no próximo dia 23 - para a manutenção e atualização dos F-16 é de 202 milhões de euros, menos 11% do que o previsto na lei anterior, sublinhou. Sobre os aviões F-16, que operam desde 1994, o general defendeu que deve ser pensada a sua substituição em 2025 porque “demora dez anos a implementar”.

No início da audição, o general Manuel Rolo afirmou que inicialmente a FAP tinha previsto contar uma verba global com 870 milhões de euros, mas o montante ficou nos 838 ME, face às prioridades definidas para os três ramos. A FAP “quer consistência nas verbas atribuídas no primeiro quadriénio porque é aí que vai concentrar-se o grande esforço”, advertiu. Manuel Rolo acrescentou que a “FAP tem 47% da LPM atribuída, no primeiro quadriénio”, justificando que a Força Aérea trabalha com “sistemas tecnologicamente evoluídos e mais caros e que, para garantirem o nível de operacionalidade, precisam deste nível de investimento”.

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/forca-aerea-espera-compensar-subfinanciamento-na-manutencao-dos-f-16-com-venda-de-mais-5-cacas
« Última modificação: Janeiro 16, 2019, 10:27:08 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 2884
  • Recebeu: 70 vez(es)
  • Enviou: 8 vez(es)
  • +33/-18
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1343 em: Janeiro 16, 2019, 11:03:19 pm »
Pelo que li o dinheiro da nova venda será para os KC, logo devemos ficar ainda com menos aviões.

Pelos vistos não será assim como disseste, mas antes empregue na manutenção, sustentação e actualização da frota devido ao corte de 11% nas verbas da LPM para este sistema de armas.

Citar
Força Aérea espera compensar "subfinanciamento" na manutenção dos F-16 com venda de mais 5 caças
16 jan 2019 17:05
MadreMedia / Lusa

O chefe do Estado-Maior da Força Aérea admitiu hoje um “subfinanciamento” na Lei de Programação Militar na dotação para a manutenção dos caças F-16, um "défice" que espera compensar com a venda de mais cinco aviões. O general Manuel Rolo frisou que a Força Aérea “não pode prescindir da manutenção do nível de atualização” dos F-16 sob pena de o país “deixar de ser relevante no quadro da operação internacional e mesmo nacional”. Manuel Rolo disse que a FAP vai ter de encontrar uma “fonte de financiamento para garantir esse nível de atualização durante mais uns anos” e adiantou que “está a ser considerada” a hipótese de alienação de mais cinco F-16 à Roménia.

O valor a obter com a venda de mais cinco aeronaves “seria necessário e suficiente para compensar esse défice do financiamento que saiu para outros programas”, considerou, dizendo que a “preocupação existe mas há forma de a conter e de a mitigar no futuro”. O CEMFA respondia ao deputado do CDS-PP João Rebelo numa audição parlamentar sobre a proposta de Lei de Programação Militar que será discutida no próximo dia 23 no parlamento. A verba na proposta de LPM – proposta de lei que vai ser debatida no parlamento no próximo dia 23 - para a manutenção e atualização dos F-16 é de 202 milhões de euros, menos 11% do que o previsto na lei anterior, sublinhou. Sobre os aviões F-16, que operam desde 1994, o general defendeu que deve ser pensada a sua substituição em 2025 porque “demora dez anos a implementar”.

No início da audição, o general Manuel Rolo afirmou que inicialmente a FAP tinha previsto contar uma verba global com 870 milhões de euros, mas o montante ficou nos 838 ME, face às prioridades definidas para os três ramos. A FAP “quer consistência nas verbas atribuídas no primeiro quadriénio porque é aí que vai concentrar-se o grande esforço”, advertiu. Manuel Rolo acrescentou que a “FAP tem 47% da LPM atribuída, no primeiro quadriénio”, justificando que a Força Aérea trabalha com “sistemas tecnologicamente evoluídos e mais caros e que, para garantirem o nível de operacionalidade, precisam deste nível de investimento”.

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/forca-aerea-espera-compensar-subfinanciamento-na-manutencao-dos-f-16-com-venda-de-mais-5-cacas

Aos poucos e poucos vamos chegar aos 20 do PA I, e em 2025, teremos novidades ( esperemos que boas)...
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2008
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 366 vez(es)
  • +108/-22
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1344 em: Janeiro 17, 2019, 10:33:07 am »
Aos poucos e poucos vamos chegar aos 20 do PA I, e em 2025, teremos novidades ( esperemos que boas)...

Não possuis 20 F-16 do PA I desde o dia 8 de Março de 2002 quando o malogrado Cap. PILAV Jorge Moura, em treino acrobático com o F-16A 15111 para apresentação de um número de performance durante as comemorações do 50º aniversário da FAP, embateu nas antenas ILS da cabeceira da pista 01/19 e se despenhou.  :'(

Em relação aos números há uma certa confusão, por isso nada como fazer um exercício simples e contabilizar todas as células:

Peace Atlantis I - F-16A/B Block 15AT/AV OCU:

Monolugares A/AM

15101 - Activo FAP
15102 - Activo FAP
15103 - Activo FAP
15104 - Activo FAP
15105 - Activo FAP
15106 - Activo FAP
15107 - Activo FAP
15108 - Activo FAP
15109 - Activo FAP
15110 - Activo FAP
15111* (w/o 08/03/2002)
15112 - Activo FAP
15113 - Activo FAP
15114 - Activo FAP
15115 - Activo FAP
15116 - Activo FAP
15115 - Activo FAP

Bilugares B/BM

15118 - Activo FAP
15119 - Activo FAP
15120 - Activo FAP

Peace Atlantis II - F-16A/B Block 15J/K/L/M/N/O/P/Q/R

Monolugares AM

15121 - Força Aérea Romena, 1601
15122 - Activo FAP, Esq. 301
15123 - Força Aérea Romena, 1602
15124 - Força Aérea Romena, 1603
15125 - Força Aérea Romena, 1604
15126 - Força Aérea Romena, 1605
15127 - Força Aérea Romena, 1606
15128 - Força Aérea Romena, 1607
15129 - Força Aérea Romena, 1608
15130 - Força Aérea Romena, 1609
15131 - Activo FAP, Esq. 301
15132 - Activo FAP, Esq. 301
15133 - Activo FAP, Esq. 301
15134 - Activo FAP, Esq. 301
15135 - Activo FAP, Esq. 301
15136 - Activo FAP, Esq. 201
15141 - Activo FAP, Esq. 301

Bilugares BM

15137 - Força Aérea Romena, 1610
15138 - Força Aérea Romena, 1611
15139 - Força Aérea Romena, 1612
15140* (w/o 28/01/2008)


Peace Atlantis III (designação para já oficiosa)

Monolugares AM

15142 - FAP (em processo de reactivação e modernização)
15143 - FAP (em processo de reactivação e modernização)
15144 - FAP (em processo de reactivação e modernização)
15145 - FAP (em processo de reactivação e modernização)
15146 - FAP (em processo de reactivação e modernização)

Outros:

15100 - Célula para exposição estática em eventos promocionais
15150 - Porta de Armas da BA5



Portanto, e de acordo com a lista que compilei recorrendo a várias fontes que a confirmaram, neste momento em números líquidos a FAP possui 27 caças F-16 ao serviço. As 5 células que se encontram em regeneração e seguidamente seguirão para modernização serão todas, ao que sei, absorvidas pela FAP, sendo que a nova venda de 5 aparelhos para a Roménia sairá do lote de 7 F-16AM operados maioritariamente pela Esquadra 301, ou seja, 15122 e 15131/6. Assim sendo ficaremos de novo e somente com 27 aeronaves.

Ora se em 2013, aquando da luz verde para o negócio com a Roménia, considerava o CEMFA da altura que 30 aparelhos era o limite mínimo aceitável para que a FAP pudesse levar a cabo e cumprir convenientemente todas as missões a nível nacional e internacional a seu cargo, com 27 o mínimo baixou ainda mais. Novidades até 2025 porque a substituição deste sistema de armas leva 10 anos a implementar? Já estou por tudo, por isso mais vale tarde que nunca.  ::)
« Última modificação: Janeiro 17, 2019, 02:47:03 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7137
  • Recebeu: 527 vez(es)
  • Enviou: 652 vez(es)
  • +36/-12
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1345 em: Janeiro 17, 2019, 11:35:19 am »
CJ desde que vendemos os 12 à Roménia que ficamos com 27 e nada tem ficado por fazer, QRA, exercícios, missões no estrangeiro, os estrategas devem ter visto que afinal esse número afinal serve, agora é manter.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4982
  • Recebeu: 862 vez(es)
  • Enviou: 544 vez(es)
  • +48/-27
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1346 em: Janeiro 17, 2019, 11:42:22 am »
Re-activamos o 15100 (- Célula para exposição estática em eventos promocionais) e passa a 28, retiramos o15150 (- Porta de Armas da BA5) e metemos lá um Alpha jet), 29, trocamos qualquer coisa do nosso espólio museológico tipo um Fiat G91 R ou um A7 que existem à patada com os Holandeses por um F16 e passa a 30...simples...  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:


Cumprimentos  ;D ;D ;D ;D
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: jorgeshot1

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2008
  • Recebeu: 774 vez(es)
  • Enviou: 366 vez(es)
  • +108/-22
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1347 em: Janeiro 17, 2019, 12:15:15 pm »
CJ desde que vendemos os 12 à Roménia que ficamos com 27 e nada tem ficado por fazer, QRA, exercícios, missões no estrangeiro, os estrategas devem ter visto que afinal esse número afinal serve, agora é manter.

Sim, é verdade Lightning, e prova disso será este ano preenchidíssimo para as Esquadras de Monte Real. E realmente com o número de pilotos novos cada vez mais reduzido, tal e qual o que também se passa com as equipas de terra, talvez 27 devidamente actualizados e a voar em segurança não seja de facto todo mau. Antes isso que o zero aeronáutico, infelizmente.


Re-activamos o 15100 (- Célula para exposição estática em eventos promocionais) e passa a 28, retiramos o15150 (- Porta de Armas da BA5) e metemos lá um Alpha jet), 29, trocamos qualquer coisa do nosso espólio museológico tipo um Fiat G91 R ou um A7 que existem à patada com os Holandeses por um F16 e passa a 30...simples...  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:


Cumprimentos  ;D ;D ;D ;D

Estás a brincar mas é uma solução que já foi estudada. Porém as células holandesas e belgas têm menos tempo de vida útil que aquelas que estão a vir do AMARG e por isso não faria sentido apesar de tudo. Este "apesar de tudo" refere-se, obviamente, ao tempo que medeia estar a escolher as células no AMARG, transportá-las para cá, montá-las, regenerá-las, reactivá-las e modernizá-las, o que é um processo bem mais moroso do que se comprássemos uns quantos aparelhos excedentários aos nossos aliados da EPAF, num negócio tipo chave na mão. Mas como disse no post anterior, já estou por tudo...



P.S. Politicamente Incorrecto: os Governos PS costumam ser prolíficos para as Forças Armadas, nomeadamente em termos de aquisições senão veja-se o sucedido no consulado de José Sócrates. Neste de António Costa tem-se passado precisamente o inverso, e começo a pensar que as cativações do Ministro das Finanças estão a ficar com as costas largas e há, de facto, uma componente ideológica e doutrinária neste gradual empobrecimento e enfraquecimento das Forças Armadas.
« Última modificação: Janeiro 17, 2019, 12:19:50 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1246
  • Recebeu: 348 vez(es)
  • Enviou: 177 vez(es)
  • +64/-13
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1348 em: Janeiro 17, 2019, 12:25:25 pm »
P.S. Politicamente Incorrecto: os Governos PS costumam ser prolíficos para as Forças Armadas, nomeadamente em termos de aquisições senão veja-se o sucedido no consulado de José Sócrates. Neste de António Costa tem-se passado precisamente o inverso, e começo a pensar que as cativações do Ministro das Finanças estão a ficar com as costas largas e há, de facto, uma componente ideológica e doutrinária neste gradual empobrecimento e enfraquecimento das Forças Armadas.

Não tenha dúvidas, principalmente com o BE a servir de muleta ao governo. O BE, ao contrário do PCP, sempre questionou os gastos na defesa. Inclusivé chegaram a propor que a Polícia/Guarda andassem desarmados!!!!!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, Charlie Jaguar

*

Major Alvega

  • Perito
  • **
  • 397
  • Recebeu: 251 vez(es)
  • Enviou: 108 vez(es)
  • +69/-97
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1349 em: Janeiro 17, 2019, 02:43:44 pm »
 Parece que passou despercebido à maioria das pessoas. Mas aquele estarola do Nuno Rogeiro no outro dia num canal de cabo disse que tinha uma sugestão para dar ao Estado sobre uma grande oportunidade de negócio para Portugal.
 E então lá foi explicando que a história do cancelamento da aquisição de caças a Israel por parte da Croácia devido ao veto dos EUA.
 E que agora seria uma grande oportunidade para Portugal entrar em campo porque tínhamos 24 F-16's e podíamos vendê-los à Croácia (fim de citação).

 Onde isto já chegou! Quando comentadores de TV já dão bitaites sobre os F-16s. Mas o gajo é tão ignorante que até faz impressão.
 Mesmo que isso fosse exequível, para que é que os croatas queriam F-16MLU's?  Quando os portugueses ao lado daqueles que os israelitas acordaram com os croatas são quase obsoletos. Daí um dos motivos dos EUA não aprovarem o negócio. Então por isso optariam pelo Gripen C ou mesmo pelo F-16V.