Sugestões/Reclamações

  • 206 Respostas
  • 56089 Visualizações
*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1420
  • Recebeu: 275 vez(es)
  • Enviou: 189 vez(es)
  • +66/-201
(sem assunto)
« Responder #90 em: Maio 07, 2009, 01:50:49 pm »
Citar
Gostaria de propor a criação de uma "área privada", reservada a apenas alguns membros do FD, por proposta e convite do administrador, para partilha de opiniões, ideias ou informações mais "sensíveis" e que não devem estar expostas a qualquer pessoa ( SIS, PJ, PJM, PIDE, FCP, PS...) especialmente sendo este um fórum aberto


Uma área confidencial?!!! Quem tiver informações de carácter classificado e as colocar lá não será por ser "privada", que quem as quiser ver, não as verá e para mais, quem está em posse dessa informações sabe muito bem que está coberto pela obrigação do sigilo e como tal, independentemente de as colocar numa área privada ou publica, incorre em crime. Quanto às opiniões e ideias, penso que ainda são livres e abertas a discussão, senão a razão de ser deste fórum deixa de existir.
 

*

LuisC

  • Perito
  • **
  • 311
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #91 em: Maio 09, 2009, 05:49:41 pm »
E eu propunha que esses “alguns membros do FD” organizassem uns cafezinhos e discutissem aí esses ditos assuntos sensíveis.

Não me parece que a criação de uma área privada e restrita se enquadre nos propósitos deste forum…mas é apenas a minha opinião, claro está!
 

*

PedroM

  • 167
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #92 em: Maio 12, 2009, 03:26:33 pm »
Peço aos moderadores do forum que eliminem o meu post datado de 11/05/2009 em Economia/Portugal/Miséria, Fisco e Emigração, dado que coloquei o mesmo post hoje na secção Forças de Segurança/Bairro da Bela Vista, que me parece o sitio mais indicado.
Obrigado.
 

*

Falcão

  • Administrador
  • *****
  • 394
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • Enviou: 8 vez(es)
  • +5/-0
    • http://forumdefesa.com
(sem assunto)
« Responder #93 em: Maio 12, 2009, 03:30:26 pm »
Citação de: "PedroM"
Peço aos moderadores do forum que eliminem o meu post datado de 11/05/2009 em Economia/Portugal/Miséria, Fisco e Emigração, dado que coloquei o mesmo post hoje na secção Forças de Segurança/Bairro da Bela Vista, que me parece o sitio mais indicado.
Obrigado.


Não há problema. A mensagem enquadrasse bem nos dois tópicos.
Cumprimentos
 

*

Menacho

  • Investigador
  • *****
  • 2818
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +6/-50
(sem assunto)
« Responder #94 em: Maio 12, 2009, 04:54:27 pm »
Pido a los Sres. Administradores/Moderadores, tomen nota de la nueva provocacion de los foristas Cronwel y JLRC, con off topics sobre Ceuta y Melilla, en el topic sobre la Armada Espanhola, primero provocan con lo de Armada Castelhana, y ahora con Olivenza, Ceuta y Melilla........ :evil:
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2509
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-42
(sem assunto)
« Responder #95 em: Maio 12, 2009, 08:19:55 pm »
Caro senhor Menacho. Julgo que corrigir uma frase sua não é provocação. Se considera o meu post como provocação então tenho também de considerar a sua afirmação de que Ceuta já é espanhola à mais de 500 anos como uma provocação e não como produto de ignorância da história da sua parte, como de facto considerei. Ceuta foi conquistada pelos portugueses em 22 de Agosto de 1415. A cidade foi reconhecida como possessão portuguesa pelo Tratado de Alcáçovas (1479) e pelo Tratado de Tordesilhas (1494). Quando Filipe I foi aclamado rei de Portugal, Ceuta manteve a administração portuguesa, tal como Tânger e Mazagão. Quando da Restauração Portuguesa em 1640, Ceuta não aclamou o Duque de Bragança como rei de Portugal, ficando sob domínio castelhano. A situação foi oficializada em 1668 com o Tratado de Lisboa, assinado entre os dois países e que pôs fim à guerra da Restauração, no entanto, a cidade decidiu manter a sua bandeira que é composta por gomos brancos e pretos, à semelhança da da cidade de Lisboa, ostentando ao centro o escudo português. Ceuta foi diocese em 1417 por bula do Papa Martinho V. A partir de 1645 a diocese de Ceuta deixa de pertencer a Portugal, e passa a ser cidade castelhana.
Se Ceuta só foi castelhana e mais tarde espanhola, a partir de 1640 (2009-1640) isso dá 369 anos (70 anos castelhana mais 299 espanhola) e não mais de 500 como o senhor escreveu, certamente por ignorância e não por provocação. Se falei em Armada Castelhana foi porque em 1640 não existia Espanha, Filipe III de Portugal era rei dos reinos de Portugal, Castela e Aragão. Portanto se Espanha não existia eu não podia falar em Armada Espanhola pois era coisa que não existia, na linha aliás do seu pensamento quando diz (discutivelmente) que Ceuta não pode ser devolvida a Marrocos pois na altura da sua conquista por Portugal (e não por Castela ou Aragão) não existia Marrocos. Percebeu?  :oops:.
« Última modificação: Maio 12, 2009, 09:04:12 pm por JLRC »
 

*

MARIA JOSE

  • Membro
  • *
  • 155
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #96 em: Maio 12, 2009, 08:47:05 pm »
CEUTA ES ESPAÑA DESDE 1580 ,AÑO EN QUE PORTUGAL ES ESPAÑA, en 1640 cuando logran la independencia , ceuta previo referendum sigue bajo la corona española.

En 1.511 los obispos de Ceuta residían en la Villa de Olivenza (Actualmente provincia de Badajoz), donde se habían construido su palacio. Fray Francisco Cuaresma, obispo de Ceuta y Tánger fue el primer obispo que residió en Ceuta (año 1.570), creando dos años más tarde los primeros Estatutos de la Catedral que se conocen. Las órdenes de los franciscanos y dominicos fueron sustituidas por los trinitarios calzados, con el fin de asumir la función de redentores de cautivos.

En 1.578, el rey D. Sebastián I muere en Alcazar-quivir, además del monarca marroquí y el pretendiente al trono del mismo. El anciano cardenal D. Enrique se hace cargo del reino hasta su muerte dos años después. Al trono de Portugal optan Felipe II de España y don Antonio Prio de Crato; produciéndose una campaña de ocupación con escasa resistencia y la unificación de los reinos de Castilla y Portugal.

Tras hacerse con la corona portuguesa, el ya rey D. Felipe I de Portugal dicta órdenes al duque de Medina Sidonia para tomar juramento de fidelidad a los habitantes de Ceuta. En su nombre se desplazará a la ciudad el corregidor de Gibraltar D. Antonio Felices D´Ureta quien, mandará tremolar un nuevo pendón real con las armas de Portugal y del Imperio Español, que hoy se conserva en el Palacio Municipal y que recibe honores de Capitán General.

En 1.640 los portugueses se sublevaron con otras regiones peninsulares, proclamando con rey al duque de Braganza. A pesar de la indecisión del gobernador de Ceuta, D. Francisco de Almeida, los ceutíes se mantuvieron fieles al rey Felipe IV de Castilla. Tanger fu entregada a Inglaterra, apropiándose más tarde de Gibraltar.
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2509
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-42
(sem assunto)
« Responder #97 em: Maio 12, 2009, 09:13:24 pm »
Citação de: "MARIA JOSE"
CEUTA ES ESPAÑA DESDE 1580 ,AÑO EN QUE PORTUGAL ES ESPAÑA, en 1640 cuando logran la independencia , ceuta previo referendum sigue bajo la corona española.


Isto sim, eu considero provocação. Por dois motivos, pela maneira como está escrito, em maiúsculas e pela mentira da afirmação. Portugal nunca foi Espanha até porque em 1580 Espanha não existia. Portugal teve foi um rei comum aos reinos peninsulares (Portugal, Castela e Aragão). Filipe II de Castela era Filipe I de Portugal e julgo que Filipe I de Aragão (não tenho a certeza). Portugal, por muito que custe aos espanhóis deste Forum, nunca foi castelhano e portanto nunca foi espanhol. Aliás, se como diz Ceuta já era "espanhola" desde 1580 para quê fazer um referendum?
Quanto às restantes diatribes nem me vou dar ao trabalho de responder. Tenho mais que fazer que aturar meninas (ou será menino?) mal educadas e ignorantes. Passe bem e estude para quando for crescido ser alguém e não dizer os disparates que diz agora.
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4144
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • +60/-0
(sem assunto)
« Responder #98 em: Maio 12, 2009, 09:47:57 pm »
A ignorância fica com quem a pratica e este não é o local para propagandas.
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

MARIA JOSE

  • Membro
  • *
  • 155
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #99 em: Maio 12, 2009, 09:55:55 pm »
No podias ser otro.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #100 em: Maio 12, 2009, 10:10:45 pm »
MARIA JOSE :

Por causa de afirmações absurdas, mentirosas, distorcidas e doentias como a que você produziu, é que os portugueses têm uma imagem tão má e tão negativa dos espanhóis.

Se mais fosse preciso, bastaria ler os disparates cretinos que você escreveu.

PS. Faz-me lembrar o estilo do castelhano garrulo ... :mrgreen:

Cumprimentos
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1420
  • Recebeu: 275 vez(es)
  • Enviou: 189 vez(es)
  • +66/-201
(sem assunto)
« Responder #101 em: Maio 13, 2009, 12:53:09 am »
E sai um par de patins...... Ou nem por isso..... :twisted:
 

*

pxcastro

  • 276
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #102 em: Agosto 10, 2009, 03:36:52 pm »
Boas.
Eu gostava de sugerir á moderação para criar uma forma, em que apenas quem está inscrito no forum consiga ver os mais variados temas.
Fico no aguardo.
Obrigado.
 

*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2198
  • Recebeu: 58 vez(es)
  • Enviou: 116 vez(es)
  • +16/-0
    • http://forumdefesa.com
(sem assunto)
« Responder #103 em: Agosto 10, 2009, 03:54:08 pm »
Citação de: "pxcastro"
Boas.
Eu gostava de sugerir á moderação para criar uma forma, em que apenas quem está inscrito no forum consiga ver os mais variados temas.
Fico no aguardo.
Obrigado.



Porque motivo, caro pxcastro?
Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos
 

*

pxcastro

  • 276
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #104 em: Agosto 10, 2009, 04:33:10 pm »
Na minha maneira de pensar, quem tira partido da informação colocada no forum deverá ser merecedor dela. Para isso todos os frequentadores deveriam estar devidamente registados e porque não também serem obrigados a postarem mensagens num determinado prazo.
Muita gente provavelmente ía desistir ou ser excluido, porque andam aqui só para tirar o que querem e nada dão aos que ajudam.