RDCongo: Deputados confirmam ocupação angolana na fronteira

  • 8 Respostas
  • 4730 Visualizações
*

comanche

  • Investigador
  • *****
  • 1799
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Citar
Os deputados da RDCongo que visitaram, na semana passada, localidades junto à fronteira com Angola verificaram que as tropas angolanas ocupam esta região, noticia hoje o jornal Le Phare.

Os deputados que se deslocaram à zona de fronteira com Angola fazem parte de uma comissão de inquérito parlamentar criada para elaborar um relatório sobre a alegada ocupação angolana de 11 localidades da RDCongo.

A zona fronteiriça em questão, numa extensão de 45 quilómetros, está situada entre os rios Lushiku, a leste, e Luango, a oeste, na províncias da Lunda Norte (Angola) e Bandundu (RD Congo), e é limitada pelos marcos com os números 20, 21, 22 e 23.

A fronteira comum entre Angola e a RDCongo tem uma extensão de 2.900 quilómetros, separados por 112 marcos de referência. Divididos em quatro grupos, os deputados, acompanhados por peritos de organismos governamentais, visitaram Kadimbala, próximo do limite 23, Shashindi e Shakombe, perto do limite 21.

De acordo com o jornal congolês «Le Phare», uma barreira construída pelos guardas fronteiriços angolanos impediu os deputados de entrar em Shashundi.

O jornal descreve que no local os guardas fronteiriços instalaram várias tendas, escavaram buracos onde colocaram armamento pesado e colocaram a bandeira angolana.

Segundo Le Phare, a equipa de deputados também notou a presença de angolanos em Kadimbala.

Os parlamentares que se deslocaram a Shakombe verificaram junto da população que antes da sua chegada, helicópteros angolanos tinham ido buscar soldados para que não se apercebessem da sua presença.

A comissão parlamentar vai agora elaborar um relatório a divulgar nos próximos dias.

As Forças Armadas Angolanas (FAA) tinham anteriormente desmentido que as suas tropas tivessem entrado em território da RDCongo, assegurando que estes efectivos militares não se encontram envolvidos em qualquer actividade próxima das Fronteiras. Na semana passada, o Ministério das Relações Exteriores de Angola anunciou a criação de grupos técnicos destinados a rever a situação da fronteira entre Angola e a RDCongo.



http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=10&id_news=270352
 

*

Migas

  • Membro
  • *
  • 172
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Abril 05, 2007, 10:54:09 am »
Será uma tentativa de "anexação" da faixa costeira até Cabinda?
 

*

Yosy

  • Especialista
  • ****
  • 1086
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Abril 05, 2007, 12:40:27 pm »
Citação de: "Migas"
Será uma tentativa de "anexação" da faixa costeira até Cabinda?


Nem pensar. O Congo ficar sem o seu acesso ao Atlântico? Seria um suicídio.
 

*

comanche

  • Investigador
  • *****
  • 1799
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Abril 05, 2007, 03:17:19 pm »
Citação de: "Migas"
Será uma tentativa de "anexação" da faixa costeira até Cabinda?


Não a zona em questão fica no leste de Angola, portanto para o interior, penso o que o interesse esteja principalmente nos diamantes, esta zona da fronteira de Angola é muito rica.

ver localização da Lunda Norte


http://pt.wikipedia.org/wiki/Lunda_Norte
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2509
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-42
(sem assunto)
« Responder #4 em: Abril 05, 2007, 03:33:01 pm »
Citação de: "Yosy"
Citação de: "Migas"
Será uma tentativa de "anexação" da faixa costeira até Cabinda?

Nem pensar. O Congo ficar sem o seu acesso ao Atlântico? Seria um suicídio.


A parte costeira entre Angola e Cabinda julgo que pertence ao Congo-Brazaville e não à RP Congo. São dois países distintos, o 1º ex-colónia francesa e o 2º ex-colónia belga.
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6817
  • Recebeu: 344 vez(es)
  • Enviou: 213 vez(es)
  • +215/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Abril 05, 2007, 03:38:37 pm »




Citar
Le Bandundu est une province de la République démocratique du Congo. Elle voisine Kinshasa et le Bas-Congo à l'ouest, la province de l'Équateur au nord, et le Kasaï-Occidental à l'est. La capitale provinciale est également appelée Bandundu.

Le Bandudu a été crée à partir de trois régions existantes dans les années 1960, le Kwilu au centre, le Kwango, et le Mai-Ndombe au nord, actuellement districts de la province. Excepté le Maï-Ndombe, qui a été scindé, la partie ouest ayant pris le nom de District des Plateaux.

Les 3 provinces originelles devraient être recréées selon la Constitution adoptée en mai 2005.

La végétation varie de la forêt équatoriale au nord (Mai-Ndombe) à une végétation plus sèche au sud (Kwango).

Fonte: http://fr.wikipedia.org/wiki/Bandundu_%28province%29
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6817
  • Recebeu: 344 vez(es)
  • Enviou: 213 vez(es)
  • +215/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Abril 05, 2007, 03:42:25 pm »
Citação de: "JLRC"
A parte costeira entre Angola e Cabinda julgo que pertence ao Congo-Brazaville e não à RP Congo. São dois países distintos, o 1º ex-colónia francesa e o 2º ex-colónia belga.


É precisamente ao contrário, a faixa costeira entre Cabinda e Angola pertence à República Democrática do Congo, também conhecido como Congo-Belga, Congo-Kinshasa ou Zaire :wink:

 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #7 em: Abril 06, 2007, 11:11:59 am »
O título deveria ser «Angola invade o Congo ?»

Na verdade esta situação não é nova e o estranho é que seja tão facilmente desmentida.

Desde que começou a guerra civil no Congo (Zaire) que a pedido do Pai do actual actual presidente (Kabila) que tropas Angolanas tomaram posições na fronteira, do lado zairense.

A tomada de posições por parte de Angola foi feita com conhecimento do governo do Zaire e para proteger milhares de refugiados que se dirigiam para Angola.

Os angolanos, ao tomarem uma faixa de fronteira dentro do Zaire, criaram uma zona tampão, onde impedem que os refugiados cheguem a Angola.

Mesmo assim, há muitos refugiados na região da fronteira a norte, mas esta área não é contigua à ligação que o Congo/Zaire tem ao Atlântico.

Cumprimentos

Cumprimentos
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2509
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-42
(sem assunto)
« Responder #8 em: Abril 06, 2007, 05:34:02 pm »
Citação de: "PereiraMarques"
É precisamente ao contrário, a faixa costeira entre Cabinda e Angola pertence à República Democrática do Congo, também conhecido como Congo-Belga, Congo-Kinshasa ou Zaire :oops:   :oops:  :oops:

Mais valia não ter escrito nada. Tem toda a razão Pereira Marques. Obrigado pela correcção.