Rangers, Comandos, Paras, etc

  • 3696 Respostas
  • 662582 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14890
  • Recebeu: 946 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +146/-148
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3675 em: Abril 17, 2019, 05:55:09 pm »
Só o Exército e a GNR é que dispõe de cavalos militares em Portugal, pelo que faria sentido existir uma unidade única para dar formação e 'operar' os cavalos.

O mais parecido que temos é a Escola das Armas.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8469
  • Recebeu: 752 vez(es)
  • Enviou: 1233 vez(es)
  • +68/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3676 em: Abril 17, 2019, 10:09:41 pm »

Aliás, vou até mais longe: porque raio é que o Exército Português ainda tem centenas de cavalos ao ser serviço??? Para quê?

Porque quando tudo o resto falhar apenas as capacidades mais primitivas irão ser mantidas. Cavalaria e unidades de infantaria. Tudo o resto pára...
Ou na próxima crise de combustíveis a sério faz-se uma requisição civil de cavalos das ganadarias?
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

sivispacem

  • Perito
  • **
  • 356
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 8 vez(es)
  • +13/-1
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3677 em: Abril 18, 2019, 11:47:14 am »

Aliás, vou até mais longe: porque raio é que o Exército Português ainda tem centenas de cavalos ao ser serviço??? Para quê?

Porque quando tudo o resto falhar apenas as capacidades mais primitivas irão ser mantidas. Cavalaria e unidades de infantaria. Tudo o resto pára...
Ou na próxima crise de combustíveis a sério faz-se uma requisição civil de cavalos das ganadarias?

Essa é uma resposta um pouco surrealista.....

Mas se fosse verdadeira, então seria bom que começassem a dar aulas de equitação às praças também, a não ser que se pretendam formas batalhões de cavalaria (assim ao estilo da carga polaca contra os panzers, da II GG) compostos apenas por oficiais....

 :bang: :bang: :bang: :N-icon-Axe:
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14890
  • Recebeu: 946 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +146/-148
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3678 em: Maio 09, 2019, 02:00:05 pm »
BRR 08Mai19 Visita da Comissão Parlamentar de Defesa de Timor Leste















... Fonte Serrano Rosa
« Última modificação: Maio 09, 2019, 02:13:28 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1211
  • Recebeu: 189 vez(es)
  • Enviou: 163 vez(es)
  • +33/-4
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3679 em: Maio 09, 2019, 11:56:28 pm »

Aliás, vou até mais longe: porque raio é que o Exército Português ainda tem centenas de cavalos ao ser serviço??? Para quê?

Porque quando tudo o resto falhar apenas as capacidades mais primitivas irão ser mantidas. Cavalaria e unidades de infantaria. Tudo o resto pára...
Ou na próxima crise de combustíveis a sério faz-se uma requisição civil de cavalos das ganadarias?

Essa é uma resposta um pouco surrealista.....

Mas se fosse verdadeira, então seria bom que começassem a dar aulas de equitação às praças também, a não ser que se pretendam formas batalhões de cavalaria (assim ao estilo da carga polaca contra os panzers, da II GG) compostos apenas por oficiais....

 :bang: :bang: :bang: :N-icon-Axe:

Humm...

acreditavas se te dissessem que há já vários anos que as praças do exército têm formação em equitação...inclusivé como instrutores?
E cito: "Por despacho de 24 de novembro de 2016 do Major-General Diretor de Formação, frequentou o “Curso de Monitor de Equitação - Grau 1”, que decorreu na Escola das Armas, no período de 28 de novembro de 2016 a 1 de junho de 2017, no qual obteve aproveitamento, o militar em regime de contrato Sold (14290514) Rúben Miguel Gonçalves Cruz, da EA, com a classificação de 16,06. "

Além de que o hospital veterinário de solípedes do Exército também presta apoio aos solípedes das Forças de Segurança...há mais de 10 anos...
https://www.dn.pt/portugal/sul/interior/hospital-do-exercito-em-mafra-assiste-200-cavalos-por-mes--1414251.html

Entretanto além disso o Exército tem uma equipa de demonstração equestre, tem cavalos no Regimento de Lanceiros nº2 (policia do exército), na escola de sargentos (para a formação dos sargentos qp do exército), em mafra para os oficiais da academia militar, que inclui os oficiais da gnr, e os putos do colégio militar e pupilos do exército.

https://www.exercito.pt/pt/informa%C3%A7%C3%A3o-p%C3%BAblica/not%C3%ADcias/172

Um abraço
Raphael
__________________
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4148
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 258 vez(es)
  • +53/-7
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3680 em: Maio 13, 2019, 10:41:16 am »
Citar
Foi como um fantasma que aparecia e desaparecia sem deixar rasto. O misterioso jornalista e aventureiro italiano Cesare Dante Vacchi viajou para Angola com a sua namorada francesa quando rebentou a guerra. No dia 1 de abril de 1962, cerca de um ano depois de se iniciarem as hostilidades, começou a acompanhar um batalhão de tropas portuguesas em Nóqui, no norte do país, junto à fronteira com o Congo.

Mas ele era mais que apenas um repórter. Tinha treino militar desde o tempo do fascismo italiano. E poderá ter passado pela Legião Estrangeira. Homem relativamente baixo, com menos de 1,67m, rosto magro, Vacchi era um civil, mas era um duro. Mais duro que os militares portugueses com quem seguia. Um dia, a meio de um percurso, o grupo em que seguia sofreu uma emboscada de guerrilheiros angolanos. E então percebeu que as tropas portuguesas não estavam preparadas para o combate de guerrilha. Ainda usavam velhas espingardas Mauzer e capacetes de aço, armamento obsoleto do tempo da II Guerra Mundial.
https://observador.pt/especiais/dante-vacchi-o-pai-fantasma-dos-comandos-portugueses/?fbclid=IwAR21w6bas0zEYWxmihwOp_Y1sSm1AsSr9RHu6DPCmP9vkYUr0X1WAyVjfBM
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

Lusitan

  • Membro
  • *
  • 169
  • Recebeu: 44 vez(es)
  • Enviou: 43 vez(es)
  • +96/-4
  • Hic et Ubique
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3681 em: Maio 13, 2019, 01:31:52 pm »

Aliás, vou até mais longe: porque raio é que o Exército Português ainda tem centenas de cavalos ao ser serviço??? Para quê?

Porque quando tudo o resto falhar apenas as capacidades mais primitivas irão ser mantidas. Cavalaria e unidades de infantaria. Tudo o resto pára...
Ou na próxima crise de combustíveis a sério faz-se uma requisição civil de cavalos das ganadarias?

Essa é uma resposta um pouco surrealista.....

Mas se fosse verdadeira, então seria bom que começassem a dar aulas de equitação às praças também, a não ser que se pretendam formas batalhões de cavalaria (assim ao estilo da carga polaca contra os panzers, da II GG) compostos apenas por oficiais....

 :bang: :bang: :bang: :N-icon-Axe:

Humm...

acreditavas se te dissessem que há já vários anos que as praças do exército têm formação em equitação...inclusivé como instrutores?
E cito: "Por despacho de 24 de novembro de 2016 do Major-General Diretor de Formação, frequentou o “Curso de Monitor de Equitação - Grau 1”, que decorreu na Escola das Armas, no período de 28 de novembro de 2016 a 1 de junho de 2017, no qual obteve aproveitamento, o militar em regime de contrato Sold (14290514) Rúben Miguel Gonçalves Cruz, da EA, com a classificação de 16,06. "

Além de que o hospital veterinário de solípedes do Exército também presta apoio aos solípedes das Forças de Segurança...há mais de 10 anos...
https://www.dn.pt/portugal/sul/interior/hospital-do-exercito-em-mafra-assiste-200-cavalos-por-mes--1414251.html

Entretanto além disso o Exército tem uma equipa de demonstração equestre, tem cavalos no Regimento de Lanceiros nº2 (policia do exército), na escola de sargentos (para a formação dos sargentos qp do exército), em mafra para os oficiais da academia militar, que inclui os oficiais da gnr, e os putos do colégio militar e pupilos do exército.

https://www.exercito.pt/pt/informa%C3%A7%C3%A3o-p%C3%BAblica/not%C3%ADcias/172

Por acaso a utilização de cavalos e burros fazem sentido em ambientes montanhosos, especialmente no contexto de forças de operações especiais/especializadas. Os americanos usaram cavalos locais no Afeganistão no início das operações e os alemães usam burros nas suas unidades de montanha. Para nós, que temos um território montanhoso, os cavalos podem ser úteis nesse sentido (tanto para treino como para utilização em locais de dificil acesso). Não para utilizar na planície alentejana. Aí seriam um desperdício de carne no contexto militar e de dinheiro porque manter um cavalo é caro.

Por falar nisso, não percebo porque é que não se usam os cavalos para fazer o patrulhamento das florestas.



 

*

sivispacem

  • Perito
  • **
  • 356
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 8 vez(es)
  • +13/-1
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3682 em: Maio 13, 2019, 05:15:24 pm »


Humm...

acreditavas se te dissessem que há já vários anos que as praças do exército têm formação em equitação...inclusivé como instrutores?
E cito: "Por despacho de 24 de novembro de 2016 do Major-General Diretor de Formação, frequentou o “Curso de Monitor de Equitação - Grau 1”, que decorreu na Escola das Armas, no período de 28 de novembro de 2016 a 1 de junho de 2017, no qual obteve aproveitamento, o militar em regime de contrato Sold (14290514) Rúben Miguel Gonçalves Cruz, da EA, com a classificação de 16,06. "

Além de que o hospital veterinário de solípedes do Exército também presta apoio aos solípedes das Forças de Segurança...há mais de 10 anos...
https://www.dn.pt/portugal/sul/interior/hospital-do-exercito-em-mafra-assiste-200-cavalos-por-mes--1414251.html

Entretanto além disso o Exército tem uma equipa de demonstração equestre, tem cavalos no Regimento de Lanceiros nº2 (policia do exército), na escola de sargentos (para a formação dos sargentos qp do exército), em mafra para os oficiais da academia militar, que inclui os oficiais da gnr, e os putos do colégio militar e pupilos do exército.

https://www.exercito.pt/pt/informa%C3%A7%C3%A3o-p%C3%BAblica/not%C3%ADcias/172
[/quote]

Fantástico!!!

Pretende-se então justificar a existência de centenas de cavalos pelo facto de um praça ter tido um curso qualquer de formação na área, de o Hospital de Solípedes poder (repito, "poder"!) prestar assistência a outras forças de segurança e da existência de uma equipa de demonstração equestre (é claro que o Exército tinha de ter qualquer coisa do género, não é?)

Fantástico!
Na realidade - e esse era o meu ponto - não há qualquer motivo operacional que justifique a existência deste números de cavalos no Exército - para além do facto de os oficiais gostarem muito de praticar equitação!
E num contexto de redução dramática de verbas e orçamentos com as Forças Armadas (com os quais não estou de acordo, note-se) este é para mim um dos exemplos de desperdício que ainda subsistem na instituição militar.
Os exércitos hoje em dia já não são hipomóveis, já não comem carne de cavalo e já não há unidades montadas a cavalo em parte nenhuma do mundo - com excepção do Afeganistão, talvez.

O Exército devia rapidamente realizar algumas reformas para que a sua credibilidade em termos de racionalização de custos fosse real. Mas não.
Confrontado com os orçamentos diminutos dos últimos anos - que são reveladores de uma falta de sentido de Estado dos nossos governantes, isso nem se discute - foi  sempre a muito custo que realizou qualquer medida estrutural de ajustamento, antes tendo quase sempre preferido pela diminuição do seu produto operacional que, em última análise, é o que justifica a sua existência.
Daí que a redução do número de oficiais superiores seja uma coisa ridícula, a proliferação de quartéis e destacamentos seja uma coisa inconcebível, a manutenção de 3 bandas de música nas FA's seja incompreensível, o número de cavalos, etc, etc,

Era esse o meu ponto....
 

*

sivispacem

  • Perito
  • **
  • 356
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 8 vez(es)
  • +13/-1
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3683 em: Maio 13, 2019, 05:22:58 pm »


Por acaso a utilização de cavalos e burros fazem sentido em ambientes montanhosos, especialmente no contexto de forças de operações especiais/especializadas. Os americanos usaram cavalos locais no Afeganistão no início das operações e os alemães usam burros nas suas unidades de montanha. Para nós, que temos um território montanhoso, os cavalos podem ser úteis nesse sentido (tanto para treino como para utilização em locais de dificil acesso). Não para utilizar na planície alentejana. Aí seriam um desperdício de carne no contexto militar e de dinheiro porque manter um cavalo é caro.

Por falar nisso, não percebo porque é que não se usam os cavalos para fazer o patrulhamento das florestas.

[/quote]

hahahaha..... os americanos tiveram uma equipa projectada no Afeganistão logo a seguir ao 11/9 que andar a cavalo por ser esse o único meio de transporte existente )até houve um filme muito giro sobre isso.... :) )

Mas seguramente que não falava a sério quando referiu esse facto como podendo ser justificativo da excistência de cavalos entre nós, circunstância em que eu lhe perguntaria qual a doutrina de utilização do cavalo no EP, quais os efectivos treinados (forças especiais  ou outras), etc etc,
A resposta é óbvia: zero equipas treinadas e nada previsto em termos de doutrina e/ou necessidades de utilização.

Os caso alemão que refere (e não são cavalo, são mulas!) é semhante ao italiano e austríaco (creio). Estes países têm um importante zona montanhosa - os Alpes - e forças especialmetne treinadas e equipadas para operarem neste ambiente. Os EUA também (a 10ª Divisão) e não consta que tenham cavalos na sua ordem de batalha.

Por isso não tente defender o indefensável

 :bang: :N-icon-Axe: :N-icon-Axe:
 

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1211
  • Recebeu: 189 vez(es)
  • Enviou: 163 vez(es)
  • +33/-4
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3684 em: Maio 13, 2019, 05:35:16 pm »
sivispacem percebi o ponto de vista. O despesismo associado à manutenção desta frota equina, mais os veiculos ajustados ao transporte dos referidos animais mais os gastos veterinários que apesar de internos custam dinheiro e a tal verba para alimentação dividida com os canídeos.

Mas em relação às bandas são 3 efetivamente, depois também temos a GNR com banda normal mais a charanga a cavalo...mas não sei se este quadro lhe é familiar mas olhando para ele a partir da página nº 138....a despesa com os animais é infima.

https://assets.exercito.pt/SiteAssets/DARH/OE/2015/OEMAI15.pdf

aqui uma pequena explicação da componente da GNR:
http://defesanacionalpt.blogspot.com/2011/12/gnr-tem-melhor-charanga-cavalo-do-mundo.html
« Última modificação: Maio 13, 2019, 05:37:01 pm por raphael »
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

Lusitan

  • Membro
  • *
  • 169
  • Recebeu: 44 vez(es)
  • Enviou: 43 vez(es)
  • +96/-4
  • Hic et Ubique
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3685 em: Maio 14, 2019, 01:07:06 pm »
[/quote author=sivispacem link=topic=5068.msg311703#msg311703 date=1557764578]

hahahaha..... os americanos tiveram uma equipa projectada no Afeganistão logo a seguir ao 11/9 que andar a cavalo por ser esse o único meio de transporte existente )até houve um filme muito giro sobre isso.... :) )

Mas seguramente que não falava a sério quando referiu esse facto como podendo ser justificativo da excistência de cavalos entre nós, circunstância em que eu lhe perguntaria qual a doutrina de utilização do cavalo no EP, quais os efectivos treinados (forças especiais  ou outras), etc etc,
A resposta é óbvia: zero equipas treinadas e nada previsto em termos de doutrina e/ou necessidades de utilização.

Os caso alemão que refere (e não são cavalo, são mulas!) é semhante ao italiano e austríaco (creio). Estes países têm um importante zona montanhosa - os Alpes - e forças especialmetne treinadas e equipadas para operarem neste ambiente. Os EUA também (a 10ª Divisão) e não consta que tenham cavalos na sua ordem de batalha.

Por isso não tente defender o indefensável

 :bang: :N-icon-Axe: :N-icon-Axe:
[/quote]

Os americanos tiveram mais do que uma equipa projectada. Têm estudos sobre a utilização dos cavalos e outros animais em operações especiais:
https://fas.org/irp/doddir/army/fm3-05-213.pdf

Eu não estou a justificar a existência de cavalos entre nós. Estou a criticar a não existência de uma doutrina de utilização dos mesmos. Ter cavalos por ser bonito e fazer parte da história do exército é uma burrice. Ter cavalos para os utilizar em áreas montanhosas e arborizadas (metade do país - de difícil acesso) tanto como animais de carga ou como meios de transporte é boa utilização de recursos.
No caso duma hipotética invasão e ocupação do território nacional as nossas forças armadas ficarão rapidamente privadas de combustível. Aí os Pandur, Vamtac, etc. não vão servir de nada. Os locais mais defensáveis em Portugal são áreas montanhosas e não é por acaso que o CTOE está em Lamego. As acções de guerrilha estão inseridas na doutrina militar portuguesa com o objectivo de ganhar tempo para o eventual desembarque de tropas aliadas. Ter animais de carga como alternativa a veículos a combustível pode ser uma ópção válida para abastecer ou até mesmo transportar algumas forças especiais. Não vejo, por isso, a existência dos cavalos no exército como desperdício de dinheiro. Vejo, isso sim, como desperdício de dinheiro o seu não aproveitamento correcto.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14890
  • Recebeu: 946 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +146/-148
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3686 em: Maio 14, 2019, 04:40:09 pm »
Citar
Os Objetivos Gerais da Equitação Militar no Exército são:

“Assegurar, prioritariamente, a formação aos futuros Oficiais e Sargentos do quadro permanente, na Academia Militar (AM), na Escola de Sargentos do Exército (ESE) e na Escola das Armas (EA), contribuindo para um mais completo desenvolvimento moral e psicomotor dos futuros quadros do Exército, colocando a tónica no apuramento das características associadas à liderança. Com o mesmo sentido, garantir esta formação aos alunos dos Estabelecimentos Militares de Ensino;

Divulgar a imagem do Exército junto da sociedade civil, nacional e estrangeira, transmitindo uma mensagem de organização, aprumo, disciplina e rigor;

Garantir a formação de especialistas de equitação, onde se incluem os quadros (formadores), os desbastadores e tratadores hipo, por forma a assegurar o cumprimento das suas tarefas com competência e contribuir para preservar e desenvolver o conhecimento equestre da escola militar;

Enquadrar e apoiar a prática da equitação pelos militares, nas unidades e estabelecimentos onde estejam reunidas as condições para o efeito;

Constituir fator de atração para o ingresso no regime de voluntariado e de contrato, nomeadamente pela certificação das especialidades militares nesta área, mormente desbastador, tratador hipo e siderotécnico;

Quando determinado superiormente, colaborar em outras missões de interesse público (OMIP), nomeadamente ações de prevenção e deteção de incêndios;

Manter as relações institucionais que se revelem importantes para a equitação militar e vantajosas para o Exército;

Assegurar o apoio administrativo-logístico, base da sustentação do sistema da equitação militar.” (Regulamento de Equitação Militar, 2015).

Fonte: https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/15203/1/645_Equita%C3%A7%C3%A3o%20Militar%20na%20Academia%20Militar%20%E2%80%93%20Perspetivas%20dos%20Mestres%20e%20Instrutores.pdf

Já agora:

https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/7984/1/Equita%C3%A7%C3%A3o%20Militar%20-%20An%C3%A1lise%20de%20modelos%20de%20forma%C3%A7%C3%A3o%20de%20formadores_Asp%20CAV%20David%20Silva.pdf

7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14890
  • Recebeu: 946 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +146/-148
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3687 em: Maio 14, 2019, 04:53:58 pm »
Eu não estou a justificar a existência de cavalos entre nós. Estou a criticar a não existência de uma doutrina de utilização dos mesmos. Ter cavalos por ser bonito e fazer parte da história do exército é uma burrice. Ter cavalos para os utilizar em áreas montanhosas e arborizadas (metade do país - de difícil acesso) tanto como animais de carga ou como meios de transporte é boa utilização de recursos.
No caso duma hipotética invasão e ocupação do território nacional as nossas forças armadas ficarão rapidamente privadas de combustível. Aí os Pandur, Vamtac, etc. não vão servir de nada. Os locais mais defensáveis em Portugal são áreas montanhosas e não é por acaso que o CTOE está em Lamego. As acções de guerrilha estão inseridas na doutrina militar portuguesa com o objectivo de ganhar tempo para o eventual desembarque de tropas aliadas. Ter animais de carga como alternativa a veículos a combustível pode ser uma ópção válida para abastecer ou até mesmo transportar algumas forças especiais. Não vejo, por isso, a existência dos cavalos no exército como desperdício de dinheiro. Vejo, isso sim, como desperdício de dinheiro o seu não aproveitamento correcto.

Qualquer Oficial ou Sargento do QP teve formação a esse nível. Em Portugal não há tropas de montanha, o que há são nas Tropas Especiais há alguma formação a esse nível, sendo a FOEsp aquela onde leva de uma forma mais profunda a formação a esse nível, bem como equipamento especifico para a prática de montanhismo e à guerra nesse tipo de teatro de operações. Salvo erro no Regimento de Guarnição da Madeira há um Pelotão (?), com formação a esse nível, só que está relacionado com o apoio às populações e não na sua componente tática.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14890
  • Recebeu: 946 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +146/-148
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3688 em: Maio 18, 2019, 02:15:17 pm »



Fonte: Serrano Rosa
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14890
  • Recebeu: 946 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +146/-148
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3689 em: Maio 23, 2019, 10:07:25 am »
23 maio 2019 Bom dia para toda a Família Paraquedista



Fonte : Serrano Rosa :G-beer2:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

 

Video "RANGERS"

Iniciado por Nuno

Respostas: 2
Visualizações: 3556
Última mensagem Janeiro 22, 2007, 12:41:35 pm
por Cabeça de Martelo
Mama Sume: Comandos na Fuerzas Militares del Mundo

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 0
Visualizações: 1612
Última mensagem Janeiro 02, 2013, 04:15:09 pm
por Pedro Monteiro
Steyr TMP ou Brugger+Thomet MP 9 usada pelos Páras no Afeg.?

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 13
Visualizações: 9791
Última mensagem Fevereiro 01, 2009, 07:17:29 pm
por ACADO
Doutrinas operacionais dos Comandos e Operações Especiais

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 22
Visualizações: 9905
Última mensagem Setembro 24, 2005, 01:36:12 pm
por Cabeça de Martelo
Reportagem sobre uma patrulha dos comandos no Afegnistão

Iniciado por Nuno Bento

Respostas: 12
Visualizações: 4672
Última mensagem Dezembro 11, 2005, 05:21:19 pm
por [Mumia_]