MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses

  • 1212 Respostas
  • 215622 Visualizações
*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3541
  • Recebeu: 1567 vez(es)
  • Enviou: 611 vez(es)
  • +333/-33
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1005 em: Maio 02, 2019, 12:30:27 pm »
Duas fragatas modernas são FREEM ou Alvaro de Bazan, não o que temos actualmente. Se me disserem que prescindimos do LPD e vamos comprar uma Type 26, da modernização das VDG e compramos outra ainda vá. Agora bater palmas porque vão ser dados mais 45 milhões para uma fragata a caminho dos 30, onde só os sensores novos custam mais que a dita modernização total, é mais ser "Velho do Restelo".  ;)

Uma possibilidade é os 300 milhões do LPD + venda das MEKO (100 milhões?) e ir com esses 400 milhões para uma das projectadas novas M holandesas (e belgas)... faltam uns 600 milhões para a 2ª (e parte da 1ª), eu sei...

Eu não bato palmas a um MLU das MEKO por 45 cada... mas vender 1 e investir 70/ cada nas outras 2 seria hipótese? Não sei, como disse anteriormente investir 135 nas Meko é um erro, mais valia irmos para NPO Meko e poupar para 2 fragatas decentes...   

Cada dia que passa maiores são as probabilidades  dos NPO's virem a ser melhorados e até existir uma versão de combate, tais são as limitações e entraves e atrasos ao programa de melhoria das VdG, ou aquisição de fragatas NOVAS ! A meu ver existem duas hipóteses para contornar o problema :

A) Se o valor para a modernização é de 120 milhões, o suficiente para construir dois NPO, e provavelmente o valor de venda das Fragatas vendidas hoje seria de cerca de outros 120 milhões, valor por baixo, já haveria pilim para quatro NPO's, ficando a faltar era a verba para as ditas melhorias, mas isto, se avançássemos para quatro unidades, se optassemos por três NCO's, devidamente armados e equipados, a verba de 240 milhões era mais que suficiente !

http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=12482.90

B) Na minha opinião, Portugal não necessita de possuir os previstos Dez NPO's. Oito destes navios são suficientes para as missões de patrulha que lhes são atribuídas, mais as restantes missões, frontex, show the flag nos Palops e afins. Os custos da construção de duas unidades, 120 milhões, poderiam ser encaminhados para o MLU das VdG, libertando a verba total alocada para a aquisição do NPL.
Mas mais, uma vez que as datas previstas para a construção/entrega dos nono e décimo NPO, estão calendarizadas para 2025 e 2026, e, se após a compra do NPL, e, esta data, 2025, se constatasse que necessitávamos dos dois NPO's restantes, a verba inicial orçamentada, para tal estaria pronta para ser utilizada !

Abraços
« Última modificação: Maio 02, 2019, 01:53:31 pm por tenente »
 

*

LM

  • Analista
  • ***
  • 718
  • Recebeu: 106 vez(es)
  • Enviou: 648 vez(es)
  • +89/-0
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1006 em: Maio 02, 2019, 02:22:04 pm »
Se acontecer, para mim, é "pior a emenda que o soneto" - os NPO, mesmo adicionando radar+EW+Simbad-RC+etc, não são navios de combate... não devem substituir fragatas; mais compreendo a existencia temporária de Meko como fragatas de "2ª linha", que façam as vezes de NPO bem equipados em sítios tipo Africa e impedem o "numero" global de fragatas de diminuir - claro que devíamos era ter no mínimo 5 fragatas decentes e uns 3 NPO bem equipados, para irem para Africa mas isso  :(   
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2680
  • Recebeu: 1112 vez(es)
  • Enviou: 2337 vez(es)
  • +350/-54
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1007 em: Maio 02, 2019, 02:36:16 pm »
Para quem se esqueceu, recordo a entrevista do VALM António Maria Mendes Calado à Janes, concedida há uns dois ou três anos atrás. Dá para ver a merda de MLU prevista para as VdG. Estourar 120 milhões num programa destes, direcionado a navios com quase 30 anos, vai ficar nos já longos e prolíficos anais do desperdício tuga.

Citar
The Portuguese Navy's fleet of large surface combatants is made up of two Bartolomeu Dias (Karel Doorman/M)-class and three Vasco da Gama (MEKO 200)-class frigates which, despite being small in number and with some capability limitations, enable Portugal to contribute to collective security missions.

Both frigate classes will be modernised in the near future, but while the Bartolomeu Dias class will undertake a major refit for future NATO operations, the Vasco Da Gama class will receive a more limited modernisation that will necessitate repurposing the frigates for low-intensity missions only.

Portugal ordered the two ex-RNLN Karel Doorman M frigates when they became surplus to requirements in the Netherlands to replace its four 1960s-vintage Joao Belo-class frigates.

The frigates are fitted with two quad launchers for Harpoon Block 1C missiles, a Mk 48 vertical launch system for 16 SeaSparrow missiles, one Oto Melara 76 mm/62 compact as a primary gun, one Goalkeeper close-in weapon system, and two Mk 46 Mod 5 torpedoes, and they can embark the navy's Super Lynx helicopters.

The navy was originally planning to procure second-hand Oliver Hazard Perry-class frigates from the United States, but instead opted for the Karel Doormans on the basis that they were newer, better equipped, and had more commonality with the navy's Vasco da Gama-class frigates.

"We've been using the M-frigates in a very intensive way and they're proving themselves very well," said Vice Adm Mendes Calado. "I think the decision to buy them was a very clever decision in terms of technology, and the ship is more compatible with our Vasco da Gama class. They are the same technological age. We started our programme for the Vasco da Gama class in 1991 and the M-class frigates are from 1994 - so we can say they are sister ships in terms of technology," he said. "In addition, the Oliver Hazard Perry class are very old ships that need large crews, and with the Karel Doorman class, one of the big advantages is that it can be operated and fully explored in terms of capability with less people. And for us, personnel is the main resource challenge; if we have ships needing less human resources, it's better for us."

Work will include installing new combat management and electronic-warfare (EW) systems, and upgrading the sonar, Goalkeeper weapon and Harpoon missile fire-control systems. The frigates'Mk 46 lightweight torpedoes launching system will be upgraded to the Mk 54 standard, which performs better in littoral waters, while the SeaSparrow point defence missile system will be replaced with the Evolved SeaSparrow Missile (ESSM).

Vice Adm Mendes Calado said that Bartolomeu Dias will enter its MLU next year, with work to be carried out over 15 months. Dom Francisco de Almeida will follow in 2019, with the aim that work on both is completed by or before 2020.
After the M-frigates have completed their MLU the navy will then turn to modernising its three Vasco Da Gama-class ships, he said.

Built in Germany to the Blohm + Voss MEKO200PN design, the Vasco Da Gama-class frigates were commissioned into service in 1991. Their equipment fit includes a single 100 mm gun, an Mk 29 octuple launcher for RIM-7P NATO SeaSparrow missiles, eight Harpoon anti-ship missiles, Mk 46 Mod 5 lightweight torpedoes, and a Phalanx Block 1B close-in weapon system. The ships have also received modifications to enable them to serve as NATO flagships.

The planned upgrade has been scaled back due to budgetary constraints. According to Vice Adm Mendes Calado, work will include a new integrated communication system and a new integrated platform management system. The modernisation of the combat system and sensors is still under discussion, but the ships will not receive ESSMs or Harpoon Block II missiles. "The combat system won't be as capable as the one we're going to install in the M-frigates," the admiral noted.

In light of the reduced modernisation plans the Vasco Da Gama frigates will be mainly engaged in low- and medium-intensity operations and will therefore be restricted to smaller-scale contingency operations and deployments. In spite of this, Vice Adm Mendes Calado said his aim was to keep the frigates "as high-intensity as possible" under the circumstances. "My aim is to keep those ships as respected combat ships," he said.

https://www.janes.com/images/assets/120/71120/Fleet_regeneration_Portugal_shapes_up_a_modern__balanced_fleet.pdf
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7605
  • Recebeu: 318 vez(es)
  • Enviou: 539 vez(es)
  • +154/-200
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2321
  • Recebeu: 1108 vez(es)
  • Enviou: 605 vez(es)
  • +409/-150
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1009 em: Maio 04, 2019, 10:45:25 am »
Agora vai

https://www.facebook.com/159252640762594/posts/2370348346319668/?app=fbl

Tanto andaime no mastro para não colocarem o SeaWatcher 100? :mrgreen: ::)



E o Gatekeeper também vem ou nem por isso?
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Cláudio C.

  • Membro
  • *
  • 256
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 24 vez(es)
  • +5/-0
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1010 em: Maio 04, 2019, 10:53:49 am »
Agora vai

https://www.facebook.com/159252640762594/posts/2370348346319668/?app=fbl

Tanto andaime no mastro para não colocarem o SeaWatcher 100? :mrgreen: ::)



E o Gatekeeper também vem ou nem por isso?


Os andaimes são para retirar o Gatekeeper. Chegou-se à conclusão que não e necessário  :mrgreen:
E Pluribus Unum
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3541
  • Recebeu: 1567 vez(es)
  • Enviou: 611 vez(es)
  • +333/-33
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1011 em: Maio 04, 2019, 11:02:50 am »
Agora vai

https://www.facebook.com/159252640762594/posts/2370348346319668/?app=fbl

vai, vai, mas não sabemos bem para onde....... ;)
O que também vai, mas borda fora, são os €100 milhões, nos upgrades destas duas fragatas ! ::)
Será que é agora que vão " enfiar pelos 04 buracos ", no mastro, o Seawatcher ?????  :mrgreen:

Abraços
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1073
  • Recebeu: 191 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +46/-16
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1012 em: Maio 04, 2019, 02:27:45 pm »
Vocês não percebem nada disto. Então os andaimes vão servir para irem lá os marinheiros (4, um em cada direcção) para fazer o rastreio do espaço aéreo e marítimo à volta do navio. Isto é, farão o papel de radar, seguindo à risca o que acontecia na época dos descobrimentos.  :mrgreen:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, NVF

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7605
  • Recebeu: 318 vez(es)
  • Enviou: 539 vez(es)
  • +154/-200
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1013 em: Maio 05, 2019, 01:18:03 pm »
Os andaimes são para porem os autocolantes a fazerem de Seawatcher :mrgreen:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1073
  • Recebeu: 191 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +46/-16
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1014 em: Maio 05, 2019, 01:23:17 pm »
Ou então é propositado para aumentar a sua assinatura de radar, fazendo-se passar por um porta-aviões. O inimigo vê nos radares 2 Nimitz, até se assusta e não nos chateia mais. :o
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7605
  • Recebeu: 318 vez(es)
  • Enviou: 539 vez(es)
  • +154/-200
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1015 em: Maio 05, 2019, 01:26:15 pm »
Nah.

São decalques de topo, qualidade de primeira, encomendados à Revell, à escala 1/1!
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1073
  • Recebeu: 191 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +46/-16
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1016 em: Maio 05, 2019, 01:30:37 pm »
Eu realmente ainda estou para ver o que traz este MLU... Um mastro novo só para convencer os desconhecedores que temos duas fragatas com Aegis. Será que uns autocolantes, ou placas em esferovite, com a forma e dimensão das placas de radar dos Aegis enganam bem?  ::)
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7605
  • Recebeu: 318 vez(es)
  • Enviou: 539 vez(es)
  • +154/-200
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1017 em: Maio 05, 2019, 01:36:20 pm »
É que realmente não faz sentido nenhum, para isso tinham mantido o mastro original.

Se é mesmo apenas para fazer fogo de vista, sem nada lá dentro, então é ridiculo e cómico/trágico.

Mas como ninguém sabe ( deve saber-se mais acerca dos Zumwalt do que acerfa deste super-hiper-mega MLU ), tenhamos esperança num milagre.
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cláudio C.

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1073
  • Recebeu: 191 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +46/-16
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1018 em: Maio 05, 2019, 01:41:02 pm »
Cá para mim mudaram de ideias já a meio da modernização, quando o novo mastro estava a ser preparado/colocado. Espero estar enganado.

Um mastro oco seria realmente o cúmulo do ridículo. Só falta dizer que não há mísseis ESSM Block 2 também, para dizer que o navio ficou na mesma.  ???
 

*

Cláudio C.

  • Membro
  • *
  • 256
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 24 vez(es)
  • +5/-0
Re: MLU às VdG e/ou BD - Hipóteses
« Responder #1019 em: Maio 05, 2019, 02:49:35 pm »
Cá para mim mudaram de ideias já a meio da modernização, quando o novo mastro estava a ser preparado/colocado. Espero estar enganado.

Se tivesse que apostar seria nisso. E com muita convicção.
E Pluribus Unum