OGMA

  • 57 Respostas
  • 27261 Visualizações
*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2195
  • Recebeu: 57 vez(es)
  • Enviou: 116 vez(es)
  • +14/-0
    • http://forumdefesa.com
(sem assunto)
« Responder #15 em: Julho 28, 2008, 01:35:14 am »
Cada vez me parece mais evidente que a FAP vai acabar por adquirir o C-390.
Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos
 

*

pedro

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #16 em: Julho 28, 2008, 02:39:04 pm »
Talvez Portugal participe no projecto? :roll:
Cumprimentos
 

*

comanche

  • Investigador
  • *****
  • 1799
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #17 em: Julho 28, 2008, 08:27:05 pm »
Aeronáutica: Projecto da Embraer em Évora inicia cluster aeronáutico em Portugal - ministro da Defesa


Citar
Évora, 28 Jul (Lusa) - O ministro da Defesa Nacional, Nuno Severiano Teixeira, destacou hoje o carácter "estruturante" do projecto que a empresa brasileira de aeronáutica Embraer vai concretizar em Évora, afirmando-se convicto que constituirá a base para o desenvolvimento de um cluster aeronáutico.

"O que é essencial são as condições que estão criadas para o desenvolvimento do cluster aeronáutico", afirmou Nuno Severiano Teixeira, após a assinatura de acordos para a instalação de duas unidades fabris junto do Aeródromo Municipal de Évora.

A brasileira Embraer, a terceira maior empresa mundial de fabrico de aeronaves, vai instalar em Évora uma unidade para fabrico de estruturas metálicas (asas) e outra para produção de materiais compósitos (caudas), num investimento inicial de 148 milhões de euros e que recebe incentivos do governo português.

Os dois "centros de excelência", como são classificados pela Embraer, permitirão criar cerca e 570 postos de trabalho directos e mais de mil indirectos.

Depois do acordo assinado sábado entre a empresa brasileira e o governo português, foram hoje celebrados contratos relativos à cedência de terrenos entre a Embraer e a Câmara Municipal de Évora.

Numa cerimónia, no salão nobre dos Paços do Concelho de Évora, em que também participou o coordenador do Plano Tecnológico, Carlos Zorrinho, o ministro da Defesa Nacional testemunhou o "significado político" que o governo português atribui a este projecto, que classificou de "estruturante".

"É importante que o cluster aeronáutico dê os primeiros passos na cidade de Évora", declarou Nuno Severiano Teixeira, manifestando esperança que este projecto "possa dar um impulso" a novos investimentos nacionais e estrangeiros no sector aeronáutico.

O ministro destacou ainda o "salto qualitativo" que o projecto permite a Portugal dar, passando da manutenção aeronáutica para a fabricação de componentes para aviões.

Satisfeito por receber o investimento brasileiro, o presidente da Câmara Municipal de Évora, José Ernesto Oliveira, disse ser este o "momento de esquecer os que teimam permanecer na postura de Velhos do Restelo".

Abrindo a "janela do futuro", o autarca alentejano apontou o "caminho do sucesso", que passa, além da ind��stria aeronáutica, por uma estação na ligação ferroviária de alta velocidade entre Lisboa e Madrid, pela Universidade e pelo turismo de qualidade.

"O resultado disto tudo é o sucesso e a excelência", afirmou José Ernesto Oliveira, no "início de uma grande viagem" que torna Évora na "capital da indústria aeronáutica" em Portugal.

A autarquia vai disponibilizar à empresa brasileira terrenos a custos reduzidos, redução nas taxas e impostos municipais e facilidade nas infra-estruturas.

Além de outros investimentos ligados ao sector aeronáutico, nomeadamente numa unidade de helicópteros, para a cidade alentejana está também previsto um outro projecto para a construção de aviões, o Skylander, promovido pelo grupo francês GECI Internacional.

O projecto do Skylander, da responsabilidade da Sky Aircraft Industries, criada pela GECI em parceria com investidores portugueses, envolve um investimento de mais de 100 milhões de euros, incluindo a construção de uma fábrica também na zona do aeródromo municipal de Évora.

A Sky Aircraft Industries prevê produzir 1.100 aviões, entre 2011 e 2027, estando o voo do primeiro protótipo previsto para finais de 2009.

O projecto, que já reúne mais de 400 promessas de compra, muitas delas para o Dubai, prevê criar 3.000 postos de trabalho, 900 directos e os restantes indirectos.

MLM.

Lusa/Fim

 

*

jmg

  • Analista
  • ***
  • 637
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #18 em: Agosto 24, 2008, 11:59:09 am »
Citação de: "Jorge Pereira"
Cada vez me parece mais evidente que a FAP vai acabar por adquirir o C-390.

E então o A-400?
Não te fies de mim, se te faltar valentia.
(Inscrição gravada num antigo punhal.Autor desconhecido)

ΜΟΛΩΝ ΛΑΒΕ
 

*

Cabecinhas

  • Investigador
  • *****
  • 1509
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #19 em: Setembro 02, 2008, 04:30:20 pm »


Jornal Meia-Hora
Um galego é um português que se rendeu ou será que um português é um galego que não se rendeu?
---
 

chegada das aeronaves Líbias e Argelinas para manutençao
« Responder #20 em: Outubro 17, 2008, 02:04:33 am »
Quando irão chegar às aeronaves Líbias e Argelinas para manutenção nas OGMA? Só em 2009?
 

*

xerilabu

  • 3
  • +0/-0
As mentiras da minha empresa!!! OGMA
« Responder #21 em: Dezembro 08, 2008, 12:13:42 am »
Olá!!! Não pude de me surpreender com tamanhas notícias (boas) que me têm dado tanto que falar e discutir com os meus colegas de trabalho...
Infelizmente, o que tenho para dizer é uma queixa de mais de 2000 trabalhadores OGMA, há muitos contratos que a empresa tem conseguido "ganhar" (nem sei como!!), mas as dificuldades impostas para com os trabalhadores é brutal, desde despedimentos por trabalhadores não fazerem o trabalho sem protecção adequada a despedimentos por não aceitarem missões no estrangeiro!!! Sim coisitas que temos pleno direito de exigir... mas que se arrastam em tribunais.. e no fim nada se consegue!!! Dinheiro? 42milhoes no programa Pilatus???? Para onde??? Os BMW e Mercedes estacionados aqui dentro? Jantares e Almoços? Pequenas festas para alguns?? Meus amigos abram os olhos, anularam direitos dos trabalhadores, faltam ao acordo de empresa que eles próprios o fizeram????? Novos postos de trabalho a ganharem 400 euros a fazer aviões??? Sem formação nem credibilidade? Como é que o INAC ainda não foi pressionado a uma visita surpresa à fabricação? Ou quando poderá ir à manutenção perguntar quem tem carteira de TMA???? Voar num A320 da TAP com manutenção OGMA????? NUNCA!!!!!! Trabalhadores sem formação a reparar aviões? Já me chateio com o meu mecânico pelo carro parar de vez em quando imagino um avião lá em cima!!!!!

Não gosto do Sr Bonini nem com açucar, veio para "chupar" uns euros, promete enquanto ainda tem alguma credibilidade, mas aposto que daqui a 2 ou 3 anos, já cá não está!!!

OBrigado
 

*

xerilabu

  • 3
  • +0/-0
c295 vs c390
« Responder #22 em: Dezembro 08, 2008, 12:17:06 am »
c295

que miséria, tudo parado, falta de peças... e falam que

TALVEZ participe do c390????

hahahahaha

6 ou 8 unidades de 295 por ano!!!!!

O que acham????
 

*

comanche

  • Investigador
  • *****
  • 1799
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #23 em: Abril 20, 2009, 08:22:51 pm »
Aviação: OGMA duplica lucros em 2008, para 5,5 milhões de euros



Citar
Lisboa, 20 Abr (Lusa) - As Oficinas Gerais de Material Aeronáutico (OGMA) fecharam o ano de 2008 com lucros de 5,5 milhões de euros, mais do dobro do realizado em 2007, indica uma nota da empresa à qual a Lusa teve acesso.

De acordo com a mesma nota, distribuída aos trabalhadores, "os resultados do exercício reflectem já um esforço da gestão no sentido de preparar a empresa para um período de crise generalizada cujos efeitos começaram a ser sentidos no segundo semestre" de 2008.

O trabalho de contenção, acrescenta a nota, "passou por diversas medidas restritivas a gastos, redução nos investimentos e nas despesas".
 

*

Instrutor

  • Investigador
  • *****
  • 1310
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #24 em: Abril 22, 2009, 06:31:26 pm »
OGMA assinam hoje um contrato com a aviação líbia para a manutenção de 4 C-130 e com o objectivo de vir tambem modernizar caças da líbia.

Fonte: noticiario da RFM
"Aqui na Lusitanea existe um povo que não se governa nem se deixa governar" voz corrente entre os Romanos do Séc. I a.C
 

*

zeNice

  • 258
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #25 em: Abril 22, 2009, 06:53:55 pm »
Quem é que disponibiliza estes fundos para remodelações / novos veículos para defesa? Ministro da Defesa? o Sócrates tem influência?
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6711
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 194 vez(es)
  • +130/-0
Re: OGMA
« Responder #26 em: Maio 17, 2011, 10:41:14 am »
Citar
By VMSB

Portuguese company OGMA-Indústria Aeronáutica de Portugal SA has presented at LAAD Defence & Security 2011 exhibition its activities related with the full support of military aircraft like the Lockheed Martin´s C-130 Hercules and P-3 Orion aircraft including the aircraft, engines and components.

OGMA- Indústria Aeronáutica de Portugal SA is owned by the Portuguese holding for defence industries Empordef-Empresa Portuguesa de Defesa SGPS SA and by the Brazilian aerospace manufacturer Embraer Defence & Security.

OGMA-Indústria Aeronáutica de Portugal SA is involved in the modernization of Brazilian Air Force (Força Aérea Brasileira-FAB) Lockheed Martin P-3 Orion maritime patrol aircraft. The upgrade project is being carried by Airbus Military.

http://defesaglobal.wordpress.com/
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6711
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 194 vez(es)
  • +130/-0
Re: OGMA
« Responder #27 em: Junho 01, 2011, 11:34:12 pm »
Citar
By VMSB

Portuguese company OGMA-Indústria Aeronáutica de Portugal SA carry maintenance works on French Army (Armée de Terre) Eurocopter SA330BA tactical transport helicopters operated by the ALAT (Aviation Légère de l’Armée de Terre) light aviation unit.

The contract includes maintenance of Turbomeca Turmo IIIC4 engines and of some components at every 600/800 flight hours.

The ALAT have in service 96 Puma´s and is to keep 45 helicopters until 2025.

The company won few years ago a contract to provide maintenance services to French Air Force (Armée de l´Air) 14 Lockheed Martin C-130H Hercules transport aircraft but the contract has been terminated due to the low quality of services provided by the Portuguese company.

http://defesaglobal.wordpress.com/
 

*

GI Jorge

  • 617
  • +0/-0
Re: OGMA
« Responder #28 em: Junho 14, 2011, 12:13:55 am »
Citação de: "PereiraMarques"
Citar
By VMSB

Portuguese company OGMA-Indústria Aeronáutica de Portugal SA carry maintenance works on French Army (Armée de Terre) Eurocopter SA330BA tactical transport helicopters operated by the ALAT (Aviation Légère de l’Armée de Terre) light aviation unit.

The contract includes maintenance of Turbomeca Turmo IIIC4 engines and of some components at every 600/800 flight hours.

The ALAT have in service 96 Puma´s and is to keep 45 helicopters until 2025.

The company won few years ago a contract to provide maintenance services to French Air Force (Armée de l´Air) 14 Lockheed Martin C-130H Hercules transport aircraft but the contract has been terminated due to the low quality of services provided by the Portuguese company.

http://defesaglobal.wordpress.com/

 :evil:
Confunde-se em Portugal tantas vezes a justiça com a violência que é vulgar não haver reacções contra o crime e haver reacções contra a pena.

Oliveira Salazar
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2327
  • Recebeu: 1113 vez(es)
  • Enviou: 616 vez(es)
  • +424/-154
Re: OGMA
« Responder #29 em: Agosto 29, 2011, 04:40:13 pm »
Citação de: "PereiraMarques"
Citar
By VMSB

Portuguese company OGMA-Indústria Aeronáutica de Portugal SA carry maintenance works on French Army (Armée de Terre) Eurocopter SA330BA tactical transport helicopters operated by the ALAT (Aviation Légère de l’Armée de Terre) light aviation unit.

The contract includes maintenance of Turbomeca Turmo IIIC4 engines and of some components at every 600/800 flight hours.

The ALAT have in service 96 Puma´s and is to keep 45 helicopters until 2025.

The company won few years ago a contract to provide maintenance services to French Air Force (Armée de l´Air) 14 Lockheed Martin C-130H Hercules transport aircraft but the contract has been terminated due to the low quality of services provided by the Portuguese company.

http://defesaglobal.wordpress.com/

Que vergonha! Como é possível fazer isto a uma empresa que, juntamente com o Arsenal do Alfeite, eram as referências pela excelência na construção e reparação militar aérea e naval respectivamente?
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

 

OGMA vão fazer upgrades em oito C130 norte-americanos

Iniciado por Tiger22

Respostas: 1
Visualizações: 1914
Última mensagem Março 26, 2004, 10:32:48 pm
por Ricardo Nunes
Projecto Embraer/OGMA para Novo Avião de Transporte

Iniciado por Mar Verde

Respostas: 26
Visualizações: 20426
Última mensagem Fevereiro 23, 2010, 01:17:04 pm
por pedro
OGMA atinge mais de 100M€ de lucros operacionais

Iniciado por Tiger22

Respostas: 1
Visualizações: 1874
Última mensagem Março 18, 2004, 04:23:08 pm
por Ricardo Nunes
Novo contrato das OGMA com a Força Aérea Francesa

Iniciado por Tiger22

Respostas: 6
Visualizações: 2900
Última mensagem Julho 22, 2004, 05:10:05 am
por FinkenHeinle
OGMA pode fabricar peças para a Airbus

Iniciado por alfsapt

Respostas: 0
Visualizações: 1908
Última mensagem Junho 16, 2005, 06:15:09 pm
por alfsapt