Moçambique 'francófono'

  • 5 Respostas
  • 4630 Visualizações
*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4136
  • Recebeu: 27 vez(es)
  • +47/-0
Moçambique 'francófono'
« em: Setembro 29, 2006, 04:34:57 pm »
Moçambique: País admitido na Francofonia como membro observador

Maputo, 29 Set (Lusa) - Moçambique foi admitido como membro observador da Organização Internacional da Francofonia (OIF) na última quinta-feira em Bucareste, onde decorreu a 11ª Cimeira da organização.

      Moçambique, que endereçou o pedido formal de adesão à OIF no início deste ano, passa a fazer parte das principais comunidades linguísticas internacionais: Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Comunidade dos Países de Língua Inglesa (Commonwealth) e a Organização da Conferência Islâmica.

      O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, considerou que este passo "abre uma nova janela de oportunidades para o país aceder a experiências e saberes de grande relevo para acelerar a implementação da agenda nacional de luta contra a pobreza".

      "Temos plena certeza de que neste eminente fórum encontraremos a solidariedade que necessitamos para enfrentar os obstáculos que ainda se colocam na nossa caminhada rumo ao bem-estar dos moçambicanos", disse.

      "Reconhecemos igualmente o papel desta organização como um fórum de concertação político-diplomático de busca de uma maior convivência entre nações e de optimização dos benefícios que se podem derivar do processo de globalização", frisou Guebuza.

      O pedido de Moçambique surgiu na sequência da pretensão da OIF de admitir outros países, principalmente do continente africano e da Europa Central e Oriental, não falantes da língua francesa, dispostos a partilhar os princípios fundamentais da Francofonia.

      A integração na Commonwealth foi justificada pelo Governo moçambicano com o facto de todos os países vizinhos de Moçambique terem o inglês como língua oficial.

      No entanto, para a entrada na Organização da Conferência Islâmica terá sido relevante o facto de a religião islâmica ser uma das mais influentes no país, apesar de o governo moçambicano ter defendido a opção com as oportunidades de maior cooperação com os países muçulmanos.

      A OIF congrega 60 países, entre membros, observadores e assistentes, com objectivos centrados na paz, democracia, boa governação, respeito pelos direitos humanos e desenvolvimento sustentável.
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7486
  • Recebeu: 359 vez(es)
  • Enviou: 116 vez(es)
  • +87/-190
(sem assunto)
« Responder #1 em: Setembro 29, 2006, 04:49:09 pm »
Profundo desprezo é a emoção que me suscita esta notícia.
Deixo os comentários para a fauna "progressista" que por aí pulule...
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Nuno Bento

  • Perito
  • **
  • 339
  • Recebeu: 7 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Outubro 02, 2006, 12:47:20 am »
Se Mocambique fosse uma senhora seria aquilo que se pode chamar uma Puta abre se a todos independentemente de existir ou nao qualquer laco historico ou cultural(quando se trata de pedinchar tudo serve, e a estados que nao sao muito diferentes dos miudos que todos os dias me pedem moedas na Rua).
Resta ver o que se segue.... se calhar a china sera o proximo.

A tristeza e ver portugal a gastar milhoes todos os anos com assistencia aos paises da CPLP e ver que isso nao serve de nada pois eles so sao nossos amigos enquanto dermos alguma coisa, se pararmos de dar viram se para outros e nao nos ligam nada.
 

*

Rui Elias

  • Investigador
  • *****
  • 1697
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Outubro 02, 2006, 09:19:41 am »
Moçambique parecce ser um país que "vai a todas", o que até pode nem ser mau na  perspectiva do país.

Tratado-se de um país pobre e sem recursos naturais significativos, esta entrada em "clubes" internacionais pode-lhe abrir as portas para que seja facilitada a entrada de capitais e investimento estrangeiro num país que tenta que a sua economia arranque.

O que não significa que Moçambique esteja de costas voltadas par Portugal.

A meu ver, há que ter calma, porque a entrada de Moçambique no "clube" da fancofonia não traz mal ao mundo.

Aliás, é curioso ver que essa cimeira se raliza num país longe da francofonia, apesar de ter uma língua de raiz latina - a Roménia.
 

*

Gone

  • 2
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Novembro 04, 2007, 11:45:27 pm »
Já pouco me espanta, e sinceramente já pouco á a disser se não, pura ingratidão. :(
 

*

Snowmeow

  • 200
  • +0/-0
Re: Moçambique 'francófono'
« Responder #5 em: Março 25, 2010, 11:23:00 pm »
Caham. se me permite...

Moçambique está para a Organização Francófona como as Ilhas Maurício estão para a CPLP.

As Ilhas Maurício falam português? Não, né?

Dada a aliança/acordo/acerto/seiláoquê entre o Brasil e a França, a adição de Moçambique como membro observador da OIF pode ser estrategicamente vantajosa.
"Não corte uma árvore no Inverno; pois sentirás falta dela no Verão." Jairo Navarro Dias
 

 

Uma aliança militar Brasil-Portugal-Angola-Moçambique

Iniciado por dremanu

Respostas: 52
Visualizações: 16413
Última mensagem Dezembro 22, 2010, 03:35:24 pm
por Cabeça de Martelo
Algumas imagens de Moçambique

Iniciado por papatango

Respostas: 5
Visualizações: 7627
Última mensagem Dezembro 13, 2007, 08:34:53 pm
por papatango
Tensão em Moçambique

Iniciado por Cabecinhas

Respostas: 25
Visualizações: 6632
Última mensagem Março 04, 2019, 10:52:06 am
por Lusitano89